1. Spirit Fanfics >
  2. D.N.A Advance: Nova Ordem do Século >
  3. Perdão x Arrependimento x Surge um novo amigo

História D.N.A Advance: Nova Ordem do Século - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Perdão x Arrependimento x Surge um novo amigo


Fanfic / Fanfiction D.N.A Advance: Nova Ordem do Século - Capítulo 9 - Perdão x Arrependimento x Surge um novo amigo

CAPÍTULO 009

Paulo e Impmon ficaram surpresos ao descobrirem que foram usados e manipulados pelo Grande Soberano. Para eles o tal de Grande Soberano era alguém santo, que visava disseminar a paz no digimundo e sempre dizia aos dois que os digiescolhidos eram seres das trevas e que precisariam ser destruídos. No entanto eles não sabiam do significado de ser um digiescolhido, e muito menos que eles eram os escolhidos.

— Vocês não podem fazer isso conosco — disse Paulo. — O Grande Soberano é uma pessoa de palavra, ele disse para vocês nos obedecerem.

— Pura conveniência — retrucou DarkMeramon — a ordem primária do soberano era a seguinte: obedeça aos dois até achar e capturar pelo menos um digiescolhido. A autoridade que vocês tinham se estendia até vocês prenderem o primeiro escolhido. Agora vocês são inúteis.

— Isso é uma traição! — falou Impmon. — Picodevimon, detenha-o

— Eu não obedeço mais vocês. Agora o comandante aqui é ele, DarkMeramon. Não obedeço mais a vocês.

"Droga o que vamos fazer? E agora? Mia tinha razão..." — pensou o rapaz.

— Eu vou lutar com eles e você foge — disse Impmon.

— Não, eu não vou deixar — o garoto abraçou o seu digimon. — Seremos presos juntos.

O garoto e seu digimon foram colocados na mesma cela em que Mia e Betamon estavam. Os dois foram praticamente jogados dentro. Ele sentou-se bem no canto da parede junto de seu parceiro, estava com a cabeça baixa e silencioso. Mia o olhava constantemente, não sabendo o que sentia, ódio ou pena dele. Ficaram em silêncio por muito tempo. Paulo começou a pensar:

"Por que eu fui usado, manipulado para fazer o que era mal. Eu não sabia a verdade sobre os digiescolhidos. Eu não sabia que eu era também um deles. Perdoe-me Mia, mas eu te fiz muito mal"

DarkMeramon e os outros digimaus saíram do esconderijo secreto, provavelmente pra irem atrás dos outros digiescolhidos. Apenas os cativos ficaram lá. Mia não tinha coragem de falar com Paulo, mas Impmon teve a iniciativa de iniciar uma conversa.

— Eu sinto muito a vocês. Eu juro que não sabíamos nada sobre o poder das trevas — disse o digimon roxo.

— Está falando sério? — perguntou Betamon um pouco desconfiado.

— É verdade. Impmon está falando a verdade. Nós fomos vítimas do Grande Soberano, ele ensinou a nós o errado, mas não percebemos isso. Perdoem-nos — disse o rapaz se levantando. Ele olhava para Mia com muito arrependimento e chorando.

— Escuta, eu sei que o que você fez foi errado, mas não foi um motivo imperdoável. Existem pessoas que cometem coisas piores, eu te perdoo — respondeu a menina também se levantando. — Vamos sair daqui. Há algum jeito?

— Sim... já sei, com isto — o garoto se lembrou que ainda tinha o controle que ele usou para capturar Mia. O mesmo controle servia para abrir e fechar a cela. Ele apertou o botão e a cela abriu.

— Agora estão livres, podem ir — disse o garoto.

— E vocês? Não podemos deixá-los aqui — falou Mia.

— Ficaremos e seremos punidos. Provavelmente destruídos pelos digimons. Não valemos nada, estou muito desanimado. — Paulo parecia hipnotizado de tão triste que estava.

Mia não acreditou naquilo que ele disse. Ela não aceitou o fato dele e seu parceiro serem destruídos. Foi então que ela deu um tapa no rosto dele, alertando-o.

— Do que está falando? Ser punido? Punido de que? Vocês não fizeram nada. Paulo, você é um digiescolhido e o Impmon é seu parceiro, vocês são os nossos colegas. Não podemos nos separar, entendeu? Estamos aqui para um propósito e precisamos nos unir. Agora vê se acorda pra vida e venha comigo!

O rapaz então se deu conta que aquilo que ela dizia era verdade, ele era um herói, mas que foi cegado por tanto tempo pelas trevas. Então ele a ajudou a fugir.

— Vamos atravessar a parede do corredor, há uma passagem secreta por aqui. — o rapaz atravessou a parede holográfica, assustando Mia e Betamon.

— Venham — chamou Impmon.

A passagem dava até a floresta e era uma descida. Por enquanto eles estariam a salvo do inimigo.

O poder das trevas aumentava intensamente na ilha Arquivo. Um grande nevoeiro tomava conta da montanha central e DarkMeramon encontrava-se no seu topo recebendo uma grande quantidade desse poder. Ele recebia muita quantidade de trevas, causando várias explosões no topo. Algo de muito ruim estava para acontecer.

