História Do ódio ao Amor - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Normani
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Lauren Jauregui
Visualizações 166
Palavras 2.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, espero que gostem ❤️💕❣️

Capítulo 26 - Fazer merda


Fanfic / Fanfiction Do ódio ao Amor - Capítulo 26 - Fazer merda

        Pov Camila

- Não - Falei por impulso, o meu jeito impulso finalmente serviu para alguma coisa, nunca pensei que o meu jeito espontâneo iria me salvar de uma enrascada

- Você tem certeza disso? Não me esconda nada, eu sou o pai dela mas sei o que ela é capaz de fazer. Eu estarei aqui Camila e irei te proteger - Segurou a minha mão olhou nos meus olhos e disse - Pode dizer a verdade - Por um momento pensei em dizer a verdade e idealizei o que poderia acontecer depois. Ele é juiz pode me proteger, mas a filha dele é um gênio do mal, ela já deve ter pensado em uma futura vingança e está prestes a executar

- Sr, a sua filha é um anjo que caiu do céu, como pode pensar algo assim dela? - Os nossos cafés chegaram, bebi um gole e fui para o céu, estava tão bom...Como eu queria tomar um desses todos dias

- Então ela seria Lúcifer? Mais conhecido como demônio - Isso lhe caiu como uma luva

- Não me entenda mal, foi uma expressão que não se encaixou bem - Se ele soubesse como lhe caiu bem...

- Não me entenda mal você também, eu sei que é bastante incomum ouvir um pai falando coisas como essa de um filho, mas a verdade é que eu não quero que ela lhe faça mal, porque ela é capaz de fazer e você estando com ela é tão arriscado - O próprio pai sabe que ela não vale o que come - Ela é minha filha, eu a amo, por isso eu quero o melhor para ela, e se ela lhe dizer mal futuramente quando mudar se sentirá tão infeliz - Ela mudar? Quem nasceu ruim morre ruim, ela nunca vai mudar, sempre será má, tenho dó de quem se casar com ela - Você é corajosa por estar namorando com ela, em um relacionamento sério, pensei que nunca veria ela presa em alguém - E não vai ver - Não entenda isso como um alerta, longe de mim, o que eu mais quero é que você e elas estejam juntar e felizes. É que é estranho, eu a conheço a tanto tempo e ninguém nunca disse que ela é um anjo, eu já ouvi absurdos, mas anjo eu estou sem palavras, e eu nunca fiquei sem palavras

- Michael, a sua fila é incrível, incrível, incrível, incrível. Ela é a melhor coisa que aconteceu na minha vida, pode acreditar - A pior coisa que aconteceu na minha vida

- Você tem certeza? Camila, eu não vou perguntar isso outra vez, essa é a última oportunidade que você tem de me contar a verdade

- Não Sr, posso te garantir que não há nada de errado acontecendo. Fique tranquilo

Conversamos mais um pouco sobre outros assuntos, ele é tão sábio, é formado em várias profissões e atualmente está quase se formando em psicologia, como arruma tempo para tantas coisas? Segundo ele aprender nunca é demais. Como uma pessoa tão boa como ele pode ter uma filha como a Demonia, ela não aprender nada com ele nesses anos todos?

Voltei para o colégio e já estava na pausa para o intervalo, segui direito para o refeitório e me sentei junto aos meus amigos

- Onde estava? - Harry perguntou - Você estava esse tempo todo com o diretor? Ele tentou alguma coisa? Se tentou eu juro que mato ele, e não duvide disso eu mato por você

- Awnnn...Haz. Mas não se preocupe, ele não tentou nada comigo e ele nem gosta da fruta assim como você

- Eu senti na pele já que ele deu em cima de mim, ele é um tarado sabia? Sempre está vendo aos jogos do time de futebol e ainda grava - Revirou os olhos - Odeio tarados. Agora me diz onde estava

- Estava com o pai da Lauren - Arregalou os olhos - É difícil de acreditar, mas ele veio até aqui e me chamou para tomar um café

- Ele é meio que um tarado também e está afim de você? Isso é pedofilia

- Não Haz, não pense isso dele, ele é tão gentil, e o assunto foi a Lauren do começo ao fim, e por mais que ela o tire do sério ele o ama. Ele quis saber a verdade, está desconfiado do meu namoro com a Lauren, até me ofereceu proteção para caso eu sentisse medo dela

- E você aceitou não é mesmo?

