História Disturbed Love - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction, Selena Gomez, Zayn Malik
Personagens Selena Gomez, Zayn Malik
Tags Zaylena
Visualizações 238
Palavras 1.562
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou muito grata e feliz com todos vocês. Os favoritos e comentários do capítulo passado me deixaram muito animada, então eu vim aqui para postar mais um capítulo para vocês <3
Este capítulo não tem Zayn, o que é uma pena, porém, tem uma coisa muito importante para vocês saberem o que acontece com esse casal que eu amo.
Espero que vocês gostem desse capítulo.
Acho que é isso.
Beijos, com amor.

Capítulo 3 - Chapter 2: A Good Wine, and a Wonderful Conversation.


Fanfic / Fanfiction Disturbed Love - Capítulo 3 - Chapter 2: A Good Wine, and a Wonderful Conversation.

Título do capítulo: "Um bom vinho, e uma maravilhosa conversa."

                                                                   Selena Gomez Point of View.

Assim que sai do trabalho fui direto para casa.  Minha cabeça precisava de um descanso. Logo que cheguei no apartamento fechei a porta escutei meu telefone tocando. E dei risada ao encontrar o nome na tela do celular. Atendi o mesmo já ouvindo ela falar alto do outro lado. 

- O que foi aquilo? - Kaylen gritava no telefone. - Você tem muita coisa pra me contar. 

- Não. Eu não tenho nada para contar. - Eu disse colocando a bolsa em cima do sofá e me sentando no mesmo, afinal eu tinha que aproveitar que o mesmo estava livre do cachorro gordo. - Você estava lá, viu tudo o que aconteceu. - Sacudi os cabelos encostando a cabeça no sofá. 

- Sim, e é por isso que eu to me perguntando até agora o porque de tudo aquilo. - Ela disse e suspirou no final. 

- Kay, do que você está falando? 

- Quando Wes flertou com você, Zayn só faltou pular em cima de vocês dois. Esta acontecendo alguma coisa que eu não saiba? - Ela perguntou e pela sua voz denunciava que a mesma estava apreensiva. 

- Olha Kay, tem algo para contar sim, mas não sei se essa é uma boa hora. - Massageei as têmporas que estavam doendo só de imaginar entrar no assunto delicado com ela. 

- Sim agora é uma boa hora, comece a cozinhar o macarrão que eu logo chego com o nosso vinho preferido. - Ela não me deixou responder apenas desligou o telefone. 

Me levantei colocando o celular me cima da mesa de centro, resmunguei algo para Baylor que descia as escadas correndo e quase me derrubando. Enchi seus potes de água e comida e coloquei o macarrão no fogo, cortei alguns pães colocando o mesmo no forno. 

Subi para o quarto deixando os sapatos em um canto junto com os outros. Separei uma muda de roupas e fui para o banho. Tomei o banho quente e relaxante para amenizar o frio, e logo em seguida vesti as roupas. Desci as escadas sentando no sofá novamente. 

- Sabe, eu acho que o seu porteiro ainda não gosta de mim. Acredita que ele não queria me deixar entrar? - Ela disse entrando e colocando a sacola em cima do balcão e vindo até mim me dando um beijo no rosto. - Tudo bem? 

- Estou bem sim. O macarrão já está quase bom, daqui a pouco podemos jantar. - Eu encolhi os pés no sofá. 

- Tudo bem. - Ela pegou as taças e o vinho e veio até a sala novamente. - Enquanto isso podemos beber um bom Zentas e conversar sobre aquele assunto.-  Ela encheu as taças e me entregou uma. - Já pode me dizer o porque vocês três agiram de uma maneira estranha hoje lá no restaurante. Eu sei que envolve aquele beijo do ultimo verão que o Wes te deu e o Zayn viu, mas eu acho que não é só aquilo. Fale a verdade, de quem você gosta?- Minha voz sumiu. Eu não sabia o que dizer, era fácil dizer que eu gostava do irmão mais velho dela, mas não que eu já tinha tido algum tipo de relacionamento com ele. 

- Zayn. - Ela continuou me olhando com uma expressão que eu não sabia identificar qual era. Comecei a ficar preocupada depois do seu terceiro gole de vinho. - Eu sei que ele tem uma noiva, mas apenas aconteceu.- Abaixei a cabeça passando a ponta dos dedos na taça cheia de vinho. 

- Por que não gosta de Weston? Ele gosta de você seria muito mais fácil e você não sofreria. - Ela disse bem calma pela noticia a qual eu tinha dado. - Vocês até se beijaram algumas vezes, já tiveram um relacionamento, mas agora, por que o Zayn? - Ela perguntou fazendo meu coração acelerar ainda mais. Eu pensei em não contar, porém o que estava valendo ali não era mais o segredo e sim a nossa amizade. 

- Perdi a virgindade com ele. Desde então gosto dele. - Seus olhos se arregalaram para mim. Ela não sabia o que dizer e nem eu o que esperar. Andei até a cozinha e desliguei o macarrão e comecei a cortar as coisas e preparar as coisas para fazer o molho. 

