1. Spirit Fanfics >
  2. Doce Ironia >
  3. Capítulo 05

História Doce Ironia - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Oii..

TALVEZ hoje a noite eu poste mais um capitulo. Confesso que estou extremamente ansiosa com o desenrolar da historia.. Esse capitulo ficou um pouquinho grande, sorry.. Me empolguei! rs

Espero que gostem :)

Capítulo 5 - Capítulo 05


 

POV – LAURA

Bom, nem preciso mencionar o fato de que adormeci a viagem toda né? É de lei gente! Se eu entrar em um carro, ônibus ou avião, a viagem pode durar meia hora que eu vou sim dormir.

Acordei quando o avião estava aterrissando no aeroporto de Salvador. Nem  preciso dizer que é a pior sensação do mundo né? Posso andar 1000 vezes de avião que a sensação será sempre a mesma.

- Acorda Bru! – chamei a Bruna assim que o avião pousou. Cara, ela sem duvidas dorme mais que eu.

- Só mais cinco minutinhos mãe. – ela respondeu nos fazendo gargalhar. Luiza então teve a brilhante ideia de jogar agua na cara dela. Tão delicada essa minha amiga. – MAS O QUE É ISSO? – gritou me fazendo ter vontade de me enfiar no buraco. Alguns passageiros que ainda não havia descido do avião olharam em nossa direção.

- Já começou pagando mico amiga, do jeitinho que você gosta. – Luiza comentou risonha. Já mencionei aqui que eu odeio ser os centros das atenções? Sim, odeio muito.

- Ah, vai a merda Luiza! – ela respondeu mau humorada nos fazendo rir mais uma vez.

- Humor matinal. – comentei e ela fez língua em minha direção. Maturidade a gente se vê por aqui.

- Vamos logo gatas. – Luiza praticamente nos empurrou para fora do avião. Cara, como eu havia me atrasado não tive tempo de tomar café da manhã e meu estomago estava roncando tipo muito.

- Tô com fome! – Bru reclamou enquanto nos dirigíamos para o centro do aeroporto. Minha barriga roncou alto nessa hora. – Pelo visto não sou só eu né? – comentou me fazendo revirar os olhos.

- Desculpa se não tive tempo de tomar café da manhã. – respondi sarcasticamente.

- Já falei que amo o seu sarcasmo? – Luiza comentou risonha me fazendo revirar os olhos novamente. É, faço muito isso.

- Vamos comer alguma coisa? – praticamente implorei.

- Vamos! – Bruna exclamou enquanto me puxava pela mão em direção a praça de alimentação do aeroporto. Comemos uma coxinha com muito catupiry enquanto Luiza nos criticava pela nossa alimentação. Fazer o que se eu  prefiro ser feliz que fazer dieta né?  A única coisa que eu não tomo é refrigerante e ainda assim é por causa da minha gastrite.

Depois de nos alimentarmos, fomos em direção a saída onde pegamos um taxi que nos levaria até a  cidade de Camamu e de lá continuaríamos de barco até um povoado chamado Barra Grande. Sim, teríamos que passar por todo esse trajeto já que infelizmente o desembarque mais perto era em Salvador.

- Não tinha um lugar mais perto não? – resmunguei enquanto saímos da cidade de Salvador. Um fato sobre mim: eu amo viajar, mas odeio os percursos das viagens.

- Você já foi em Barra Grande? – Bruna respondeu enquanto mexia no celular.

- Não. – respondi em tom obvio. Mas já ouvi dizer que era simplesmente maravilhoso. Bahia em si é linda demais.

- É um dos lugares mais bonitos da Bahia. – Luiza comentou e eu fiz um gesto do tipo “touch”.

- Fiquei sabendo que vai diversos famosos para lá passar o réveillon. – Bruna comentou e seu tom era malicioso. Revirei os olhos. – O que é? – perguntou e era intragável a nossa conexão.

- Como se você fosse esbarrar em um deles e se apaixonarem igual em filmes americanos né. – comentei sarcasticamente. Ela fez careta e eu fiz língua em sua direção.

