1. Spirit Fanfics >
  2. Do you love me? - Choi San, Ateez >
  3. 018 - we will still be together

História Do you love me? - Choi San, Ateez - Capítulo 18


Escrita por:


Capítulo 18 - 018 - we will still be together


Fanfic / Fanfiction Do you love me? - Choi San, Ateez - Capítulo 18 - 018 - we will still be together

❝ Su Ah's ❞

Eu e Dongsu tivemos uma pequena discussão sobre o assunto, San boca aberta

Depois ele foi embora puto, e eu terminei as coisas que tinha que fazer, de noite estava no quarto, passando meu creme corporal, até Dong entrar, jogando seu casaco na cadeira da escrivaninha

Não moramos juntos, ele só dorme as vezes aqui, ele de aproximou, se tacando na minha cama

Dongsu: vamos conversar

Ele se sentou, ficando de frente pra mim

Dongsu: eu entendo que você perdeu a virgindade com ele... E ele foi seu primeiro amor... Mas eu não suporto ver você tão perto dele... Ele falar as coisas que vocês viveram juntos... Coisas que eu não fiz com você...

- eu sei oppa...

Dongsu: você me ama?

O olhei, e assenti

Dongsu: então case comigo, assim eu não precisarei me preocupar com ele...

- oppa

Dongsu: eu sei que você ainda sente coisas por ele... Mas você disse que nunca vão poder ficar juntos... Então se case comigo de uma vez...

- oppa... Eu estou cansada... Conversamos amanhã...

Me deitei, me cobrindo, e me virando de costas pra ele

Dongsu: queria que você gemesse meu nome... Queria poder me enterrar em você... Mas você ainda se lembra dele...

Fechei os olhos, o ignorando, logo dormindo

Acordei de manhã, Dongsu não estava na cama, provavelmente já tinha ido pro hospital

Tomei meu café, enquanto via uns papéis, depois fui pra empresa, apesar do Ceo ser o Ceo, ele não parece

Entrei em sua sala, e ele me olhou, estava com Min Ha no colo, logo a empurrou, e ela se levantou quase caindo

- é isso que você faz enquanto eu faço seu trabalho?

Min Ha: Kang tenha mais respeito, ele ainda é seu chefe

- meu chefe? Ele nunca foi meu chefe, e nunca vai ser, se eu quiser eu te tiro desse cargo só com uma ligação!

Min Ha: hora sua-

Kwon: deixa... Desculpe senhorita Kang...

Ela o olhou chocada, ele sabia que eu realmente poderia acabar com ele em 5 segundos

- e você Min Ha, se não quiser perder seu emprego, sugiro que comece a trabalhar também, isso aqui não é puteiro

Falei antes de sair, ouvindo um grito histérico ao fechar a porta, quando voltei pra minha sala, adivinha quem estava lá? San

Fechei a porta, indo até minha mesa, e me sentando na cadeira, suspirando

San: cansada?

- sobrecarregada

Ele se aproximou, ficando atrás de mim, e senti suas mãos começarem uma massagem em meus ombros

San: como foi com Dongsu depois que sai?

- ruim o suficiente pra ele querer que eu te demitisse

San: não vai fazer isso né?

- claro que não, não misturo pessoal com profissional

San resmungou, e senti suas mãos descendo pros meus braços

- o que faz aqui?

San: vim terminar o que começamos ontem

Ele virou minha cadeira, e me puxou pra cima, sem esperar me beijando intensamente

Era incrível como San conseguia mudar tão rápido

Ele segurou minha cintura com possessividade, aprofundando o nosso ósculo

Ele me levou até o sofá, antes de ir trancar a porta, quando ele voltou pra cima de mim, já foi desabotoando minha camisa, e beijando meu pescoço

Eu não ia lutar contra aquilo, não era como se eu conseguisse resistir a ele, em questão de segundos ele já tinha me deixado só de lingerie, apertava e acariciava meu corpo

San: eu não vou ser delicado amor

Ele disse depois de tirar a própria camisa, ficando a minha frente, eu entendi o que ele queria, me ajoelhei no sofá, começando a tirar seu cinto, logo já estava abaixando sua calça, junto com a box cinza

Seu membro parecia maior do que da última vez, não era possível que ele tinha crescido mais nos últimos 4 anos

San: eu sei o que está pensando...

Sorriu de lado, e segurei seu membro, começando a masturba-lo, quando encostei a língua em sua cabecinha, ouvi um gemido manhoso, e arranhei a coxa do maior

Com seu membro inteiro na boca, fiz movimentos rápidos e precisos, chupando a pressionando a língua em seu membro, enquanto sentia sua mão acariciando meu cabelo

Antes dele se desfazer, ele tirou seu membro da minha boca, e ele mesmo se masturbou, logo senti seus jatos acertarem meu rosto, e boca, que se encontrava aberta

Limpei meu rosto, e ele me virou de costas, me apoiei no sofá, e logo senti ele abaixando minha calcinha, senti seu membro sendo forçado contra minha intimidade molhada, e logo ele começar a me penetrar, fazia tanto tempo que não sentia aquilo, que doía um pouco

San: parece que ficou mais... Apertada...

Falou rouco, segurando minha cintura, e estocando em um ritmo rápido, mordi a almofada do encosto do sofá, evitando gemer, apesar de não ouvirem por fora, ainda era perigoso

Já são não se controlava, gemia e batia em minha bunda, como da outra vez, quando ele acertou meu ponto sensível, começou a se concentrar lá, a esse ponto eu já gemia alto seu nome

Era ótimo tê-lo em mim de novo, era maravilhoso tê-lo de novo...

[…]

Ouvi a voz da Jiwun soar pelo aparelho na mesa

Jiwun: Dongsu mandou um recado pra você, já que você não atendia o celular

Logo a voz dele foi escutada, e meu coração apertou

Dongsu: amor, vamos jantar com nossos pais, para falarmos sobre o casamento, passo na sua casa pra te pegar as 19

Assim que parou, San me olhou

San: vão se casar?

- ele pediu ontem... Eu não respondi... Por que ele já quer falar pros nossos pais

Resmunguei, e senti os beijinhos de San no meu pescoço, estava deitados no sofá, completamente nús, e suados

San: não quero que se case... Ele vai ter um motivo pra te tocar...

Ele me apertou em seus braços, e eu suspirei

- um dia eu iria ter que dormir com ele...

Ouvi San raspar os dentes, logo a voz da Jiwun se fez presente de novo

Jiwun: a senhorita tem uma reunião em 10 minutos...

Ia me levantar, mas San me prendeu contra o sofá, me beijando de novo, passei a mão por seu cabelo

San: vai me deixar de novo?

- San... A gente não pode ficar junto... Você sabe...

Me levantei, vestindo minhas roupas

San: ainda vamos ficar juntos...

Ele se vestiu, e saiu da minha sala, e eu fui me preparar pra reunião

Não me arrependo de ter feito sexo com ele, só me sinto mal, pois sei que traí Dongsu


Notas Finais


O próximo capítulo sai de madrugada, eu to acelerando um pouco as coisas
Vou resumir o próximo capítulo
Casamento
Gravidez
Morte


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...