1. Spirit Fanfics >
  2. Do ódio ao Amor >
  3. Mais que amigos?

História Do ódio ao Amor - Capítulo 47


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpeeeeee não tive tempoooooo

Capítulo 47 - Mais que amigos?


Fanfic / Fanfiction Do ódio ao Amor - Capítulo 47 - Mais que amigos?

    Pov Lauren

Camila estava estranha ela não queria me falar o que estava acontecendo, mas custe o que custar eu vou saber o que aconteceu

- Eu não vou sair daqui enquanto você não falar isso. Camz, eu preciso saber o que está acontecendo

- Você vai ficar com outra mulher - Voltou a falar a mesma coisa que não entendia nada - E não é sobre a Ashley, é sobre nós - Isso me fez entender menos ainda

- Camila, pra mim você tá falando espanhol, e você sabe que eu sou horrível no espanhol

- Lauren, você vai atrás de outra mulher

- É claro que não, eu não vou, eu já disse, eu prometi isso a você, eu faria qualquer coisa pra voltar com você

- Eu sempre te dou um fora quando a gente tá quase... você sabe

- Quando eu tô quase te comendo

- Lauren!

- E não é? Mas o que isso tem haver com você ficar assim

- Você não vê? Lauren, eu sempre digo não, você vai procurar outra que diz sim

- Camila... Então é isso?

- É claro que é, você é a Lauren, a pegadoras do colégio que vai se cansar de esperar e receber tantos não

- E onde essa Lauren está agora? e onde foi que essa Lauren passou o final de semana e com quem ela passou? Camila, eu tô aqui com você, e independente de qualquer coisa eu estarei aqui, eu quero você, eu quero muito você e fico louca quando a gente tá quase lá e você me nega isso, é porque eu quero muito tocar você sentir você, mas é você, e não outra mulher qualquer, é você que eu quero tanto tocar, o meu tesão é em você, eu tô louca pra fazer isso com você, você Camila, isso não significa que eu tô louca só pra fazer e sim louca por Você

- Jura?

- Sim, eu juro - Peguei sua mão e beijei - Eu quero só você. E também estou com coisas na cabeça sobre isso, então estamos quites

- Como assim?

- Eu estou achando que você está se guardando pra outra pessoa, e essa pessoa não sou eu

- Não... Não, não, não, não, Lauren! Não - Se levantou - Essa pessoa é você, Lauren eu confio em você, e Lauren...- Se abaixou segurou meu rosto com as mãos e disse - Eu quero você, mas esse, não é o momento

- Eu acredito em você, você acredita em mim?

- Eu acredito - Demos um selinho demorado - Agora vamos voltar a tomar banho?

- Juntas?

- Sim, bem juntinhas

- Adorei

- Eu sei que sim

Pov Camila

Estava na casa da Lauren e em cima da Lauren literalmente, rebolando no colo dela enquanto ela suspirava e apertava minha bunda com força

- É você parar com isso - Disse enquanto respirava com rapidez

- E se eu não quiser - Passei a beijar o seu pescoço, lambi do pescoço até a orelha onde chupei e seu aperto na minha bunda ficou ainda mais forte

- Para com isso, você vai me provocar e no fim não vai querer, é melhor parar por aqui - Cheguei com a boca perto do seu ouvido e disse

- Eu quero - Me pegou pela cintura e me afastou dela, me olhou com a sombrancelha arqueada e eu com um sorriso com a língua entre os dentes

- Tá brincando? - Neguei com a cabeça - É pegadinha? Você sabe que eu sou louca pra isso e quer zuar com a minha cara

- Não quero não, eu quero você - Beijei sua boca - Eu escolho você

- Eu quero te jogar nessa cama nesse momento, mas eu quero perguntar, eu preciso perguntar. Você tem certeza disso? É uma coisa que você nunca mais vai ter outra vez, é uma escolha única

- Eu sei, e pensei muito nisso

- Não foi pela nossa conversa da semana passada? Camila, eu já disse, eu vou te esperar

- Não foi por isso - Segurei seu rosto - Eu escolho você, eu quero que você me toque, e me faça sua

- Porra - Segurou na minha cintura com seu braço esquerdo e me girou me colocando em baixo dela - Você não sabe o quanto eu te desejei - Passou a beijar o meu pescoço enquanto eu precionava sua cabeça contra o meu pescoço

Voltou a me beijar enquanto levantava a barra da minha camisa, ergui os braços para ela tirar, coloquei a mão na sua blusa e comecei a puxar enquanto ainda nos beijavamos, ela entendeu o recado e tirou a própria blusa, sorri e voltou a me beijar enquanto eu passava a mão nas suas costas, desci os beijos para o seu pescoço enquanto ela apertava meu seio, mordi sua orelha e rebolei

- Ergui as costas pra mim, Baby - Fiz o que ela pediu e com uma mão só ela tirou o feicho do meu sutiã, sorri com a sua agilidade e lhe dei um selinho demorado, assim que ela olhou para meus seios descobertos colocou a boca sobre eles, o que me fez erguer as costas e gemer, ela era tão boa com a língua, e rodava sobre o bico do meu seio, precionei sua cabeça contra mim e mordi os lábios com força.

