1. Spirit Fanfics >
  2. Do ódio ao Amor >
  3. The 1975 part 1

História Do ódio ao Amor - Capítulo 56


Escrita por:


Notas do Autor


Hey!!! Desculpem a demora. Esse capítulo está muito legal eu garanto. Espero que gostem 💗💓

Capítulo 56 - The 1975 part 1


Fanfic / Fanfiction Do ódio ao Amor - Capítulo 56 - The 1975 part 1

     Pov Camila

Após o término das aulas fui direto ao bar onde o Caio me falou, o bar era bem afastado e não tinha ninguém passando, isso é tão estranho, mas ele só deve ter escolhido um lugar ruim para fazer um bar

- Com licença - Falei ao entrar - O caio me mandou vir aqui

- Entra Querida, fica a vontade - Me olhou de cima abaixo, parecia me analisar - Ele falou que você era bonita, mas não achei que era tão bonita assim - Parou o olhar nas minhas coxas que estavam descobertas pela saia do uniforme

- Obrigada. Eu vou me trocar, você tem uniforme?

- Quer saber, fica assim, assim tá ótimo

- Mas estou com a roupa do colégio

- Por isso mesmo, os clientes vão adorar

- Como assim? Não vai ser bom para servir as mesas eu estando assim, é melhor estar com o uniforme daqui

- Servir mesas? você não vai ser ir mesas

- E o que farei então?

- O óbvio, aqui é um bordel, mais conhecido como clube de prostituição

Pov Lauren

- A Camila saiu e não me falou nada - Comentei com Verônica, estávamos treinando na quadra

- Ela tava conversando com o Caio ontem

- O caio? Mas o que ela conversaria com ele? Ela não quis me falar pra onde ia, eu tinha combinado com ela de ir pra praia depois do treino pra ver o sol se pôr mas ela falou que tinha um compromisso. Fora que ele tá me olhando estranho, olha ele lá na arquibancada

- Ele só cai, não sei porque o treinador colocou ele no time, ainda bem que é reserva

- O time masculino é uma bosta deve ser por isso, o Michael é capitão já começou a ser ruim por aí. Mas essa história do Caio está muito estranha. Primeiro a Camila fala com ele e depois ele fica com essa cara, isso ta estranho, tá muito estranho

- Vai lá falar com ele, vai ver ele te fala. Eu não aguento mais você falando disso, vem vamo logo lá - Fomos até ele - E aí Caio, tá de boa aí

- Tô sim, esperando o treinador me colocar pra jogar, tô começando a achar que tô aqui só ora completar. Vocês querem comprar alguma coisa hoje?

- Não, você só vende coisa roubada - Disse Verônica

- Mas erva vocês adoram comprar comigo

- Caio, a gente não veio pra jogar papo fora com você, a Lauren quer saber onde tá a Camila você sabe disso? - Foi direta, eu adoro isso nela

- Como se ela não soubesse - Espera...ele sabe e eu não?!

- Não, eu não sei, agora fala logo

- Pensei que você soubesse que ela está no bar do meu tio

- O QUE? O QUE A CAMILA TA FAZENDO NA PORRA DO PUTEIRO DO SEU TIO!

Pov Camila

- O senhor entendeu errado, eu não vim aqui fazer isso, eu vou embora - Me virei mas ele correu e entrou na minha frente

- Nada disso, você não vai embora, não até fazer o que tem que fazer aqui

- Eu não quero, eu não sabia que aqui era um clube de mulheres, eu pensei que era um bar comum - Comecei a ficar desesperada com aquele homem na minha frente não me deixando sair - Por favor, me deixa ir embora, eu não quero fazer nada disso

- Vai se fazer de besta e falar que não sabia que o bar era só pra disfarçar? A cidade toda sabe que aqui é um clube, vai dizer que é a única que não sabe

- É que eu não sei muito de fofoca entendeu, eu quase não tomo sol fico só em casa estudando, assistindo filme de ficção fazendo coisas nerds, agora me deixa sair por obséquio

- Não vou deixar. Simon! Tem garota nova pra você, vem ver, e trás o resto dos caras - Apareceu 5 homens o que me deixou aí da mais nervosa, não tinha nenhuma saída, todas as janelas fechadas, a não sei o ralo no chão que estava aberto. Aqueles homens me olhavam com tanta cobiça, eu já estava chorando e eles ainda olhavam para o meu corpo e me desejavam - Podem se divertir, ela é toda de vocês, mas vão ter que pagar caro, ela é uma delicinha - Corri até o ralo no chão e tentei entrar - O que você tá fazendo? Nem o seu braço entra aí, vem aqui - Me levantou

- Me solta, por favor, me deixa ir embora

- Não até conseguir o que eu quero, eu sou o dono do bar, mas também vou participar

Pov Lauren

- Mas que merda você fez, garoto?

- Ela queria ingressos para a banda The 1975 eu disse que tinha um preço ela disse que não podia pagar

- E você força ela a trabalhar em um puteiro - Segurei ele pela camisa - A minha vontade é matar você!