- Eu disse que não havia nada de errado?

- Como não?! - Gritou - Há uma grande coisa de errado!

- Haz, não grite, quer que todos saibam? - As pessoas já estavam nos olhando curiosas para saber o motivo do escândalo do Harry

- Você foi muito burra, meio que demais?

- Meio? - Normani perguntou - Ela foi totalmente burra, inteiramente

- Nossa, obrigada, vocês são ótimos amigos - Revirei os olhos

- Mila, não fique chateada conosco, você realmente foi uma idiota tapada, burra e sem noção

- Ok, eu já entendi

- Ele é juiz, iria te proteger da Lauren, ele é mais poderoso que ela, e se precisasse iria colocá-la em um lugar pior que o internato, e pelo o que você me disse dele, nunca iria aceitar tal coisa, a própria filha ameaçando uma pessoa e a obrigando a fazer algo que não quer

- Concordo plenamente com a mani - Harry disse - Você deveria ter tido a verdade, agora perdeu a chance. Você está apaixonada pela Lauren?

- Harry! Mas que absurdo é esse? É claro que não estou, em hipótese alguma eu estou - Ele riu do meu desespero, esse era o intuito dele me ver desesperada, também com um absurdo desses quem não ficaria afinal? - Como eu poderia dizer a verdade? Ela iria vir atrás de mim com mais raiva ainda, se é que isso é possível. Eu sei que o pai dela é juiz e tudo mais, mas ele não sabe da metade das coisas nas quais ela seria capaz de fazer, se ele não faz ideia do que ela faz comigo aqui, ele não há conhece tão bem assim, e não pode imagina-las afim de me proteger contra elas. Ele pode até colocar seguranças atrás de mim, mas contra o que ele vai me proteger se não tem ideia das maldades da sua filha? - Ele pareceram parar para pensar - Ela é minuciosa, e já previu uma possível traição, e já colocou o plano da vingança para funcionar só basta apertar o botão, e o botão sou eu, se eu fazer algo que saia dos seus planos ela irá se vingar. E não pensem que dessa vez será drogas no meu armário, será bem pior que isso, não consigo imaginar

- Você tem razão - Harry concordou - Eu gostaria muito que você não tivesse

- Eu também Haz, eu também...

Mais tarde no término das aulas estava seguindo até a saída do colégio, e quando coloquei o pé para fora meu braço foi puxado, já iria gritar com a Demonia exigindo que ela não fizesse isso, mas então vi Cole e me senti mais tranquila

- Camila, não me ouviu? Eu te esperei na quadra como combinado, estava vendo o jogo, vi vocês passando e vim correndo - Ele era tão gentil e até soltou o meu braço, e segurou de um jeito tão leve ao contrário da Demonia

- Desculpa Cole, eu acabei esquecendo, ando com tantas coisas na cabeça - Se ele soubesse de metade delas...

- Tudo bem Camila, não tem problema, e agora estamos aqui. O sorvete ainda está de pé?

- É claro que sim - Sorri animada e ele retribuiu o sorriso

- Então vamos - Seguimos até a sorveteria que não ficava muito longe. Montamos os nossos sorvete e nos sentamos, só precisávamos comprar o copo e o sorvete nós mesmo servia, era tão bom porque eu posso colar vários sabores diferentes e doces também - Assim não vai sentir o gosto do sorvete - Cole comentou e riu

- Ah, eu amo doces, Cole - Ele jogou o cabelo para trás e disse

- Percebi isso - Ri - Mas isso é bom

- Por que? Porque isso me torna mais agitada? Dizem que doce deixa as pessoas mais agitadas, eu sou uma formiguinha elétrica - Riu

- Não é isso, é que sabendo disso já sei como posso te agradar - Piscou. Ele era sexy, não posso negar isso, e ainda é gentil, ele é um em um milhão

- Agora que você sabe que pode me deixar feliz com doces então como eu posso te deixar feliz?

