História Sweet Tasty - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Dasha Taran, Hentai, Shawn Mendes, Vampiro
Visualizações 5
Palavras 1.304
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura !

Capítulo 2 - Capitulo 2


Fanfic / Fanfiction Sweet Tasty - Capítulo 2 - Capitulo 2


[...]

- Serio? Ele é tão desagradável assim? - Falou minha mãe rindo em deboche enquanto lavava os pratos. Só de lembrar dele me da cansaço, continuei a limpar os armários.


- Tanto que, eu to quase levando uma navalha pro trabalho, é verdade que ele é bastante competente em seu trabalho, mas é um idiota completo em pessoa! Ele não tem senso de limite. - Falei cuspindo, e minha não segurava o riso, obviamente ela tava rindo de mim, embora eu não tenha pai, minha mãe vale por dois. - Suspirei fundo.


- Mas deve ser uma ótima pessoa já que é popular. - Minha mãe falou.


- Não mesmo. - Eu disse com raiva. Se ela soubesse como ele é, não diria essas coisas, sai da cozinha e comecei a varrer a sala, minha mãe me acompanhou e ajeitou as almofadas do sofá. 


- Eu acho que as fãs dele gostam daquela atitude de fodão. - Nós rimos

.
- Mas eu gosto do irmão dele, o gerente. - Falei pensativa, e minha mãe deus um tapinhas na almofalda e logo depois apoiou as mãos na cintura e me encarava com a cara de 'Ata' como se debocha-se, minha mãe debocha de 60% das coisas que eu falo, acho que o humor dela é bem parecido com o meu.


- Quando eu era assistente da sua secretária, ele foi muito gentil comigo, apesar de eu ser apenas uma assistente. Nunca foi arrogante comigo. O ao contrario do irmão dele - Continuei encarando o nada


- Ele sim é um homão da porra. - Falou minha mãe dando cutucadas em meu ombro. - Vai sonhando mãe. - Era legal conversar com minha mãe sempre fomos muito intimas, nunca escondi nada dela porque ela sempre tinha um conselho ou uma palavra amiga, eu gostava de passar o tempo com ela, sou muito grata por tudo que ela me fez.


- Filha, eu concordo com seu chefe em uma coisa. - Como assim ela concordava com meu chefe? Ela puxou meu óculos de bibliotecária, e soltou meu cabelo em um movimento rápido com suas mãos. 


- Mãe!


- Porque você prende seu cabelo em um coque tão apertado? E esses óculos sem grau? Nunca vai pegar ninguém assim.

 


- Quem disse que eu quero pegar alguém mãe? Eu preciso focar no meu trabalho. 

        Tá, digamos que eu seja uma viciada em trabalho. 


- É uma pena que você se vista assim, você é bonita. - Minha mãe fala.


- Mãe, não preciso mudar, bom, assim como você se apaixonou pelo papai com todos seus defeitos, cicatrizes e manias, - Minha mãe suspirou com aquela cara de cansada.


- Normalmente, se você fisese seu trabalho de forma certa estava tudo bem. Mas uma secretária precisa estar apresentável, e eu não posso me dar o luxo de parecer que não aguento minhas obrigações. Eu pareço uma criança sem esse óculos segundo 'as pessoas', ninguém me leva a serio  - Minha mãe me ouve atentamente.


- Ah, a aproposito, eu provavelmente chegarei tarde a partir de agora. 
- Por quê? - Ela pergunta


- O diretor Shawn trabalha até tarde da noite. - Minha mãe me olha e parece que já sacou o motivo, ela até maliciou com o olhar. 


- Eles dizem que é porque ele tem alergia a sol forte, mas tenho certeza que ele 'brinca' com as mulheres até de manhã, tenho certeza que é isso. - Minha mãe ri. 


- Estou feliz que esteja trabalhando duro, filha. Afinal eu trabalho numa loja desta empresa. 