- Era 200, ela não tinha, eu falei que ela poderia trabalhar para o meu tio, ela disse que topava, eu achei estranho perguntei duas vezes ela topou nas duas! Eu não forcei nada - Falou se cagando de medo

- Tem alguma coisa errada nisso,a Camila não faria isso, eu conheço ela - O joguei no chão - Vou atrás dela

- Você sabe onde é? - Verônica perguntou

- Sei, tô de moto chego em menos de 5 minutos - Corri até o estacionamento do colégio, subi na minha moto e acelerei, espera Camz tô chegando pra te tirar daí

Pov Camila

Estava com falta de ar e suando frio, aqueles homens me colocaram em cima do balcão e ficaram me olhando como se eu fosse um frango suculento. Eu estava chorando mas isso não parecia ser nada para eles já que eles não olhavam para o meu rosto. Senti vontade de desmaiar

- TIRE AS MÃOS DELA AGORA! - Aquela voz me acalmou, me senti tão feliz que chorei de novo, o que está acontecendo comigo? Eu deveria estar feliz

- Mas que é você

- Sou a namorada dela - Me aproximei - Sai de cima dela porra! Eu já falei

- Lo, amor - Ergui os braço, ela veio na minha direção mas um homem a parou

- Olha só, a diversão agora ficou bem melhor, agora vocês vão se pegar na nossa frente

- Me solta!

- Calma Bravinha, se fizer tudo que a gente mandar eu te deixo sair com a sua namorada. Agora vai lá, beija ela, a gente quer ver - Eles saíram de perto de mim

- Vem cá Camz, eu ajudo você - Me ajudou a descer - Como você está? Você tá bem? Aonde você foi se meter

- Eu não sabia, eu não sei de fofoca eu sou nerd

- Aí meu Deus vem cá - Me abraçou - Vai ficar tudo bem, eu prometo

- Hey! Parem com isso! Eu não quero ver chororo aqui, vocês vão fazer a nossa diversão! Vai!

- Eu não vou fazer nada, não vou beijar ela pra vocês se divertirem, não vou promover isso

- Você vai sim, porque eu estou mandando, se não fazer você vai se arrepender, vou te dar um murro no meio da sua cara, vou quebrar seu nariz

- Lauren...

- Camila, não, não vou fazer a diversão deles

- Não vai mesmo? Você vai se arrepender

- Foda-se, me bate, me arrebenta aqui mas não vou divertir vocês bando de nojentos! 

- Lauren, vem cá - Camila começou a me beijar

- Não, Camz...Para com isso, não

- Lo, não nega, eles vão machucar você

- Eles tão batendo uma punheta isso é nojento, para com isso - Segurou meus braços

- Eu não quero que você se machuque

- Foda-se eu - Ouvi uma sirene da polícia além das luzes estarem refletindo no bar

- A polícia! - Um deles falou e tirou a mão da calça isso me deu vontade de vomitar

- Eu chamei - Disse Lauren - Eles já estão aí, vocês vão se foder

- Não vamos não! Vem, eu tenho uma saída de emergência - Eles entraram saíram correndo. A porta se abriu e ao invés da polícia entrou a Verônica

- Sentiram a minha falta?

- Verônica? - Perguntei - Pensei que era a polícia

- E eu pensei que você tava na escola

- Você acha que eu iria deixar você vir aqui sozinha, eu vim atrás mas você corre muito rápido. E você - Se referiu a Lauren - Falou que o pisca pisca do meu carro era brega, foi ele que te salvou agora

- Obrigada, a gente estaria perdida se não fosse por você - Lauren a abraçou

- Obrigada, Vero - Abracei ela - Então não tinha polícia?

- Não, era tudo o meu carro, eles vão ficar muito tempo fora, acharam que era a polícia, então o bar é todo nosso, o que vocês vão querer? E pensar que ele não come nada disso pra ficar de enfeite caso a polícia venha aqui - Ela foi até a geladeira

- Será que pode fazer isso? - Camila perguntou

- Camz, eles merecem coisa pior, eles não estão aqui mesmo - Elas foram até a cozinha e começaram a preparar as coisas, após tudo pronto nos sentamos para comer

- Camila, como você veio parar aqui? - Verônica perguntou

- Eu pensei que era um bar. Eu fui até o Caio ver se ele tinha ingressos para o show da banda preferida da Lauren, ele disse que tinha nas era muito caro, eu não tinha como pagar, foi quando ele me ofereceu esse emprego, eu teria que trabalhar dois dias e ele daria os ingressos em troca

- O filho da puta não disse que aqui era um puteiro? - Lauren perguntou

- Ele disse que aqui era o bar do tio dele que se chamava "As panteras"

- Ele falou como se ela soubesse - disse Verônica - Você não sabia disso?

- Não, eu não sabia de nada disso, eu juro que não

- Tudo bem Camz, eu acredito em você, não precisa jurar nada, aqui é um bar, é só pra disfarçar o seu negócio ilegal

- Obrigada por me se salvar, Lo

- Não precisa agradecer, eu vou te salvar sempre. Eu fiz muita coisa errada, eu posso te pedir desculpas pelo resto da minha vida que nunca vai ser o suficiente, e não há palavras que possa expressar o meu profundo arrependimento, por isso vou te recompensar todos os dias. Desculpa, a culpa disso tudo foi minha

- Não, não foi sua

- Foi sim, eu deveria ter falado pra você que comprei os ingressos, comprei a dias atrás, mas esqueci de te contar isso. Se eu tivesse te contado você não estava aqui

- Lo, para de se culpar, vamos parar de nos culpar, vamos esquecer isso e vamos aproveitar o show

- Sim, vamos aproveitar muito eu prometo eles cantam demais


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...