História Do you Believe in Destiny? - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Personagens Originais, Suga
Tags J-hope, Jimin, Jin, Shay Mitchell, Suga
Visualizações 5
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Migas, como vocês já viram no capítulo anterior... Aí vem bomba. Segurem os forninhos, eu já adianto que esse capítulo vai ser quente. Espero que gostem! Beijos.

Capítulo 15 - Hot


[P.V.O Hyun Micha]

Escuto a porta sendo trancada, sinto arrepios em todo o meu corpo. O que ele pensa que está fazendo?

— Min Yoongi, qual o seu problema em? Não sei o que você tem na cabeça, mas pode parar com isso. - eu digo o olhando séria.

— Qual é Micha? Eu só quero conversar com você.. - ele diz mordendo o lábio inferior, e se aproximando de mim feito um caçador atrás da sua presa.

— Agora me chama de Micha? - eu digo rindo debochado — Não sei se lembra, mas você está comprometido. Acho que sua namorada não gostaria de te ver aqui.

— Ninguém precisa saber. - ele diz a centímetros de mim.

O jeito que ele me olhava me fazia arrepiar, eu não sabia que sensação era essa, mas se eu continuasse tão perto não iria acabar bem. Era como se eu não conseguisse pensar em mais nada além dele. Meu coração batia forte, minha respiração estava acelerada, minha garganta seca, era puro desejo.

— Tá bom, tá bom. Já chega dessa brincadeira. Está na hora de você sair. - Eu digo me afastando dele e indo até a porta do quarto.

— Você acha que eu tô brincando? - ele me prende na parede com as mãos na altura da minha cabeça, deixando nossos corpos colados — Eu estou falando sério com você. Desde que você chegou aqui eu estou te desejando. E esse jeito que você me trata só me faz te querer mais. - ele me olha de um jeito que está me deixando louca.

— Yoongi... Eu acho melhor parar por aqui. Você tem namorada, não é certo...

— Se o problema é esse, eu te prometo que ninguém vai ficar sabendo, você tem minha palavra. - ele me interrompe e me olha intensamente — Qual é? Vai me dizer que você não sente o mesmo por mim? Nem estando tão próxima de mim como agora? Se for isso, eu saio agora, e nunca mais toco nesse assunto. - ele continua me olhando intensamente.

Eu não consigo dizer uma palavra, eu não conseguia mentir, esconder a vontade que eu tinha dele. Mesmo sabendo que não era certo eu parecia estar hipnotizada, eu só queria matar minha vontade agora, nada mais se passava em minha mente. Eu continuo parada sem dizer uma palavra. Então apenas olho para os seus lábios, o que foi um sinal verde para que ele avançasse.

Lentamente ele foi se aproximando dos meus lábios. Estávamos finalmente nos beijando, não um beijo calmo, mas um cheio de desejo, ambos estavamos necessitados daquilo. Ele tira uma das mãos da parede e coloca em minha cintura, ele a apertava me deixando arrepiada. Rapidamente fui arrastada até a cama, ele me joga lá sem nenhum cuidado.

Paramos de nós beijar enquanto ele tirava sua camisa, ainda me olhando ele tira sua calça ficando somente de cueca box. Um frio na barriga toma conta de mim quando vejo o volume em sua cueca. Ele sorri safado e morde o lábio inferior quando percebe o jeito que eu o olho. De repente ele volta a me beijar quase desesperadamente, suas mãos percorriam todo o meu corpo enquanto eu arranhava suas costas e puxava seus cabelos.

Parando de me beijar ele começa a chupar meu pescoço me fazendo arfar, e eu sabia que deixaria marcas. Eu ainda estava com a toalha que cobria meu corpo, ele volta a me olhar e puxa a toalha sem nenhum cuidado me deixando completamente nua.

— O que são essas marcas? Em seus braços e pernas.. e essa.. - ele diz calmo passando o dedo onde eu havia sido esfaqueada, no estômago.

Eu me lembro de como eu havia conseguido aquelas cicatrizes, e me sento na cama um pouco sem graça.

— Yoongi, eu acho que não é uma boa hora...

— Tudo bem, não se preocupe com isso.

Ele me beija de um jeito diferente agora, me colocando na cama com cuidado. Depois ele começa a depositar beijos por todo o meu corpo inclusive nas minhas cicatrizes, me deixava arrepiada. Depois do que aconteceu ninguém havia me tocado, ninguém sabia dessas cicatrizes.

Ele para quando chega em minha intimidade, abre minhas pernas com cuidado e então começa a massagear a minha intimidade lentamente, o que estava me torturando. Eu arfava e me contorcia cada vez mais.

— Yoongi... - eu solto um gemido baixo.

