História Do Jeito Que Você É - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Jungkook, Personagens Originais, V
Tags Colegial, Drama, Jeon Jungkook, Jungkook, Romance
Visualizações 251
Palavras 1.806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


queridas chingus , perdão por não postar ontem... Mas infelizmente estou com uma nova ideia de postar dia sim e dia não porque , as ideias tem que fluir né moriz?
Boa leitura
Saranghae ladies 🌸🦄

Capítulo 7 - Passado - parte 1


Fanfic / Fanfiction Do Jeito Que Você É - Imagine Jeon Jungkook - Capítulo 7 - Passado - parte 1

             ...Saudade é amar um          passado que ainda não passou,

É recusar um presente que nos machuca, É não ver o futuro que nos convida... 

               - Aguinaldo Silva. 


                     Harumi. 


Eu e SeokJin, teríamos a nossa última aula livre, que seria de Geografia. Pois nossa professora havia passado mal e teve de ir embora mais cedo. Neste momento estamos esperando o sinal bater para que eu possa ter a esperada conversa com SeokJin. Depois que voltamos da biblioteca para buscar Jun, eu não parei mais de pensar no que poderia ter acontecido com Jungkook.

Como eu já havia dito antes , nunca fiz pressão em ninguém para descobrir alguma coisa, Mas estou disposta á "pressionar" SeokJin , para que ele me diga o que fez, com que Jungkook se tornasse tão rude com as pessoas. 

SeokJin me disse que ele havia sofrido muito no seu passado, e isso me deixou realmente curiosa. Não faço a menor ideia do que poderia causar tal efeito emocional em Jungkook. SeokJin havia me dito que nenhum parente muito próximo morreu, o que fez com que minhas hipóteses sobre a morte de alguém de sua família, fossem descartadas. 

Vou aproveitar nossa aula livre para perguntar novamente o que aconteceu á Jungkook neste curto ( ou longo ) período, em que eu não havia chegado á cidade. 

Confesso que tenho até um pouco de receio, de acabar escutando algo realmente brutal sobre seu passado. E durante a tarde toda , fiquei pensando , que talvez o passado de Jungkook poderia ser sombrio o suficiente para ele querer se isolar das pessoas. Ou não. Talvez fosse algo bobo. Sem querer julgá-lo antes de saber, até porque eu também já chorei ou fiquei mal por diversas coisas bobas. Como chorar por meu cabelo estar feio. Realmente bobo não? 

- Haru! - SeokJin havia me chamado da mesma forma que minha mãe me chamava , o que fez com que eu o olhasse com cara de desentendimento. - Er... posso te chamar assim? Harumi é meio grande - Ele riu, sabendo que meu nome não era grande, estava apenas brincando.

- Ah claro ... Mas só se você deixar eu te dar um nome mais curto também. SeokJin é muito grande ! - Eu disse e SeokJin riu junto á mim, pois eu também havia usado a sua piada .

- Pode me chamar de Jin. Embora esse nome possa te confundir por ser muito parecido com o da nossa amiga Jun - Ele disse e pude notar um tom de sarcasmo e brincadeira ao mesmo tempo. Eu ri .

- É ... isso pode me confundir . Mas em compensação vocês podem ser os irmão JJ - Eu disse e SeokJin soltou uma gargalhada alta e gostosa. 

- Não seria tão legal assim ser irmão da Jun... - ele começou a sussurrar - Ela é uma peste. - Nós dois rimos. 

- Não posso discordar de você em relação á isso... - Rimos mais uma vez. Observei que Jun nos olhava com cara de quem estava prestes a investigar um caso serio. Ela veio em nossa direção.

- Posso saber qual a graça? - Ela perguntou apertando seus olhos nos olhando fixamente. 

- Estávamos apenas lembrando de uma piada. - Jin disse á ela que voltou á sua expressão normal.

O sinal havia tocado 1 minuto mais cedo, o que não iria mudar nada na vida de quaisquer pessoa presente ali. 

