1. Spirit Fanfics >
  2. Doce Hanse. >
  3. Sweet creature.

História Doce Hanse. - Capítulo 1


Escrita por: Dk_won

Notas do Autor


oioi, mais uma vez aqui para postar outra oneshot, dessa vez do Victon, tendo como casalzinho Hanse X SeungWoo, shipp menos conhecido mas que eu gosto tanto!!

é isso, espero que gostem!!
boa leitura e perdoe-me pelos possíveis erros!!

Capítulo 1 - Sweet creature.


Fanfic / Fanfiction Doce Hanse. - Capítulo 1 - Sweet creature.

Doce Hanse.

 

Do Hanse era doce e só SeungWoo poderia provar o quanto seu menino era doce.

 

Não, não, não é nesse sentido que estão pensando. Hanse era um doce de pessoa e poucas pessoas sabiam disso.

 

Ao vê-lo no palco cantando seus raps, com seu corpo repleto de rabiscos e piercing por algumas partes — tanto rosto quanto corpo —, todos achavam que Do Hanse era uma pessoa "bruta". Uma pessoa que não tinha sentimentos e que não se importa com nada e nem com as pessoas. Mas todos estavam errados.

 

Por trás de todas aquelas tatuagens, roupas pretas e piercings, existia um simples menino de vinte e quatro anos que era um doce de pessoa. Do Hanse era a definição de pote de açúcar — apelido carinhoso dado por seus companheiros de grupo.

 

O Hanse dos palcos era completamente diferente do Hanse fora dos palcos. O Hanse dos palcos gostava de mostrar sua aura intimidadora. Gostava de passar aquela imagem de "menino rebelde" para a sociedade. Mas o Hanse fora dos palcos era apenas um bebê que chora ao ouvir barulhos de trovões e corre para o quarto de seu namorado procurando por abrigo nos braços fortes do mais velho. Tinha medo dos gatinhos mesmo que seu namorado tentasse o convencer de que eles eram apenas animalzinhos indefesos.

 

O Hanse fora dos palcos gostava de carinhos, de beijinhos, ser mimado por todos e ganhar presentes. Esse Hanse quase nunca era visto pelos seus fãs, apenas os mais próximos de si sabiam da sua existência.

 

Se todos pudessem ver o quanto ele era um doce de pessoa, todos teriam uma overdose de amores pelo menino de cabelos azuis feito céu em dia ensolarado. Todos morreriam de amores ao ver o sorrisinho lindo que ele dava, fazendo com que seus olhinhos sumissem com o ato.

 

Do Hanse era a coisinha mais preciosa desse mundo, segundo a revista: Han SeungWoo.

 

SeungWoo era completamente apaixonado pelo seu menino. Conhecia os seus dois lados e era apaixonado pelos dois, mas sempre preferia o Hanse de fora dos palcos pois sempre ele era o mais manhoso, que sempre procurava por carinho.

 

Hoje era aniversário de Hanse e depois do show que tiveram, os meninos resolveram preparar algo para o rapazinho de cabelos azuis e pele branca como a neve.

 

SeungWoo estava tão animado que quase deixou o bolo de seu amado cair duas vezes no chão, a sorte era que Sejun estava ao seu lado segurando algumas bolsas e o ajudou a segurar o bolo.

 

— Segure isso direito também né, SeungWoo. — o moreno reclamou e quase bateu no líder do grupo.

 

Hanse estava na casa de seus pais curtindo um pouco seu aniversário com eles e sua irmã mais nova. Então com a saída do azulado, os meninos resolveram preparar uma "surpresinha" para ele — ideia de um bobo apaixonado, Han SeungWoo, que fora aceita pelos seus companheiros.

 

Por mais que todos estivessem cansados, eles se esforçaram a deixar tudo bonitinho e bem arrumado. O bolo amarelo e com uma abelhinha em cima feita de pasta americana estava posicionado no centro da mesa que ficava na cozinha. Espalharam alguns balões pela casa e colocaram os últimos docinhos em cima da mesa. Mesmo sendo tudo "simples", estava tudo tão fofinho, do jeitinho de Hanse.

 

Estava tudo pronto para a chegada do azulado. SeungWoo recebeu uma mensagem de seu bebê dizendo que estava saindo da casa dos pais e repassou a mensagem para os amigos.

 

— Vamos fazer assim. — Seungsik chamou a atenção de todos. — Vamos ficar escondidos atrás da bancada. Tudo vai ficar escuro pra quando ele chegar, a gente meio que dá um susto nele. Wooya vai ficar segurando o bolo e levar até ele. Sejun comprou um negocinho que sai confetes coloridos, não se assustem com o barulho. — todos riram.

 

Os meninos se levantaram e foram para seus quartos colocar uma roupa mais confortável. SeungWoo colocou uma calça moletom e uma blusa rosa sem estampa. Arrumou seus fios castanho e saiu do quarto quando já estava arrumado. Se sentou no sofá da sala e suspirou.

 

SeungWoo estava nervoso e ansioso com a chegada de seu menino. Haviam passado a manhã juntos e só se separaram quando Hanse disse que precisava ir para a casa de seus pais. Já estava com saudades dele.

