1. Spirit Fanfics >
  2. Doce Prazer (Clizzy) >
  3. Capítulo XI

História Doce Prazer (Clizzy) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Hey Leitores! Tudo ok? Lavando bem as mãos do Corona Vairus kkkkkk
Todo mundo em quarentena e eu querendo emprego Caraí nem pro Spirit ser o YouTube e ajudar a gente

Capítulo 12 - Capítulo XI


PDV Autora

Lembrar de Camille era algo sensível, mexia com todas as partes de Isabelle, mexia com todo o seu ser e percebendo isso Jace logo arrastou Isabelle para o seu quarto para se arrumar

FLASHBACK ISABELLE ON

Isabelle tomava um milk shake com Camille Enquanto as duas conversavam, para terceiros eram apenas duas amigas conversando mas quem olhavam sua tensão sabia que tinha algo mais, Isabelle estava intrigada com Camille, com a forma que e mesma olhava para ela enquanto ela tomava um mero Milke Shake, parecia que queria devorá-la. As duas conversavam entre si por telefone nas horas vagas e Isabelle que não gostava muito de ir na empresa acabou sem querer fazendo mais visitas do que o necessário, isso deu ainda mais esperança a Camille de que ela poderia estar certa: Isabelle não sabia mas dentro de si nutria algo por ela.

- Estava pensando se você fosse para minha casa hoje a noite... (Perguntou Camille)

- Seria ótimo! O que faríamos? (Respondeu Isabelle com um misto de inocência)

A mente de Camille maliciou muitas coisas mas ela era só uma adolescente não iria persuadi-la a nada.

- Uma série, estou assistindo Orange is The New black.

- Já tive curiosidade mas papai quando me pegou assistindo uma vez disse que aquilo era vergonhoso demais e abominável.

- E o que sentiu?

- O quê? (Ela fala sem entender)

- O que sentiu ao ver a série? (Ela reforça)

- Bom... É legal... As presidiárias são um pouco cômicas até...

- Não me refiro apenas isso, e sim ao que seu pai disse sobre o fato de ser lésbica é ser vergonhoso.

O olhar de Isabelle aos poucos se esvaiu tinha medo de que Camille pudesse contar a seu pai sua opinião sobre o assunto mas sentia que podia confiar nela

- É... Bom...

- Pode falar Izzy... Eu não vou te julgar e nada do que acontecer ou ser falo entre nós vai sair adiante...

Falou Camille percebendo a insegurança da garota

- Prometo! (Ela pega em suas mãos)

- Não acho vergonhoso... Pelo o contrário acho completamente normal.

E logo um sorriso em Camille apareceu

Ela então começou e fazer círculos imaginários sobre a sua mão não só no intuito de provocá-la mas porque era um hábito seu.

- E se você sentisse aquilo? Teria medo? (Ela pergunta olhando intensamente para os olhos de Isabelle)

- Não sei... (Ela disse sincera)

Logo então os olhos de Camille se desviaram o dela e as duas saíram da forte tensão entre elas, Camille chamou o garçom e pagou a conta.

- Na minha casa às 8! (Disse ela e saiu)

FLASHBACK ISABELLE OFF

- Desculpa por ter pego no seu ponto fraco Izzy... (Fala Jace que percebe a mente aérea de Isabelle)

- Camille não é meu ponto fraco, é só... Algo ainda aberto, uma ferida que não foi fechada...

- Você vai conseguir superá-la! Agora vamos sair e nos animar.

(...) (...) (...) (...)

Depois de passarem a viagem indo a um ponto a outro em um carro alugado que Jace alugou para uma semana para não precisarem ir e virem de táxi apesar de que no final da noite ele encheria a cara, Já estava anoitecendo, vamos voltar pro hotel nos arrumar e ir ao cassino.

Os dois então se arrumaram e foram até o cassino, Jace Estava com um palito aberto preto e uma camisa social preta listrada por baixo, estava muito elegante e com o penteado perfeito enquanto Isabelle lhe acompanhava seguindo o ritmo com seu vestido que comprou em Vegas

- Nome

Falou um dos seguranças do estabelecimento

- Jace Herondale e ela é Isabelle Lightwood, somos amigos do Bash.

O segurança logo se pôs ao comunicador e então liberou suas entradas e lá Isabelle pode ver a riqueza de detalhes, várias luzes barulho de dados sendo batidos contra a mesa máquinas caça níqueis e garçons servindo um lado a outro taças de bebida, logo um loiro de cabelos escorridos, alto e olhos escuros veio até eles

- Jace Herondale! A Quem devo a honra?

Os dois de se abraçaram e então Jace se pronunciou

- Izzy esse é Sebastian Verjac meu amigo de longa data

- Olá Sebastian! (Falou Isabelle cordialmente)

- Pode me chamar de Bash! (Diz ele completamente encantado por tamanha beleza)

- Izzy pra você!

