História Discovering love - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Enji Todoroki (Endeavor), Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Ochako Uraraka (Uravity), Personagens Originais, Shouta Aizawa (Eraserhead), Shouto Todoroki, Sir Nighteye, Tenya Iida, Toshinori Yagi (All Might)
Visualizações 106
Palavras 1.102
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


····[ O capítulo não está todo revisado então desculpa por qualquer erro ]····

Capítulo 9 - É isso que acontece quando se tem medo de tempestade.


Fanfic / Fanfiction Discovering love - Capítulo 9 - É isso que acontece quando se tem medo de tempestade.

[...]

Yumi lavava a louça da janta tranquilamente enquanto Midoriya a secava em puro silêncio, os dois não tinham o que conversar, então Yumi às vezes cantarolava baixinho algumas músicas que vinha em sua cabeça e logo ficava quieta.

Em um momento de distração Yumi deixa um copo de vidro cair dentro da pia - fazendo o mesmo se quebrar.

-está tudo bem? - perguntou Midoriya olhando para a garota que por sua vez balançou a cabeça negando.

O esverdeado abaixou a cabeça, dando a visão da mão de Yumi sangrando.

-ai meu Deus, ai meu Deus - Midoriya disse entrando em desespero, o garoto se abaixou e pegou a caixa de primeiros socorros.

A bicolor por sua vez, lavou a mão e viu que não havia feito um corte muito fundo então não era preciso entrar em desespero. Yumi sentiu ser levantada por Midoriya e ser colocada logo em seguida em cima do balcão.

-não foi muito fundo - disse Yumi.

Midoriya não entendia muito sobre ferimentos e muito menos como curá los ou parar de fazer algum machucado sangrar. Mas sabia o básico, o garoto pegou uma gaze e passou no ferimento tirando um pequeno gemido de dor da boca de Yumi.

-desculpa - disse e continuou.

Quando viu que já era visível o machucado, colocou um simples band aid para evitar que infeccione -  pois seria muito perigoso deixar aquilo sem nada tampado, poderia entrar muitos tipos de bactérias. O Izuku beijou a mão de Yumi e começou a subir seus beijos para o braço.

-M-Midoriya o que tá fazendo? - perguntou a garota preocupada.

O garoto não sei importou com suas palavras, continuou a subir seus beijos até seu pescoço, que na região deixou sua marca e sussurrou em seu ouvido, fazendo as pernas de Yumi ficarem bambas:

-eu sei que você está esperando por isso faz tempo - o garoto pronunciou suas palavras, agarrando a bicolor pelas nádegas e prensando seus corpo.

Midoriya pegou em seu queixo e selou seus lábios, nesse momento Yumi estava agradecendo pelo beijo de mais cedo que Bakugou havia lhe dado, pois naquele momento, saberia mais ou menos o que fazer e não iria estragar esse belo momento, a bicolor levou suas mãos até o cabelo de Midoriya, deixando o beijo mais feroz. Ambos desgrudaram seus lábios por falta de fôlego.

[...]

-o que você quer Yumi? - pergunta Uraraka do outro lado da linha sonolenta.

-eu tenho duas coisas a te dizer e uma coisa a te perguntar - disse a bicolor fazendo carinho no gato branco que vivia em seu quarto.

-fala!

-você é lésbica?

-o que não! Porque?

-porque naquele dia na festa na casa do Denki, você disse que era lésbica.

-eu estava mais louca que o Batman! Se tá ligado que eu quase transei com a Tsuyu aquele dia!

-ata - riu - se eu te contar uma coisa você promete não surtar?

-prometo!

-hoje depois da aula, Bakugou me beijou.

-eu não sou mais apaixonada por ele como eu era antes - respondeu.

-ah não?

-não! Yumi, por favor desenrola porque eu quero ir dormir, já são quase meia-noite!

-ata, desculpa - riu - eu beijei o Midoriya - disse sorrindo bobo.

-é o que? Como foi?

-achei que estivesse com sono.

