1. Spirit Fanfics >
  2. Do caos à tentativa: crônicas e falsos poemas. >
  3. Quase adulto, mas sempre criança.

História Do caos à tentativa: crônicas e falsos poemas. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Escrito em 30 de abril de 2012, aos meus 17 anos.

Capítulo 1 - Quase adulto, mas sempre criança.


Fanfic / Fanfiction Do caos à tentativa: crônicas e falsos poemas. - Capítulo 1 - Quase adulto, mas sempre criança.

Às vezes eu tenho uma saudade ‘danada’ da minha vida de criança, dos tempos em que, pequenino, vivi a minha infância. Hoje, quase adulto, estou sempre a me perguntar: Será que fico feliz porque cresci ou será que fico triste porque envelheci? Quando eu era criança nada me preocupava, tudo se resolvia com um choro e um desabafo. Hoje, quase adulto, se tenho coragem para isso eu não sei, mas me recordo bem dos tempos em que chorei. Na minha infância eu sempre ignorava os problemas, pois, sabia que mais cedo ou mais tarde todos eles passavam. Hoje, quase adulto, eu não tenho certeza, os problemas sempre vêm e as incertezas também. Talvez eu possa me esconder debaixo da mesa de jantar como sempre fiz.

Não, essa escolha não me convém mais. Hoje, quase adulto, lembro dos sonhos de quando era criança: Colocar uma aliança no dedo de um grande amor. Ver meus filhos crescerem com esperança. Trabalhar para realizar esses sonhos da infância. Ser como meu pai, forte e trabalhador, enfrentando tudo e todos apenas por amor. Ser como minha mãe, doce e carinhosa, batalhando e me acolhendo a qualquer hora. Esses são meus sonhos de quando eu era garoto. Hoje, quase adulto, sei que não quero outros. Hoje sei que, como o quase adulto que sou, devo me comportar como tal, pois, sabendo o que a vida pode me oferecer, posso até não me dar mal.


Notas Finais


Obrigado pela leitura! Para ouvir esse texto em áudio acesse: https://www.youtube.com/watch?v=Gbnw2xCqz20


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...