História Do céu ao inferno em 2 anos - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 15
Palavras 750
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura ^^

Capítulo 23 - Base militar


Fanfic / Fanfiction Do céu ao inferno em 2 anos - Capítulo 23 - Base militar

Edward e Ashley andavam ao redor da criatura que ele tinha derrubado. Diferente das outras, essa parecia ser mais humana, exceto pelo seu tamanho

— O que é isso?

Perguntou Ashley olhando para ela

— Não sei… só espero não restar mais quinze dessas criaturas para derrubar

— Você tem alguma ideia do por que ela ter esse tamanho?

— Não consigo imaginar nada… as outras são mais simples de entender os formatos delas, mas essa…

— Ficar especulando não vai ajudar em nada, certo?

— Infelizmente não

— Não acho que tenha outra criatura aqui

— Podemos ir embora então?

— Sim… o único problema é que eu não sei para qual lado fica a base

— Acho que eu posso ajudar então

Disse Edward abrindo o seu mapa

— Desde quan…

— Você tem os seus truques e eu tenho os meus — falou ele interrompendo Ashley, depois ele abaixou o seu tom de voz e continuou — parece que o jogo virou, não é mesmo?

— Vejamos…

Ashley começou a olhar o mapa, aparentemente a base ficava a algumas quadras da fábrica

— Se nós nos apressarmos chegamos lá antes do sol se por

— Mas não conseguiremos voltar ainda hoje

— Duvido que eu termine o que eu quero fazer hoje

— Afinal, o que você vai fazer?

— Apenas um teste — Edward se vira e sai da fábrica — quanto mais cedo a gente chegar, mais tempo eu terei

— Ok, ok… vamos logo então

Falou Ashley indo atrás dele

Os dois foram até a direção da base, eles estavam indo em uma velocidade que dava para ser considerada como uma "corrida", e então eles chegaram da base em menos de dez minutos

— Achei que era maior

Disse Edward ao chegar

— Isso é um problema?

— Não... só preciso de uma máquina

— Máquina?

— Você vai entender

Eles entram dentro no local através de um buraco que tinha no muro, lá dentro tinha diversas instalações e alguns automóveis

— Muito bem — falou ele olhando para as instalações — eu escolho vo-cê!

— É assim que você vai achar a sua máquina?

— Tem uma ideia melhor?

Edward entrou e as luzes acenderam, o lugar estava bem conservado como se ninguém entrasse ali por muito tempo. Havia muitas armas e maquinas ali dentro

— Então essa é a "segunda casa" das pessoas que bombardearam tudo

— Provavelmente só estavam seguindo ordens

— Ou lutando pela sua própria vida

— Vai saber…

Eles andavam entre armas, coletes, e muitas outras coisas

— O que você está procurando?

— Uma máquina com uns dois metros de comprimento, que parece uma mesa com um computador do lado e que provavelmente tem um scanner — ele para e olha para uma máquina que tinha todas as características que ele disse — algo igual à isso

Eles se aproximam e Edward coloca a sua espada na máquina

— O que você vai fazer?

— De forma resumida… pulverizar ela

Disse ele mexendo no computador

Logo em seguida um scanner começou a ser passado pela lâmina da espada, e depois de alguns segundos ela foi se desfazendo

— O que está acontecendo?

Perguntou Ashley vendo a espada virar pó

— Ela se tornando vários e vários pedacinhos

— Por quê?

— Assim é mais fácil de carrega-la

— E como você vai usá-la?

— Ela vai voltar ao normal… pelo menos é isso que eu espero

Eles ficaram quietos por um tempo, Edward olha para Ashley que estava com cara de dúvida

— Essa máquina foi feito para isso

— Para pulverizar coisas?

— Óbvio que não… para transporta-las, da mesma forma que ela "destrói", ela "constrói"

— Isso ainda não faz sentindo

— É bem mais fácil você transportar uma arma se ela estiver dentro de um saco, do que se ela estiver dentro de uma maleta

— Assim não levanta suspeita e nem chama atenção…

— Que bom que você entendeu

A lâmina já estava desfeita, ela parecia areia em uma coloração metálica. Edward pega um saco de pano da sua mochila e coloca o pó ali dentro

— O que você vai fazer agora?

Ele pega uma barra de ferro que estava no chão e começa a bater na máquina até destruí-la, depois disso uma bolinha azul cai no chão e rola até os pés de Edward, e ele pega ela

— Agora, é só colocar essa coisinha no cabo da espada — disse ele olhando para a bolinha — é aqui que a mágica acontece

— Então… enquanto você faz o seu trabalho de gênio, eu vou ficar ali

— Ok… depois eu te chamo…

Falou ele indo até outra sala e pegando algumas ferramentas

Edward começa a mexer no cabo e ao abri-lo, ele se depara com vários circuitos e fios

— Muito bem… Vamos começar!

Disse ele começando a mexer nos fios


Notas Finais


Muito obrigado por ter lido, espero que tenha gostado^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...