1. Spirit Fanfics >
  2. Doce amor >
  3. Coisas estranhas

História Doce amor - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Penúltimo capítulo (●♡∀♡)

Sei que muitos não gostaram desta fanfic,mas eu até me diverti a fazê-la hahaha E quando acontece eu gosto de partilha com vocês,mesmo que não chegue agradar ninguém,é vida né? Nem sempre conseguimos agradar hahahahahaha ^^


═────═⌘═────═

Boa leitura ( ꈍᴗꈍ)

Capítulo 6 - Coisas estranhas


Fanfic / Fanfiction Doce amor - Capítulo 6 - Coisas estranhas

Deitada em uma banheira de espuma, sua cabeça estava inclinada um pouco para trás,quando seus olhos estavam fechados. Seus cabelos estavam preços sobre sua cabeça,para não ficarem molhados.

Quando ela sente umas mão frias a lhe puxar para baixo,ela abre rapidamente os olhos dando de caras com um zombie desfigurando sobre ela. Carol tenta lutar contra ele mas o zombie prendeu seus pulos quando  ela ficava presa ao fundo da banheira, até que a água começa a ficar vermelha e o rosto do zombie se vai aproximando mais dela. Conseguindo empurra o zombie para trás,Carol sai rapidamente dentro da água a tossindo pela recuperação de ar. Ainda ouvindo o rosnar e a movimentação da água,Carol se arasta rapidamente pelo chão até uma navalha sobre a pia. Pegando na mesma e se virando para matar o zombie ela não vê mais ele,Carol ainda dá alguns passos até a banhara vendo que a água estava normal e nada estava ali. Olhando para o espelho ao seu lado,seu corpo também não estava coberto de sangue mas seus pulsos tinhas as marcas dos dedos do zombie.

Carol_O que se passa comigo?

Se deixando cair no chão atordoada, Carol ouve batidas suaves na porta da casa de banho.

Sophia_Mãe,espero que não tenha adormecido aí dentro. 

Carol_Não querida,já tô a sair* Fala contendo o tremor em sua voz

Sophia_Tudo bem,só para avisar que vou dar uma saída

Carol_Tem cuidado 

Sophia_Sempre mama

Ouvindo os passos da filha se afastarem,Carol se deixa chorar silenciosamente. Algo estava muito errado e ela sabia disso,mas ao emgunorar os avisos Carol pensava que passaria enventualmente. Mas ela estava errada,ela via isso muito bem agora. Se erguendo e enrolando em uma toalha,ela sai rapidamente da casa de banho. Entrando no seu quarto ela vê uma mulher a rastejar pelo chão,sua pele fiava grudada no piso quando ela tentava chegar em Carol. Erguendo sua mão morta e segurando no tornozelo,Carol lhe dá um pontapé e sai correndo. Vestindo umas calças de ganga azul escura,camisa branca e umas botas Carol desce as escadas quase a correr. Ela ainda olha para cima,a pensar que poderá ainda ver aquela mulher. Sabendo que agora está sozinha em casa,ela pega nas chaves e sai pela porta. Vendo as pessoas andar de um lado para o outro,em sua vida normal Carol suspira se alívio.

Carol"_Tudo bem,tudo vai ficar bem"

Andando pelas ruas atenta a qual quer barulho,era como voltar para seu mundo aos poucos,e ela não cria voltar. Pois na queles seus filhos estavam vivos seus amigos também,a viver uma vida tão boa. Quando ela passa por uma rua,braços passam pelo seu pescoço a puxando para o beco. Empurrando o corto atrás ela para longe de si,Carol se vira rapidamente para ver quem era. Arregaçando os olhos em ver Merlin ali sem vida com sua boca com erra de sangue fresco,levando sua mão a central para puxar sua faca Carol se lembra que já não carrega nenhuma.

