História Diretrizes da Felicidade - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Girlxgirl, Originais, Yuri
Visualizações 5
Palavras 442
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


b
o
a

l
e
i
t
u
r
a

Capítulo 1 - Prólogo.


Primeiramente, gostaria de falar que me chamo Marya, sou uma menina de 12 anos como qualquer outra. Tenho amigas na minha rua e brinco com elas todas as noites, tenho uma vida social boa e estável... porém, eu sou uma criança lésbica desde meus 10 anos. 

Bem, apenas Julianne e Fernanda sabem desse fato, elas são as duas pessoas que eu mais confio. É uma história um tanto quanto engraçada e aleatória, estávamos brincando com contar segredos quando elas descobrem da menina que sou apaixonada: Brenda.

Ah, o que falar de Brenda? Ela é baixinha, tem um cabelo liso, longo e castanho... seus olhos são castanho escuro, e sua pele tem um tom bronzeado. O seu charme são seus dentes que mais parecem dentinhos de coelho, isso apenas deixa ela mais fofa. Não a conheço bem, mas sei que ela é uma garota esforçada e inteligente, é paciente com todos e tudo que faz.

De todas essas qualidades, tem mais uma; ela é inocente. Nunca beijou ninguém (talvez por ter só 10 anos?), não tem nenhum crush ou nenhuma crush, e acho que talvez nem pensa em ter. Seus pais são conservadores, mas eu compreendo, afinal, eles só querem o melhor para sua filha, que já é uma pessoa dedicada, talentosa e bonita.

Conheci ela porque Julianne faz balé, e então comecei a ver os ensaios. Foi a partir daquele dia, que conheci dois amigos que iriam me ajudar a tentar ficar com ela: Saphira e Antony. E outra coisa que esqueci de falar, esses dois aí também sabem da minha apaixonite por Brenda.

Meu mundo para de girar ao ver esta garota, meus pensamentos são preenchidos de nervosismo e agitação ao vê-la. É como se eu precisasse desesperadamente abraçá-la, como se seu carinho e amor fosse algo que eu não pudesse viver sem.

Eu não suporto um dia sem ver Brenda, minha vida virou um turbilhão de emoções e sentimentos desde aquele maldito dia em que meus olhos foram presenteados com seu corpo fazendo movimentos esculturais, que qualquer obra de arte mais cara teria inveja de ver a leveza e carisma em que seu corpo dança. Os movimentos sincronizados e a atenção de Brenda à tudo que sua professora de Balé fala, apenas demonstra o quão apaixonada ela é por aquilo.

Uma garota delicada, perfeita e simplesmente artística igual a Brenda, não é pra qualquer pessoa. Tenho que ser digna de ter tudo aquilo, sua entrada em minha vida foi simplesmente a maior dádiva que poderia me acontecer. 

E agora, só resta esperar no que pode dar, as diretrizes da minha felicidade vão decidir o que devo fazer a respeito disso.


Notas Finais


tava inspiradasso
vou investir muito nessa fic
espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...