História Do jeito que me fizeste sofrer - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 2
Palavras 917
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Hentai, Lemon
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá aqui está outro capítulo para voçês eu espero que estejam a gostar!
Se houver algum erro, digam me!

Capítulo 2 - Histórias inacabadas 2


Fanfic / Fanfiction Do jeito que me fizeste sofrer - Capítulo 2 - Histórias inacabadas 2

Narradora On 

May acorda, são 7:30 h como todos os dias, um dia de trabalho à espera. É cansativo mas ela gosta do que faz. Desde pequena, ama fazer comida, pegou o jeito e conseguiu uma vaga numa Padaria, depois numa cozinha e agora está numa empresa gigante na qual é a chefe, sendo considerada a melhor cozinheira de Seul.

A Inês ama cantar e em festas de casamento, ela canta, onde quer que seja ela está pronta para brilhar.

Só não é considerada a melhor de Seul, porque não é uma K-Idol mas talvez em breve o seja. Há que ter confiança!

Narradora Off

May On 

Ohh, trabalho e mais trabalho.

Acordo e faço as minhas higienes, pensando como será o dia de amanhã. Tomo um banho gelado, porque tá um calor do inferno. Preparo uma roupa bonita e visto. Depois de toda arranjada vou para o andar de baixo, tentando fazer pouco barulho pois o chão é de madeira e fazia muito barulho! Quinhentos anos depois chego à cozinha, faço cereais integrais, há que tar em forma!

E enquanto vou comendo, conto-vos a continuação da minha história. Onde estava?

Ah sim, bem o Mark, um garoto que se interessava pela fama, bonito e tals.

Bom eu era muiito fã dele, até que um dia tive a brilhante ideia de vender um órgão e ir ao Fan Meeting dos Got7 tá, vender um órgão também não mas trabalhar árduamente sim e nisto eu ainda não era chefe da minha empresa mas olhem, aproximar-me do Mark e dos outros ajudou-me profissionalmente!

Adiante, todos falavam, dançavam e eu também. Mas quando fui lá e estar de frente ao Mark senti aquelas borbuletas na barriga, ele olhava-me curioso.

Flashback On

- Não és coreana! - Diz Mark com aquele sorriso sedutor

- Não eheh sou portuguesa, sou de Portugal! - Digo emocionada

- Nossa se voçês forem todas assim, tão belas como tu eu vou para Portugal, de certeza - quando ele fala isso o Jackson bate nele devagar, eu congelo.

- Não tem problema. - Fico constrangida e o Jackson para logo olhando me perversamente. Credo eu senti me bastante observada depois daquilo.

- Adiante, qual é o teu nome? - Ele pergunta ansioso.

- Margarida! - Faço aegyo bem fofinho.

- Aww que fofa, amo o teu nome! - Ele fala apertando as minhas bochechas. As mãos dele são tão quentes e macias que podia ficar ali o tempo inteiro só a ver ver as suas mãos. Mas, LITERALMENTE, os K-Idols não podem fazer aquilo, porque mata o coração de uma pessoa, foi o que me aconteceu, eu digo-vos o que aconteceu depois...

Passou mais um bocado e estava na hora de passar para o Jackson aí subi aos infernos e voltei. 

- Eii, Margarida! - Ele fala agarrando as minhas mãos.

- Sim? - Senti um objeto macio entre nossas mãos.

- Pega aí - Aproximou-se do meu rosto a centímetros de um beijo, tão perto da minha boca, o tempo parou naquele instante. Aproximou-se ainda mais, e eu nervosa mordi o lábio inferior que se eu continuasse a morder, provávelmente iria sangrar. Deixou me frente a frente a ele, os seus olhos com lentes azuis procuravam pela minha boca mas antes disso olhou me bem nos olhos, eu estava já ansiosa para lhe dar um beijo e fazê-lo meu já ali.

Ele cortou o silêncio e disse:

- Tem o meu número, só peço que não o deias a ninguém, este segredo fica só entre tu e eu! És diferente, gosto de ti. - E piscou o olho.

Eu corei, inocentemente.

Flashback Off

Foi aí que deu merda. Comecei a falar com ele, óbvio que contei ás minhas amigas, elas estranharam, mas eu não liguei.

Até que, vieram os encontros escondidos, começou a criar-se um clima mais quente entre nós, começá-mos a namorar, ainda bem que eu nunca fiz nada com ele, apenas trocámos beijos e carinhos com a mão, nada fora do normal.

Ele começou a mudar muito!

Ficou mais silêncioso, não nos encontrava-mo-nos tantas vezes como antes, ele apenas me ligava só para me pedir desculpa e falar "Amo-te".

Eu fartei.

As minhas amigas, as minhas "santas" amigas ajudaram-me e fizeram-me desabafar para ele.

Flashback On 

Estávamos num encontro. Um silêncio constrangedor como sempre. Estávamos num parque pequeno e escondido assim como a nossa relação. 

- Vamos terminar. - Eu disse estragando de vez o silêncio.

- Porquê? - Ele disse irónico, devia estar a pensar que estava a brincar.

- Eu não estou a brincar! Estou farta! Nunca me ligas, só pedes desculpa e um amo-te basta.

Eu tenho sentimentos mas acho que estão enganados!

- O que queres que faça? Se eu tenho de dar importãncia ao trabalho, não posso largar tudo por tua culpa! Tenho os meus amigos, a minha família e os meus fans - Falou virando-se para mim irritado.

- Pois olha, eu vou guardar essas palavras, e quando tiveres a lata de me vir procurar eu vou falar tudo, tintin por tintin! - Falei cutucando o peito dele com força, levantei-me e ia embora mas ele foi mais rápido e agarrou-me no braço e puxou-me pela cintura.

Ele foi o único que namorei e o último! Só isto prova que os rapazes são todos iguais.

- Por favor! Margarida reage, se tivesses no meu lugar também farias isto. - Beija-me á força 

- Não, eu não faria - dou lhe uma chapada- porque eu não sou uma idiota como tu!! - fui embora.

Flashback Off 

Yhap, foi assim que terminou. Até agora as palavras dele não me saem da cabeça. 

E se um dia o voltar a ver, vai ser para lhe dizer isso! 

May Off


Notas Finais


Eaí? Gostaram? Espero que sim!
Vamos ver se as coisas entre elas e o amor melhoram!
Adoro-vos!❤
Amanhã haverá mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...