-depois dessa se quiser pode até vir aqui em casa. - Yumi riu.

-bem, foi bom… sei lá, não tem como descrever.

-mas como rolou o beijo?

-eu tinha machucado minha mão e aí ele cuidou dela e tals, e aí rolou o beijo. Ah sei lá! Não tem como descrever, sabe, falar.

-tá, tá - Uraraka riu - amanhã na aula você me conta direito essa história.

-ok, boa noite.

Ligação off.

A bicolor deixou seu celular de lado, se deitou e pegou no sono.

[...]

Era cerca de 03:26 da manhã quando Yumi acordou com uma forte chuva que caia em Nova Iorque, era meio vergonhoso ela falar aquilo mas ela tinha um certo “trauma” de relâmpagos e trovões, a garota levantou da cama, a única coisa que poderia fazer era ver se Midoriya estava acordado, a mesma caminhou até ao quarto ao lado, abriu a porta devagar e chamou:

-Midoriya-kun, você está acordado?

O esverdeado acabou levando um susto, mas estava acordado sim.

-não consegue dormir? - perguntou o garoto.

-hai - respondeu - posso me deitar com você?

-pode - disse dando espaço na cama.

Yumi entrou no quarto e logo fechou a porta devagar, caminhou novamente até a cama de Midoriya, logo se deitando e se ajeitando perto do garoto, que, a cobriu logo em seguida. Midoriya a abraçou por trás, para Yumi era uma sensação boa, era gostoso ficar perto de Midoriya daquela maneira.

Ambos não conseguiam pegar no sono, então Yumi se virou de barriga para cima e perguntou:

-porque você tinha me dado aquele beijo mais cedo?

-Yumi, por mais incrível que me pareça, eu sou apaixonada por você faz anos - respondeu sorrindo de canto.

-poderia repetir ele?

Midoriya ficou por cima de Yumi, seus braços sustentava todo o seu corpo, o esverdeado logo grudou seus lábios mais uma vez, o beijo não era tão calmo como o primeiro do casal, desta vez, tinha um pouco de malícia, os lábios de Midoriya eram mais calmos e doce, já o de Bakugou eram quentes e picantes. Yumi entrelaçou suas pernas na cintura de Izuku. Quando o fôlego de ambos haviam acabado, a Shoto prendeu o lábio inferior de Midoriya entre os dentes.

Izuku levou seus lábios até o ouvido de Yumi e disse:

-não sabia que tinha todo esse fogo. Isso é amor ou apenas vontade mesmo?

-isso é amor mesmo - respondeu com um sorriso bobo nos lábios.

Midoriya lhe deu um selinho demorado e deitou novamente na cama, Yumi se virou e logo sentiu os braços de Midoriya em volta de sua cintura.

Ambos em pouco de minutos haviam pegado no sono.

[...]

Shoto acordou na sua cama, a primeira coisa que imaginou era se aquele beijo na madrugada tinha sido apenas um sonho, Yumi bufou e desligou seu despertador, levantou da cama e logo o frio tomou conta de seu corpo, o incrível era que todo a vez que chovia em Nova Iorque, sempre fazia frio logo em seguida, a bicolor pegou seu uniforme e uma blusa de frio, logo em seguida entrou no banheiro e tomou um banho.

Quando saiu do box, limpou o espelho embaçado, e logo se enxergou, viu que tinha uma marca no pescoço e começou a praguejar Midoriya enquanto se vestia.

O problema maior era que não tinha nenhum tipo de maquiagem, não tinha nem gloss com sabor de morango que quando passava nos lábios logo não tinha mais, já que conseguia comer tudo. Não saberia como esconder aquilo da escola - e muito menos da Uraraka e Tsuyu -, que provavelmente iriam achar que Yumi e Midoriya haviam feito coisas “erradas” na noite passada.

[...]


Notas Finais


Karalhooooo no próximo capítulo vai ser o encontro mais desastroso do mundo seis tão ligado? Mas também vai rolar muita coisa e muito mico. Hehehehehehhehehe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...