1. Spirit Fanfics >
  2. Distant passion (minsung) >
  3. Término

História Distant passion (minsung) - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


cheguei
queria agradecer o apoio de vocês nos comentários, me ajuda muito a continuar. obrigado! ^^

boa leitura!

Capítulo 6 - Término


han jisung


No dia seguinte eu acordei cedo para a primeira reunião do clube. Eu estava ansioso e preocupado ao mesmo tempo pois eu não sabia nada sobre literatura e escrita.


— Hm, já acordado? - Jeongin perguntou ao entrar na cozinha e me ver tomando café. ele esfregou seus olhos e se sentou em meu colo.


— Sim, preciso ir cedo pra escola. - ele abriu a boca para eu lhe dar um pouco do meu cereal e eu coloquei um pouco em sua boca. era muito fofo o jeito que ele comia. - Licença, maninho. Preciso ir. - Jeongin se levanta.


— Mas já? Nunca te vi tão empenhado assim. - eu ri.


— Ei, eu sou empenhado sim! - o mais novo me deu um olhar debochado.


— Aham, a gente faz de conta que sim. - eu ri e saí. estava muito frio, eu deveria ter levado um casaco extra. minhas bochechas e nariz estavam vermelhos e eu espero não pegar uma gripe. a uma quadra da escola, eu me assustei um pouco quando senti algo envolvendo minhas costas. olhei pra trás e vi o professor Minho.


— Bom dia, Jisung. - ele deu um sorriso e eu retribui.


— Bom dia, Minho-nim. - comecei a espirrar do nada.


— Por que está aqui tão cedo? - o prof Minho me olhou preocupado. 


— Não queria me atrasar para a reunião do clube. - falei enquanto finalmente entrávamos na escola. Minho riu e me olhou.


— Jisung, a reunião só começa daqui a uma hora. - eu corei, meio sem graça.


— A-ah, eu sei disso! Mas só por precaução. - ele afirmou.


— Então vamos indo pra sala. - assenti, e seguimos caminho para a sala. ficamos sozinhos lá e isso era meio estranho. o prof Minho ficou lendo e eu apenas observava, estava com tédio. até que resolvi perguntar algo que tinha dúvida a muito tempo e gostava de questionar as pessoas sobre isso.


— Professor. - chamei sua atenção e ele parou de ler. 


— Sim? - eu desviei o olhar meio sem saber como perguntar.


— O que é o amor para você? - ele me olhou mas logo desviou o olhar. sua reação foi meio estranha justo que eu apenas fiz uma pergunta simples. ele ficou alguns segundos sem responder.


— Por que essa dúvida do nada? - ele voltou a atenção ao seu livro.


— Eu não sei o que é, nem sei se já senti isso. - falei.


— Mas você tem uma namorada, certo? - eu assenti, e fiquei sem graça novamente.


— Eu não sei se amo Seoyun do jeito que ela espera. Ou melhor... desse jeito. - gesticulei algo com as mãos que nem eu sabia o que era. Minho me olhou e pigarreou.


— Então você não tem certeza se ama ela de verdade? - fez uma pausa. - Pelo fato de você ainda não saber o que é o amor? - eu afirmei repetidamente.


— Exato! O que devo fazer? - perguntei.


— Talvez você deva conversar com ela e esclarecer as coisas. - ele tem razão, eu não posso simplesmente iludir ela, até porque ela é importante pra mim. decidi não falar mais nada, por mais que eu tivesse muitas dúvidas. não queria atrapalhá-lo, apenas agradeci.


— Entendo, muito obrigado, professor. - eu sorri e ele retribuiu. 


— Sem problemas. - vi alguns membros do clube entrarem. cumprimentei todos fazendo reverência e todos nos sentamos em uma roda e começamos a nos apresentar.


— Meu nome é Seungmin, eu sou o presidente do clube. - ele sorriu gentil.


— Eu sou o Hyunjin, um dos integrantes mais antigos. - falou.


— Meu nome é SeongJun, entrei recentemente no clube. - disse.


— Me chamo HuiJun e sou o conselheiro do clube. - o último falou. era minha vez de me apresentar e eu estava um pouco nervoso.


— Ahn... eu sou o Jisung, o membro novato do clube. Prazer em conhecê-los! - eu sorri.


— Seja bem-vindo. - Hyunjin disse, eu agradeci. começamos a falar sobre algumas coisas do clube e como eu não sabia de quase nada sobre escrita, acabei por ficar com a parte de encadernação dos livretos que eles escrevem todos os anos.


— Você tem certeza que consegue dar conta disso, Jisung? - SeongJun me perguntou e eu afirmei com toda a certeza do mundo, que no caso eu não tinha. 


— Sim! Eu sei que nunca fiz isso antes mas eu quero ajudar em algo. E minha capacidade de escrita é péssima. - fiquei cabisbaixo por um momento. - Eu prometo que vou dar o meu melhor.


— Deixem que ele faça, Jisung é uma pessoa competente. - o prof Minho disse e eu corei com seu elogio. ele apenas sorriu com sua afeição gentil de sempre.


— Hm, tudo bem então. Mas caso precise de ajuda, nos procure. - SeongJun finalizou. eu me virei para falar com o prof Minho.


— Obrigado por acreditar em mim. - ele riu.


— Sem problemas, eu sei que você consegue. - quando ele se afastou, meu coração bateu forte mas não entendi o motivo. apenas ignorei aquilo e voltei as atividades. quando a reunião acabou, me despedi de todos e saí da sala em direção a outra sala de aula. Seoyun veio em minha direção, meio enfurecida e me parou.


— Jisung, você não fala comigo faz muito tempo. - começou a falar. - Além de que você escolheu esse tal clube ao invés do meu! Por que você não quer ficar perto de mim?! - desviei o olhar enquanto ela me encarava.


— Eu apenas queria experimentar atividades novas, me desculpe. - Seoyun suspirou.


— As vezes eu acho que você não gosta de mim. - a olhei. ela se afastou mas eu segurei seu braço.


— Eu acho melhorar terminarmos. - ela desviou o olhar e choramingou.


— É. Eu também acho, Jisung. - soltei Seoyun que saiu andando sem olhar para trás. suspirei, cabisbaixo e segui para minha aula.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...