1. Spirit Fanfics >
  2. Distante >
  3. Capítulo 2 - Porquê?

História Distante - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem,tentarei estar atualizando sempreeee,bjss de algodão doceee <3

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Porquê?


A casa era muito bem decorada,era diferente do que imaginava,mebuki tinha um bom gosto.

Ela olhava em volta e percebeu algumas fotos,uma coisa que a surpreendeu,era fotos suas de quando era bebê e também quando era criança.Havia uma foto que não se lembrava,era uma foto que estava em sua casa com mebuki e kisashi em sua casa,devia ter por volta de 7 anos de idade.

Tinha fotos de suas irmãs também,ino e izumi,espalhadas pela sala,eram fotos com os pais,em alguns lugares de konoha e alguns cantos da casa.

Escutou alguns passos vindos de uma pequena escada que dava para o segundo andar da casa,e era kisashi.Ele ficava meio receioso em tocar a filha,sabia que ela evitava muito contato consigo e a esposa.

- Sakura - sorriu pra filha - como você cresceu e está linda,minha filha - a garota deu um meio sorriso

- Olá,kisashi - cumprimentou seu pai após uma boa dose de coragem e de pensamentos.

Haviam tantos pensamentos presos dentro de si,tanta insegurança,e o medo e raiva predominavam.Tinha tanto rancor daqueles que a deram para sua madrinha a criar,e detalhe,longe deles.São tantos segredos e mistérios,que ela ficava totalmente perdida e confusa.

- Venham,preparei um café para vocês - apareceu mebuki com um sorriso largo - preparei um lanche para vocês,devem estar famintas

Sakura apenas observava seus pais biológicos.

- E as meninas mebuki,como estão? - pergunta tsunade se sentando na mesa

- Saíram pela manhã com os namorados e os amigos - Disse pegando alguns biscoitos e colocando -os sobre a mesa - tinham ido na cachoeira,daqui a pouco estão de volta

Apenas observava o que sua madrinha e sua mãe conversavam,dizia alguma coisa apenas quando alguém a perguntava,eram coisas básicas,coisas haver de "como vai a escola?" e "os namoradinhos?",e ela apenas respondia como quem não quer nada.

Estava estranhando o lugar,estava se sentindo perdida em lugar totalmente novo,com pessoas "novas".Não que fosse anti-social,pelo contrárioé uma garota que fala,que procura,que tagarela,mas com quem a procura,com quem se importa.

E por ser um ambiente totalmente novo para si,acabou se sentindo "presa" e um pouco desconfortável,o ambiente também estava pesado para si mas não para sua mãe e madrinha.

Escutou algumas vozes e a porta se abrindo.Sentiu uma sensação nova e estranha,os pelos de seu corpo estranhamente se arrepiaram,e jurava que podia escutar seu coração bater descompassado.

Apertava os seus dedos entre as mãos,estava tensa.Não sabia o que fazer ou falar,estava estática,presa nas sensações que sentia.Era libertador,estava se sentindo livre como nunca se sentiu antes,uma sensação gostosa mas ainda nova para si.

As vozes se aproximavam e os passos também,conforme se aproximava apertava ainda mais seus dedos entre as mãos,a ponte de ficarem vermelhos.Sentia o coração quase pular de seu peito.

Havia um perfume amadeirado que a chamava tanto a atenção,era delicioso o cheiro.E ela queria saber de quem exalava esse perfume.

As primeiras pessoas a aparecerem na cozinha foram suas irmãs,que s olharam e vieram em sua direção.

- Saky - disserem juntas e vindo em sua direção,sentiu as duas a envolverem em seus braços,era confortável,tão terno... - você cresceu e tá linda,irmãzinha - Disse izumi bagunçado os cabelos rosados da irmã.

Sakura não teve muita reação,apenas retribuiu o abraço meio sem jeito e envergonhada pela primeira vez.

- oi - Disse meio sem jeito e envergonhada,especialmente que sentia alguém a olhando atrás daquelas pessoas todas.

Mebuki sorria ao ver a cena,o que mais queria era ter suas três meninas juntas,e agora tinha,mesmo que Sakura quisesse ficar apenas um pouco ali.

- Meninos,essa é a Sakura,minha filha mais nova - mebuki sorriu,um sorriso terno e feliz.

E só então Sakura olhou as pessoas novas que ali estavam.

Ambos os homens ali eram extremamente
altos e fortes,podia -se notar.Havia um loiro de olhos azuis,com um enorme sorriso contagiante,esse chama-se Naruto,um moreno muito bonito de cabelos longos e pretos,chama-se o itachi e era o noivo de sua irmã,havia também um ruivo,que descobriu ser noivo,também,de sua outra irmã,este se chamava gaara.

E havia o que o mais havia a chamado a sua atenção,ele era alto,cabelos pretos na altura do ombro,de intensos olhos negros que a analisavam de cima a baixo.Descobriu que este se chamava sasuke e era irmão de itachi.

As sensações dentro de si ficavam cada vez mais confusas,sentia que precisava buscar um ar e saiu da coxinha para a frente da casa,onde suspirou fundo e se permitiu relaxar um pouco,estava tão tensa,desejava tanto um estranho,seu abraço,seu beijo,até o mínimo de seu toque.

Passou as mãos pelo seus cabelos róseos,suspirou novamente e encarou a enorme floresta que tinha perto das casas.

Não tinha muito que pensar ou falar,sentia -se incapaz,inerte a necessidade de ser tocada por um estranho que mau conhecia.Mas que já mexia tanto com ela,sentia -se próxima a ele,como se o conhecesse a tanto tempo,como se ele fosse familiar para si.

Sentiu passos se aproximarem dela,pensava que era sua tia,mas teve uma surpresa ao encontrar os incríveis olhos negros que tanto a perturbava.

- sua tia pediu para ver se você está bem - a voz grave e rouca dele arrepiou cada pelo de seu corpo e atiçou seus desejos mais profundos com aquele homem.

Ele tinha as mãos no bolso de sua calça jeans,tinha uma expressão neutra mas claramente fazia um esforço para não fazer alguma coisa.Ele analisava cada reação dela,da surpresa ao constrangimento,e Sakura ficava cada vez mais envergonhada.

- claro,tá tudo bem - Disse com voz baixa e encarando aqueles lindos olhos que não deixava de a olhar.

A vontade de se aproximar daquele homem era enorme,e a dele era a mesma,a distância dos dois era curta e cada um anseiava pelo toque do outro,necessitavam daquilo como necessitavam do ar para viver.

Sentiu as mãos deliciosamente ásperas e quentes de sasuke tocar seu rosto,sentia cada pedaço de pele seu tocado por ele ferver em combustão.

Queria mais do toque dele a aquele altura já não pensava nas consequências ou se havia acabado de o conhecer,apenas anseava o toque dele e toca-lo,e faria isso.

Fechou os olhos aprovando o carinho vindo dele,levou as mãos emcima daquela que fazia-a entrer em fervor,no seu estado mais irracional.

Respirou o perfume amadeirado que ele possuía,abriu os olhos lentamente e o corpo dele já estava colado ao seu,agora ele tinha as duas mãos em seu rosto e ele a encarava profundamente,como tentasse ler sua alma,seus pensamentos.

Sentiu o tocar dos lábios no seu,queria aquele beijo mais que tudo,mas sasuke se afastou rapidamente de si,como se estivesse sendo o único racional dali.

Ele se afastou devagar e ofegante,por Deus,estava a ponto de fazer uma loucura ali e agora,se afastou de Sakura aos poucos e correu em direção a floresta,deixando uma Sakura confusa e curiosa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...