História Doces híbridas - Imagine Rosé, Lisa, Jisoo e Jennie - Capítulo 8


Escrita por: e Kwanx

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO, Monsta X, Red Velvet
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Huang Zitao (Tao), Hyung Won, I'M, Irene, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Joo Heon, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Ki Hyun, Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Lu Han (Luhan), Min Hyuk, Min Yoongi (Suga), Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Seulgi, Show Nu, Wendy, Won Ho, Wu Yifan (Kris Wu), Yeri, Zhang Yixing (Lay)
Visualizações 369
Palavras 1.269
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


voltamos ok?! não nós matem!

boa leitura e nós perdoem os erros!

Capítulo 8 - