1. Spirit Fanfics >
  2. Dimension of Darkness >
  3. Castrum

História Dimension of Darkness - Capítulo 2


Escrita por: Syrith

Notas do Autor


As palavras que estiverem em itálico são correspondentes ao pensamento dos personagens.

Capítulo 2 - Castrum


Fanfic / Fanfiction Dimension of Darkness - Capítulo 2 - Castrum

Era noite e o ambiente daquele castelo estava muito convidativo, ali iria ocorrer uma grande festa organizada para todos os membros e conhecidos da família socializarem. No grande salão o som alto de vozes se misturava a uma melodia que tornava o ambiente ainda mais agradável e convidativo.

A jovem estava encostada em uma parede com um de seus pés apoiados nesta. Estava observando a movimentação daquele local. E por em um momento iria suspirar. - Moo, eu odeio festas... mas não consegui negar o convite da Vamp. Não depois daquele olhar... Vampiros... - Não utilizava uma roupa muito compatível com a ocasião. Uma bota e um short jeans preto com detalhes em prata e uma blusa branca coberta por uma jaqueta que assim como seu short era preta.

O vampiro havia chegado cedo, pois ele iria ajudar nos preparativos da festa já que era um dos chevaliers de Vamp. Para aquela ocasião usava um smoking, sapatos e gravata em tom preto e para um destaque uma camisa vermelha. Este cumprimentava e conversava com alguns membros da família que chegavam.

Em um dos vários quartos espalhados no castelo estava Shinsou, este se aprontava para a festa que ocorreria. Escolhera usar um, sobretudo preto que cobria uma camisa branca. O mesmo não estava acostumado a vestir-se daquela forma, por este motivo ele não ligava  muito para detalhes , mas se sentia bastante ansioso e feliz pois sempre se divertia nestas ocasiões no castelo.

- Nossa tanta gente... digo tantos vampiros, e o Kyo escondendo tudo isso de mim. Ele deveria levar um cascudo por isso. – O mesmo falava sozinho olhando para o espelho terminando de colocar o sobretudo.

Na festa Ray começava a sentir-se inquieta por estar num ambiente que não combinava muito com o seu estilo, começava a caminhar de um lado para o outro olhando os vários detalhes daquele grande salão. Kyo após falar com alguns familiares, notava a presença da garota que estava caminhando estranhamente sozinha e ele não podia deixar de ir cumprimentá-la.

-Boa noite. - O mesmo dizia sorrindo de forma cordial.

Já Ray que estava tão atenta a cada detalhe naquele salão que acabara não notando a súbita aproximação do vampiro que acabara por se surpreender, por alguns instantes observava as feições do mesmo. Como qualquer vampiro ele chamava bastante atenção, alto, cabelos compridos pretos, seus olhos eram assim como os cabelos escuros tão escuros. Livrando-se de seus pensamentos em relação a beleza do ser a sua frente a mesma imediatamente respondeu sorrindo da mesma forma.

- Boa noite.

-Me chamo Kyo Emiya, e você deve ser Raycha Vallentine acertei?

- Parece que as noticias se espalham rapidamente nesse castelo...

- É um prazer conhecê-la. Ah, não é bem assim, a Vamp apenas gosta de manter todos bem, ela me falou sobre você. Bem, Senhorita Vallentine, fique à vontade e espero que goste da festa. - O Vampiro iria pegar uma das mãos de Ray e lhe aplicar um beijo leve ali em seguida olhava para seus olhos dando um novo sorriso. - Me perdoe, mas tenho que verificar se todos estão bem. Mais tarde conversaremos, quem sabe durante a Valsa?

- Tudo bem. - A mesma olhava para aquele vampiro a sua frente atentamente. Ao ter uma de suas mãos beijadas pelo mesmo iria apenas levantar uma de suas sobrancelhas e sorrir

Enquanto isto Shinsou finalmente havia chegado de forma que passava a conversar com as pessoas que ali estavam, o mesmo tinha certa facilidade em se comunicar com pessoas novas já que tem uma personalidade bem espontânea. Após trocar algumas palavras com um rapaz de cabelos em um tom vermelho e uma garota de cabelos loiros, ele nota seu irmão se despedindo de uma garota. - Finalmente encontrei . - Iria até o irmão com uma cara não muito boa.

-Isso aqui é muito legal, e você escondendo isto de mim por todo este tempo seu filho da mãe...

-Calma Shin, eu ia falar para você -  Kyo ria passando um dos braços por cima dos ombros de seu irmão.

Por um momento Shin olharia através de seu irmão e veria a garota que anteriormente estava falando com seu irmão, de certa forma esta havia chamado um pouco de sua atenção. Sua atenção seria voltada ao irmão quando este mais uma vez o chamava tirando assim Shin de seu devaneio.

- Humano... tem cheiro de humano... o que ele está fazendo aqui? - Ray observava o vampiro que havia se apresentado a mesma como Kyo Emiya se afastar juntamente com outro rapaz, este mais baixo que o vampiro provavelmente estava cometendo uma espécie de suicídio já que se encontrava em um ambiente cheio de vampiros. Não importa quantos anos venham a se passar, humanos sempre são humanos e agem de maneira idiota a maior parte do tempo.

- E então o que vai ter aqui hoje? Comida, bebida, farturas e exageros. Vai ter algo de diferente fora as vampiras lindas? – Neste momento Shin lembrava-se da imagem da garota de cabelos em tom de castanho e olhos rubros que anteriormente falava com seu irmão, a mesma não tinha aparência chamativa como a de uma vampira , era algo um pouco mais diferente, algo selvagem.

-Vem aqui Shin, vou te apresentar alguém.

Seu irmão novamente o tirava de seus pensamentos o trazendo de volta a realidade, ambos então iriam até um grupo onde duas vampiras chamavam a atenção de Shin. Uma era alta e com o corpo esbelto, tinha um olhar forte e chamava muita atenção. Já a outra era mais baixa, com o olhar meigo e cabelos enormes em um tom claro de roxo.  Apesar de Shin ser humano, sua presença ali não parecia incomodar a maior parte das pessoas que estavam naquele local. Claro que sempre existem as exceções e era possível ver que distante dele algumas pessoas sussurravam olhando para o mesmo com certa negação e repulsa.

Após algumas horas finalmente a valsa seria anunciada, e vários casais passavam a caminhar em direção ao centro do salão. Enquanto os que não apreciavam tanto este tipo de situação permaneciam sentados em suas mesas desfrutando de uma boa conversa e vinho. Ray observava o humano que vira conversar com Kyo acompanhando uma garota de cabelos no tom de roxo até o centro do salão, achava bonita a forma como a maioria das vampiras se moviam. Encontrando o degrau de uma das escadas Ray iria se sentar colocando seus cotovelos apoiados em seus joelhos enquanto o queixo ficava apoiado em suas mãos. – Podem passar séculos e ainda me incomoda ver um ambiente assim... – está por um instante seu semblante de descontração mostrava-se triste a levando a lembranças as quais não queria encarar, não agora ali naquele lugar.

-Senhorita Vallentine e então, aceita dançar comigo?

Uma voz grave trazia a garota de volta a realidade, e lá estava o vampiro que provavelmente arrancava suspiros de mulheres e gritos de “kya! Kyaa!” de adolescentes humanas. Era o Este estenderia a mão a ela a ajudando a descer o poucos degraus.

-Pode me chamar de Ray, Vampirinho... – A mesma iria sorrir de forma travessa para o rapaz demonstrando estar brincando com ele. 

Kyo a iria guiar até o centro do salão onde todos já dançavam de maneira tranquila acompanhando o ritmo da música orquestrada por um pequeno grupo de vampiros músicos formado por violinistas, flautistas e um pianista. O mesmo reparava em sua acompanhante estar com o olhar um pouco vago enquanto observava os casais a sua volta.

- Não está gostando da festa senhorita.. Ray?

- Pode-se dizer que não gosto muito de eventos deste porte. – A garota iria se forçar a voltar sua atenção ao vampiro e sorrir.

- Entendo... Bem, eu não sei o porquê ainda da Vamp ter reunido todos novamente, espero que não seja nada grave. Se bem que eu acho que ela quer anunciar o seu casamento com o Ulqui. - Ele falava de forma que Ray tinha a estranha sensação de haver um pouco de magoa em suas palavras. Porém rapidamente isso era substituído por um sorriso novamente.

- Você está linda Ray, acho que devia começar a gostar desses eventos.

- Obrigado pelo elogio, mas  este tipo de evento me traz más lembranças... Mas mudando de assunto, você não se apresentou até agora.. Por este motivo o chamei de Vampirinho… - A mesma rapidamente tentava mudar de assunto não reparando no que acabara de falar ao vampiro.

- Me chamo Kyo, Kyo Emiya. – O mesmo ria finalmente iria rir de uma maneira verdadeira naquela festa pela primeira vez.

- Você é bem engraçada, Senhorita Vallentine. Ou melhor... Ray.

- Kyo.. Emiya... ahhh .. É verdade você já havia falado antes… Engraçada? Eu deveria considerar isto como um elogio? – Ray sentia-se uma idiota completa por ter esquecido este detalhe, talvez a presa em mudar de assunto a havia levado a isso, porém ainda sim era algo embaraçoso de forma que suas bochechas ficavam levemente vermelhas e esta desvia um pouco seu olhar do vampiro.

- Sim, um elogio sim.

Kyo iria sorrir observando as ações da garota que acompanhava, sem os dois perceberem a valsa já chegava a seu final e então os casais que ali estavam iriam sair do salão, dando espaço para os próximos que agora iriam ocupar o mesmo para que então fosse iniciada a segunda valsa.