- Não me falou que tinha uma amiga tão bonita Herondale... (Ele disse meio malicioso)

- Não disse porque minhas palavras não conseguem fazer jus a beleza e elegância dela.

- Queiram me acompanhar por favor!

Os dois seguem até uma área mais reservada do Cassino, e sentam se no sofá que de tão macio afunda-se com o contato

- Aceitam? (Ele então aparece com o Whisky)

- Bom... Estamos dirigindo... (Falou Isabelle )

- Bom quanto a isso não precisa se preocupar, meu motorista podem levá-los de volta e quanto ao carro estará muito bem cuidado.

- Sendo assim... (Jace Fala E toma sua dose)

Isabelle também toma um gole para si

- Bom... Você me disse que queria fazer um contrato comigo. (Fala Sebastian)

- Sobre o contrato... Bom.. você disse que planeja ampliar seu cassino mas ainda não tem recursos para isso, precisa de um financiador. A empresa da Isabelle trabalha com isso, e quando a decaída nos lucros eles diminuem a taxa de juros para ajudar o empresário a ficar de pé. (Falou Jace)

- Isso é ótimo! Incrível a tática que a sua empresa usa para manter clientes... (Falou Sebastian para Isabelle)

- Adoraria termos você como cliente Bash! (Fala Isabelle com Seu riso de lado)

- E ficaria honrado em colaborar com isso posso falar com meu advogado sobre o contrato...

- Não tem pra quê ter pressa Bash, Não trouxe Isabelle para apenas falar em negócios..

- Entendi... Izzy perdoe me a indiscrição mas é solteira? (Falou ele com um misto de malícia)

Jace começou a rir com a pergunta e Isabelle ficou vermelha

- O que foi? (Falou ele)

- Sinto muito camarada mas Isabelle  está do mesmo lado que você!

Sebastian não entendeu no início mas aos poucos sua cabeça lhe mostrou

- Oh... Uma mulher tão linda como você... É mesmo fã do que eu também?

- Exato! (Falou Jace)

- Então os boatos sobre você ter se relacionado com a secretária do seu pai são verídicos.

Sebastian falou sem intenção mas ainda sim soou rude

- Olha Bash eu gosto muito de você mas esse não é um assunto que lhe diz respeito então não toque nele mais... Se ainda quiser manter minha amizade. (Falou Jace olhando para seus olhos)

- Sinto muito ! (Ele disse tentando apaziguar a situação)

- Aproveitem e divirtam-se! Qualquer coisa que saírem me avise e deixarei Roger meu motorista esperando vocês na saída.

Ele então toma mais um gole de Whisky e sai

- Não precisava ter feito isso! (Diz Isabelle a Jace)

- Como Não? Não posso deixar que ele se intrometa no seu passado.

- Você sabe que isso está fora do nosso controle Jace...

- Não. Sua vida é sua e é particular, não é porque ele é o meu amigo que isso lhe dá o direito de dar palpites!

Jace Então toma um último gole de seu Whisky e Isabelle o olha com ternura

- Obrigada Jace... Você é o melhor amigo, irmão que alguém poderia ter.

- Argh Droga! (Ele dá uma falso grunhido em raiva)

- O que foi?

- Deveria ter gravado e isso e mandado para o Alec, ele ia amar saber disso... (Disse com o sorriso mais safado do mundo)

- Ah... Babaca... (Isabelle lhe mostra o dedo do meio)

- Guarda esse dedinho aí querida para enfiar nas tuas amantes!

- É o quê? (Fala ela sem acreditar)

- É isso mesmo! Hoje você vai arrumar alguém para transar.

💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜💜

Depois de um tempo jogando e se divertindo Sebastian propôs a Jace e Isabelle tomarem um drink poderoso, ele era conhecido como o Capeta verde.

- O que que é que tem nisso aí? (Falou Jace curioso)

- cinquenta por cento absinto, quarenta por cento do vodka e por fim limão e açúcar.

Era uma mistura maluca de caipirinha com absinto que mesmo nunca tendo feito parte do paladar de ambos se mostrou interessante aos seus olhos

- E o que isso faz? (Perguntou Isabelle)

- Nada, apenas dá uma bela sensação de agitação e alegria.

Conhecendo Sebastian como Jace conhecia sabia que a aquela bebida parecia dar muito mais que isso, Vodka com absinto era sinal loucura não de alegria

- E como é a brincadeira? (Perguntou ele)

- É assim... Nós vamos jogar cartas, se ganharem eu bebo, se perderem vocês bebem.

O olhar malicioso de Sebastian estava deixando o jogo bem interessante para Jace que Não recusava um desafio

- Vamos nessa!

