História Do ódio ao Amor - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane, Lauren Jauregui, Normani
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Lauren Jauregui
Visualizações 156
Palavras 2.785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, voltei em menos de 24 horas😌 Isso é raro kkkkk Quem me conhece a um tempo já sabe. O capítulo é maior que os outros, e vou tentar fazê-los com bastante palavras mas não vai passar de 3.000 Se passar será futuramente um capítulo especial. Espero que gostem e não me matem🔥

Capítulo 7 - O futebol


Fanfic / Fanfiction Do ódio ao Amor - Capítulo 7 - O futebol

    Pov Camila

Não mostrei a minha prova para o meu pai porque a maldita rasgou, e para a minha sorte não me fez comer, mas contei para ele que tirei "A" E mesmo sem ter a prova ele ficou feliz e até me prometeu um presente, disse que não precisava, o emprego dele não é lá essas coisas não quero que ele gaste o dinheiro suado dele comigo mas fez questão de insistir. Não sei o que é, vai demorar para ele me dar e isso não vai sair da minha cabeça, não vou conseguir dormir de tanta ansiedade

- Ela é uma delícia - Ouvi a voz da minha amiga Normani, estávamos na quadra, e para o meu azar faço aula de educação física com a maldita

- De quem você está falando? - Olhei para a quadra e a única coisa deliciosa que tinha ali era o Austin, ele é tão lindo e tem o cabelo tão liso e brilhante, adoraria sentir o cheiro do seu cabelo, será que se eu perguntar se posso sentir o cheiro dele ele vai achar estranho?

- Da Lauren - Fiz um som de vômito - Vai dizer que ela não é bonita? - Estávamos sentada na arquibancada e a Demonia estava fazendo embaixadinha com a bola de futebol - Você tem esse ódio dela e tudo mais, mas deixa isso de lado um segundo, ela não é gostosa? - Olhei para ela e tudo que eu sentia era um embrulho no estômago

- Eu não sou lésbica

- E precisa ser para admirar outra mulher? - Harry também estava ali e me fez essa pergunta, ele e o seu posicionamento feminista

- Haz, ela não está falando desse modo de apenas admirar - Normani gosta de mulher e com certeza está imaginando fazendo coisas indevidas com a Demonia

- O Harry está certo, olha bem pra ela, tem olhos verdes cabelo preto tem um belo físico e um gosto lindo, vai dizer que ela não é nenhum pouco bonita? - Voltei a olhar pra ela e voltei a sentir o mesmo embrulho

- Não, e se você me obrigar a olhar pra ela novamente eu irei vomitar - Levantou as mãos em rendição

- Azaro seu, eu vou continuar com meus olhos vidrados nela ela é uma Deusa - Suspirou ao olhar para a maldita. Revirei os olhos

- Você é nojenta

- Eu? - Perguntou - Por que?

- Ainda pergunta? Você acha a ela bonita e já disse que gostaria de transar com ela isso é nojento - Quando ela me disse isso eu corri para o banheiro e joguei o meu almoço pra fora

- Nojento é você ficar tirando foto do Austin, você está parecendo uma stalker louca e nem disfarça - Eu Toro algumas fotos do Austin e fico vendo ao longo do dia, eu tenho um crush enorme por ele inclusive já tirei 10 fotos dele só em apenas 10 minutos de aula

- Ele é gostoso

- O sinônimo de gostoso deve ser: Ridículo - Revirou os olhos - Você fala que o fato da Lauren ser cafajeste faz você odia-la mais ainda e o Austin é bem pior, ele enfia o pau em qualquer buraco que vê pela frente

- Eu não teria nenhum problema em ser um desses buracos - Dei de ombros e os meus amigos acharam nojento, Normani não gosta de homem e Harry odeia o Austin, segundo ele o Austin é

- Nojento e asqueroso - Ele terminou o meu pensamento

- Eca, que nojo, e não falo isso porque não gosto de homem, o Austin é nojento, qualquer um seria melhor que ele. Camila, você não pode se imaginar transando com o Austin

