1. Spirit Fanfics >
  2. Do Meu Jeito >
  3. Quarto de hospedes

História Do Meu Jeito - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Quarto de hospedes


Pela manhã, ao despertar, Helô estranha um pouco onde estava, mas logo as lembranças voltam a mente. Na noite anterior, Gregório havia subido com ela e depois de uma garrafa inteira de vinho, tinham ido muito mais além do que beijos. Ela abre os olhos, sentindo o rosto rubro com tudo que vem a mente.
— Não acredito que você acordou e agora não poderei te observar dormindo tão linda. — É a primeira coisa que ele dispara.  
— Gregório?
— Esperava encontrar outra pessoa? — Ele diz em tom de brincadeira, mas ela responde séria.
— Não! Claro que não. — Mesmo sem querer, a mente a faz lembrar de Stenio.
— Ei, só estou brincando com você. — Greg diz, tirando uma mecha dos cabelos dela do rosto de forma carinhosa.
— Que horas são?  — Helô quer saber.
— Oito da manhã. 
— Aham, aham. — A delegada resmunga, ficando um pouco envergonhada quando o lençol escorrega e os seios ficam de fora. Rápida, puxa novamente o tecido para cobrir-se.
— Não precisa ter vergonha, eles são lindos.
— Ah! 
— Gostaria de ter preparado um café da manhã para você, mas não quis invadir sua cozinha.
— Melhor mesmo, a minha funcionária é brava e detesta que alguém mexa na cozinha DELA.
— Achei que estivéssemos sozinhos. — Ele franze a testa.
— Estamos, mas ela pode aparecer.
— Ah entendi.
O clima estava estranho, um pouco desconfortável, não tinha tanta intimidade para acordar pelados entre lençóis. A noite havia sido quente, mas a luz do dia tudo era diferente.
— Estamos estranhos. — Gregório admite.
— Estamos! — Helô acaba rindo daquela honestidade e desarma um pouco.
— Não sei muito o que falar, apesar de ter sido uma noite inesquecível.  
— Foi bom sim.
— Bom, Heloísa? Devo agradecer ou me sentir ofendido?
— Ain Gregório. — Ela gargalha pela primeira vez naquela manhã, gostando do humor dele — Posso me corrigir? A noite foi ótima, você é um cara incrível.
— Mas você só me usou para sexo e agora devo ir embora.
— Eu não disse isso, para. — Ela o estapeia, sorrindo. 
— Helô, posso fazer uma pergunta?
— Pode!
— Por que você me trouxe para o quarto de hospedes? Não estou reclamando, essa cama aqui é maravilhosa e nos acomodou muito bem enquanto fazíamos aquelas loucuras todas.  Mas, porque não dormimos juntos no SEU quarto e sim aqui?
— Achei que ficaríamos mais confortáveis aqui.
— Entendi! — Gregório afirma.
— Me ajuda a preparar algo para comermos? Tenho defeitos, sou péssima na cozinha.
— Sou ótimo, para sua sorte. — Ele fala, roubando um selinho da delegada.    




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...