1. Spirit Fanfics >
  2. Dirty Models >
  3. Only

História Dirty Models - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


oikkk eh o primeiro lemon que eu escrevo na vida tenham piedade de mim!!! todo mundo com os cabelinhos da era ridin e sim renjun dominador eh isso mesmo q vc leu (age gap explodiu aq)

Capítulo 1 - Only


Fanfic / Fanfiction Dirty Models - Capítulo 1 - Only

— jaemin, prende os pulsos do jeno. — renjun mandou, possuído pela raiva que estava sentindo pelo mais novo. jaemin obedeceu a ordem do mais baixo, ansioso pelo o que iria acontecer a seguir.

— renjun… não faz isso, por favor! — jeno disse completamente arrependido do que havia feito. mas agora não havia mais saída, a merda já estava feita.

— cala a boca, garoto insolente! tudo isso é sua culpa, lide com as consequências. — o chinês esbravejou, puto demais com o garoto preso à cama.

tudo começou quando eles foram chamados para participar da edição de junho da revista arena. os três estavam bem animados, pois seria a primeira vez que fariam um photoshoot juntos. mas, jeno tinha que foder com a felicidade do trisal quando flertou com a fotógrafa no camarim, justamente quando só haviam os dois na sala. renjun e jaemin acabaram por pegar jeno no flagra, porém tiveram de ficar calados. afinal, ninguém sabia que eles namoravam, já que a coreia era um país deveras conservador.

quando os três chegaram na cobertura que dividiam juntos, o mais novo foi tomar banho. enquanto isso, renjun e jaemin organizavam a vingança contra jeno. nem fodendo que iriam aceitar aquilo só porque jeno achava que não havia sido pego! naquela noite, o moreno ia sofrer. 

renjun se aproximou de jaemin, que estava sentado ao lado de jeno, apenas esperando as ordens de seu mestre.

— hoje vamos ensinar o jeno a nunca mais mexer com a gente desse jeito, ok? — jaemin apenas respondeu com um sorriso de lado, puxando o mais baixo para um beijo sensual e lento, enlaçando os braços ao redor do pescoço dele.

jeno já estava ficando puto e triste. estava de mãos atadas, observando jaemin tirar a camisa de renjun e sentar em cima do colo dele, começando a rebolar lentamente apenas para provocar os dois homens que estavam o observando. renjun estava se deixando levar, com as mãos na cintura do azulado, apertando o local cada vez mais forte enquanto deixava mordidas em seu pescoço. 

— jaemin, para! — ordenou, percebendo que o mesmo já estava tomando o controle da situação. — às vezes você esquece que quem 'tá no comando sou eu, porra! para de se emocionar e faz o que eu mando, caralho.

o chinês pegou o na, colocou-o deitado ao lado do moreno e se sentou na poltrona do outro lado do quarto. — jaemin, senta no colo do jeno e beija ele. — os coreanos ficaram confusos, mas fizeram o que foi mandado. jaemin apenas deu um selinho em jeno e mordeu fortemente o seu pescoço, fazendo o lee gritar e jaemin rir. o na sabia que jeno gostava da dor. 

o loiro estava sentado na poltrona observando o show de seus submissos, apenas apreciando a visão incrível de jaemin sem camisa, sentado no colo de moreno, levando sua mão ao cós da calça de moletom dele e apertando o pau do mesmo, fazendo o mais novo gemer. o na apenas olhou para o chinês, que entendeu o seu recado, mandando jaemin sair de cima de jeno e sentar em seu colo.

— renjun… que porra é essa? manda o jaemin vir aqui e terminar o que começou! - esbravejou puto para um caralho. não estava mais aguentando aquele jogo de gato e sapato.

— cala a boca, vadia! jaemin, pega a gagball e coloca na boca desse filho da puta! — o na levantou do colo de seu mestre e foi até a cabeceira, pegando a mordaça e tentando colocar a mesma no lee, que não parava de gritar.

— jen… eu tenho pena de você, sabia? — jaemin disse, apertando o pescoço do mais novo e colocando a mordaça na boca dele.

— ótimo, nana. agora vem aqui de novo. 

o coreano sentou no colo do chinês, tirando a camisa do mais velho e o beijando agressivamente, sem se importar com os dentes batendo e a saliva escorrendo. huang puxou os cabelos de jaemin e observou o sorriso sarcástico do mesmo, sorriu junto e voltou a beijar o garoto, tirando o restante das roupas dele e o colocando sentado na poltrona.

