História Doa a quem doer - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Scira, Sterek, Teen Wolf
Visualizações 18
Palavras 1.685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, LGBT, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello fantasmas.

Espero que gostem.

Capítulo 9 - Está querendo me matar de novo?


Fanfic / Fanfiction Doa a quem doer - Capítulo 9 - Está querendo me matar de novo?

  Agora eu tenho um problema.

Como eu vou fazer para conseguir entregar o corpo do Stiles? Eu odeio admitir isso, mas terei que pedir ajuda dos amigos dele.

Alguém: Provavelmente vai tacar as macumbas para cima dele ele vai parecer estar dormindo e no final o plano não vai dar certo e vocês vão improvisar.

Está tarde agora para resolver isso então eu deito e durmo, não estava com saco para ir para a faculdade, o meu "colega de quarto" o está frequentando mais agora.

Alguém: Só eu que acho que vai ter treta com esse colega de quarto dele?

Quando acordo faço minha higiene e vou para a casa do Stiles, quanto mais cedo eu resolvesse esse problema mais cedo eu me livrava do embuste do meu chefe.

《Visão do Stiles》

Derek realmente não quis mais me beijar e voltou para a casa dele.

Alguém: Cuzão.

Acordei no dia seguinte com meu pai batendo na porta.

- Stiles acorda, tem um amigo seu querendo falar com você - Disse batendo mais uma vez antes de ir trabalhar.

Levanto e faço minha higiene e deço para ver quem é, e me assuto vendo o Fred sentado no sofá.

- Oi - Digo me aproximando e sentando ao lado dele no sofá - O que te trás aqui hoje?

Alguém: Você.

- Eu preciso da sua ajuda;

- Com o quê?

- Eu preciso do seu corpo - Olhei com cara estranha para ele - Não desse geito, eu sei de você e do Derek;

Alguém: Eita de graça assim? Vai nem levar para jantar?

- Como sabe disso?

- Isso não vem ao caso agora, o que importa é que quem estava me vigiando não acreditou que eu te matei e está querendo uma confirmação;

- Ta querendo me matar denovo?

- Basicamente, mas não conseguirei fazer isso sozinho vou precisar da sua ajuda, e a dos seus amigos;

- Você já tem um plano bastante complicado em mente não tem?

- Por ai, você consegue convencer os seus amigos a me ajudar?

- Acho que o Derek vai ser o maior problema, ele não gosta de você;

- Não é para menos, eu bati muito nele;

- Ei - Protestei batendo no braço dele - Ele também te bateu;

- Você pode chama-los agora?

- Posso - Peguei o meu celular no meu quarto e mandei uma mensagem no grupo do pac falando que precisavam vir na minha casa com urgência e voltei para a sala - Pronto;

- Agora é só...

Ele não conseguiu terminar porque alguém bateu na porta e nós dois caimos na gargalhada, eu fui atender e vi que era o Derek, ele entrou como um raio emanado ódio e foi na direção do Fred pegando-o pela camisa e o levantando até ele ficar na altura dele.

Alguém: Karai Derek the Flash.

- O que ele está fazendo aqui?

- Salvando a vida do seu namorado;

- Não precisa, eu posso fazer isso sozinho;

- Então do que você o está protegendo?

- De você;

- Você não explicou nada para ele? - Ele me perguntou.

- Não deu tempo - Respondi - Houve um contratempo;

Alguém: O nome desse contratempo ai é pegação.

- Sei bem que contratempo, respiração boca a boca, quem estava se afogando você ou ele?

- Continua fazendo gracinha que eu corto sua garganta - Derek disse olhando com seus olhos azuis gélidos para ele.

- Até porque isso funcionou muito bem ontem né Lobitto?

- Eita cheguei em uma hora errada? - Perguntou Scott entrando na minha casa, só ai que eu percebi que eu a tinha deixado aberto.

Alguém: Não estraga a treta.

- Não podia chegar em melhor hora - Deu um abraço nele e aproveitei para susurrar no ouvido dele - Afasta o Derek do Fred please;

- Ok - Respondeu indo até o Derek, e pediu para ele soltar o Fred, mas ele não quis então o Scott apertou as mãos dele até que ele o solta-se - Trabalho feito - Disse ele voltando a ficar do meu lado batendo as palmas das mãos uma na outra.

- Thank you.

Depois de todos chegarem e explicamos o básico (Tipo em relação ao Fred), o Fred começou a explicação do seu plano mirabolante.

- Só para começarmos eu tenho magia, essa magia está na minha família desde que eles ajudaram uma velha senhora a muito, muito tempo atrás, e por acaso essa senhora era La Befana, eles achavam que ela era uma lenda, tipo coelhinho da Páscoa.

  - La Befana é o Coelho da páscoa? - Perguntou Scott.

