1. Spirit Fanfics >
  2. Diga Que Me Ama (SEMI) >
  3. Capítulo 21

História Diga Que Me Ama (SEMI) - Capítulo 21


Escrita por:


Capítulo 21 - Capítulo 21


Selena Narrando





Depois daquele mico que passamos no cinema por sermos expulsas, as meninas decidiram ir embora já que estava ficando escuro, chamei a Demi para dormir lá em casa, ela hesitou e eu não entendi o motivo mas de tanto que eu insisti, ela acabou aceitando. Assim que entramos no meu Impala, a morena ligou para a sua mãe para avisar que dormiria na minha fazenda e eu tratei de prestar atenção na estrada já que está escuro. A pista está um pouco movimentada e quando entramos na estrada de terra, me lembrei do dia que a Demi e eu nos beijamos pela primeira vez, sempre que passo por aqui, me recordo desse dia maravilhoso. A morena avisou que seus pais deixaram dormir lá em casa mas obvio que eles passaram para ter cuidado já que a Demi não vai tomar seu remédio depressivo e nem o calmamente, confesso que fiquei um pouco assustada com isso mas me mantive confiante. Assim que chegamos em minha fazenda que está toda escura, entramos em casa e fui iluminando o caminho pelo meu celular, não queria ficar acendendo todas as luzes e depois apaga-las.

- Seus pais não estão em casa? – ela
perguntou, ela parecia estar nervosa.

- Não, hoje de manha eles foram para a fazenda dos meus avôs que fica a duas horas daqui e só voltam amanha de manha – Expliquei enquanto ligava a luz do quarto.

- Ah – ela ficou um pouco pálida – S-
seus irmãos também?

- Uhum – Me sento na cama, começo a tirar meus coturnos – Só ficou apenas eu aqui.

- Porque você não foi? – ela indagou, sua voz saiu um pouco tremula.

- Quis ficar cuidando da fazenda – Dou de ombros – Eu já tinha ido ver meus avôs semanas atrás, então não é problema.

- Entendi – ela se encostou na parede – Então está apenas eu e você?

- Exatamente, eu e você – Sorrio para ela, a mesma fica completamente corada – Você está bem, Demz?

- E-eu estou... – abaixou a
cabeça – Não é nada.

- Tem certeza? Você parece estar
nervosa.

- Eu? Nervosa? – ela riu debochada – Estou normal, Selly.

- Sendo assim – Me levanto e caminho em sua direção sem pressa alguma – Confio em você.

- E-eu acho que v-vou...

- Hey Demz – Corto a sua fala – Você
não me parece bem.

- Estou sim! – exclamou querendo
me provar o contrario.

- Ok, vou ignorar isso ai e fazer algo
melhor.

Colo o meu corpo no seu, deixando-a presa entre mim e a parede, ela arregalou os olhos com a minha audácia e eu não dei tempo dela protestar ou sei lá o que, a beijei lentamente querendo expressar para ela que está tudo bem. Tentei passar confiança enquanto nossos lábios se mexiam, estando completamente envolvidos, ela apoiou sua mão esquerda na lateral do meu pescoço e a direita na minha nuca. Ela retribuía o beijo no mesmo ritmo que o meu, era calmo mas eu precisava de mais, depois daquele tempo no cinema eu fiquei louca com aquele beijo e eu gostaria de repeti-lo. Peço passagem com a minha língua, permissão em primeiro lugar, a morena entreabre a boca deixando a passagem livre e eu adentro a minha língua naquele lugar quentinho. Aperto a sua cintura com uma certa pegada, sua língua foi de encontro a minha e se entrelaçaram, estava amando o seu nervo aveludado acariciando o meu. Ouso novamente, desço minhas mãos passando por sua bunda até alcançar a sua coxa e a levanto até que suas pernas estivessem entrelaçadas em minha cintura.

- S-Selena.. –ela roçou seus lábios
nos meus, sua expressão é de surpresa.

- Me diga uma coisa Demz, você está
nervosa por saber que estamos a sós e o que pode acontecer essa noite? – Perguntei, eu só queria a sua confirmação.

- S-sim – ela me olhou envergonhada– Desculpa.

- Eu nunca faria algo que você não
quisesse, princesa – Acaricio sua bochecha – Você quer continuar? Porque não se pode me parar depois.

- Eu confio em você – ela suspirou –
Eu quero seguir adiante.

Saber que a Demi está se entregando
para mim, é a melhor musica para os meus ouvidos, voltei a beija-la carinhosamente mas ao mesmo tempo intenso por conta de nossas línguas que se provocavam. Vou caminhando calmamente com ela em meu colo até deita-la em minha cama, a morena mordeu o meu lábio inferior me provocando e o soltou até que fez o estalo soar pelo meu quarto. Suas mãos percorreram por minhas costas até ir para frente na barra de minha blusa, esperei ela tirar calmamente e fiz a mesma coisa com ela, meus olhos sempre focados no seu. Demi puxou a minha nuca até que nossos lábios estivessem se encontrado novamente, senti a minha língua sendo sugada com maestria, acabei arfando contra sua boca quente. Nossas peles se roçaram levemente, eu queimava em chamas com aquele contato mínimo, tateio pela sua pele bronzeada até chegar no seu sutiã.

- Posso? – Pedi permissão.

- Deve.

- Você é muito linda – Sussurrei, tiro o seu sutiã e apreciei seus seios pequenos mas que cabem perfeitamente em minhas mãos.

- São pequenos – murmurou,
envergonhada.

- São perfeitos – Argumentei – Tire o meu.

- Está bem – ela aproveitou para
apertar alguns pontos da minha cintura e barriga antes de arrancar o sutiã de mim – São lindos.

