História Discipline - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Christina Aguilera, Demi Lovato, Lauren Jauregui, Selena Gomez
Personagens Camila Cabello, Christina Aguilera, Demi Lovato, Lauren Jauregui, Selena Gomez
Tags Demetria!sub, Selena!domme, Semi
Visualizações 31
Palavras 2.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção, Orange, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Música do capítulo: Play With Fire - Sam Tinnesz

Capítulo 6 - Quatro


Fanfic / Fanfiction Discipline - Capítulo 6 - Quatro

O estourar da bolinha de chiclete ecoou pelo vestiário feminino junto com risadas e provocações entre as meninas ali dentro. A energia que pairava acima de cada uma ali dentro era contagiante, qualquer pessoa que passasse perto poderia ser infectado com o bom humor das jogadoras de softbol. Não havia nada melhor que um dia de treino com a treinadora favorita e com as novatas briguentas.

— Você vai mesmo ficar com o bico fechado? — Lauren indagou para a menina encostada em seu armário, mascando um chiclete enquanto segurava o taco metálico. Demi negou, ajeitando o uniforme preto e branco. — Sério, Lovato? Você não vai dar nem um detalhezinho pra mim?

A jogadora bufou e olhou pra melhor amiga. — A gente se pegou. Só isso.

— Ao ponto de você voltar de lingerie pro quarto? Eu ainda não consigo acreditar que vocês não transaram... — Lauren comentou com a amiga, vendo um sorrisinho de canto brotar nos lábios da mesma. — Nessas horas você estaria enchendo meu saco pedindo o dinheiro.

— E quem disse que eu não vou encher seu saco? — rebateu divertida ao terminar de ajeitar a barra de sua camisa dentro de suas calças, e quando viu as meninas esvaziando o vestiário e se dirigindo pro campo. Lauren catou o equipamento da baixinha enquanto seguia a multidão. E enquanto andava com a amiga, tentava buscar uma desculpa fajuta pra explicar o acontecido da semana passada. — A gente ia foder ali no escritório, mas a secretaria apareceu.

— Para de mentir, cretina. Eu sei que a secretaria da Gomez tinha saído.

Coçando a nuca, Demi encarou Lauren. — E ela saiu, mas ela esqueceu a chave do carro no escritório, e como a porta tava meio aberta, então ela acabou vendo e surtou. Então eu tive que sair dali.

— Sem roupas? — interrompeu a riquinha, rindo da situação.

Talvez eu tenha rasgado as roupas dela. — piscou pra Jauregui, tirando o peso de seu corpo ao dizer finalmente uma verdade. Ninguém precisava saber que Selena estava no controle, e que ela tinha deixado, — lê-se abandonado —, a sala antes de transarem. — E ela pegou as minhas por que tava com vergonha... E porque diabos esse detalhe importa tanto? Nem é a minha primeira vez correndo semi-nua no campus.

As duas se entreolharam antes de cair na risada juntas, lembrando desse dia. — Como esquecer esse dia? — comentou em meio ao riso, e quando chegaram no campo, viram o famoso diamante de terra batida junto com a graminha bem cortada, sendo decorado pelas arquibancadas quase desertas, somente com a treinadora Normani e ninguém mais, ninguém menos que Selena Gomez em pessoa. Com uma camisa de seda apertada e uma saia justa e sensual, com seu habitual olhar do diabo e seriedade inumana. — Ihh, seria essa a primeira vez que duas peguetes suas ficam em paz no mesmo lugar?

Demi levantou o olhar e encarou as duas. Selena parecia interessada no treino de hoje, mas a mesma nem desceu o olhar na garota que lhe observava em silêncio, isso lhe incomodava. Quem Selena pensava que era pra lhe ignorar dessa maneira? "Palhaça do caramba" rosnou pra si mesma e baixou o olhar, encarando o time entrando em posição.

— Parece que você é a primeira com o bastão. — Lauren sussurrou passando o capacete pra amiga. — Vai lá e arrasa, tampinha. — sorriu antes de dar um tapa estalado na bunda da baixinha, deixando a Lovato rindo baixo antes de ir pra primeira base.

Em meio aos comentários da senhorita Kordei, Selena observou seu alvo se ajeitar na posição perfeita. "Pé direito na base, joelhos dobrados, ombros alinhados, as mãos fortes agarraram a base do bastão enquanto seu olhar confiante preso na arremessadora." E com um leve interesse no que a menina faria, Selena analisou cada movimento da mesma. A mesma parecia imóvel assim que a bola foi arremessada em sua direção. Era uma bola curva, Demetria podia aceitá-la com força o suficiente pra conseguir correr no mínimo duas bases. Mas a mesma deixou passar. Intrigada, Selena continuou olhando. Nunca viu uma garota desperdiçar uma chance perfeita daquelas, e algo nessa jogada lhe chamava a atenção.