 Minha mãe falou com um olhar de preocupada. Meu pai morreu 6 anos atrás, foi porque a empresa que ele gerenciava faliu e ele não consegui o aguentar, se suicidou, foi um dos momentos mais difíceis da minha vida. Minha mãe nunca havia trabalhado antes porque estava ocupada me criando, mas ela deu o melhor de si e bancou a faculdade, eu só consegui entrar na empresa do Shawn porque ela falou de mim pro gerente da loja que trabalhava, eu quero me tornar uma secretária perfeita e deixar minha mãe feliz, quero que ela se orgulhe de mim. Eu realmente quero ver as lagrimas de arrependimento do diretor quando perceber o quão útil eu sou como secretária, tivemos que vender a casa para poder quitar toda a divida. 


[...] 


Apartamento da Rachel - 6:30


 Vesti uma meia calça preta, acompanhada linhas e um salto preto alto, não é meu forte andar de salto, mas hoje estou trabalhando de secretaria então seria necessário diante de todas aquelas pessoas importantes eu precisaria parecer pelo menos decente acrescentei uma blusa social branca e pra finalizar uma saia preta modelo lápis.


[...] 


No inicio do turno, senti olhares em minhas costas, mas acho deve ter sido impressão minha.


Estou terminando minha tarefa, que o Sr. Sacana me passou, falta só um paragrafo, continuo teclando até acabar, a minha mesa é bem perto da sala do Joseph, espero que não ouça gemidos, Deus me livre!


Já são nove horas, olho em meu relógio, não vai demorar muito para que ele chegue. Falando no diabo, que pontual. Me levanto da cadeira com um sorriso o mais ''verdadeiro'' que consegui.


- Bom dia Diretor! - Falo, em quanto ele adentra o quarto em passos largos. Começo a segui-lo, eu sei que ele tem coisas a fazer, mas porque não para quieto, hum?


- Se prepare para reunião às.. - Fala em quanto anda, seus passos são muitos largos, ele está com presa ou oque? Até que ele para, e eu bato minha face em suas costas. Que merda ein. 


- Sinto muito. - Ele está parando diante de uma porta aberta, antes que ele entrasse eu olhei o comodo, era moderno e rustico, não tinha observado muito sua sala, da ultima vez que adentrei, parecia um motel cinco estrelas, porém arrumado.


- Você terminou estes? - Perguntou


- Sim diretor. - Sorri cinicamente como da ultima vez, ele apenas me olhou atentamente um pouco surpreso.


- Você poderia olhar o horário de hoje? Preciso da sua confirmação. - Eu disse e ele foi andando até sua cadeira e se sentou com suas mãos cruzadas, e eu apenas fiquei frente a sua mesa esperando sua resposta.


- Então ponha isso em ordem. Preciso deles pra reunião amanhã. - Falou olhando pras pastas e papeladas em sua mesa.


- E encomende os papeis de balanceamento do últimos três anos. 


- Entendido. - Se eu acabar tudo, poderei me retirar mais cedo. 


- E mande um presente pra ela. - Falou me dando um papel, provavelmente uma mulher que deu pra ele. Mulheres novamente, terei que separar os cartões a partir de hoje. Suspirei baixinho.


[...] 


Depois de varias horas digitando, fechando negócios, organizando documentos e os horários daquele babaca, terminei e esperei ele em minha cadeira. Não parei pra observa a minha mesa, mas ela tem meu nome não que eu não tivesse percebido, mas eu estou feita, estou ''um nojo'', se eu tivesse amigos além do tio da padaria esfregaria para todos minha mesa exclusiva


Sr. Sacana apareceu abrindo a porta, passando por mim sem me olhar, levantei e o parei, entregando um classificador com documentos.


- Você precisa confirmar esses. - Falei erguendo o classificador, ele finalmente olha pra min.


- Essa foi a ultima tarefa que me deu hoje. Eu agora irei me retirar pela resto do dia se possível. - E ele simplesmente continuou me encarando, me virei em direção a porta e fui andando, pode ter sido impressão minha, mas eu senti olhares sobre mim, antes que eu chegasse até a porta. 
Tchau empresa Interpol, tchau Sr. Sacana, que dia cansativo, eu fiz muitas coisas creio que ele também, onde ele acha tempo pra foder alguém? Ele não cansa não?
 


Notas Finais


Continua!🔮


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...