História Disritmia - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 8
Palavras 130
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lírica, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Eu não sei que nome colocar as vezes



Fazendo versos sem conhecer as ruas:
"suas rimas não precisam ser boas ou ruins, elas só precisam ser suas"
vi isso numas ruas
ardendo como hefesto no perecer das luas
as duas e
a arte não lhe salvará
coleira
cólera
antes que pequem fiz uns versos no éden
antes que me levem, paguem por neve
devem
sim, querem
minérios exportados
nos ritos iniciados
estados laicos e a lactose: peguem.
Vendo além dos contratos rasgados que neguem
tratados roubados de kaer morhen
ou chapéus usados por raiden
desordem
textos escritos em papiros de outrem
totem
formula mágica disfarça a farça e eu nem
sobrevivo a tiros manuscritos e filhos de cocain
não me culpem, mas saio e embarco num cool train
arte dispersa sem pressa nessa merda impressa sem supply chain
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...