Dou-lhe um selinho e me abaixo um
pouco ficando de frente com seus seios, deixei algumas mordidas nas laterais só para ver sua pele bronzeada se arrepiando diante dos meus toques, aperto o seu seio esquerdo o espremendo entre meus dedos e chupo o direito, minha língua atingia o seu bico rígido, Demi é tão gostosa. Assim que dou atenção para ambos os seios, volto a subir um pouco para cima enabaixo um pouco o meu corpo, a morena se curva
para abocanhar o meu seio direito e o suga para dentro de sua boca, seus dentes se arrastavam por meus seios até deixa-los bem marcados.

- Já ficou com alguma menina? –
Perguntei aleatoriamente, uma bela distração enquanto minhas mãos desciam por entre seus seios até o cós de sua calça.

- Uma vez, mas foi só beijos – 
respondeu e olhou para baixo vendo a minha mão trabalhando em tirar sua calça junto da calcinha.

- Você me parece bem experiente.

- Como eu disse, não sou inocente –
Ela piscou um olho – E bom, não sou virgem.

- Você é perfeita – Mordo o seu lábio
inferior.

Demi me beijou rapidamente e me
ajudou a tirar o resto de roupa do seu corpo, assim que ela ficou nua, aproveitei para olha-la de cima a baixo e a visão que eu tive, é a do paraíso. Me permitir olhar a sua intimidade que está molhada, bem raspadinha e pronta para mim. Fiquei de joelhos e olhei para a loira que parecia um pouco envergonhada com a situação.

- Tire a minha calça e a minha calcinha – Pedi, sabia que isso a deixaria mais confortável.

- Uhum – ela fez um som nasal, suas
mãos imediatamente foram para a minha calça, ajudei-a tirar o resto de pano do meu corpo e assim ficamos iguais.

- Estou vendo um anjo em minha frente – Umedeço meus lábios.

- Errado, eu que estou vendo um anjo em minha frente –  abriu as pernas se oferecendo para mim – Um anjo que me salvou varias e varias vezes, agora merece uma bela recompensa.

- Céus!

Demi sabe ser provocadora e isso me deixou mais animada, adoro quando me provocam na cama, aproveito o momento em que ela se ofereceu para mim e abocanho a sua intimidade molhada. Me degustei do seu gosto, chupo suas dobras e vou de encontro ao seu clitóris pulsante. Esse é o melhor gosto do mundo, assim que me acostumo com o seu gosto, volto a colar meu corpo no seu e tateio meus dois dedos entre as suas dobras, os lubrificando. Escorrego para a sua entrada, a penetro lentamente, sabia que a Demi fazia tempo que não tinha relações sexuais e isso poderia doer um pouco mas a loira está tão molhada que meus dedos entraram facilmente naquela entrada apertada.

- Dói? – Perguntei preocupada.

- Não, meu anjo –  sorriu – Está
tudo numa boa.

- Sabe, se você quiser me tocar lá, tem todo o direito – Roço nossos lábios – Estou fervendo por você.

- Então vou te fazer ferver mais ainda.

Demi levou seus dedos para a sua boca e começou a chupa-los, meus olhos ficaram vidrados naquela imagem do caralho, porra, essanlatina sabe realmente provocar. Volto a movimentar meus dedos na sua entrada, a morena fez uma expressão de prazer e soube que esse é o momento para aumentar as estocadas, Demi tirou seus dedos da boca e deslizou por entre nossos corpos, senti em minha barriga a sua saliva, está vendo? Eu vou morrer de prazer e não vou reclamar disso. Senti seus dedos indo parar na minha entrada, forcei meu quadril para baixo e a Demi me penetrou com certa força, ela iniciou um vai e vem rápido, comecei a acompanhar seu ritmo enquanto estocava dentro dela. Meus olhos sempre percorrendo o seu rosto para ver se não a machucava. Fazíamos em sincronia e na mesma velocidade, beijo-a com desenho sem parar os movimentos, Demi mal conseguia me beijar direito, sua boca liberava gemidos e eu não estava diferente, no máximo conseguíamos apenas roçar nossos lábios.

- Oh Selena! Oh Selena! – gemeu
sem pudor algum, suas estocadas iam fundo e firmes dentro de mim.

- Puta merda – Sinto o suor escorrendo por minha testa – Vai mais rápido, Demi.

- V-vai você também.

Estoco rapidamente dentro dela, meus dedos alcançavam até o fundo e isso parecia aumentar a excitação da morena. Demi fez a mesma coisa, seus dedos giravam dentro de mim e estocava forte dentro de mim. Tentei retornar o beijo mas os nossos gemidos não deixavam isso acontecer, acabamos por fim com nossas bocas entreabertas e nossos lábios colados, gemíamos uma na boca da outra. Meu braço doía de tanto movimento que eu fazia estocando-a, Demi apertou os olhos e foi bem fundo dentro de mim, seu corpo tremeu violentamente. Nossos corpos bem colados e suados, a morena gozou primeiro arqueando suas costas e eu vim logo em seguida.

- E-eu nunca tinha gozado tão intenso assim – Murmurei, minha voz saiu ofegante e eu estava quase sem ar.

- F-foi o melhor orgasmo do mundo – sussurrou, seu rosto ficando avermelhado . - N-nem acredito que fizemos isso.

- Está arrependida? – Perguntei me
jogando ao seu lado.

- Nem um pouco, eu amei isso – ela
deitou sua cabeça em meu peito e eu passei meu braço em seu corpo – Depois de meses, eu dei um novo passo em minha vida.

- Estou orgulhosa por você – Beijo a sua testa – Obrigada por ter se entregado a mim.

- Eu confio o suficiente em você, meu anjo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...