- Parem com isso crianças, vão assurtar o motorista. – Luiza falou revirando os olhos. Eu e Bruna erámos assim. A gente se amava muito, mas também se implicava muito.

- Vou dormir. – Bruna se limitou em dizer enquanto colocava os fones de ouvido. Pouco tempo depois as duas estavam dormindo lindamente ao meu lado.

Não estava com sono, estava ansiosa demais para isso. Eu não sabia o que me guardava nessa viagem, não sabia como agir, como me vestir. Definitivamente eu pulei toda a minha adolescência e passei para fase adulta. Só de imaginar que homens vão flertar comigo me da um frio enorme na barriga e vontade de sair correndo.

Fazia anos que eu não sabia o que era isso. Fazia 7 anos que eu beijava a mesma boca e o único homem que eu tive a minha vida toda era o Guilherme. Não sabia como seria essas novas experiências e se queria novas experiências. Estava tudo muito confuso para mim. Talvez tenha sido um erro aceitar vim a essa viagem, eu não estava pronta pra isso ainda..

- Chegamos. – taxista me tirou dos meus pensamentos.

CARALHO!!!!!! QUE LUGAR LINDO!! Retiro aqui tudo que eu disse sobre ser um erro essa viagem.

Camamu sem duvidas era um dos lugares mais lindos que havia visto. Fiquei encantada com a beleza do lugar e enquanto caminhávamos em direção ao porto que pegaríamos o nosso barco.

- É lindo não é? – Luiza comentou e assenti bobamente. Sem duvidas era um dos lugares mais lindos que já havia visto em toda minha existência.

- Você vai ver em Barra Grande então.. – Bruna falou sorrindo. Cara, como eu nunca vim nesse lugar antes?

- Vocês já vieram aqui? – perguntei maravilhosa.

- Esqueceu que sou baiana? – Luiza perguntou em tom obvio. – É meu dever conhecer toda essa maravilha de estado. – completou e seu tom era de orgulho puro.

- Já passei as férias aqui com a minha família uma vez.. – Bruna comentou enquanto caminhávamos – Porém eu era novinha, lembro vagamente. Mas minha mãe tem milhões de fotos em casa. – completou e eu apenas assenti.

Finalmente chegamos ao porto e advinha só? O barco sairia em menos de 10 min. Foi pura sorte a gente chegar a tempo, caso contrario teríamos que esperar até o próximo barco que sairia apenas as 17:30. Eu estava morta de canseira e doida para tomar um banho. O sol estava de rachar me fazendo escorrer suor por lugares que eu nem sabia que era possível.

- PARA TUDO! – Bruna gritou nos assustando completamente. Olhei em sua direção e vi que ela mexia no celular. Já mencionei aqui que ela é totalmente viciada em Instagram? Acho que não né, pois ela é.

- O que foi criatura? – Luiza perguntou olhando em volta me fazendo perceber que TODO MUNDO tinha olhado em nossa direção. Desgraçada.

- Valeu mesmo Bruna. – comentei entre dentes. Eu literalmente odiava ser o centro das atenções.

- Tão olhando o que ? – Bruna perguntou para o pessoal que olhava em nossa direção me fazendo revirar os olhos. – Vocês não vão acreditar!! – exclamou animada.

- Em que Bruna? – Luiza perguntou impaciente me fazendo soltar uma risada.

- Vi agora em uma pagina de fofoca que o Neymar vai passar a virada do ano em Barra  Grande também. – contou e deu um gritinho de animação. Fala sério, é isso? Particularmente achava esse cara um porre.

- MENTIRA! – Luiza gritou atraindo novamente os olhares para nós. Ai... essa viagem vai ser longa pelo visto.

- VERDADE! – Bruna respondeu animada e elas deram pulinhos.  Revirei os olhos enquanto entravamos no barco.

- Não vejo a menor graça nesse cara. – comentei casualmente e elas me olharam incrédulas.