Quando cansou de brincar com meus seios ela foi descendo os beijos até chegar na minha calcinha, ela já tinha tirado o meu short, ela disse que adora me ver só de calcinha. Respirou fundo sentindo meu cheiro, sorriu e me mordeu, depois lambeu. Tirou a minha calcinha bem devagar não tirando o olhos dos meus olhos, ela me excita só com o olhar, a essa altura eu estava implorando por ela. Abriu mais as minhas pernas e lambeu minha intimidade de baixo pra cima, tremi nesse exato momento, suas mãos na minha coxa apertaram e ela começou a me chupar com vontade, ela nunca tinha feito isso antes, nunca pensei que fosse tão gostoso, ela chupava enquanto olhava pra mim, gemia o nome dela enquanto apertava mais seu rosto contra mim, ergui as costas e comecei a rebolar no seu rosto, ela riu e me penetrou com a língua

- Oh...Lauren, hmmm isso - Abriu meus lábios e passou a língua no meio, revirei os olhos e mordi meu lábio com força, terminou com uma lambida de baixo para cima e subiu os beijos até a minha boca

- Sente como seu gosto é incrível - Colocou a língua na minha boca e chupei sentindo meu próprio gosto - Foi como eu imaginei - Me deu um selinho demorado - Bom... É agora, eu vou colocar meus dedos em você, vou tentar não te machucar mas vai doer um pouco - Beijou minha testa, só relaxa se não vai doer mais, e não contraia - Apenas assenti, ela estava me guiando tão bem e me respeitando - Lembre-se, se não quiser é só dizer, eu paro no exato momento

- Ok - Respirei fundo e fechei os olhos tentando me preparar, fiquei um certo tempo pensando, eu já havia pensado muito nisso antes, já tive a minha certeza e ela voltou a aparecer - Lauren - Abri os olhos e ela estava me olhando, ficou me olhando esse tempo todo? - Eu quero - Beijou minha testa e desceu a mão até meu clitóris, começou a estimular depois desceu mais a mão até a minha entrada, colocou apenas a ponta do dedo e começou a me beijar e fui sentindo seu dedo entrando cada vez mais até que ela parou

- Vai doer um pouco - Afundou mais os dedos e senti uma dor, choraminguei e Lauren tirou e dedo de mim - Não queria te machucar, mas não tem como

- Seu dedo - Olhei para o seu dedo e estava com sangue

- Tá tudo bem, é seu, relaxa, é normal isso - Beijou minha boca - Vou esperar o seu tempo - Estava doendo muito, e era uma dor incomoda, Lauren estava comigo em seu peito enquanto fazia cafuné em mim, ficamos um bom tempo nisso, até que a dor amenizou

- Tô pronta - Falei rápido e Lauren riu

- Você está mesmo? Não dói? - Beijou minha cabeça

- Dói, mas dá pra aguentar

- Camz, não tem isso de dá pra aguentar, eu quero você, mas quero sem dor, quero que você tenha prazer e não dor

- Eu quero tentar, ver se eu consigo

- Se...

- Se eu não quiser eu falo - Ela sorriu e piscou pra mim

- Aprendeu direitinho - Voltou a me penetrar devagar enquanto olhava para o meu rosto, passou a se movimentar bem devagar. Colocou dois dedos e aumentou os movimentos, comecei a sentir incômodo e como ela estava atenta no meu rosto tentou tirar os dedos mas segurei na sua mão

- Não, não, não... Não tira

- Mas

- Vai passar, eu quero, continua - Voltou a me penetrar com a rapidez de antes, a dor quase não era percebida e fui atingida com uma onda de prazer me fazendo revirar os olhos e pedir por mais - Mais...isso, Baby - Beijei sua boca com rapidez enquanto ela me penetrava mais rápido, tirei a boca da dela para gemer alto sentindo um frio na barriga, chupou o meu pescoço e estimulou meu clitóris enquanto ainda me penetrava, relaxei aos poucos e senti um líquido saindo de mim e a minha respiração foi se acalmando. Lauren tirou os dedos de mim e se jogou ao meu lado, ela também estava cansada com a respiração alterada

- Vem cá - Me puxou para me deitar no braço - Como você tá?