Então ele aumenta a velocidade do movimento enquanto me beija loucamente. Ele para o beijo sem nenhum aviso e então desce sua boca até a minha intimidade fazendo movimentos circulares com a língua. Seu toque me fazia arrepiar, eu soltava gemidos baixinhos e me contorcia. Eu sentia que rapidamente chegaria ao meu ápice, então ele tira a boca e começa a enfiar dois dedos na minha intimidade, depois me olha com satisfação​ enquanto começa a aumentar a velocidade do movimento. Meus gemidos aumentavam a medida em que ele estocava os dedos na minha intimidade. Eu tentava controlar os gemidos mas era quase impossível, ele aumentava a força e a velocidade dos movimentos enquanto eu gemia seu nome cada vez mais alto, até que eu cheguei ao meu ápice. Senti minhas pernas amolecerem​ enquanto um líquido quente sai da minha intimidade. Ele lambe os dedos de uma forma extremamente sexy e então volta a me beijar me fazendo sentir meu próprio gosto, sua língua invadia minha boca percorrendo cada centímetro dela.

Ele para o beijo sem nenhum aviso e então sussurra rouco em meu ouvido.

— Seu gosto é muito bom, sabia? - ele diz esfregando o seu membro ainda coberto com a cueca, sobre minha intimidade.

— Ahhh... Yoongi... - eu solto um gemido em seu ouvido.

— Fala no meu ouvido o que você quer.. fala Micha! - ele diz autoritário e mais uma vez se esfrega em mim, fazendo com que eu sinta seu membro.

— Eu quero.. você Yoongi.. - eu digo entre gemidos, enquanto ele beija meu pescoço.

— Me quer onde? - ele diz enquanto aperta meus seios, fazendo uma massagem nos mesmos​.

— Ahh.. Yoongi.. Vai logo. Me fode.. - eu digo um pouco alto entre gemidos.

Ele sorri satisfeito, e enfim concede o meu pedido, tirando sua cueca rapidamente, ele começa a me penetrar bem devagar, me torturando.

— Yoongi....

Ele morde o lóbulo da minha orelha enquanto continua lentamente. Suas mãos se apoiavam na cama enquanto eu arranhava suas costas.

— Vai Yoongi.... Mais rápido... - eu digo rouca, quase implorando.

Ele ri fraco e começa a aumentar a velocidade. Nossas respirações se tornam uma só, ele começa a gemer rouco em meu ouvido, o que me deixa ainda mais excitada.

— Micha.. - ele geme — Você é bem apertadinha... - ele geme rouco próximo ao meu ouvido.

Ele começa a sussurrar palavras sujas em meu ouvido, o que me deixava cada vez mais excitada, Yoongi ia aumentando ainda mais a velocidade de seu movimento, me fazendo gemer cada vez mais alto. Então ele abafa nossos gemidos com um beijo quase que desesperado. Começo a me contorcer involuntariamente e sinto ele diminuir a sua velocidade.

Nos dois havíamos chegado em nossos ápices, ele se joga ao meu lado na cama e eu me deito em seu peito, puxo o lençol da cama e nos cubro. Ficamos alguns minutos em silêncio, só era possível ouvir nossas respirações ofegantes pelo quarto. Então ele envolve minha cintura com seus braços me puxando pra mais perto dele.

— Quer me contar a história agora? - ele diz enquanto alisa meu braço.

— Eu não sei...

— Você pode me contar qualquer coisa Micha. - ele diz carinhoso.

Eu me viro pra olhar para o seu rosto.

— É você mesmo? Com certeza não é o mesmo Min Yoongi que eu conheci quando cheguei nessa casa. - eu o olho debochando.

— Hoje estou de bom humor. - ele sorri fechado.

Eu me deito novamente em seu peitoral, de alguma maneira eu me sinto confortável pra dizer a ele o que aconteceu.

(...)

— Não fique assim Micha. Já passou.. Está tudo bem agora. - ele diz acariciando meu braço.

Eu limpo minhas lágrimas e respiro fundo.

— Por favor, não diga nada a ninguém. Sobre nada disso. - eu digo sem olha-lo.

— Não se preocupe, eu não irei. - ele diz colocando seus braços em volta de mim novamente.

— Yoongi. - eu digo chamando sua atenção.

— O que?

— Isso não pode se repetir. Não é certo... Mesmo que ninguém saiba, me sinto mal pela sua namorada.

Ele solta um suspiro pesado e não diz nada.

— Está acordado? - eu pergunto insegura.

— Sim. Durma um pouco, quando acordar não vou estar mais aqui. - ele diz e começa a passar a mão em meus cabelos ainda úmidos por eu ter tomado banho a pouco. Com ele acariciando meus cabelos acabo pegando no sono rapidamente. 


Notas Finais


Iai o que acharam? Espero que tenham gostado. Digam nos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...