História Do jeito que me fizeste sofrer - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 11
Palavras 695
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Hentai, Lemon
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Então eu sou nova nisto, espero que entendam que se ficar muito chato é a minha primeira vez!
Espero que gostem e vamos para o capitulo 1!😌❤

Capítulo 1 - Histórias inacabadas 1


Fanfic / Fanfiction Do jeito que me fizeste sofrer - Capítulo 1 - Histórias inacabadas 1

Inês On

- Oi, meu nome é Inês, tenho 18 anos e a minha vida era bastante normal até conhecer "a peste". Tenho a minha família, as minhas amigas que me acompanham sempre. 

A Margarida e a Érica também têm um passado trágico mas nunca me deixaram, nem eu a elas.

Volto aos meus sentidos e recordo que estava a pouco da morte, esqueci-me de tudo que me ama e que eu amo, por causa daquela " peste"!

Yoongi, o meu ex-namorado, que veio ao mundo só para me trazer tragédias.

Posso estar um pouco bêbada, mas estou ciente do que digo.

Neste exato momento, estou na ponte Dongjak, ou melhor, na ponte do rio Han, de braços abertos e de olhos borrados por culpa do choro, literalmente, uma cena de filme.

Vi a Margarida e a Érica se aproximarem, não me mexi. Virei a cabeça para a esquerda e assustei-me com a quantidade de polícias que lá havia, sinceramente, porque é que há polícias quando vai haver um suicídio? Isso só está a deitar mais abaixo a pessoa! É irónico.

A minha cabeça começa a rodar, e a minha visão fica turva, sinto uma pesada ventania empurrando o meu corpo para trás, além de caír de cu no chão da ponte ainda desmaio, só conseguindo ouvir as vozes que gritavam:

- Ainda bem...

- Inês, sua louca! - Reconheci a voz de seguida, era a Érica.

- Inês, se voltas a fazer isso novamente, eu é que me suicido! - E esta voz é da preocupada da Margarida.

Foram as únicas vozes que pude reconhecer depois de caír no sono.

Flashback On

Vejo o Yoongi, bonito como sempre, ignorando-me completamente, mas eu não estou no meu corpo, pareço aquelas almas que precisam finalizar a sua missão. 

Observo cada sorriso que o Yoongi dava para as outras raparigas e olho para mim mesma triste e desiludida por mais uma vez aquilo estar a acontecer.

- Malditas raparigas... - Ouço o meu "eu" sussurar. Os braços de Yoongi vão-se afastando dos meus.

E como todos os dias, uma desculpa vinha...

- Desculpa, amor eu tenho de ir.

- Está bem, Amor. -E eu respondia, aceitava tudo o que ele dizia, o que havia de dizer se eu o amava?

Percebi a cara que ele fez, a cara de alívio e desespero para saír dali, ele sempre me dava um beijo na testa e aquela vez não foi excessão. Porém eu já não sentia o amor dele.

Via Yoongi se afastar junto com aquelas vadias e eu chorava, silenciosamente, mas gritava por ajuda.

O meu único refúgio era o choro e também as minhas amigas.

Agora entendo, estou fora do meu corpo porque preciso encontrar o fim deste assunto. Eu já encontrei.

A missão é esquecê-lo e vingar-me, claro porque não vou deixar barato ahah não vou.

Flashback Off

Inês Off

May On

- Ahh, ela sofre mesmo por ele - eu sussurrava para a Érica enquanto fazia carinho na cabeça da Inês.

- Sim, mas eu espero que ela tenha aprendido a lição. - Respondeu Érica

- Pois, afinal, tem que se haver grandes razões para uma pessoa se suicidar - Desabafei

- E parece que para ela não se suicidar , as razões não foram suficientes. - Disse Érica, chegando mais perto do ouvido da Inês.

- Boa noite, Inês! - Disse e deu um carinho no cabelo dela.

- Boa noite, Inês! - Também disse e cada uma foi para o seu quarto.

Tomei um banho, escovei os dentes e deitei-me na cama, cansada.

Eu chamo-me Margarida, tenho 19 anos. Posso dizer que a minha vida é equilibrada tanto tem bons momentos como maus.

Tenho em quem confiar, isso basta.

A minha esperança de encontrar um novo amor , foi água abaixo. Sempre meto razões na minha mente como a amizade basta, tu não precisas disso, sabendo que o meu coração grita que não é verdade.

O meu ex-namorado foi um inútil e se não fosse por causa da Inês e da Érica eu não estaria aqui e sim ao lado dele, do Mark.

Mark, um garoto que apenas lhe interessa a fama, perfeito posso acrescentar.

Estou cansada demais para contar, talvez conte daqui a um dia ou semana!

Toda a gente tem preguiça e eu também tenho esse direito!

- Boa noite, Margarida! - Digo para mim mesma e caio no sono

May Off


Notas Finais


Eaí? Gostaram? Espero que sim!
Amanhã tentarei trazer mais então fiquem atentas haha!
Adoro vos!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...