Sebastian pediu ao barman que preparassem quatro doses e a rodada começaria.

Jace Estava tentando de todas as formas entender aquele jogo mas era fato, Sebastian era dono de um cassino com certeza sabia de todos os truques para sempre ganhar nos jogos e tirar dinheiro dos outros, e já estavam na terceira partida, em todas as três ele ganhou e Isabelle e Jace beberam a tal bebida, naquela altura os dois não estavam em seus perfeitos juízos e a prova disso era que mal conseguiam ver o jogo direito

- Mais outra! (Falou Sebastian)

- Chega, essa será a última rodada e terminarmos! (Falou Jace Já meio grogui)

Os três jogaram novamente uma jogada e perderam novamente e então mais bebida em suas gargantas e no final os dois estavam com a cabeça girando, eles estavam já tendo uma sensação de alegria misturada a loucura, duas meninas começaram olhar para eles dois, uma era ruiva e logo lhe veio na cabeça o rosto de sua querida Clarissa na mente, e a outra era loira como Jace, ambas ao verem os dois retribuindo o olhar foram até eles sem medo

- Olá... (Jace deu seu sorriso cafajeste)

A loira se sentou perto dele e então Isabelle sabendo no que isso poderia dar resolveu se retirar, ela tomou um dose de whisky

- Oi...

Isabelle percebendo que ela era amiga da tal loira a cumprimentou de volta

- Acho que vai ficar segurando vela querida... (Ela falou no intuito de ser uma piada)

- Sei bem... Minha amiga queria ele desde que o viu.

- É... (Isabelle revira os olhos) Todas querem Jace Herondale!

- Nem todas... (Ela deu um riso malicioso cujo Isabelle ignorou pois pensou que era coisa de sua cabeça)

- Vocês são daqui? (Perguntou Isabelle tentando quebrar o silêncio)

- Sim e vocês?

- Beverly Hills!

- Ah...é por isso que o nome do seu amigo não me é estranho...

- Dizem que as pessoas de Vegas são animadas...

- Dizem que as pessoas de Beverly Hills São lindas e arrogantes... (Ela rebate)

- Está certa nas duas coisas! (Isabelle continua bebendo)

- Me fala seu nome... (A menina disse com seu sorriso novamente)

- Isabelle e o seu?

- Anabella Thorne mas pode me chamar de Bella.

- Pode me chamar de Izzy...

- Se continuar bebendo desse jeito não vai voltar tão cedo para casa..

- Bom... Não gosto de segurar vela sabe Bella então tô afim de me embriagar e esquecer um pouco que tô fucking quatro anos sem transar e que a porra da mulher que eu quero tem namorado e não me dá bola.

- Uaaau! (Bella abriu a boca em um o)

- Aghh Droga devo tá muito bêbada mesmo para revelar isso a você...

- Na verdade você deve estar muito bêbada mesmo a ponto de não perceber que estou flertando com você...

Ela olha com um sorriso malicioso novamente

- Então seria muito mal educado da minha parte te chamar para ir no meu hotel pedir ajuda para eu resolver meu problema cujo você já sabe... (Fala Isabelle)

- Seria muito mal educado da sua parte mesmo é me chamar para resolver esse seu problema sem me proporcionar muito prazer em troca... (Ela disse com um sorriso ainda mais malicioso)

- Garanto que prazer é o que eu sei fazer bem.

🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤

Amanheceu e uma loucura se instalou na mente de Isabelle, ela estava nua bem no meio da sala, se mexeu mais um pouco e vou uma ruiva ao seu lado, tentou se lembrar mas só teve dor de cabeça, seu cérebro estava lhe matando como resposta a quantidade em excesso de álcool que ingeriu, tentou sair se levantar mas o modo cambaleante que suas pernas andavam a impediaram e ela caiu em cima de um corpo masculino nu, olhou para baixo e Jace Estava pelado sobre ela, e moça que o acompanhava estava por perto.

- Céus!!!

Seu íntimo gritou por dentro e quando ela pensou em sair o corpo sonolento de Jace a prensou mais sobre ele e apertou sua bunda

- sua bunda aumentou... (Disse ele malicioso)

- Jace...Jace... (Ela chamava enquanto lhe acordava)

- não... Deixa eu pegar vai... Que peito grande é esse..

- ME LARGA JACE! (Isabelle gritou com o máximo de força que tinha)

E deu um tapa mais forte nele, Jace Então abre os olhos e vê aos poucos a imagem de uma morena sobre ele, sua visão vai voltando e ele vê Isabelle

- Izzy?? AHHHH! 


Notas Finais


O que será que aconteceu nessa noite de loucura ein?? Coloca aí o que você acha que aconteceu para eu ver se no capítulo seguinte vocês acertam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...