 

Os meninos voltaram para a sala usando chapeuzinhos de festa, SeungWoo riu e sentiu quando Chan colocou um chapéu em sua cabeça também. O celular de SeungWoo apitou e ele soube que era Hanse. Pegou o celular e leu a mensagem na barra de notificação.

 

Meu docinho: Wooya, você poderia vir aqui na portaria me ajudar a carregar umas bolsas?? Estou cansado e com preguiça de carregar tudo :(

 

Como poderia negar um pedido para seu docinho?

 

— Gente, o Sese me pediu para ajudar ele a carregar umas bolsas. Ele está na portaria, o que eu faço? — perguntou nervoso.

 

— Ai caraca. — Subin resmungou. — Eu vou e vocês faça o que tem que fazer. — tirou seu chapéu e entregou para Chan, logo saindo de casa.

 

Byungchan entregou o bolo para SeungWoo e pediu para ele não deixar cair no chão. Byungchan correu para fechar as cortinas e apagar as luzes, deixando o lugar em um completo breu. Todos se posicionaram atrás do balcão que dividia a sala da cozinha e aguardaram a chegada do azulado.

 

Ouviram vozes vindo do corredor e notaram que já era os dois meninos. SeungWoo respirou fundo e se agachou para ficar melhor pra se levantar e não causar danos ao bolo. O barulho da chave fora ouvida na fechadura e todos ficaram em alerta.

 

— Por que a casa está ta- — Hanse começou a falar mas fora interrompido com os gritos:

 

SURPRESAAA!!!

 

Todos gritaram juntos e Sejun soltou todos os seus confetes. Hanse levou um susto no começo mas sorriu tão grande quando avistou cada um de seus amigos usando chapeuzinhos de festa.

 

— Feliz aniversário Sese! — Seungsik desejou animado abraçando o menino baixinho, que retribuiu ao abraço.

 

E logo cada um foi abraçar o azulado, parabenizando novamente pelo seu aniversário, e sobrou apenas SeungWoo com o bolo e um sorriso gigantesco nos lábios. Chan pegou um esqueiro e acendeu a velinha do bolo. SeungWoo se aproximou de seu namorado e estendeu o bolo em sua direção.

 

— Nesse dia especial, assopre a velinha e faça um pedido, meu docinho. — murmurou em sua direção e Hanse assentiu ainda sorrindo.

 

O menino fechou seus olhinhos e juntos suas mãos, logo fazendo deu pedido:

 

Que em todos os meus aniversários eu poça comemorar ao lado daqueles que eu mais amo; a minha família, namorado, amigos e fãs.

 

Assoprou a velinha e sorriu dócil para seu namorado, o fazendo se derreter ainda mais por si. SeungWoo colocou o bolo na mesa e se aproximou de seu baixinho para o abraçar e dizer o quanto amava ele.

 

— Feliz aniversário novamente, docinho. — abraçou forte sua cintura fazendo com que saísse do chão.

 

Hanse sorriu ainda mais e enterrou seu rosto no pescoço do mais velho.

 

— Espero que nessa sua nova primavera seja repleta de coisas boas. Você merece tudo de bom nesse mundo Sese. Eu te amo demais e sempre estarei ao seu lado. Aproveite o restante do seu dia. — o colocou no chão e deixou beijinhos por todo o seu rostinho delicado.

 

— Obrigado por tudo meu amor. Eu te amo muito. — ficou na pontinha dos pés e deixou um selar em seus lábios.

 

E com isso todos correram para a mesa para Hanse poder cortar seu bolo. O primeiro pedaço fora para SeungWoo — isso não foi surpresa para ninguém — e o restante ele distribuiu para os meninos.

 

Hanse estava tão feliz. Não tinha como não ficar feliz também. Ganhou presentes de seus amigos, de sua família e de seus fãs. O quarto que dividia com Subin e Byungchan estava repleto de presentes e ele nem sabia como iria arrumar aquilo tudo. 

 

Não esperava que seus amigos fizessem uma festinha para si. Comemoraram juntos de manhã cada um com um cupcake que Seungsik encomendou na confeitaria um dia antes. Na casa de seus pais comeu também um bolo que eles preparam para si. Foi tudo perfeito do começo ao fim. Hanse estava muito grato pelo dia incrível que teve.

 

Ele estava grato pelas pessoas incríveis que tinha em sua vida.

 

Parado na porta da cozinha, Do Hanse sorriu ao ver a cena de seus companheiros de grupo sujando uns aos outros com o glacê amarelo do bolo. Nem ele mesmo conseguiu escapar da lambança que eles estavam fazendo.

 

— Meninos. — chamou a atenção de todos, que rapidamente pararam de brincadeiras e prestaram atenção no aniversariante. — Eu queria agradecer por tudo que fizeram por mim hoje. Estou tão feliz com todas as surpresas e presentes que recebi! Vocês não tem noção do quanto me fazem feliz. Eu amo vocês demais, obrigado por tudo. — disse completamente choroso.

 

E assim todos se reunirão para abraçar aquele doce de menino que eles tanto amavam.

 

Se todos pudessem conhecer Do Hanse de verdade, saberiam o quanto ele poderia ser um doce de pessoa sem fazer esforços algum.


Notas Finais


obrigada a quem leu.
até a próxima (づ ̄ ³ ̄)づ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...