— onsidere isso um presente pelo seu bom comportamento, amor. 

renjun pegou o pau mediano de seu namorado, que já estava escorrendo pré gozo em abundância. jaemin era sensível para um caralho. começou a punhetar a extensão, olhando para o rosto do azulado, que estava de olhos fechados, se segurando para não gemer.

— olhe 'pra mim e pare de segurar seus gemidos. 

renjun colocou o pau do mais novo em sua boca, chupando apenas a glande e massageando as bolas, para logo em seguida começar a chupar a extensão, masturbando a base e deixando sua garganta relaxada, dando liberdade para jaemin foder sua boca. o na se encontrava extasiado, metendo cada vez mais naquela cavidade úmida e apertada, aproveitando que estava com o controle da situação. 

lembrou da existência de jeno, que de tanto se remexer havia ficado com as calças na altura do joelho. o coitado estava querendo gritar. jaemin olhou nos olhos do namorado idiota, olhou para renjun que estava se segurando para não se tocar, e gozou na boca do loiro. renjun engoliu a porra de jaemin e beijou o mesmo.

— nana, espero que você não esteja cansado, pois acabamos de começar. — sorriu sarcástico e foi em direção a cabeceira, retirando um lubrificante e um vibrador lilás de dentro da gaveta. subiu em cima da cama e sussurrou no ouvido de jeno: — shh... fica calmo, lee, ainda tem muita coisa por vir.

terminou de baixar a calça e retirou a cueca do coreano, abrindo as pernas do mesmo, espalhando o lubrificante e em seguida colocando dois dedos dentro de sua entrada. acertou direto no pontinho doce dele, o fazendo resmungar.

jeno estava muito necessitado, ninguém havia o tocado direito até então. o chinês não esperou jeno se acostumar, apenas pegou o vibrador e colocou lentamente no cuzinho dele, fazendo jeno soltar um grito, abafado pela mordaça. 

— jeno, que triste a sua situação, né? ter que se contentar com um vibrador… espero que você aprenda a lição e se torne um garoto comportado. — huang disse ironicamente, olhando para o rosto do moreno, que parecia que iria começar a chorar ali mesmo. mas não mentiria, até que gostava de ser humilhado.

— mestre, deixa eu te ajudar? — jaemin indagou, olhando para jeno, com um sorriso de felicidade genuína, afinal, por causa dele tinha ganhado um puta boquete.

— claro, bebê, vem aqui. faz o seguinte, pega o meu cinto e traz aqui. — o azulado o obedeceu e jeno travou.

o mais velho tirou o vibrador de dentro do lee, soltou as algemas e disse:

— não é 'pra tocar em nada, porra! deita de bruços que o nana vai te segurar e eu vou te bater.

jaemin colocou jeno deitado em seu colo, com a bunda empinada para cima, e esperou renjun começar para ele contar as batidas.

— um. — jaemin contou após renjun desferir a primeira cintada nas nádegas de jeno, o que fez o último citado gritar abafado e levou o azulado a rir.

— lee jeno, eu não quero ouvir a sua voz. trate de fazer silêncio porque, a cada grito seu, o nana vai voltar a contar do zero. inclusive, ele 'ta rindo muito da sua cara... admito que isso é divertido. — o loiro disse irritado, mas com um sorriso de canto nos lábios.

— dois, três, quatro, cinco, seis. — enquanto jaemin contava, o mais novo já estava em lágrimas. tinha de admitir, o chinês era baixinho e magro, mas tinha uma mão pesada e, puta que pariu, tava doendo demais.

— sete, oito, nove, dez. — o na terminou de contar. renjun parou de bater e colocou jeno sentado na cama. 

— ótimo trabalho, vadia, dessa vez você conseguiu ficar em silêncio! — disse o huang dando dois tapas leves na cara do coreano mais novo.

— mestre, olha só 'pro rosto do jen! ele 'tá chorando, coitadinho... eu até cairia nessa se ele não tivesse gozado nos lençóis da cama. que humilhante, lee... a gente nem te tocou. — disse jaemin, nem um pouco surpreso. jeno era um dramático fodido que gostava de apanhar.

renjun olhou nos olhos de jeno, se aproximou e tirou a gagball de sua boca. o moreno ficou surpreso, e se surpreendeu ainda mais quando o mais velho saiu da cama, retirou todas as suas roupas, voltou para cama e o beijou apaixonadamente, chupando a sua língua lentamente. jaemin, entendendo o recado, se colocou atrás de jeno, dando vários beijos em seu pescoço.

o moreno se encontrava extasiado, estava uma bagunça da cabeça aos pés. era complicado se controlar, tudo que ele mais queria era tocar seus namorados, mas mesmo que já estivesse solto, não queria desobedecer a ordem do huang. não agora, que jaemin deitou o seu corpo na cama e começou a beijar jeno junto de renjun.

era sempre uma bagunça quando os três se beijavam ao mesmo tempo, mas a forma que as línguas se mexiam fora de sincronia, de um jeito lento e carinhoso, sempre funcionava para eles.

