1. Spirit Fanfics >
  2. Do ódio ao amor (Jarchie) >
  3. Ele não presta

História Do ódio ao amor (Jarchie) - Capítulo 6


Escrita por: SprouseApa

Capítulo 6 - Ele não presta


Fanfic / Fanfiction Do ódio ao amor (Jarchie) - Capítulo 6 - Ele não presta

Logo no primeiro dia em que as mães não estavam, as coisas no apartamento já estavam pegando fogo.

Poucos minutos após se despedirem das duas, que seguiram para o cruzeiro que fariam em uma fuga desesperada, o ruivo se trancou no banheiro, e o moreno voltou a dormir.

Cerca de uma hora de sono depois, Jughead resolveu finalmente começar o seu sábado. Chamaria as meninas para irem a sua casa, elas fofocariam o dia inteiro, e assistiriam comédias românticas clichê.

Seguiu para a porta do benheiro, quando viu que estava trancada. Archie ainda estava lá dentro?

-Archie!

-O que você quer?- ele egritou, o som da água do chuveiro despencando no boxe podia ser escutado pela porta.

-Eu quero tomar banho!

-Não sei se a esperteza rara percebeu, mas quem está no banho sou eu.

-Idiota, sai logo!

-Pode me acompanhar se quiser.

O moreno revirou os olhos, ele sabia que o ruivo estava com um sorriso malicioso.

-Nem se você fosse a última pessoa viva na terra.

-Azar o seu.

-Archie, sai desse chuveiro agora! Você já está aí há mais de uma hora!

Começou a bater desesperadamente na porta, gritando pelo ruivo. Ele escutou desligarem o chuveiro, e a porta se abriu.

Um Archie somente de toalha na cintura, com os cabelos molhados e o corpo todo cheio de gotas d'água, abriu a porta, sorriu e disse:

-Já pode ir tomar banho agora.

Ele andou até a outra porta do benheiro, que dava acesso ao seu quarto e antes de se fechar novamente no próprio dormitório acrescentou.

-Toda a água quente já acabou mesmo.

A porta bateu e Jughead ficou parado encarando o nada. Fazia tempo que ele não via Archie sem camisa, e estava abismado com o quão lindo ele estava. Engoliu em seco, controlando o calor que cismava em correr por seu corpo, e murmurou baixinho para si mesmo:

-Ele não presta. E é do Reggie que você gosta.

Aquilo era verdade. Primeiro por que Archie tinha bosta no lugar do coração e do cérebro, e segundo por que Rggie Mantle era o dono de seu coração.

Desde pequeno, ele sempre fora apaixonado pelo Asiático. Os dois viviam juntos, e Jughead tinha certeza que o sentimento era mútuo. Só estava esperando ele se assumir para que finalmente pudessem ficar juntos.

Algo quebrou no quarto ao lado, e ele revirou os olhos.

-Nem duas horas desde que as mães saíram e vocẽ já fez besteira?!? O que quebrou dessa vez, idiota?!?

-Eu estou bem, Jughead. Obrigado por perguntar.

-Vai para o inferno.

-Já vivo com a encarnação do diabo. Divido banheiro com ele.- Archie zombou.

O moreno bufou e entrou no chuveiro.

Depois de uma ducha fria que o acordou de vez- presente dado pelo seu inimigo e colega de banheiro Archie Andrews- Jughead vestiu uma calça jeans e uma camisa simples, o cabelo novamente despentado parecendo uma juba de leão- a sua marca registrada- e calçou suas pantufas de tubarão que ele tinha haviam três anos e meio.

Seguiu para a cozinha, fez uma saduíche e se sentou à mesa junto com o ruivo, que devorava um enorme pote de cereal.

-Aproveitou a água gelada? Ouvi dizer que faz bem para o cabelo.

-Haha, engraçado.

Archie deu um riso debochado e os dois continuaram a comer em silêncio.

Archie recarregou o pote com mais cereal e mais leite, e quando o moreno já estava prestes a terminar a última mordida, disse:

-A Cheryl, a Toni e a Veronica vem passar o dia aqui hoje.

-Não. A Josie vai vir aqui hoje.

-Nem pensar que você vai trazer uma das suas peguetes para transar aqui enquanto também estou em casa.

-Então saia.

-Não, a casa também é minha.

-Vamos fazer assim, eu e a Josie ficamos no quarto e você fica com as meninas na sala...

-Se ouvir você pegar a Josie é a única opção...

-É mesmo. Então, combinado?

-Combinado.

Ele bufou.

-Que dorga...

-Você precisa aprender, Jughead: A vida é que nem meu pau. A vida é dura.

-A vida também é curta.

O moreno piscou para ele, levantando da mesa com seu prato agora vazio na mão.


Notas Finais


Uiiiii.... Que até doeu em mim aquela patada sksksks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...