- Er... Jin , sobre o assunto de mais cedo, poderíamos conversar agora? - eu perguntei sem rodeios. 

- Sim. Só vamos para um lugar mais reservado e BEM longe dos ouvidos da Jun. - Ele disse dando ênfase na palavra "bem", o que me fez ficar um pouco confusa.

- Como assim " BEM longe dos ouvidos da Jun " ? 

- Bom... digamos que MinJun tem fama de fofoqueira. - Ele riu e segurou meu pulso - Vem , vamos ! 

Quando Jin me puxou pelos corredores segurando meu pulso , pude avistar Jungkook á metros de distância pela segunda vez no dia. E ele estava me olhando denovo, com aquele seu olhar indecifrável. Que droga ! Eu sempre me intimido.

Quando eu e Jin chegamos á esse tal lugar reservado , o qual era um banco do lado de fora da escola um pouco afastado da entrada, nós nos sentamos e ele logo me encarou com um certo receio. 

- Harumi... a única coisa que lhe peço neste momento é que este assunto jamais saia daqui . De forma alguma, tudo bem ? - Ele disse de forma calma porém receosa. Eu apenas fiz que 'sim' com a cabeça. 

Ele ficou olhando para os lados , consequentemente procurando alguma coisa, talvez conferindo se não havia ninguém por perto.

- Bom ... á um tempo atrás, na verdade á exatos 7 meses , Jungkook tinha começado á namorar Ji-Won, uma garota muito bonita que na época , era vizinha dele. - Ele parou por um momento e suspirou. - Jungkook e eu éramos do mesmo grupo de amigos. A maioria saiu da escola depois do que houve entre Jungkook e um dos nossos amigos. No nosso grupo, tinha um garoto chamado Namjoon. Jungkook e ele eram bastante amigos. Mesmo depois que Jungkook começou á namorar Ji-Won, eles continuaram saindo juntos. As vezes até Ji-Won ia junto. Mas ... o que Jungkook não sabia era que , Namjoon já foi namorado de Ji-Won antes dele.  

- Nossa ... E esse Namjoon , estuda aqui ainda ? 

- Sim , ele estuda . - Jin disse ainda me olhando fixamente. Mas logo em seguida fechou seus pequenos olhos e respirou fundo. - O menino que Jungkook tinha batido naquele dia ... era Namjoon.

- Meu Deus . Mas então algo mais serio aconteceu para ele tomar está iniciativa? - Eu perguntei colocando as minha mãos na mesa.

- Sim. Um dia nós todos fomos á uma festa na casa de um garoto aqui da escola. Eu, Ji-Won, Namjoon e mais outros garotos , chegamos primeiro que Jungkook na festa. Nos primeiros minutos estava tudo bem , nós estávamos sentados, jogando conversa fora e comendo coisas gordurosas. Até que chegou Jungkook na festa e sentou na mesa perguntando por Ji-Won , Que até então nem havíamos sentido sua falta. Logo em seguida percebemos que Namjoon também não estava na mesa , o que me fez pensar que os dois poderiam estar juntos. Jungkook resolveu sair e procurar por Ji-Won. Ele procurou por cada canto da casa. Até que  então resolveu procurar do lado de fora de casa... - Ele parou mais uma vez de falar e suspirou. Ele ia continuar mas eu o interrompi.

- Eu já entendi ... então foi isso ? - Eu perguntei com a cabeça baixa um pouco incrédula pelo o que eu havia acabado de escutar. 

- Sim... Jungkook pegou Namjoon aos beijos com Ji-Won. Namjoon tentou explicar do que se tratava a situação mas Jungkook não quis nem saber. E depois daquele dia, Jungkook ficou 1 semana sem vir para a escola , sem dar notícia. Não comeu direito , não saiu para se exercitar como ele fazia todas as manhãs. Ele praticamente deixou de viver por causa dela. 