- E por que eu não posso? Você se imagina transando com um demônio

- É a sua primeira vez, você não pode se entregar pra ele, vai se arrepender pelo resto da sua vida

- E concordo - Harry concordou com Normani eles até bateram um na mão do outro - Eu transei pela primeira vez com um cara em uma balada que nem era gay, ele era hetero e só queria extravasar o tesão que estava sentindo, foi em um banheiro sujo perto do litoral, eu transei sentindo cheiro de merda e maconha. Eu nem ao menos estava bêbado, só estava com tesão, eu era novo tinha 15 anos, estava cansado de só me masturbar, mas eu preferiria estar me masturbando pelo resto da vida do que ter transado com aquele cara, ele só cuspiu nem usou lubrificante e depois eu nunca mais o vi. Mas também nem quero - Deu de ombros - Odeio me lembrar disso. Então uma coisa eu te digo Cami, eu te amo e quero o seu melhor, pense bem com quem e onde você irá perder a virgindade

- O Harry concorda comigo, o Austin é asqueroso, ele não passa de um boyzinho sem graça, sem sal sem nada, e ainda se acha. Você perder a virgindade com qualquer um seria melhor até com a Lauren - Explodi em uma alta Gargalhada, foi tão alta que todos os alunos olharam pra minha cara, vi que chamei muita atenção então parei de rir

- Você está ficando louca? Nunca, nunca, nunca, nunca. Ja disse nunca? NUNCA! - Gritei - Vai acontecer, sem chance alguma, jamais - Só de imaginar me dar nojo, não consigo nem imaginar, a minha mente trava

- Vai dizer que não? Que jamais mesmo?

- Jamais mesmo, mesmo, mesmo, mesmo. Eu nunca deixaria ela tocar em algo tão precioso com aqueles dedos nojentos e asquerosos, ele já entraram em tantas vaginas - Fiz cara de nojo - Ela nunca vai trocar o dedo aqui - Coloquei as mãos na minha vagina a tapando

- E pro Austin você quer, eu não te entendo e nunca vou entender. Eu prefiro a Lauren

- Por que você é lésbica

- Não é por isso, até as garotas mais heteras no mundo vai escolher a Lauren, qualquer um, até o Harry, não é?

- Eu gosto de homem e odeio a Lauren, mas prefiro a olhos verdes

- Olhos do demônio. Vocês são nojentos - Cruzei os braços e me encostei as costas na arquibancada

- As garotas dizem que ela faz gostoso - Normani comentou

- Eca - Foi a única coisa que consegui comentar sobre isso

- Não tem curiosidade?

- Mani, eu não sou lésbica, não tenho nenhuma curiosidade e se eu tivesse com certeza não iria experimentar com a Demonia

- Sabe a Dina - Harry começou a dizer - A capitã das líderes? - Assentimento - Ela disse que a Lauren arrebenta na cama, e não é no sentido que faz bem, é no sentido que ela te rasga por dentro ela faz com muita força, ela até mancou depois da Lauren, e olha que ela já havia transado com o Jackson, o negão do time de basquete e ela não ficou mancando não

- Será que é verdade? - Normani Perguntou, só ela mesmo porque eu não tenho nenhum interesse nisso

- É o que ela diz, mas acho que é verdade, a Lucy pegou a Lauren transando com a Jeniffer no vestiário feminino, isso na primeira aula e no intervalo vi que ela estava mancando

- Não duvido disso - Me manifestei - Ela gosta de machucar as pessoas mesmo, de qualquer jeito e sentido. Agora já chega de falar disso, vocês estudaram para a prova de inglês?

- A não - Disse Harry - Eu não quero falar sobre prova, eu não estudei ainda e estou com preguiça até de falar sobre

- É importante

- Não ganha nota, é apenas uma avaliação

- Eu sei Haz, mas é importante para a escolaridade

- Também não quero falar sobre isso - Disse Mani

- Vocês dois deveriam se prestar mais a os estudos - Eles iriam responder mas a professora se aproximou

- Karla, venha até o gramado

- Eu?