Novamente, Demetria manteve a mesma posição. Só fingindo que iria bater ao ouvir os gritos de Normani, mas pela segunda vez, deixou a bola passar batido. Normani disparou xingamentos e ordens pra bater na porcaria da bola, afinal se mais uma escapasse, Demi seria mandada pro vestiário e não jogaria a temporada inteira. A mesma só soltou um sorrisinho e voltou sua atenção ao jogo. Mas algo havia mudado em sua postura, dando uma discreta empinada e baixou o olhar. Quando a bola veio, a força usada pra bater na mesma fora impressionante. Uma gritaria havia começado assim que a bola passou voando acima de suas cabeças, mas a cretina foi realmente ovacionada quando o objeto caiu fora do campo, se perdendo totalmente no estacionamento ali perto. As garotas saíram correndo em sua direção enquanto gritavam enlouquecidas.

— Boa jogada, Lovato. — sorriu de canto e encarou a menina de volta, seus olhares quentes se encontrando em meio a multidão alvoroçada, Demi sinalizou algo e voltou todo seu foco ao treino. Selena havia entendido muito bem o que a garota queria, e caminhou pra longe. Talvez daria o gostinho de aparecer para Demi, afinal não havia nada melhor do que provocá-la.

 

 

                 Cansada, suada e contente. Esses eram os adjetivos que mais descreviam Demetria. O treino não havia sido simples, o time composto só de novatas havia treinado bastante e havia adicionado uma certa dificuldade, mas havia sido uma tarde gostosa. Pra ter mais privacidade, Demetria esperou que todas as outras garotas saíram do vestiário para que pudesse tomar banho, e com o vestiário para si mesma, a morena levou seu tempo com a chuveirada morna e relaxante.

Com o barulho da água correndo, Demi não conseguiu ouvir a porta sendo aberta, seguida pela tranca da mesma. Tampouco ouviu o saltos se chocando contra o piso bem encerado. Mas a mulher que entrou ali nem se importou, afinal estava adorando observar o banho da Lovato, mordendo os lábios ao ver a água escorregando por cada curva e detalhe de seu corpo. E após um tempo, o barulho do chuveiro cessou, dando lugar a uma tensão entre as duas mulheres ali e a um silêncio arrebatador. Demi mal fez questão de secar seu corpo, já se escondendo dentro de um roupão felpudo, com um laço mal feito, rumando silenciosamente ao seu armário.

— Gostava mais quando você estava sem esse roupão. — sussurrou para a menina que se encontrava com as costas viradas pra Gomez. Demi soltou um sorrisinho, ela teve a cara de pau de aparecer, uh!

Demi se virou lentamente, encarando a diretora canalha. Os olhares que trocaram eram intensos, e a Devonne tinha medo de quebrar o contato visual pois o olhar de Selena queimava em sua pele. Com o peito subindo e descendo num ritmo quente, Demi ficou calada ao ver a mulher observando cada tatuagem em seu corpo, parecendo se deliciar com cada marca da tinta permanente presente em sua pele, principalmente naquela que se escondia debaixo do decote do roupão.

— Gostaria mais que tivesse entrado no banho comigo ao invés de observar. — o sorriso de Selena se esticou de orelha a orelha agora, e ainda esbanjava malícia. E com isso a mesma se levantou, ficando frente a frente com a cafajeste. — Você gosta de observar garotas no banho?

— Não, mas eu abro uma exceção pra você. — sussurrou ao chegar mais perto, com os dedos quentes passando a tocar o laço do roupão. Brincando com o mesmo enquanto Demetria era empurrada levemente contra os armários. O corpo da jogadora de softbol entrou em estado de alerta, estava sendo prensada contra os armários, mas ela gostava daquilo. Secretamente, havia algo no jeitinho intimidador de Selena Gomez que tirava a sanidade de Demi Lovato, e tudo só piorava quando as mãozinhas safadinhas desfizeram o laço com um fraco puxão, deixando o roupão no chão em segundos. Com curiosidade, os dedos da mesma tracejaram a pequena rosa tatuada debaixo de seus seios, e soltou um riso carregado de malícia ao ver a pequena caligrafia ao lado de seu seio. — Morda-me?

Demi mordeu o lábio, sentindo seu ponto fraco sendo provocado pelos dedos da mesma. Os carinhos naquela área se intensificaram, chegando ao ponto de Selena arranhar um pouco sua pele com suas unhas compridas, e precisou fincar seus dentinhos em seu lábio sem piedade para sufocar um suspiro fraco. Selena gostou daquilo, afinal aquilo podia ser usado para dobrá-la quando quisesse. E dobrar Demetria era uma de suas missões, principalmente se fosse sobre uma mesa com a mesma empinadinha.

Já Demi estava derretendo, poderia ser a chuveirada ou Selena mesmo. "Puta merda" seu cérebro parou de funcionar ao sentir as roupas da mesma roçando malignamente contra seu corpo nu. A mais nova parecia se sufocar na tensão sexual presa nesse cômodo, e tudo só piorava com os toques firmes e sem vergonhas de sua querida diretora junto com as mordidas leves em seu ombro. Tudo estava tão gostoso, mas seu ego machucado não permitiu que isso continuasse. "Não! Ela te abandonou naquela noite e te ignorou pelo resto da semana, você tem que tirar satisfações com ela! Vai ter volta." E contragosto, a empurrou pra longe. — Agora eu estou pronta pra você, Gomez?

