História Diga-me Que Me Ama - O começo de uma nova história - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Ao Haru Ride, Suki-tte Ii Na Yo
Personagens Futaba yoshioka, Kou Mabuchi
Visualizações 31
Palavras 240
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capitulo II - Kou Mabuchi


Fanfic / Fanfiction Diga-me Que Me Ama - O começo de uma nova história - Capítulo 2 - Capitulo II - Kou Mabuchi

Olá sou Kou Mabuchi, tenho 17 anos e estou no ensino médio sou daqueles garotos que não é de se comunicar muito – eu sou tímido até demais – sou alto provavelmente 1,79 de altura, tenho cabelos curtos e negros, sou magro mas tenho força o bastante para dar um soco em alguém.

            Moro sozinho, mas tenho um irmão mais velho que as vezes tenta vir me ver mas acabo fugindo dele e nunca vejo meu pai podemos dizer que odeio ele por não ter ficado aqui quando minha mãe se foi – minha mãe faleceu quando eu tinha 11 anos – além disso gosto de ficar sozinho em casa pensando em como minha vida poderia ser melhor.

            Minha vida escolar não é totalmente maravilhosa, sou inteligente mas não me esforço o bastante em minhas provas podemos dizer que sou popular por conta de ser o número 10 no time de basquete, mas estou literalmente cagando para minha popularidade. Gosto de uma menina que senta em meu lado nas aulas – Chatas pra caramba – da professora de inglês, agora não estou lembrando do nome dela mas ela alegra meus dias quando estou triste ou com tedio – quase sempre – ela sempre está dando uma risada louca quando faço caretas ou quando manda cartinhas dizendo o quando o sotaque da professora é bizarro, porém com ela não consigo conversar se não for assim ela me deixa intrigado e vermelho além de fazer meu coração bater mais rápido.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...