1. Spirit Fanfics >
  2. Diga não as tentações dele >
  3. Prólogo: Não caia nas tentações dele!

História Diga não as tentações dele - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Prólogo: Não caia nas tentações dele!


Busan, South Korean

06:02 AM, 29rd February

Taehyung's room




O suor descia da minha nuca á minhas costas. Nossos gemidos em uníssono poderiam ser comparados a arte por mim. As nossas respirações estavam descontroladas. Sentia seu membro entrando e saindo em um ritmo devagar e com força, de forma bruta. Eu joga minha cabeça para trás enquanto suas mãos pequenas agarravam minhas coxas com força.

Seus lábios eram judia dos por si próprio, mas Jimin, não deixava de sorrir de lado em um tom safado, enquanto sussurra besteiras em meu ouvido. Minha garganta chegava a doer pela forma que só ele sabia me fazer gritar e pedir por mais.


Oh, Park Jimin era uma perdição, um pecado. 


— T-Taehyung ah! - soltou um gemido arrastado antes de continuar a frase – você é tão.. . 






Pera... ISSO É TÃO ERRADO! 





Acordo em um pulo, escutando meu despertador tocar alto. Suspiro frustadoe reviro os olhos, gruninho de raiva vendo minha ereção. Foi apenas um sonho, de novo. – Porra, não podia esperar até eu gozar? – Pensei. Era tão errado, Park Jimin era o maior canalha, gostoso, delicia, ai, para! Bem, eu não iria arriscar.

Me levanto indo fazer minhas higienes matinais, ainda meio desconfortável com o aperto que minha box fazia em meu membro. Jimin poderia ser um mané, – quem usa mané em pleno 2020? – mas era um pecado, que excita qualquer um com seu abdômen definide e suas madeixas loiras. Qualquer um tipo eu... 

Termino de me arrumar indo para a cozinha para logo ir ao inferno mais conhecido como escola. Chegando lá, vejo a mais velha vendo alguma coisa no forno. 

— Bom dia! – Disse em um tom feliz, colocando uma torna impecável de cereja na mesa. 

— Dia. – Digo em um tom desanimada sem tirar os olhos da torta. Só saio quando comer um pedaço dessa torta, nem que chegue atrasado para a aula. 

— Nossa, que mau humor! – Cortou um pecado pequeno e outro grande, colocando o menor em um pratinho e o outro e um pote. – Mas tenho certeza que essa torna vai melhorar seu dia! – Sorrio para ver, me entregando o prato e um garfinho. 

— Se isso não melhorar, nada mais melhora. – Sorrio, comendo. Caralho, sem comentários. Valeu a pena ter acordado hoje.

Não querendo me gabar, mas minha mãe é foda. A mulher é bonita, carismática, fofa e ainda cozinha bem pra caralho. Licença, para ter nascido um Deus grego vulgo eu, tem que ter um bom artista por trás, né? 

Mesmo me apressando um pouco para comer, já que eu iria me atrasar, fiquei satisfeito e ainda ganhei um pedaço para comer no lanche! E depois dessa torta acho que nada pode estragar meu dia. Bem, só achava mesmo. Depois de muito enrolar, vou para a escola, rezando para que eu chegue atrasado e perca a primeira aula. 

Mal chego na escola e já vejo a praga loira vendo em minha direção, com a quele sorriso de lado lindo que tenho uma vontade absurda de dar um beijo e socar! Reviro os olhos já esperando pelo o que ia vir. 

Mas diferente do que eu imaginava, ela apenas piscou e continuou andando, em direção a sala da diretora – que por coincidência, era irmã da mãe dele – com aquele sorrisinho lindo de lado, que só Jesus na causa. Jimin não era um bad boy – quase – ou nada do tipo, não era encrenqueiro ou muito menos santo. Não era popular – famosinho talvez – era apenas um aluno que todos sabiam quem era – até porque ele era sobrinho da diretora – e todos gostavam dele, aparentemente, não tinha inimigos, apenas pessoas que lhe invejavam. 

Mas tudo isso por conta do fato de todos falarem fofocas sobre si. Talvez seu jeitinho encantador não seja lá tão bem visto. Mas os comentários sobre seu último relacionamento — esse que eu nunca soube NADA a respeito – também não ajudavam muito como era visto na escola... 


Estranhei, mas continuei meu caminho. — Park Ji-Min não tentou me cantar ou dar indiretinhas? Como isso? — Abri meu armário e vejo outra praga se encostar no armário ao lado, mas dessa vez era moreno e meu melhor amigo. 

— Por que esse sorriso? – olho Jungkook de soslaio, ainda tendo minha total atenção ao meu armário. 

— Ui, tá de mal humor é? O que foi? Park Jimin não foi te paquerar hoje? – Sorrio de lado provocativo. Mas que pirralho abusado! 

— Me erra, Jungkook! – pego minhas coisas, batendo a porta do meu armário com forma – Como seu eu gostasse desse loirinho de meio tigela! 

— Bem... Não foi isso que sua mãe está contando semana passada para mim... – Ele sorrio começando a andar do meu lado. Mais que bocuda essa mulher! 

Ignoro seus comentários bestas sobre minha pessoa até chegar na sala. Chegando me sento no fundo e olho o mais novo com raiva. 

— Mas que porra, não tem como você calar a boca não?!

— Seu bosta! Só está falando isso porque não quer admitir sua paixão pelo Jimin – disse meio alto, mas acho ninguém da sala ouviu, já que estão todos concentrados em outra coisas que não sejam alheia. – mas apenas por um instante –

— Fala baixo, seu coelho sarnento! Eu vou te agredir! 

— E coelho tem sarna? – me olhou debochado com uma sombrancelha erguida. 

— Você jajá vai ter se não calar a boca! 


Vejo o professor entrar e junto a ele veio Jimin. Encantador como sempre. Ele sorriu para mim, mordendo levemente o lábio me olhando. Solto um suspiro baixo e meio bobo apaixonado, já escutando o pirralho abrir a boca novamente. 


E esse vai ser um longo dia... 


Notas Finais


Man, que medo desse prólogo! Primeiro que eu enrolei muito para postar esse prólogo – estou super insegura com ele e com medo de ter colocado coisa de mais – Tentei deixar curte, mas acho que ficou curte de mais.
Ai, ai, eu fiz até os outros episódios já, mas o prólogo me pegou de jeito. Não sou muito boa com começos k
Vocês sabem o que é estar apaixonada nessa capa???? Quando eu vou mecher na minha galeria e vejo ela, só me dá mais vontade de escrever mais essa fanfic! Aah!
Eu acabei me afastando um pouco e entrando em hiatus, então se eu demorar para postar vocês já sabem o porque ou apenas irie postar nessa fic, sem muitas atualizações.

Espero que vocês tenham gostado, um beijo e um queijo, mesmo eu não gostando de queijo. Beijo virtual, tá? O coronga tá ai kkk
Usem álcool em gel e lavem bem as mãos. 💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...