Carol"_Foda-se, verdade"

Dando passos para trás se afastando do zombie,Carol fica sem saber o que fazer. Sem armas ou algo que desse para o matar,era muito prigoso para ela. Quando o zombie vai para salta sobre ela,ele cai de encontro ao chão com uma faca cravada em seu crânio. Olhando surpresa para a frente Carol não acreditava no que via,o homem se aproxima recuperando a faca antes de se aproximar dela e segura sua mão. Ele nada lhe diz apenas lhe vai puxando pela mão,quando saiam da queles beco e iam na direção de uma ponte.

_Já sabes o que vais fazer?*Ele pergunta sua,mas com sua voz rouca

Carol_O que queres dizer?*Confusa

_Não pertences aqui

Parando de andarem, eles ficam de frente um para o outro se olhando.

_Tens que decidir,permanecer ou voltar

Quando ele fala isso,o telemóvel de Carol toca. Pegando no mesmo ela vê uma mensagem de Henry

Henry ��_Mãe,você estra bem? Você não está em casa quando cheguei,pensei que tinha tirando o resto do dia

Quando ela termina de ler,um sorriso nasce em seus lábios.

_Nada disto é real

Olhando para cima rapidamente,ela pode ver suas roupas comuns,seu olhar tão penetrante como sempre.

 Carol_O que queres dizer?*Confusa

_Este mundo não é o teu,não podes permanecer nele

Carol_Porque não? Meus filhos estão vivos aqui,somos felizes juntos

_E teus amigos? Os vais abandonar quando eles mais precisam de ti?

Carol_Ninguém precisa de mim,além disso eles estão todos bem sem mim

_Mesmo ele,Daryl?

Carol olha para ele sem saber o que lhe dizer.

_Tens mais um dia para decidir,permanecer aqui e viver feliz para o resto da sua vida e deixar seus amigos morrerem, Ou, voltar para seu verdadeiro mundo e salvar todos nós.

Ele lhe dá as costas e vai andando para longe dela,não dizendo mais nada. Apenas lhe deixando ali com uma dedicação mais difícil que já teve que tomar.

Carol_Daryl espera?*Grita

Dando alguns passos em frente,ela o vê a parar e se havirar um pouco para ela.

Carol_Tu não és o Daryl deste mundo,pois não?

Ele lhe dá um pequeno sorriso de canto antes de se virar,ele não lhe responder acena asene em adeus. Carol aperta o colar em redor do seu pescoço quando o vê partir,sentido um pequeno aperto em seu coração mas também,um pequeno alívio por o ver ali. 

Ezequiel_Carol,o que faz aqui sozinha?

Olhando para o lado ela vê Ezequiel,que vinda andando em passos rápidos até ela.

Carol_ Estava a falar com uma amigo

Ezequiel_Entendo,quer ir beber alguma coisa?*Pergunta sorrindo largamente 

Carol_Talvez para uma próxima,tenho que ir para casa

Ezequiel_Tudo bem,quem sabe que não apareça na sua porta com a Shiva. Talvez aí consiga seu coração*Brinca 

Carol_Traga uma romã junto*Lhe sorri 

Ele fica confuso mas concorda mesmo assim, já Carol da uma risada antes de acenar em adeus. Quando ela estava na porta de casa ela ouve uma voz conhecida, sou se virar ela vê Negan a correr em sua direção.

Negan_Hey Carol,ainda bem que lhe encontrei*Lhe sorri 

Carol_Hey,tudo bem?

Negan_Tudo ótimo,cria lhe convidar para sair hoje a noite

Ela levanta uma sombrecelha confusa,em menos de meia hora ela já tinha sido pedia em dois encontro

Carol_Descupa,mas hoje não vai dar

Negan_Tudo bem,talvez para a próxima*Suspira dramático

Dando um sorriso para ele,Carol entra em casa. Quando ela fecha a porta braços lhe envolvem pela cintura,em um abraço apertado e carinhoso ao mesmo tempo. 

Henry_Hey mãe,ainda bem que chego*Lhe sorri 

Sophia_Nós fizemos uma surpresa para si*Lhe sorri largamente 

Eles olhavam para ela sorrindo felizes quando lhe abraçavam sem vontade de lhe soltar, assim como a própria não cria os libertar. Foi então que ela se aprecebe 

 


Continua



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...