Enquanto isso numa pequena aldeia de Pyocomons, Leomon explicava algumas coisas ao demais digiescolhidos. Apesar de estarem preocupados com Mia, eles prestavam atenção ao digimon leão.

— Digiescolhidos eu quero falar algumas coisas importantes para vocês. A missão dos digiescolhidos é restaurar a paz neste mundo e acabar com o mal que alguns digimons promovem — disse Leomon.

— Leomon que tipo de digimons poderiam fazer isso? — perguntou Rose

— Alguns anos atrás um grupo chamado de Mestres das Trevas comandavam o mal. Eles eram digimons poderosos que visavam dominar o digimundo e causar pânico nos digimons. Eles foram vencidos pelos digiescolhidos antigos — respondeu novamente.

Ao falar sobre os Mestres das Trevas, Mushroomon começou a suar frio e passar mal. Jin ficou preocupado com seu parceiro. O digimon cogumelo lembrou-se novamente de seu passado negro, seu passado que ele sempre quis se esquecer, um passado sem amigos, no qual ele era do mal. Mas agora ele teve uma segunda chance e se redimiu, agora com amigos.

— Crianças, o digimundo estava num período de paz até que o Exército Negro de digimaus começou a tomar conta do mal. Eles destruíram vilarejos, cidades e mataram muitos digimons, tudo isso com a bandeira da Aranha — é claro que Paulo não sabia disso.

Ruan ficou com mais raiva de Paulo. Ele olhava para a montanha sem parar. Preocupava-se com o estado de Mia.

— Tomem — Leomon abriu a mão e mostrou um brasão novo dentro do porta brasão, pronto pra ser usado. — Este é um brasão novo. Foi o único que eu recuperei. Este é o brasão da União.

Ruan se lembrou que a única que promovia a união do grupo era Mia e que o brasão pertencia a ela.

Eles conversaram mais um pouco até que...

— Olhem isso pessoal — alarmou Palmon apontando para o topo da montanha já tomada por uma neblina negra.

— Isso vem do topo da montanha central da ilha. Olhem só — respondeu Jin.

Já na floresta, os outros quatro caminhavam mais rápido para se afastarem da montanha o quanto antes. Mia olhou para trás e viu a grande neblina no cume da montanha. Ela ficou olhando estática.

— Vamos, não pare. Precisamos nos esconder dos digimaus — alertou o menino. — Existe um lago aqui próximo, vamos pra lá.

Alguns minutos caminhando...

— Olhe Paulo, um lago como você disse — o lago em questão era dos Seadramons. — Nossa, como é grande isso. O que acha, Betamon?

— Oba, eu vou mergulhar — respondeu o digimon.

— O que foi que aconteceu? Eles já nos perdoaram. Por que está triste amigão — perguntou Impmon ao ver o menino triste.

— Ai Impmon eu não sei o que vou explicar aos outros. Eles acham que sou um crápula. Eu to com medo — respondeu o menino.

— Para com isso cara. Eu estou do seu lado. Se continuar assim eu te queimo — uma pequena chama vermelha surgiu na mão do digimon.

— He he, esqueci que você é meio temperamental — o rapaz sorriu, mas depois que viu um Mekanorimon se aproximando ficou sério novamente.

O robô estava indo na direção deles. Era um ataque de um inimigo. Mia rapidamente mostrou seu digivice.

— Betamon digivolve para... Seadramon.

Tanto Seadramon como Mekanorimon se encararam. Começaria ali uma luta.

Os demais digiescolhidos ainda estavam com Leomon quando ouviram um barulho seguido de uma fumaça vindo da direção do lago. Todos foram correndo para lá, já que era perto. Eles deduziram que Mia podia estar lá.

No topo da montanha, DarkMeramon recebia uma quantidade absurda de poder e começava a pegar mais fogo ainda. Virou uma imensa chama negra. Picodevimon observava a transformação enquanto voava.

Os demais digiescolhidos encontraram Mia e Seadramon no lago. Este havia derrotado o digimau. Depois Ruan viu Paulo Victor junto de Impmon e foi tirar satisfação com o rapaz. Assim que chegou perto deu um soco no outro. Paulo não reagia, deixou Ruan descontar a raiva, até que Mia interveio.

— Ruan, por favor, ele é um digiescolhido como nós. Ele foi enganado pelos digimaus. Não faça isso.

— Mesmo assim, mereceu esses socos. Poxa cara, por que ficou do lado do mal? Por que não se juntou a nós?

— É uma longa história. Quem sabe eu te conto depois — respondeu Paulo.

O topo da montanha começou a pegar mais fogo ainda até que explodiu. Os meninos viram a tal explosão, aliás em qualquer parte da ilha se pôde ver a explosão de tão grande que foi.

— Mas o que foi isso? — Perguntou Mia.

— Olhem crianças. O poder das trevas está aumentando. DarkMeramon aumentou consideravelmente o seu poder — respondeu Leomon.

Picodevimon observava atentamente a transformação do digimau de fogo e concluiu.

— Ha ha ha começou a verdadeira luta.

Dentre as fumaças escuras surgiu um ser extremamente forte capaz de derrotar as crianças. Um digimon de forma perfeita. Surgiu SkullMeramon negro.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...