1. Spirit Fanfics >
  2. Doce e amada Sn (Taehyung) >
  3. Shopping

História Doce e amada Sn (Taehyung) - Capítulo 66


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpe a demora para postar novos capítulos, estou tendo alguns probleminhas pessoais💔
Não desistam da fic, muito obg por acompanharem💜

Capítulo 66 - Shopping


Fanfic / Fanfiction Doce e amada Sn (Taehyung) - Capítulo 66 - Shopping

Voltei para meu quarto com muita raiva, Jungkook aparentemente vai infernizar minha vida enquanto eu não Seder o que ele quer.

Mee: E aí?

S/n: Sem chance! Como eu disse o Jungkook inventou coisas pra ele.

Mee: Aí amiga! Queria ficar mais com você, mas preciso ir! —Fez uma espressão triste.

S/n: Quando puder, venha de novo por favor! —A abracei, descemos e a acompanhei até a porta.

Quando finalmente ela se foi eu voltei para meu quarto me deitei e dormi. 

_______

Durante  dias  e dias pouco vi Taehyung e das vezes que vi, ele estava bêbado, então eu praticamente me escondia com medo. Escutei a voz de Jungkook algumas vezes na sala, então  nem saía para não encontrá-lo, Jimin me levou para visitar minha mãe umas 3 vezes, e ele também me deu um celular escondido, assim eu poderia falar com minha mãe e Mee, ele realmente tem me tratado muito bem, algumas vezes eu o pego me olhando estranho, mas fazer o que?... homens!

Me sinto tão sozinha, apenas Jimin tem me feito companhia, Taehyung continua agindo estranho, outro dia quando entrei em meu quarto ele estava cheirando minha roupa, quando me viu ele a jogou na cama e saiu nervoso. Quando esquecia de trancar a porta a noite ele entrava em meu quarto e ficava me olhando por um longo tempo, as vezes o escutava chorando.

Já estou com quatro meses de gravidez, apesar disso agora que minha barriga está começando a crescer, logo vou ao médico tentar saber o sexo do bebê e ver se está tudo bem.

_____

Era no período da tarde, nem sabia que ele estava em casa, estava no meu quarto lendo quando ele entrou arrumando a gravata e com os cabelos despenteados.

Taehyung: Estou de saída, vou viajar e volto daqui uns dois dias.— Eu apenas assenti.

Ele ficou por um tempo me encarando enquanto arrumava a gravata, me levantei e coloquei o livro sobre a estante.

Taehyung: A sua barriga, ela está crescendo! —Ele sorriu.

S/n: Eu estou de quatro meses, já era hora! —Fiquei parada e passei a mão sobre minha barriga.

Taehyung: Eu posso toca-la? —Eu  mesmo receiosa assenti.

Na verdade nem tenho muita barriga, só um pequeno volumezinho, ele se aproximou, colocou a mão sobre meu ventre e sorriu.

Taehyung: Tão durinha! —Eu dei um leve sorriso.

Senti pele da minha barriga dar uma pulsada forte, olhei para Taehyung e ele estava com os olhos arregalados.

Taehyung: Se mexeu! O bebê se mexeu! —Ele sorriu eufórico e se ajoelhou colocando as duas mãos em minha barriga.

Dessa vez o movimento foi mais forte, Taehyung sorria como um bobo com os olhos marejados enquanto eu estava desacreditada.

S/n: Nunca tinha se mexido antes... —Disse baixo e ele me encarou.

Taehyung: O bebê sentiu minha presença! —Ele beijou minha barriga.

S/n: Isso não pode ser possível...

Taehyung: Que droga que tenho que viajar numa hora dessas. —Ele ficou de pé. —Assim que eu voltar vamos ao médico ver o sexo do bebê.

S/n: Tudo bem! — Ele se virou para sair.

Taehyung: Pode sair com os seguranças se quiser.

E se foi, bom pelo menos poderia sair um pouco, estava com vontade de chupar sorvete do shopping mesmo, então agora poderei ir e comer quantos quiser.

Mas para a tardezinha eu me arrumei e avisei os seguranças para me levar ao shopping. Quando chegamos lá eu imediatamente fui até o lugar que vendia o sorvete que eu queria, chupei cinco, enquanto os seguranças me vigilavam um pouco distantes. Depois fui para algumas lojas, vi algumas coisinhas de bebê então decidi comprar.

Comprei um macacão com um carrinho de bombeiro na frente alguns lenços e uma toalha com as cores de girafa, eu achei muito fofo. Estava feliz em imaginar meu bebê usando as coisas, quando sai não vi nenhum dos seguranças, eu andei tanto pelas lojas que pensei que eles teriam me perdido de vista, descidi ir para o estacionamento e esperar por eles no carro.

Quando cheguei lá não tinha ninguém, me escorei no carro e fiquei esperando, estava meio escuro isso me deixava um pouco assustada. Uma van entrou no estacionamento eu apenas fiquei olhando para ela, ela se aproximou e parou em minha frente. Quando as portas se abriram desceram alguns homens e vinhera em minha direção, eu tentei correr e gritar, mas um deles me pegou rapidamente e tapou minha boca, em seguida me levando a força para a van.

???: É melhor calar a boca se não quer se machucar!

Eu estava chorando, mas descidi obedecer, tenho medo do que eles podem fazer comigo e com meu bebê.

???: Ela é realmente bonitinha!

??: Ta loco? Deixa o chefe ouvir você dizendo isso!

"Chefe?" Pensei.

S/n: O que está acontecendo? —Disse enquanto tentava me acalmar do desespero que me cercava.

??: Você já vai descobrir senhorita! —Sorriu

________________________________

Você é a razão de toda a minha alegria e de toda minha tristeza.

Você me faz me sentir vivo, mas as vezes me faz querer estar morto.

Você me torna alguém melhor, e as vezes muito pior.

Eu não sou nada, não merece alguém como eu... Eu me destruí, e agora estou te destruindo.

Eu sinto muito
Te amo tanto...

       Diário pessoal.
        Taehyung.

________________________________



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...