Selena soltou um riso fraco ao encarar os olhos da mesma, vendo o desejo queimando suas orbes castanhas. — Hm? O gato comeu sua língua? — Demi provocou mais ainda, vendo o quanto sua nudez chamava a atenção da diretora canalha, e quando viu que a mesma estava com os olhos presos em seu corpo, resolveu aproveitar. — Não vai me contar o que preciso fazer para estar pronta?

De maneira discreta, Selena engoliu a seco, sem desgrudar seus olhos do corpo quente, e se aproveitando daquilo. Demi tomou as rédeas, iria fazer Selena provar um pouquinho de seu próprio veneno, só por diversão. Então, fez a diretora sentar num dos bancos de madeira presente, e sentou em seu colo. — Pelo visto está gostando da visão, não é? — ronronou baixo, com as mãos arranhando a nuca da mais velha. — Mas você poderia estar fazendo coisas melhores do que só observar. — disse ao dar uma leve rebolada no colo da mesma, e um sorriso malicioso brotou em seus lábios ao ver a respiração da latina acelerar. Instintivamente, a Gomez tentou apertar a bunda da morena, mas para sua infelicidade, Demetria lhe desferiu um tapa nas mesmas. — Não vai tocar, querida. Considere isso uma pequena vingança.

A mais alta bufou, não gostando da atitude da menor. — Pare de me provocar.

— Você não manda em mim, Gomez. — soprou de maneira baixa e fortemente sexual, e com isso, mordeu o pescoço de Selena, enchendo-o de marcas roxas junto com as marquinhas de seus dentes na pele bronzeada, sorrindo ao ver a mesma sufocar um gemido baixo. — Você não tem noção de quanto eu quero ter você gemendo na minha cama, Selena. — a última parte da frase saiu de uma maneira suja, — com aquela voz diabolicamente rouca e baixa, parecendo um gemido grave e sensual —, que a diretora safada fechou as pernas e rezou para que nada manchasse sua saia novinha. Engasgando mais um gemido, Selena não se controlou; forçou as mãos da Lovato pra longe e apertou aquela bunda gostosa sem pudor algum. Unhas arranhando a pele macia e quente, respirações pesadas e entrecortadas se misturando, gemidos baixos carregando palavras de baixo calão. Nenhuma das duas aguentava mais, a tensão estava pesada demais e isso só ia levar a um lugar.

"Puta merda, nós vamos transar!"

E sem pensar muito, um beijo carregado de tesão e totalmente afobado tomou conta dos lábios das mesmas. Selena passou a arrancar as próprias roupas, por mais que ela quisesse esperar para transar, ela simplesmente não conseguia resistir a gostosura de Demetria Devonne Lovato. Em um tempo recorde, as duas estavam inteiramente nuas, perdidas na tentadora ideia de foder gostoso no vestiário da faculdade. E em meio a palavrões e gemidos manhosos, as duas mulheres brigavam incessantemente pelo controle, sempre mudando de posição, e usando mordidas, arranhões e muito dirty talk pra manter a posição de ativa. E para a sorte de ambas, toda essa luta carnal acabou com uma Demetria ofegante e necessitada rebolando no colo de uma Selena brisada com a luxúria. A Lovato gemia baixinho com cada rebolada, perdendo-se cada vez mais ao sentir a intimidade da diretora gostosa e pervertida roçando contra a sua, enquanto a mais nova se encontrava totalmente babada, em todos os sentidos possíveis.

E quando finalmente Selena deu a mordida em seu ponto fraco, aquele que a tatuagem marcava, um gemido sôfrego escapou dos lábios avermelhados da Lovato, puta merda. Ela estava rendida nas mãos de Selena. — Hmmm. Gomez. Me f-

— Fodida do caralho! Para de brincar de DJ e sai logo desse vestiário! — Lauren Jauregui berrou e esmurrou a porta do vestiário. — Eu entendo seu fogo na boceta, mas você tem que parar de tocar uma pras fotos da Gomez no Instagram todo dia, sua cafajeste nojenta. — com mais raiva dessa vez, Lauren espancou a porta novamente, e se ela continuasse assim, a porta iria cair a qualquer momento. — Demetria Devonne Lovato, se você não me responder eu vou te espancar até você chorar!

— Tô indo, inferno! — altamente frustrada e revoltada, Demetria catou suas roupas e olhou para Selena, que havia feito o mesmo. "Nota mental: Matar Lauren e esconder o corpo bem longe!" e enquanto a diretora se esgueirava pela saída de emergência, Demi fora obrigada a destrancar a porta do vestiário, e a primeira coisa que fez ao olhar a cara de bunda da riquinha foi franzir o cenho pra mesma. — Eu tive que rebolar muito no sepultamento de Cristo pra ter você como melhor amiga, sua cretina.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...