- Tem outra Karla? - Com o seu sarcasmo procurou outra pessoa com esse nome. Me levantei e fui até ela - Você vai jogar futebol

- O que? Eu?

- Estou falando com você, me referindo a você, chamando o seu nome então claramente é você

- Não sou boa em esportes, principalmente em futebol

- Você sabe que esportes é uma matéria não sabe? E isso não se assemelha a educação física, educação física é outra matéria, aqui você está na aula de esportes, então você vai sim jogar futebol porque você está na maldita aula de esportes! - Não se assuste com o seu comportamento e a sua forma dura de falar, ela é treinadora de esportes e sempre busca pela perfeição, eu tenho dó das jogadoras - Você vai jogar futebol, agora você tem algo a mais para me dizer? Ou prefere tirar um F?

- Não tem outra coisa? Vôlei por exemplo, que tal basquete, basquete é muito bom

- Você não tem altura para basquete e vôlei já está preenchido

- Mas tem as reservas - Queria fazer qualquer coisa menos jogar futebol, era um esporte tão agressivo e perigoso, só de ver já me dá arrepios

- Já está preenchido também, já está dito, você joga futebol

- Treinadora, eu não pude deixar de ouvir - Ouvi aquela voz e o meu corpo tremeu já sabendo quem era - Eu quero ajudar - A Demonia querendo me ajudar? Olhei pra ela e não estava rindo ou dando aquele sorriso de lado, fiquei olhando pra ela procurando alguma covardia que ela pretendia fazer, mas ela sabia atuar muito bem. É claro que ela não quer me ajudar, isso não passa de uma atuação barata, só um idiota para acreditar nisso

- E como pensa em ajudar? - Perguntou a treinadora, não acredito que ela está caindo no papinho dessa infeliz. Com esses olhos verdes não esperava menos

- Ela disse que não tem vocação para futebol, e como capitã do time devo tomar a frente

- E pretende ir contra a minha decisão? - Mesmo que a treinadora me colocasse no time eu só jogaria se a Lauren assim permitisse

- É claro que não, eu seria incapaz - Mas que merda ela faz aqui? Vive fora das aulas comendo qualquer uma e agora quis participar? Eu devo ter muito azar. Universo, o que eu fiz pra você? - Como a Karla não tem experiência alguma e sabemos que ela irá cair sem ser empurrada, eu pretendo fazer outra coisa - Não consigo nem imaginar no que - Eu quero o melhor pro meu time, e não posso deixar uma pessoa como ela jogar como atacante, zagueira ou até mesmo artilheira - Ela riu - Com todo respeito é claro - É claro que é com nenhum respeito, ela não deve respeitar nem os próprios pais

- Não sei onde está querendo chegar, eu não tenho o dia todo, Lauren - Por que chama ela de Lauren? Demonia combina bem mais com ela

- Ok. Ela pode ser goleira, ela vai cair por qualquer coisa e goleiro vai pra pegar a bola, ela vai até se dar bem - Ela não consegue dizer uma palavra sem me ofender

- Boa ideia

- Treinadora, eu não tenho a melhor vocação pra ser goleira, eu não faço ideia de onde devo cair pra pegar a bola

- Qualquer canto Camila, você só não deve deixar a bola entrar, você é a protetora do gol, e protegê-lo é a única coisa que você tem que fazer - Parece fácil ouvindo ela falar mas eu não sei praticar esporte algum e muito menos futebol que é o mais difícil, não tenho fôlego e muito menos sei pegar uma bola sem deixar ela cair no segundo seguinte

- Eu não posso - Implorei

- Quer ficar com F?

