1. Spirit Fanfics >
  2. Do not trust-Jay Park - 2.0 >
  3. Twenty-eight

História Do not trust-Jay Park - 2.0 - Capítulo 28


Escrita por:


Notas do Autor


IRRUUU, EIS ME AQUI 💕🍕💕🍕💕

Capítulo 28 - Twenty-eight


Fanfic / Fanfiction Do not trust-Jay Park - 2.0 - Capítulo 28 - Twenty-eight

NA MESMA NOITE 

-Pai? Veio fazer o quê aqui? -pergunto ríspida vendo ele se aproximar de mim

-Essa é minha neta? - ele se aproximou de Soo mas rápido desviei minha filha que dormia  em meu colo -Como ela é linda ! -sorriu amarelo 

-Amor quem...-Jay apareceu na sala pra minha sorte 

-Olá Jay!  Quanto tempo que não nos vemos, como você está? - meu noivo ficou ainda mais sério, e não respondeu.

-Leva ela pro quarto, eu só vou ver o que ele quer! -sussurrei entregando Soo a Jay,voltei pro sofá vendo meu pai analisando as decorações da sala .

-Apartamento bonito! - ele elogiou voltando a olhar pra mim -Oh, não me diga que vai casar e não vai me chamar ! - ele debochou me fazendo revirar os olhos  -Quando foi que você concluiu que o Jay te ama ? Minha filha, não seja burra! - ele riu  -Este homem só pensa nele ou melhor, na sua irmã e nele ! -não é possível que ele tocou no nome da minha irmã, caralho meu corpo ferveu. 

-Vou casar sim,e você não me respondeu, o que veio fazer aqui? -ignorei o que ele acabou de falar , me irritava tanto seu sorriso cínico.

-Vim atrás da minha família, eu soube que você envenenou sua mãe e ela acabou vindo morar com você, onde ela está? - ele levantou indo até a mesa com alguns uísques 

-Se depender de mim e do meu veneno, assim como você disse,minha mãe não vai nunca mais olhar nessa sua cara. 

-Minha filha,você querendo ou não eu vou ter minha família de volta, vamos voltar a sermos como antes. -O mais velho deu um gole na bebida - Ou você acha que o Jay vai aturar você por muito tempo? Ele não é alguém pra se ter uma família, ele não te ama e eu aposto com qualquer um que ele já está cansado dessa merda toda,brincar de casinha ele só brincaria com uma pessoa, a Ana. 

-Cala boca e sai daqui ! -gritei por ouvir o nome da minha querida irmã mais uma vez  - Você veio aqui fazer um inferno na porra da minha mente mas eu não vou cair nesse seu joguinho nojento. 

-É tudo questão de tempo minha filha! - ele riu - Lembra do contrato? Ele vai acabar e você não vai ter mais nenhum vínculo com esse desgraçado. - ele se aproximou de mim mas eu me afastei , como eu poderia sentir tanto nojo do meu próprio pai ? -Interessante que você esqueceu rápido demais que ele tentou te matar, ele com certeza pode tentar fazer isso novamente e se der certo? Você vai deixar uma criança na mão de um criminoso s/n,acorde pra vida, sou eu, seu pai que está falando! Eu só quero seu bem,ele não te ama s/n.

Meus olhos marejaram e ele saiu da minha frente, a porta bateu e logo eu tratei de trancar. A insegurança estava tomando conta de mim, estava doendo pra caralho pensar que o meu pai pode ter razão, aconteceu tudo muito rápido e eu posso ter sido iludida durante esses meses,e se todos "eu te amo" foram da boca pra fora? Meu coração doía só em pensar,como eu cheguei nesse ponto? 

Fui pro quarto encontrando Jay observando nossa filha, seu olhar foi de encontro com o meu,ele ainda estava sério pela "visita" do meu pai. 

JAY PARK ON 

Minha mulher parou na porta com o rosto molhado pelas lágrimas me deixando muito puto por ainda não ter acabado com a vida daquele velho desgraçado. Ela estava frágil desde que nossos filhos nasceram, é algo normal após a gravidez mas mesmo assim eu tenho medo de que vire um problema maior assim como da outra vez.  

- Eu vou colocar ela no berço e já volto pra gente conversar. - falei pegando Soo num cuidado absurdo 

- Eu não quero conversar! - ela foi na direção do banheiro, levei minha filha pro berço e logo voltei pro quarto.

Vou confessar que ouvi a conversa dela com aquele velho filho da puta,provavelmente ele conseguiu vender essa idéia de que eu não amo ela e que só penso em mim,ele poderia dizer isso a alguns meses atrás e eu concordaria com ele,s/n de alguma forma me fez mais sensível, ela fez tanto por mim que nem sabe , porra essa é a mulher da minha vida e eu sinto que preciso anunciar pro mundo o quanto ela me faz bem. 

A mesma saiu do banheiro com os olhos inchados e um tanto estática, me aproximei dela querendo arrancar essas merdas da cabeça dela. Ele aproveitou esse momento de uma s/n sensível pra tentar tirar ela da minha vida, e eu posso afirmar com toda certeza de que ele não vai rolar. 

- Eu espero que você não esteja duvidando do meu amor por você, você não tem motivos, minha vida está completamente ligada à sua amor. -segurei sua mão mas ela soltou suspirando, caralho que merda aconteceu com ela ? 

-Será mesmo que eu não tenho motivos Jay? Será que todos esses " eu te amo " não foram da boca pra fora? Meu pai pode ter razão, eu não sei como pude me iludir tão fácil, você quase me matou,duas vezes Jay, porra como eu fui idiota. - ela cruzou os braços jogando um monte de coisa em minha cara,respirei fundo pra não me exaltar. 

-Caralho s/n para ! Eu não me orgulho do que eu fiz com você, porra, eu não me orgulho de muitas coisas que eu fiz na minha vida. -ela riu sarcástica 

- Será mesmo? Quando foi que você decidiu que limpar fralda era seu hobby? Pelo pouco que eu sei do seu passado, você não passava uma noite sem uma mulher diferente,vai dizer que do nada decidiu que me ama e que quer casar comigo, assim do nada ? -ela riu com lágrimas nos olhos, passei a mão em meu cabelo não acreditando no que eu estava ouvindo. 

-Não foi do nada s/n, eu precisei quebrar o meu orgulho e assumir que eu amo você pra caralho, porra não fala assim! - ela foi até a porta apontando pra fora do quarto 

-Volta pra sua casa Jay, eu quero ficar sozinha! - ela disse é limpando o rosto 

-Tá falando sério? - abri os braços lhe encarando incrédulo 

-Vai Jay! -ela falou um pouco mais alto 

Em um silêncio fodido peguei algumas coisas pelo quarto e antes de sair parei em sua frente, minha mulher não olhava na minha cara e eu sentia meu coração despedaçar aos poucos.

-Eu espero que você se arrependa de tudo que você falou pra mim hoje,eu posso ter errado pra caralho em não ter demonstrado o tanto que eu te amo, olha pra mim s/n! - seu rosto molhado se virou pra mim e como um idiota meu coração acelerou. 

-Só vai embora por favor, só vai nos machucar mais e mais. 

-Você nos machucou s/n. 





Notas Finais


Alá eu fazendo vocês terem ranço da s/n kkkkkkkkkk, a menina foi envenenada, calma!!!!

É isso,digam o que acharam 💜💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...