- Com a sua presença - Me senti tão envergonhada que minhas bochechas pegaram fogo - Você fica linda vermelhinha - Sorriu. Ele é bonito e tem um sorriso bonito, ele é perfeito

- Assim você me deixa sem graça

- Não tem como, você roubou toda a graça do mundo

- Cole, você não conhece direito para falar isso - Disse enquanto tomava o meu sorvete, que por sinal estava uma delícia

- Eu observo você de longe

- Então eu estou sendo gravada por você? - Brinquei

- Na minha mente sim, não tem como não prestar atenção em você quando você passa

- Você só está sendo gentil

- A gentileza é uma verdade também. Camila, eu realmente te observo de longe a um tempo, vejo tudo até mesmo as maldades que a Jauregui faz com você - Fiquei triste em saber que ele vê isso, isso é tão humilhante, estou como no Big Brother, só que o BBB Big Brother Bullying - E fico tão triste com isso, mas adoro a sua garra e o seu sorriso, mesmo depois de ter sido alvo de uma maldade você continua com um sorriso no rosto. Eu nunca conheci uma garota como você Camila, e nunca vou conhecer porque você é única - Eu morri e estou no céu?

Pov Lauren

Estava jogando videogame com Verônica, ela estava mexendo no celular enquanto esperava a sua vez de jogar

- Lauren? - Olhei para trás e vi meu pai - Você não deveria estar com sua namorada? O que jogar videogame vai agregar a sua vida - E o que ficar sentado em uma cadeira vai agregar, queria falar isso mas não quero ir para um internato

- Pai, ela está estudando - Fazendo coisas de nerd, não sei se ela está fazendo isso, mas com certeza deve estar ela é a Camila

- E por que não vai fazer companhia? Você também precisa estudar, está precisando

- Não tem prova, os professores ainda não marcaram nada

- Lauren - Lá vem esporro, logo agora que estou na última missão ele vem encher - Não estudamos só quando iremos fazer uma prova, você está muito errada achando isso - Sempre estou errada para ele - Você anda falando muitas palavras erradas, deveria aprender um pouco mais com a Camila - Pelo menos agora ele acredita no nosso relacionamento - Enfim, não vou me meter no relacionamento de vocês. Tenho que ir trabalhar - Pegou sua pasta, me deu um beijo na cabeça e outro na Verônica - Tchau meninas

- Tchau, pai

- Tchau, tio - Ele saiu nos deixando sozinhas na sala - Lauren, a Camila não está estudando

- Lógico que ela tá, ela é a Camila, dãr - Revirei os olhos e voltei a jogar

- Ela está tomando sorvetinho

- A é? E agora tá comendo ela pra saber da sua vida?

- Não, mas o Louis tá

- Como assim? - Olhei pra ela com os olhos arregalados e confusa

- Não comendo - Ela riu - Ele tá no local onde ela está

- Que susto porra, até perdi aqui no jogo - Voltei a jogar enquanto Verônica explicava o que a Ameba estava aprontando, deve ser alguma merda, ela só faz merda

- E se ele estivesse saindo com ela? Qual seria o problema?

- Nenhum porra, mas ela tá "Comigo" E não quero ser "Corna" Não tenho vocação pra isso. Ela pode dar pra quem ela quiser com tanto que não esteja "Comigo"

- E se você por acaso for corna?

- Eu acabo

- Acaba com ela?

- Com ela não, eu acabo com o puto, quebro ele em dois, assim serve de lição para os outros - Já que agora estou namorando tenho que manter a honra, a Ameba não pode me manchar assim, ela não é louca

- Então você já tem algo para fazer hoje a tarde - Me mostrou uma foto onde Camila estava em uma mesa com um cara - O Louis me mandou um vídeo também - No vídeo Camila estava falando de algo que não dava para ouvir, e o cara estava rindo como se ela fosse a pessoa mais engraçada do mundo, pareceu sentir dor na barriga de tanto rir - Quer as bombas que você encomendou? - Encomendei algumas bombas na internet, é claro no mercado pirata, não tenho ainda o que fazer com ela, mas futuramente sei que vou usá-las para alguma coisa e estava em promoção

- Não precisa

- Mas você disse que acabaria com o puto

- Deixa isso rolar, quero ver até onde vai, eles estão conversando, isso não está me irritando. Só usarei as bombas quando isso me tirar do sério, ela é uma menina esperta, não vai fazer merda


Notas Finais


Será, Lauren? Será?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...