- Não - Eu não posso perder a bolsa, e um F seria muito ruim, nunca ganhei um F na vida

- Então faça o que eu designei

- Tudo bem - Me dei por vencida, quanto mais cedo melhor

- Eu quero treinar você - A Demonia falou olhando para mim - Sou a capitã e essa é a minha função - Ela vai aprontar alguma, seu sorriso de lado já fiz tudo

- Você não pode, a treinadora fará isso - Engoli seco com a possibilidade dela me treinar, ela vai armar pra mim estou vendo nos seus olhos verdes assustadores

- Ela vai te treinar - Meu coração gelou - E se ela gostar do seu desempenho você está no time, ela manda - Não! Nunca, jamais glorifique um demônio, isso o deixa mais forte

- Você vai ficar no gol, e eu vou bater a falta, preciso treinar - Piscou e foi se aquecer enquanto eu fiquei parada no mesmo lugar sem ao menos respirar

- Karla, se aqueça e vá para o seu lugar, coloque as luvas e dê o seu melhor - Corri até os meus amigos

- Que cara é essa? - Harry perguntou - Você está tão pálida, até mais pálida que a Lauren

- Ela vai acab...Acabar com...comigo - Falei tremendo, eu poderia desmaiar a qualquer momento

- Do que está falando? - Normani perguntou

- Eu estou morrendo, eu vou, eu vou, eu vou, eu vou, eu vou, eu vou, eu vou, eu vou - Falei andando de um lado para o outro feito uma maluca esterica - EU VOU! EU VOU! EU VOU! EU VOU! EU VOU! - Gritei alto e parecia estar a ponto de enlouquecer mais do que já estou, a ponto de sair e bater a cabeça na parede se não fosse pela Normani segurar os meus braços e dizer

- Mila, para com isso, você está dando um show de esteria e pura retardadice gratuita - Olhei ao redor e os holofotes estavam na minha direção, e a maldita demonia ria enquanto segurava a barriga, estava a ponto de morrer de tanto rir por conta da minha maldita falta de alto confiança - O que está acontecendo?

- Ela vai me matar, é isso que está acontecendo. Eu já até posso ver a luz

- Não exagera - Harry disse

- Não exagera? - Me afastei da Normani e fiquei de frente para ele - Eu vou ser a goleira e ela vai bater o pênalti, ela vai acertar um lugar onde vai doer muito

- O seu pau invisível? Mila, se acalma, a Lauren não vive para prestar atenção em você

- Ela vive para me fazer sofrer, ela é o maldito demônio do sofrimento

- Presta atenção aqui em mim, vai lá e enfrente ela de frente, não é isso o que o seu pai disse? - Me veio um flashback, ele olhando nos meus olhos e me dizendo para enfrentar os pesadelos que logo após viram os sonhos

- Eu vou - Respirei fundo - Eu vou. Se ela é o meu demônio eu terei que enfrentar de frente

- É isso aí, bate aí, Cami - Bati na mão dele e fui em direção ao gol. Coloquei as luvas que a treinadora me deu

- Não tenha medo de se jogar, lembre-se que você é o goleiro e precisa defender o seu gol de qualquer maneira, se você se jogar e cair não vai se machucar a grama não vai deixar. Olhe para os olhos dela, eles vão dizer tudo - Eles são capaz de me queimar, prefiro não olhar - E o corpo também, a Lauren é canhota então já sabe pra que lado ela vai bater. A Lauren não é muito de inventar, ela faz o mesmo sempre, é sempre no mesmo lado e chute sempre é forte e isso é ótimo, Ok?

- Ok, já sei pra que lado ela vai bater e ela bate forte e não inventa moda

- Ela nunca bate no meio, então se movimenta

- Obrigada - Agradeço de todo o coração e ela se afastou

A Demonia se aproximou e colocou a bola na marca, enquanto estava se alongava olhava para mim e quando o seu showzinho terminou ela piscou e deu aquele sorriso de lado. Ela vai fazer algo de ruim, o Harry estava errado, mas como ela vai me machucar? Não tem possibilidade alguma disso. Tomou distância e ainda me olhava, ela olhou para o canto que sempre chuta a bola, a professora estava certa então devo ir para aquele lado, ok Camila, não é tão difícil assim. Ela correu para chutar, meus olhos estavam na bola e em câmera lenta ela foi se aproximando mais e mais até que com toda a força do mundo ela acertou o meu rosto, era como se o meu nariz estivesse entrado para dentro. Perdi a noção na mesma estante e cai desmaiada no chão


Notas Finais


Postei e sai esquiando⛷️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...