— jeno, você pode nos tocar agora. jaemin, eu ordeno que você fique do lado do lee, mas não se toque. — o mais velho mandou, fazendo o na assentir a contragosto e jeno ficar feliz 'pra um caralho.

jaemin se moveu para o outro lado da cama, e o huang afastou as pernas do lee e se posicionou dentre elas. aproximou o rosto da orelha de jeno e a mordeu levemente, logo em seguida o beijando agressivamente, ao mesmo tempo que levava a mão para o pau do garoto a fim de bater uma punheta lenta e fazer o mais novo gemer alto como uma verdadeira cadelinha.

jaemin não estava aguentando se segurar, então quando renjun parou de beijar o lee, ficou de joelhos e o penetrou, os três gemeram juntos. era muito difícil observar o huang fodendo jeno com toda a calma do mundo, forte e fundo, ao mesmo tempo que batia nas coxas do garoto, que já estavam mais do que vermelhas. 

o na se aproximou de jeno, deu um tapa forte no rosto dele e apertou seu pescoço, fazendo o lee perder o ar e renjun sorrir de forma sádica. tinha de admitir que ensinou jaemin muito bem. o azulado soltou o pescoço de jeno, o fazendo tossir e olhar puto para jaemin, que riu da cara do mais novo e apertou seus mamilos, ao mesmo tempo que masturbou o pau esquecido dele, fazendo o lee gemer alto novamente.

renjun estava quase gozando. era complicado se segurar quando tinha a visão do seu caralho fodendo a entrada apertada de jeno tão bem, o que fez o chinês acelerar os movimentos, e jaemin punhetar o pau melado do moreno mais rápido, esfregando o dedão bem em cima de sua fenda. foi suficiente para jeno gozar em sua mão, gritando o nome de seus dois namorados, com lágrimas nos cantos dos olhos, visivelmente destruído e com a respiração totalmente desregulada.

renjun chegou ao orgasmo logo depois de jeno, caindo na cama perto de jaemin, tomando fôlego e beijando o mesmo.

— nana, fode o lee. agora. — jaemin obedeceu com um sorriso de canto, levantando e colocando jeno de quatro. renjun tomou a frente do moreno e puxou a cabeça dele em direção ao seu pau, fazendo o garoto começar um boquete lento, passando a língua na cabecinha do cacete do chinês. jaemin não estava com paciência para enrolações, deu um tapa na bunda de jeno e penetrou a entrada dele, o fodendo rápido e forte, o que o fez engasgar no caralho de renjun, que agarrou seu cabelo e começou a foder a boca de jeno, não dando espaço para o mais novo respirar. 

— m-mestre, eu não vou aguentar muito tempo... m-me deixa gozar, por favor! - jaemin implorou, sabia que renjun iria ficar puto se chegasse ao orgasmo sem avisar.

— não, porra! só quando eu mandar, e não ouse me desobedecer. - jaemin quase gritou ao ouvir as palavras do huang, então começou a segurar mais forte nas coxas do moreno, fodendo o garoto com mais força e fazendo o lee querer gritar. mesmo que não fosse possível, com a porra de um pau na sua boca. jeno já estava no limite, mas quem gozou primeiro foi o loiro, preenchendo a boca de jeno com seu orgasmo.

— seja uma boa vadia e engole tudo. - renjun disse e passou os dedos nos lábios de jeno, forçando o mesmo a engolir sua porra.

— jaemin, goza dentro do lee. - o na obedeceu, enchendo jeno com o seu prazer, fazendo o mais novo chegar ao orgasmo junto consigo. os dois gemeram alto e deitaram na cama, cansados ‘pra cacete.

jeno estava arrependido para um caralho, não devia ter flertado com aquela mulher. ele amava seus namorados de verdade e estava puto consigo mesmo, mas tinha de admitir: aquela foi a melhor punição que já ganhou na vida.



Notas Finais


ok, primeiramente muito obrigado @shysoo por ter feito essa capa LINDA e @topicfly por ter betado meu bebezinho eu amo vcs!!

eu nunca escrevi nada assim mas mano cansado de renjun sub¡bottom tive q tomar providências e arena postou um photoshoot desse n me aguentei

se flopar eu faço o doido


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...