1. Spirit Fanfics >
  2. Divórcio Compulsório >
  3. Estranho

História Divórcio Compulsório - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Sabiam que amo comentários?
É por isso que escrevo fanfic mesmo tendo uma vida super atribulada... porque amo a interação com leitores.
Então assim... Façam uma pessoa feliz.

Capítulo 4 - Estranho



 


 

Sarada havia estranhado as palavras do pai.

Não que ele não pedisse por noticias… mas assim? Em duas folhas iguais? As mesmas palavras, uma direcionada a sua mãe e outra para ela?

A mãe não se deu o trabalho de responder, andava um pouco irritada então apenas rasgou o bilhete, o que tornou tudo mais estranho. Sua mãe sempre mudava de humor quando se tratava de seu pai… Não importa como fosse seu dia, se recebesse um bilhete com uma só palavra ela já ficava feliz.

Estranhamente ela não parecia nada feliz.

Estranho.

Será que deveria falar disso para seu pai? Não… ele estava em missão, melhor não incomoda-lo.

“ Tudo bem sim pai.” Foi o que respondeu. “Mamãe não pode lhe responder agora… mas em breve aposto que lhe escreve. Sano também está bem e já parando de mamar no peito… acho que se afastar do Sano tem deixado a mamãe um pouco chateada, mas, pelo menos com ele ela não consegue deixar de sorrir. Acho que perdemos o amor da mamãe e ela tem um novo favorito… Mas eu entendo ela, também me apaixono mais a cada dia.

Volte logo.

Com amor,

Sarada.”


 


 


 


 


 


 


 

Apenas Sarada lhe respondeu.

Apenas Sarada.

Falando mais do que o de costume… como se fosse sua obrigação lhe atualizar das coisas.

“Um novo favorito”, não gostava dessas palavras.

Esperava que esse favorito fosse mesmo Sano.

Sentia saudades dos filhos… Sarada já era quase uma mulher e lhe incomodava o quarto isso não passava despercebido pelos outros habitantes da vila… sabia que a filha era plenamente capaz de se cuidar, mas se preocupava especialmente com a relação dela com os colegas de time. Sempre esperou uma relação ino-shika-cho, mas temia que o Boruto fosse como o pai dele… incapaz de não se apaixonar pelo primeiro rabo de saia, especialmente se essa saia fosse vermelha… ele ainda lembrava de como Naruto se interessava pela bela companheira de time dos cabelos cor-de-rosa que agora Sasuke se orgulhava de chamar de esposa.

E esperava continuar chamando assim. Se possível.

Sano, por sua vez, lhe fez entender melhor o próprio pai. Fugaku sempre se orgulhou de Itachi, assim como ele próprio se orgulhava de Sarada, mas Mikoto sempre confessou o quanto o pai nutria um carinho especial pelo Uchiha mais novo… E Sasuke entendia bem isso agora.

Dessa vez ele esteve lá boa parte do tempo, pode ver quando Sano começou a falar, mesmo que tenha perdido as primeiras palavras. Pode brincar com o filho engatinhando, ver os primeiros passos, sentir saudades de quando o bebe não andava porque agora ele tinha que correr para todo lado para evitar que o filho não fizesse bobagens… Lamentava ter perdido tanta coisa de Sarada, mas sabia que não foi porque quis. Chegou a segurar a filha no colo e daria tudo para poder segura-la um pouco mais… Mas os tempos eram outros e ele realmente precisou se ausentar. Naruto lhe deu uma missão e, assim como devia muito a Sakura, também devia muito ao Hokage.

Ainda se lembrava de quando descobriu, por uma carta de Naruto, que Sakura estava grávida. Sakura lhe contou também, logo depois, mas como foi Himawari quem descobriu com seu byakugan o Uzumaki se adiantou, ansioso como sempre.

A principio Sasuke não ia voltar por isso… Queria ver o filho nascer, claro que queria, assim como auxiliar a esposa… Mas Sakura tinha a Sarada agora, e Sasuke tinha uma missão. O patriaca se contentava em mandar cartas quase diárias querendo saber de como tudo andava. Foi então que, as coisas começaram a ficar estranhas e Naruto, como vinha fazendo agora, deu um toque ao amigo Uchiha, dizendo que, talvez, pela segurança do pequeno clã… era melhor voltar.

Tudo começou quando Sakura foi convidada para uma convenção de médicos em Suna. A Kunoichi chegou a comentar com o marido sobre o convite, ao que Sasuke foi contra… Não podia proibir a esposa, mas, gravida de um Uchiha, viajando… todos sabem quantos shinobis adorariam por as mãos em um Uchiha, imagina só um bebe! E todos sabiam que um Uchiha com Haruno dava uma soma incrível… Sarada vinha mostrando isso. Sakura era forte, mas grávida se limitava, e a noticia de sua segunda gravidez tinha se espalhado. Na primeira vez o casal Uchiha viajava em segredo, as sós, ninguém soube e isso garantiu a segurança da matriarca. Mas agora? Em Konoha? Com Naruto existindo? O bebe se tornou um assunto que Sasuke encontrou alimentando até conversa de mesa de bar. Chegou até ouvir uns caras planejando, do outro lado do mundo, pegar o bebe para vender no mercado negro para um tal de Yobuko, que era tipo uma nova versão de Orochimaru com suas experiências malucas.

Os homens logo descartaram a ideia, até porque Sasuke os fez incapaz de planejar novos golpes, mesmo assim o Uchiha andava bem preocupado com a esposa, tentava até terminar a nova missão mais rápido, não queria preocupar uma Sakura gravida com o que vinha ouvindo, mas precisou alertar Naruto e exigir uma segurança redobrada em Konoha.

Naturalmente, o amigo loiro havia sido eficaz em arrumar formas de prender a ex Haruno em Konoha, porém na semana seguinte uma perigosa e oportuna doença surgiu em Suna, atingindo diversas pessoas, entre elas Temari e Kankurou. Sendo assim, Gaara foi obrigado a pedir a melhor medica do pais do fogo emprestada, lógico que Sakura nunca diria não e Naruto… Naruto era um babaca que sabia seu papel nas forças aliadas. Com mascaras e com um time de jounins para defende-la, Sakura foi… mas Sasuke não gostou disso. Tinha cara de armadilha.

Foi assim que decidiu ir para Suna encontrar sua esposa e não sair de perto dela por um bom tempo, por segurança… Naruto lhe autorizou a fazer isso como uma missão e foi muito bom seu trabalho de ninja ser cuidar da própria esposa. Cuidou dela dia e noite, sem ousar sair de perto, o que até chegou a irritar a matriarca Uchiha em alguns momentos, mas era inegável que a mulher estava bem feliz com a nova decisão.

Ninguém tentou nada contra a sua esposa naquela época… a doença foi curada e, de quebra, Sakura ganhou a admiração de vários médicos e médicas de todas as idades. Foi assim que ela também ganhou uma legião de seguidores e aprendizes.

Entre eles, Ichiro Nagao.

E Sasuke simplesmente não conseguia gostar daquele homem.


 


 


 


 


 


Notas Finais


No próximo capitulo algo acontece.
ALGO
Não sei o que.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...