- Ainda dói

- Vai passar, mas vai demorar um pouco, na próxima vez você ainda vai sentir

- E não vai parar nunca?

- Vai parar, mas vai com o tempo, daqui a pouco você vai até esquecer da dor

Dormimos assim agarradas Lauren fazia um carinho gostoso na minha cabeça, essa com certeza foi a melhor noite da minha vida, acordei com o mesmo carinho o que me fez sorrir e suspirar

- Bom dia, Camz - Beijou minha cabeça, eu adoro quando ela faz isso

- Bom dia, Lo - Ergui a cabeça e beijei sua boca - Seu braço não tá doendo?

- Não, na verdade coloquei você aqui agora, acordei distante e odiei isso - Sorri

- Por mim eu ficava aqui com você o dia inteiro, mas hoje temos escola, e prova de química, você estudou - Ela jogou a cabeça pra trás e riu

- O que foi?

- Camz, eu te adoro sabia? Só você mesmo pra falar sobre prova de química logo agora depois do sexo

- Mas é importante, e já estamos atrsadas sabia - Me sentei na cama e procurei minha calcinha

- Está procurando isso aqui - Ergueu a calcinha

- Sim, safada - Peguei a calcinha e vesti - Você estudou?

- Não, eu vou chutar tudo

- Lo!

- Camz!

- Eu falei pra você estudar essa semana - Vesti o meu sutiã e depois a blusa

- Estava ocupada com as coisas da faculdade que o meu pai quer que eu faça

- Você contou a ele que não quer?

- Não, ele nem fica aqui, e agora vai viajar e vai voltar só daqui um mês, fora isso tenho que fazer uma prova na próxima semana, essa universidade é muito disputada, eles fazem vários tipos de pré vestibular, pequenas provas antes do vestibular

- Quer ajuda com os estudos?

- Não, eu não preciso, já sei o que farei, isso vai irritar o meu pai mas não me importo muito com isso - Me levantei para procurar o meu short e senti Lauren me agarrando por trás e lambeu minha orelha

- Lo, nós não podemos agora, temos que ir para o colégio - Me virei dei um selinho demorado nela - Precisamos ir e agora, estamos muito atrasadas

- Ainda dá tempo, vamos tomar banho juntas

- Isso não vai atrasar mais?

- Claro que não

Acabou nós atrasando e muito, Lauren deu a ideia de transar no banheiro e adorei mas depois briguei com ela porque nós atrasamos, mas lembrei do prazer que ela me deu então valeu muito a pena esse atraso. Além dessa ideia brilhante no chuveiro ela também deu a ideia de pular o muro da escola, ela diz que já fez isso várias vezes e nada aconteceu com ela, mas sabemos que existe uma diferença entre bolsistas e estudantes que pagam para estudar aqui

No intervalo me sentei com os meus amigos, mas não conseguia prestar atenção na conversa deles, não conseguia parar de lembrar da noite que tive com a Lauren

- Você e a Lauren estão se olhando muito, rolou alguma coisa? - Perguntou Harry

- Sim - Falei assustando todos na mesa mas Harry resolveu se pronunciar primeiro

- O que? Então finalmente rolou? Eu falei por falar - Harry falou assustado - Eu não acredito nisso!

- Como assim Haz, você pediu pra eu contar, então estou contando, você que insistiu tanto pra isso acontecer

- Então você fez isso por mim?

- Não! Eu fiz isso por mim, e não foi pelo tesão

- É claro que foi, a Lauren dá tesão em todas as meninas aqui do colégio, ela te seduziu

- Não, foi porque eu queria ela, é claro que eu senti tesão, mas eu confiei nela pra isso acontecer, eu tenho certeza que por mais que coisas ruins aconteçam eu nunca vou me arrepender disso

- Quer saber, faz o que você quiser - Se levantou e saiu

- Gente, o que ele tem? vocês sabem?

- Não - Disse Normani - Mas isso está me cheirando a ciúmes

- Eu vou atrás dele - Me levantei e corri atrás dele, o encontrei na quadra vazia - Hey, o que você tem? - Me sentei ao seu lado na arquibancada

- Nada Camila, volta pra lá, você não tem o que fazer aqui, volta pra Lauren

- Então isso tudo é ciúmes?

- Ciúmes? Não, isso não é só um ciúmes de amigo

- Como assim não é ciúmes de amigos? Harry, isso quer dizer que você gosta de mim mais do que amigo? 


Notas Finais


Que? como assim?
Gente essa fanfic tá mais doida que eu
(Prometo que vou colocar as coisas no seu devido lugar, mas antes precisa não tem sentido para depois ter) Eu falo coisas nada haver mesmo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...