- Foi um prazer ter você como minha dama na valsa Ray. Espero ter outras oportunidades... Você deseja algo para beber ou comer? Posso providenciar.  - O vampiro beijaria novamente a mão da jovem de olhos rubros dando um sorriso para a mesma em seguida.

- Hum.. acho que não estou com fome, mas seria ótimo beber alguma coisa.. – Era um fato com toda certeza muitas mulheres se desmanchariam após deslumbrarem aqueles sorrisos e gestos feitos por Emiya. – Ele é um vampiro claro que ele tem que chamar a atenção sua idiota – a mesma pensava novamente perdendo-se nos olhos do rapaz.

- Temos vários tipos de bebidas aqui, alguma escolha que lhe agrade?

- Rum... Gosto muito de rum… gràcies.

- Uma boa escolha. Vou pegar, fique a vontade, não irei demorar.

Novamente o vampiro iria jogar mais um de seus sorrisos e Ray se via obrigada a retribuir com outro sorriso. O mesmo iria se afastar e esta em sua espera iria olhar os casais que agora dançavam no centro daquele grande e maravilhoso salão. Sua atenção iria se voltar a um casal peculiar. Sim lá estava aquele humano novamente e este dançava com uma vampira de cabelos em um tom claro de roxo, que segundo a memória de Ray se chamava Lana ou algo do tipo. Os dois chamavam um pouco a atenção, pois eram únicos. Sim aquela devia ser uma das irmãs de Kyosuke pelo menos ela era bem compatível com as descrições dadas pelo mesmo. Kyo seria interceptado no caminho por Vamp que lhe falaria algo. Após um tempo este voltaria com a bebida de Ray e iria servi-la.

- Ray, perdoe-me, não irei poder fazer companhia para você agora pois tenho que trabalhar. Se quiser passe mais tarde na varanda do 12º quarto ala norte, podemos conversar. – Kyo como de costume iria segurar a mão da mesma e lhe dar um beijo ali, em seguia iria sorrir fazendo uma reverencia e iria se afastar sumindo em meio aos tantos outros vampiros que ali estavam.

A segunda valsa iria terminar e então a mais esperada valsa iria começar, pois nesta iriam participar os anfritiões: Vamp e Ulqui. Shin iria sair dali, pois por algum motivo a jovem que o acompanhava teria de deixa-lo, e o mesmo então ficava parado olhando ao redor. - Nossa, sinto que não é bom eu ficar por aqui, já estou começando a me sentir mal. - Ele levaria uma das mãos à sua cabeça rapidamente e então iria caminhar se afastando saindo do salão principal e iria lá fora tomar um pouco de ar.

Ray já estava andando pelo salão a algum tempo até parar e sentar-se novamente naquele degrau onde Kyo a havia encontrado horas antes. Não demorava muito e outra garota sentava-se ao seu lado esta tinha cabelos escuros e pelo cheiro era uma humana também. - Esse lugar está cheio de humanos… -  A jovem começaria a conversar com Ray parecia que estava perdida por ali também, a conversa das mesmas se prolongava e agora parecia que havia feito uma nova amiga naquele castelo. A festa iria continuar sem nenhum incidente que atrapalhasse o evento, no fim restariam apenas: Kyo, outro chevalier de Vamp que o ajudava com a arrumação e limpeza do salão , assim como também uma vampira mais imponente , aa mesma que horas antes conversava com Kyo e Shin. Ray ainda estava junto a sua nova amiga conversando enquanto caminhava agora já nos jardins daquele castelo, para uma humana a mesma até que era divertida, descobrira que está não passava de uma conhecida da família. Apos um tempo conversando, Gabrielle iria embora deixando Ray sozinha no jardim. Esta aproveitava e iria para uma árvore sentando-se num galho da mesma pensando na quantidade de pessoas que havia conhecido hoje naquele lugar. Ao longe fora do salão, num campo aberto nas dependências do castelo o cheiro de sangue seria forte e isso iria logo atrair Kyo e algumas outras pessoas, como Ray que ao sentir aquele doce aroma iria descer daquela árvore e ao virar-se dar de cara com um homem de cabelos em um tom ruivo. Rapidamente Kyo iria à origem daquele cheiro que ele claramente sabia ser o do sangue pertencente ao seu irmão.

“O que aconteceu com você agora?"


Notas Finais


O próximo capitulo estou já editando para o estar postando o mais rápido possível.

Lembrando novamente que estou postando está fic também em meu blog portanto não estranhem caso a encontrem por ai. Caso queiram acompanhar a história completa com imagens, músicas e algumas curiosidades fiquem livres para acessar o blog [url=https://mundorhynyx.blogspot.com]Mundo Rhynyx[/url] .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...