- Não sei o que dizer - ela se sentou na ilha que tinha no meio da cozinha. e continuou a me observar. - Eu nunca reparei antes. Sempre achei que você e o Weston tinham algum futuro. Quando aconteceu? - Olhei rapidamente para ela que me encarava com os olhos fundos. 

- No verão em que ele entrou para a faculdade. Você tinha saído com o seu namoradinho para curtir os últimos minutos que ele teria na casa da praia. Ficou apenas eu e ele na sala. Não sei como, mas a sua boca veio para na minha e simplesmente aconteceu.- Tirei as torradas do forno colocando a forma em cima da mesa junto com o molho que acompanharia. - Você sabe como funciona a cabeça de uma menina de dezesseis anos. 

- É por isso que ele ficou tão bravo quando viu você e o Wes se beijando. - Me encarou tomando o ultimo gole do vinho. 

- Não sei se é por isso, afinal ele tem uma noiva não é mesmo? - Terminei de colocar a mesa e comecei a nos servir. 

...

O quarto estava em uma bagunça terrível. E depois de apertar a soneca cinco vezes, finalmente tive a certeza que estava atrasada e que tinha  perdido todo o minimo tempo que tinha sobrando para poder tomar um banho. Terminei de vestir as pulseiras rapidamente, e de fechar o relógio ao redor do pulso esquerdo, encarei o reflexo no espelho e peguei a bolsa junto com o casaco branco em cima da cama revirada de roupas. O clima estava fresco o que facilitou minha vida enquanto vestia o short preto, mas sim precisava de uma blusa. Pedi a Deus enquanto corria escadas a baixo para que não corresse o risco de cair com a plataforma dos saltos. E logo tornei a agradeceu por ainda sim estar bem equilibrada.

Minha mãe me ligava enquanto eu colocava o café dentro do copo. Atendi o telefone rapidamente já dizendo que não estava com tempo para ligações. 

- Não tenho tempo, estou atrasada. - Ela murmurou alguma coisa -Eu te amo- Meio atrapalhada consegui colocar a chave dentro da porta e trancar logo em seguida. 

- Se cuida. - Mandy disse e logo após disse um tchau encerrando a chamada. 

Eu não imaginava que em uma terça-feira o transito estaria tão calmo. Talvez fosse as orações que fiz logo que acordei e vi que já se passavam das 7H30 AM. Da próxima vez lembrarei de não beber duas garrafas de vinho com minha melhor amiga e me queixar dos meus problemas até tarde. 

- Por favor! - Fechei os olhos mais uma vez e pedi para que o sinal abrisse logo, e que eu pudesse chegar na escola rápido.

Assim que o sinal se tornou verde o pneu do carro deslizou rapidamente no asfalto liso. Não foi difícil de conseguir encontrar uma vaga próxima a entrada da universidade. Sai rapidamente do carro trancando o mesmo e indo em direção a sala de aula. Ainda havia alunos nos corredores o que confortou um pouco meu coração, mas ainda sim eu estava atrasada e percebi isso assim que entrei e o professor entrou logo atrás. 

Depois de fazer um relatório completo sobre um capitulo do livro que falava dos seres humanos. Casandra ainda estava sentada ao meu lado, e apesar de termos conversado bastante durante o relatório, continuamos na hora de responder as questões em dupla, e com a companhia dela as aulas se passaram rápidas e eu já estava no intervalo pegando um pouco de café direto da maquina. 

- Você também se atrasou? - Kaylen perguntou enquanto bebericava de seu café. 

- Sim, quase perdi a primeira aula, nunca mais podemos beber vinho em dia de semana. - Eu disse rindo e me sentando em um lugar no gramado onde pegava sol.

- Sobre ontem, temos que falar sobre isso. - Ela se sentou ao meu lado e pegou em minhas mãos. - Lembra que você me deu um concelho para mim em relação ao Louis? Você precisa ouvir mais os seus concelhos. - Ela me olhava sorrindo meiga. 

Kaylen namorava Louis a alguns meses já, e tudo graças a mim e aos meus concelhos, os quais eu nem considerava tão bons assim. Talvez fosse o começo do relacionamento, mas eles eram um casal muito fofo um com o outro, muitas vezes eles passavam dos limites, mas eu sabia que se amavam. Chegava a me dar uma inveja da sorte da menina. Ela conseguiu achar um homem lindo e o qual dedicava muito de seu tempo a ela. Ele tinha seus defeitos, mas o relacionamento deles eram maravilhoso de se ver. 

- Onde você quer chegar com isso? - Perguntei olhando para seus olhos, desconfiando da menina meiga e doce a minha frente. Seu sorriso mordaz estava em seu rosto e isso não era nada bom. 

- Você precisa transar com o Zayn. - Ela soltou de uma vez. 


Notas Finais


NÃO ESQUEÇAM DE DEIXAR A OPNIÃO DE VOCÊS MEUS AMORES <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...