- Não, ela era um mito TIPO o coelhinho da Páscoa, mas continuando: então uma empresa descobriu os meus poderes e me tirou do orfanato que eu estava e me treinou até o que eu sou hoje, mas então as missões começaram, eu era contratado para matar pessoas, só as pessoas de alto risco para o chefe, foi me dada uma família falça para eu não levantar muitas suspeitas e eu começei a viajar o mundo para matar as pessoas para ele, eu não me importava muito com isso, eu era o melhor empregado dele, contanto que ele me pagasse eu ficava na minha não questionava nem nada, mas ai a duas semanas atrás ele falou que eu viria para Beacon Hills e que meu alvo seria informado depois de eu me estabelecer aqui, foi ai que eu conheci o Stiles, ele foi a primeira pessoa que eu conheci aqui, e logo depois de eu conheçe-lo eles me ligaram e falaram que meu alvo era ele, eu sabia que tinha algo errado, por que Stiles seria uma ameaça para o chefe se ele era só um adolescente e que nem sabia com o que meu chefe trabalhava? Foi ai que eu soube que era mais um teste para saber se eu era confiável, se meus sentimentos iriam atrapalhar nas minhas missões, eu já tinha provado de várias formas que sim eu era confiável que meus sentimentos não atrapalhariam em nada, eu matei todas as pessoas que ele me mandou sem fazer pergunta nenhuma, fazia tudo que eles mandavam sem reclamar, mas isso foi a gota d'água, porra eu já matei meus pais eles acham que minhas emoções vão me atrapalhar em alguma coisa?

Alguém: Karai texto maior que a minha vida. E pera dois segundos... ELE MATOU OS PAIS DELE? Gente sai vazado daí, ele vai matar geral.

- Pera ai você matou os seus pais? - Lydia perguntou se afastando um pouco dele.

- Matei - Ele diz sem nenhuma expreção - Por isso tenho essas dores repentinas e esse rosto horrendo aparece, a benção de La Befana se tornou maldição de La Befana depois de eu ter matado eles;

Alguém: Alguma consequência tinha que ter né.

- Mas você continua tendo magia? - Kira perguntou.

- Sim, mas isso não vem ao caso agora, então depois disso eu bolei um plano, eu iria fingir a morte do Stiles, iria enganá-los para depois me juntar a vocês e derrubar o império dele, meu chefe não iria fazer falta para ninguém, só que eu não previ que eles estavam tão desconfiados de mim, a ponto de pedir o corpo do Stiles só para ver se eu realmente o tinha matado - Ele faz uma pequena pausa e passa as mãos no cabelo e por fim pergunta - Vocês me ajudariam com esse meu probleminha?

- Eu ajudo - Digo antes de pensar, até eu me assusto com o jeito que eu respondi de imediato.

Alguém: Ajuda não, vai todo mundo morrer.

- Eu também - Diz Scott.

- Então eu também vou - Diz a Kira abraçando mais o Scott.

- Se não tem outro jeito eu vou também - Diz Lydia.

- Eu estava querendo mesmo alguma coisa para eu me divertir - Diz Malia.

Alguém: Na vida eu sou a Malia.

Todos nos viramos para o Derek, o único na sala que não respondeu nada, ele se levantou e foi para o segundo andar, eu me levantei e fui correndo atrás dele, eu o alcançei quando ele já estava no meu quarto.

- O que foi Derek? - Pergunto o abraçando por trás.

- Eu ainda não confio nele;

Alguém: Faz bem.

- Eu também não confio nele, assim como não confiava no Peter, e ele quase nos fez matar o Scott;

- Mas agora é diferente - Ele disse se virando para mim e abraçando a minha cintura.

- Por que é diferente?

- Por que agora eu tenho você, e eu acabei de conseguir você, não posso perder agora, eu já perdi muita coisa;

- Você não vai me perder - Digo beijando-o.

- Como você pode ter certeza?

- Porque eu sei que você vai me proteger;

Alguém: Confia não.

- Como você pode ter tanta certeza? - Perguntou me apertando mais em seus braços.

- Por tudo que nós passamos, tantos monstros que já enfrentamos e eu nunca morri, não vai ser agora que eu vou morrer;

- Stiles, eu tenho tanto medo;

- Derek, eu também tenho, mas eu sei que nada vai acontecer comigo, você estará lá comigo;

  - Stiles você falando isso só me dá mais medo;

- Derek - Disse me afastando de seus braços e colocando minhas mãos em seu rosto - Não vou te obrigar a participar disso, mas me sentiria mais seguro sabendo que você vai estar lá;

Alguém: E com isso temos o golpe mais baixo já inventado, chantagem emocional.

- Stiles - Ele colocou as mãos em cima das minhas que ainda estavam em seu rosto - Eu vou, mas ainda não confio nele;

Alguém: Sempre funciona.

- Eu também não confio - Digo o beijando.

Eu estendi a mão para ele e ele a pegou e juntos descemos as escadas de mãos dadas, quando chegamos o Derek disse a todos que participaria do plano e o Fred começou a explicar como funcionaria todas as etapas de seu complicado plano e quando terminou todos foram para as suas casas e o Derek ficou comigo a noite toda, me abraçando enquanto eu dormia em seus braços.


Notas Finais


Bye e até.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...