- Sério isso? – Bruna perguntou e assenti. – Você é doida Laura, doida de pedra. – completou totalmente incrédula.

- É o neymar porra! – Luiza respondeu como se isso fosse uma coisa muito grande. Eu era totalmente contra o fato das pessoas endeusaram celebridades. Para mim, não passava de pessoas normais e no caso desse jogador ai, ele se achava a ultima coca cola do deserto.

- Grande coisa.. – respondi enquanto revirava os olhos. A partir dai elas resolveram me ignorar enquanto comentavam animadamente sobre a notícia do site de fofoca.

 Não sei porque as pessoas faziam tanto alarme por causa desse cara, sério. O cara é um babaca de primeiro e só sabe se envolver em polêmicas e mais nada. Só ele vestir a camisa do Brasil que ele começa a cair de 10 em 10 segundos. Irritante, é sério.

Mas pelo visto só euzinha compartilho dessa opinião, visto que minhas amigas estavam a mais de 20 min falando sobre a possibilidade do cara estar em Barra Grande. Como se isso de fato for verdade, a gente vai pelo menos chegar perto dele né.

Fui tirada dos meus pensamentos quando avistei o povoado a minha frente. UAU! Era extremamente maravilhoso. Parecia até coisa de filme.

O barco havia parado e os passageiros começaram a descer. Eu estava totalmente hipnotizada pela beleza desse lugar.

- Vamos amiga? – Luiza me chamou e roboticamente andei em direção a elas. Elas riram da minha cara.

- Como não vim a esse lugar antes? – perguntei mais pra mim mesmo do que para elas.

- Eu também não sei amiga. – Bruna me respondeu enquanto caminhamos em direção as casinhas que tinha logo ali.

Fomos andando em direção a uma pousada que era incrivelmente linda também. Aff, tudo nesse lugar é lindo? Assim como as meninas falaram, a pousada ficava em uma espécie de condomínio, onde tinha varias “mansões” ao redor e o fundo era a praia..

- Reserva no nome de Luiza Goullart, por favor. – Luiza pediu enquanto fazíamos o check-in.

- Um quarto para três pessoas né? – a moça da pousada perguntou e minha amiga assentiu. Minha cabeça estava explodindo e lembrei que não havia trazido nenhum remédio.

- Gente, tem algum lugar que eu possa comprar remédio aqui perto? – perguntei a elas.

- Tem sim, no final da rua. – Bruna me respondeu enquanto mexia no celular. Obviamente.

 - Pode ir lá, gente faz o check-in e leva suas coisas para o quarto amiga. – Luiza falou e eu assenti agradecendo a elas.

Sai da pousada em direção ao lugar que elas haviam me falado. Não era muito longe e já podia avistar a farmacinha no final da rua. Que lugar maravilhoso, Meu Deus!

Todas as casas eram lindas. Enquanto caminhava avistei diversos turistas indo em direção a praia, alguns até gringos. As meninas vão surtar nesse lugar, e eu tinha certeza absoluta disso. Tinha muita gente bonita, principalmente homens. Bruninha vai ficar louca.

Fui tirada dos meus pensamentos por uma bola de futebol que acertou a minha cabeça, fazendo o meu celular que estava em minha mão cair no chão e se espatifar em mil pedaços a tela.

- Droga! – murmurei enquanto me abaixa para pegar o meu celular e a bola. Pois eu ia xingar muito o engraçadinho que jogou essa bola em mim..

Olhei ao redor e não vi ninguém e comecei andar com bola em mãos. Alguém teria que vim pegar ela de volta.

- Te acertei? – ouvi uma voz estranhamente conhecida falar enquanto se aproximava. – Me desculpa, de verdade. – falou novamente me fazendo virar lentamente em sua direção..

Quando me virei dei de cara com ninguém menos que é o famoso Neymar..

A minha viagem já começou ótima..


Notas Finais


E agora em??

Ps: sempre fica errinhos de português para trás. Se virem algum podem me avisar que será corrigido imediatamente.

Beijos :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...