1. Spirit Fanfics >
  2. Do ódio para o amor >
  3. O resgate na escola

História Do ódio para o amor - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


...

Capítulo 11 - O resgate na escola


Fanfic / Fanfiction Do ódio para o amor - Capítulo 11 - O resgate na escola

Florzinha- o-oque foi isso – disse a ruiva já nos braços de Brick de novo de medo

Brick- e-eu não sei – disse abraçando Florzinha com força

Docinho- d-deve ser o vento que e-empurrou a p-porta – disse abraçando Lindinha que pulou nos seus braços

Lindinha- a-alguem tem c-coragem de ver? –disse abraçando Docinho 

Milena- B-Brick porque v-você não vai? – disse abraçada junto de Docinho e Lindinha

Brick- porque eu?- disse encarando a menina

Melina- por acaso ta vendo alguém aqui com mais coragem?

Florzinha- deixa ele, se ele não quer ir ele não vai – disse abraçada a Brick

Docinho- que tal todos nos irmos?

Lindinha- eu que não só louca de ir

Milena- também não vou

Florzinha- ninguém me tira daqui

Brick- e mais seguro ficarmos aqui Docinho, não acha?

Docinho- ta legal.......

Passou um tempo e ele ouviram mais um barulho bem alto de algo sendo esmagado que fez todo mundo se juntar ainda mais, Lindinha estava quase chorando de medo, Florzinha apenas enfiou a cara no peito de Brick de medo, Docinho apertou ainda mais Milena e Lindinha de medo, e Milena estava quase desmaiando ali com a respiração fraca pois nunca passou por isso.

Esses barulhos continuaram até Florzinha ter uma ideia e levantou sua cabeça para falar com o ruivo que estava de cabeça baixa  e com a mão na cabeça de florzinha que corou um pouco

Florzinha- B-Brick liga pro Butch e p-pede pra e-ele chamar a policia – disse gaguejando e super corada mais não ligava pra isso

Brick- t-ta – falou gaguejando e corado mais também não ligava

Ligação – on

B-Butch??

Que foi?

p-por favor em p-para a escola

uai ate meia hora a Docinho e você disseram que era pra ficar aqui, oque... – disse não completando a frase por ouvir um barulho muito alto do outro lado da linha

o-oque ta acontecendo!?

s-sabe o cara? E-então ele ta quebrando a e-escola e nos e-estamos aqui

você ta bem? as meninas estão bem? a Docinho ta bem?

s-sim estamos mais não por m-muito tempo, preciso q-que chame a p-policia e venha pra ca o mais rápido p-possivel

e-eu to indo, relaxem.... ah e não deixe nada acontecer com as meninas se não estamos fritos!

Ta, eu vou cuidar da sua namorada também

oti....ELA NÃO E MINHA NAMORADA

deixa vem logo

ta

ligação – off

Brick- pronto falei com eles, eles já devem estar vindos

Florzinha- ainda bem!

No laboratório

Butch- PROFESSOR! – disse guardando o celular no bolso

Professor- oque foi Butch?

Butch- mudança de planos, vamos para a escola mais o senhor vai junto – disse apontando para ele

Professor- mais porque?

Então Butch explicou oque houve ( preguiça de explicar) e também o pedido que o irmão fez para chamar a policia e foi oque ele fizeram

Professor-  AI MEU DEUS, RAPIDO CHAME BOOMER QUE EU CHAMO O POOCHIE E O KEN

Butch- ok! – disse subindo do local e indo para sou quarto

 Butch entrou arrombando a porta e assustando Boomer que estava ouvindo musica em seus fones de ouvido fazendo- o cair

Boomer- pô que foi que eu fiz agora?? – disse com um tom grosso

Butch- só vem, o Brick e as meninas estão em perigo!

Ao ouvir as palavras de Butch, Boomer se levantou rapidamente e correu para fora do quarto junto de Butch.

O Professor mandou todos para dentro da vã e ligou para a policia o mais rápido possível  dando a localização da escola.

10 minutos depois o Professor avia chegado na escola com os meninos que estavam desesperados. Quando chegaram se depararam com o portão em pedaços, a escola parecia abandonada de tantos estragos, mas Boomer e Butch sabiam que tinha pessoas lá dentro incluindo seu irmão e as meninas.

Butch- PROFESSOR! POR FAVOR DEIXA A GENTE ENTRAR – disse com raiva com um tom de preocupação

Professor- Butch, sei que esta preocupado mais temos que esperar a policia chegar, tem um maluco lá dentro e......- sem querer foi interrompido por um barulho enorme vindo de dentro da escola  

Butch- P-Professor

Professor- calma Butch a policia já deve estar chegando e.....- antes de completar a frase se deparou que Butch avia sumido

Butch não aguentou aquele barulho estrondoso e foi correndo pra dentro da escola sem medo algum, ele só queria esmurrar o cara e proteger qualquer um, isso foi uma ação muito imprudente pois ele podia se machucar e não sabia o tamanho do homem que podia machuca-lo.

Butch- cadê? Cadê? Cadê? Onde te a sala deles?? – disse olhando em todas as sala a procura deles

Boomer ficou com medo do irmão se machucar mais também ao aguentou e entrou logo em seguida sem perceber oque tinha acabado de fazer, no fim não ligou se estava em perigo, so estava atrás de Butch e os outros.

Boomer não achava eles em lugar nenhum, mais por algum milagre  viu Butch  no fim do corredor e correu para perto dele 

Boomer- Butch! Finalmente te achei – disse indo em direção ao moreno

Butch- Boomer!? Porque você estrou? Você devia ter ficado lá fora junto com o professor

Boomer- eu estou aqui pelo mesmo motivo que você, e também eu não ia ficar la fora morrendo de preocupação ne?

