História Distração - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Dave Franco, Harry Styles, One Direction
Personagens Harry Styles
Visualizações 71
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, FemmeSlash, Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Slash
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


leiam as notas finais, plsss💞


aproveitem esse cap pq a porra fica seria kkkk

Capítulo 27 - Distração


Fanfic / Fanfiction Distração - Capítulo 27 - Distração

"you're looking in the wrong place for my love" Wrong - ZAYN

-Harry, se você me falasse de uma vez o que eu fiz de errado eu iria embora! -exclamei subindo as escadas atras dele.

Silêncio. 

-Eu tô realmente tentando lembrar o que eu posso ter falado ou feito nos últimos dois dias que fez você ficar assim, mas eu não lembro de nada! -continuei meu monólogo, o seguindo até a porta do seu apartamento. 

Harry destrancou a fechadura, empurrando a porta e entrou. Ele jogou a sua mochila no canto do sofá e eu continuei tagarelando sozinha enquanto fechava a porta atras de mim. 

-É sério, porque eu tenho certeza absoluta que não tem nada haver com sábado, a última coisa que você estava naquele dia era irritado. Aliás, domingo também, eu lembro muito bem de como você não estava irritado com a cabeça entre as minh-

Minhas costas bateram contra a porta que eu tinha acabado de fechar e agradeci mentalmente que eu ainda estava com a mochila que serviu de amortecedor. No susto, eu tinha fechado os meus olhos, mas eu não precisava abri-los para saber que Harry tinha me segurado para trás, uma de suas mãos na minha cintura e a outra apoiada ao lado da minha cabeça. 

-Harry... -eu disse encontrando o seu olhar. 

Okay, ele estava bravo. 

-Você praticamente quer morrer quando somos vistos juntos no campus, mas está mais do que disposta para ir almoçar com o Franco na porra da lanchonete da faculdade -ele murmurou irado.

-Como você sabe disso? 

-Você tá de brincadeira comigo, né? -ele riu e se afastou de mim, passando a mão não machucada pela nuca- Pensei que fosse mais esperta do que isso.

-Não começa a me ofender, Harry, eu tô de boa e não quero discutir. 

-Que pena, -ele riu irônico se virando para mim com os braços erguidos aos lados- porque eu quero discutir.

-Harry...

-Não, Anastasia, não vem com "Harry" para cima de mim -ele fez aspas com os dedos, dando dois passos para perto de mim enquanto eu tirava a minha mochila dos ombros e deixava no chão.

Não sei porque, mas meus olhos recaíram na sua mão machucada e então as peças começaram a se juntar. 

-Como você machucou a mão, Harry? -o questionei, dessa vez decidida a ter uma resposta verdadeira.

Ele apenas bufou, abaixando os braços.

-Como você machucou a mão? -repeti, dando um passo para frente mostrando que eu não iria desistir.

-Você quer mesmo saber? -ele ergueu as sobrancelhas de forma desafiadora, dando o último passo para perto de mim, seu peito tocando no meu- Eu soquei um armário.

-Por que? -mesmo eu já deduzindo o motivo, uma parte de mim precisava ouvir dele- Por que, Harry? -eu estava ficando menos e menos paciente, a evidência na minha voz- Por que?

-Porque você saiu com o idiota do Dave, Anastasia! 

-Você tá louco? -urrei, desistindo de me conter- Você não vê como isso é injusto? 

Harry não me respondeu e tentou se virar para fazer sei lá o quê, mas eu fui mais rápida e bloqueei a sua passagem, ficando na sua frente. 

-Você fode praticamente toda garota que passa na sua frente, mas se eu saio com um cara, você sai socando por aí! -falei o que eu tinha guardado há algum tempo, olhando para o rapaz a minha frente irritada- Nós nem estamos juntos, droga!

-Nós poderíamos estar se você parasse de fazer cu doce sobre o que sente por mim -ele rebateu.

Eu não consegui responde-lo e dei um passo para trás sem perceber. Os segundos que se seguiram eram apenas um silêncio torturante. 

-Eu não sinto nada por você além de amizade e você sabe disso -argumentei fracamente.

-Mentira -Harry não hesitou em dizer.

-Não, não é -respirei fundo, erguendo o olhar até ele- desde o início eu avisei pra você que o que quer acontecesse entre nós não iria passar de amizade, que eu não queria mais nada além disso. 

-Mas passou e você está fingindo que não vê, -ele disse exasperado- você está tão machucada com o que houve com a sua ex que não quer lidar com o que está na sua frente. 

Não falei mais nada, olhando para Harry com a mesma intensidade que ele me olhava. 

-Eu não estou pronta pra me envolver com alguém -eu disse.

-Não, Anastasia, você não quer, é diferente. Você apenas prefere se divertir sexualmente. 

Abri a boca para argumentar, mas a fechei em seguida, não sabendo o que dizer. Alguns segundos se passaram até que Harry pareceu desistir e suspirou, balançando a cabeça para os lados enquanto seus olhos caíram para os meus pés antes de se voltarem para cima, me olhando como se tivesse descoberto algo.

-Então é isso? -ele riu amargo, um sorriso de canto em seus lábios- Eu não passei de uma distração pra você esquecer da sua ex? 

Eu não o respondi, mas aquilo bastou para confirmar o que Harry tinha dito. 

-Eu fui a porra de uma distração, Anastasia? -ele repetiu, como se não acreditasse.

Quando encontrei o olhar de Harry, vi a raiva nele, mas também vi um traço de tristeza. Foi rápido, porém estava lá. 

Eu não aguentava ficar mais ali, era demais para mim. Eu precisava sair e foi exatamente o que eu fiz. 

Girando meus calcanhares, andei até a porta e peguei a minha mochila, jogando-a os meus ombros. Abrindo a porta, parei antes de ir embora.

-Eu nunca quis que as coisas chegassem a esse ponto, Harry -murmurei, sabendo que ele estava me ouvindo- desculpa. 

Dei o fora dali em seguida, olhando para trás uma vez quando estava na calçada, meu olhar no prédio de Harry.

Eu não chorei naquele dia, mas quando fui dormir, meu peito doía de uma forma que eu não sentia há meses.


Notas Finais


okay n me matem...........


mas cá está o motivo de “distração” , vcs conhecem agora metade do que eu tenho imaginado há alguns meses e estão prestes a entender o outro significado da palavra, o q acreditem, vAI SER ÉPICO


comentaram sobre ter hot deles e, gente, se alguém leu alguma das minhas ff sabem q td vez q os pp fazem o tchatchatcha alguma coisa acontece em seguida q muda totalmente hehehehehe quem já leu Still Love Him tem uma ideia UAHAUHSUSHAUSUS


espera, alguém aqui já leu alguma das minhas ff?????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...