- Eu ... não sei o que pensar disso ... - Falei em um tom baixo e triste. Eu nunca poderia imaginar.

- Pode parecer besteira eu sei ... Mas Jungkook realmente amava ela Harumi. 

- Não acho que seja besteira. Nós nunca sabemos quais são os sentimentos das pessoas. Nunca sabemos o que se passa nas mentes ocultas. - Eu disse de cabeça baixa. Eu estava me sentindo mal por Jungkook . Por julgá-lo mal . Perdão Jungkook.

- Uma vez Jeon me disse que... todas as manhãs ele tinha que voltar á sua realidade. Ele tinha que abrir os olhos. Também disse que as vezes , abrir os olhos poderia ser a coisa mais dolorosa que teria que fazer. Ele sofreu por ela, e ela o ignorou. - Jin ditou aquelas palavras, afirmando que Jungkook havia dito aquilo. E doeu em mim saber do seu sofrimento, Mesmo não tendo nenhum tipo de ligação com ele. 

- Jin eu ... - Fiz uma pausa - Eu o julguei mal. Eu achava que ele era só mais um daqueles garotos arrogantes que se achavam melhor do que as pessoas. Por sorte ... não cheguei á dizer nada á ele. Eu teria me precipitado mais ainda.

- Harumi, sempre vai haver alguém para julgar. Sempre vai haver alguém para te criticar e tirar conclusões erradas. Sempre. - Ele disse de forma calma , me olhando com o mesmo olhar sereno de sempre. - Bom... Eu vou lá pra dentro agora procurar Jun. Temos que ir para casa. Você quer nossa companhia?

- Ah não... Eu vou no sentido oposto. Até amanhã Jin . - Me levantei e abracei ele - Obrigado por me contar! Obrigada de verdade.

- Não foi nada Haru! Até amanhã - Ele disse andando até a porta da escola para buscar Jun . Eles eram vizinhos , e iam juntos para casa.

Eu peguei minha mochila e a coloquei nas costas , logo indo em direção ao  portão principal. De repente ouvi o sinal bater, indicando que já era hora de ir embora. Alunos correndo desesperados como sempre. Era como se fosse a libertação dos escravos.

Mas sempre em meio á tantas pessoas desesperadas por suas casas depois de um dia cansativo, sempre havia uma pessoa calma e passiva andando no meio delas. Jungkook.

Jin tinha razão , sempre haverá alguém para julgar. Sempre alguém vai te olhar , tirar conclusões precipitadas, te julgar de forma negligente , vão te cobrar coisas que nem eles mesmos são capazes de realizar ... E mesmo assim nunca vão te conhecer. Não devemos julgar o que não podemos ver com clareza.

Encontrar o caminho da felicidade é difícil. E dificulta ainda mais quando estamos ao lado da pessoa errada . Talvez toda aquela rigidez por fora, fosse toda a sua fragilidade por dentro. Pois somos balões cheios de sentimentos neste mundo cheio de alfinetes.

Ele tentou disfarçar toda a sua dor de perda, numa casca de pura grosseria. Gostaria de poder emprestar os meus olhos para ele. Para que ele possa ver que a vida não é so escuridão e sofrimento. Para ele ver que existe um lado bom. Que existem pessoas boas. 

Entendo que as vezes é necessário que alguém segure seu mundo quando ele está prestes a desabar. Sinto muito.

A única coisa que espero é que , Ele seja capaz de enxergar algo de bom em cada momento ruim que ele teve que passar. Por ela. Queria muito poder fazê-lo enxergar. Como eu queria tentar me aproximar. Sutilmente. Delicadamente. 

Nem todos os dias são bons, Mas há sempre algo bom em cada dia. Queria ser a parte boa do dia dele. 

Queria poder mudar seu coração. Mas não sei se sou capaz. 










Notas Finais


Aaaaaaa Jesus
Será que a Harumizinha vai mudar o dark heart do Kook ?
Obrigado por lerem
Saranghae ladies 🦄🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...