Butch- TA! Vem mais fica perto de mim – disse com raiva

Boomer- eu sei me defender tabom

Butch- ta legal mais agora a nossa prioridade é achar o Brick e as meninas!

Boomer- ok

Butch e Boomer foram andando e entrando em cada sala de aula a procura dos quatro. Eles já tinham ido em literalmente todas as salas da escola só faltavam uma sala na estrada da escola que era a do nono ano, a do sétimo ano e a sala deles.

Eles foram nas restantes menos na do nono ano pois estavam muito longe

Boomer- Butch, se não me engano tem uma sala lá na entrada, acho que é a sala do nono ano

Butch- então vamo logo

Os dois atravessaram a escola inteira tomando o certo cuidado para não serem vistos pelo homem maluco

Com as meninas e Brick

Florzinha- será que ele não vão vir nunca não? Disse sem paciência

Brick- também to sem paciência mais devemos esperar – disse olhando para a ruiva que estava em seu colo ainda abraçada com ele

Docinho- Lindinha, eu só percebi agora que a Florzinha ainda ta grudada no Brick – disse sussurrando para loira

Lindinha- verdade! Só percebi agora também – sussurrando de volta para a morena

Docinho- que momento histórico esse em – sussurrando para lindinha com um sorriso malicioso

Lindinha- verdade – sussurrando com um sorriso no rosto

Milena- oque vocês duas estão falando??

Docinho- nada, impressão sua

Milena- sei...

Butch- ACHAMOS VOCÊS FINALMENTE! – gritou não muito algo correndo em direção a Docinho e abraçando ela

Docinho- calma! Não grita abestado – disse assustada com o grito e com a ação do moreno  

Boomer- Lindinha! – correu e deu lhe um abraço

Milena- ãhhh... eu ainda to aqui sabia? – disse brava com Butch por ter ido para Docinho

Butch- ah oi – disse olhando pra ela dando nos ombros (eu: TOMAAAA)

Brick- finalmente vocês chegaram, eu já estava pensando que vocês tinham morrido

Butch- desculpa mais a gente andou a escola inteira – disse se separando não por completo de Docinho

Docinho- já pode me soltar sabia? – disse olhando para o moreno com um olhar debochado

Butch- hum.....acho que não – disse com a intenção de deixar ela brava

Milena estava explodindo de raiva por não ser notada por Butch que so se importou com Docinho.

Boomer percebeu o jeito que Brick estava junto com Florzinha e cutucou Butch para ver aquela cena

Boomer- ei cara olha só pro Brick – disse sussurrando para o ruivo não ouvir

Butch olhou para Brick com um olhar malicioso e tirou uma foto para marcar o momento  

Brick- porque ta me olhando assim Butch??   - disse o menino confuso

Butch- nada não – disse com um tom fingido bem claro já entregando oque seria

Brick- hum..... – o menino então olhou para Florzinha que também estava sem entender nada e se tocou – N-NÃO É NADA D-DISSO! – disse vermelho

Florzinha- alguém me explica oque ta acontecendo entre vocês? – disse sem entender nada

Brick e então explicou no ouvi da ruiva que ao saber imediatamente corou muito

Florzinha- N-NÃO É I-ISSO  EU SO E-ESTAVA COM MEDO

Butch- vou fingir que acredito – disse com um olhar debochado

Brick- você não ta diferente – olhando com um olhar malicioso

Docinho- VOCÊS QUEREM PARAR COM ISSO PELO AMOR DE DEUS! PARECEM CRIANÇAS BRIGANDO POR DOCE – disse explodido de raiva

Butch- não grita! – disse colocando a mão na boca dela – vai que alguém nos acha aqui

Lindinha- gente e a Polícia? – disse chamando a atenção

Boomer- a gente não sabe, o Butch veio correndo desesperando pra cá e eu segui ele

Brick- dois manes, vamo logo, quanto mais a gente ficar aqui pior vai ser

Milena- sim, vamo logo – disse olhando pra Docinho como se fosse matar ela

Então eles se levantaram e foram para fora da escola escondidos para que o homem maluco não os pegue.

Professor- FINALMENTE!  NUNCA MAIS FAÇAM ISSO – disse dando um baita sermão em Butch e Boomer

Butch- mais o lado bom É que achamos as meninas e o Brick ah e também a Milena

Milena- oi – disse com um sorriso

Professor- Olá, bem mesmo assim vocês dois erraram entrando da aquele jeito, imagina se aquele maluco tivesse  pegado vocês!?  

Florzinha- AI PROFESSOR!  Não olha o pior não, o importante é  que estamos bem – disse cruzando os braços com uma expressão brava

Professor- tudo bem , mais vocês estão bem?

Milena/Florzinha/Lindinha/Docinho/Brick- sim – disseram em couro

Professor- ótimo

Lindinha- Professor cadê os policiais?

Professor- eles já chegaram, estão lá dentro procurando o maluco

Lindinha- ata

Professor- bem entrem crianças, vou leva-los para o laboratório.....ahm....Milena, quer vir?

Milena- claro!, porque não? – disse entrando na vã

Butch- só que tenho ódio dessa guria? – sussurrou para seus irmãos

Brick- não, também não gosto dela - sussurrando

Boomer- também não – sussurrando

Então ele foram para o laboratório para terem um certo descanso do dia que tiveram, com os sustos e maluquices.

CONTINUA......


Notas Finais


ate TALVEZ hoje mais tarde, NÃO PROMETO NADA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...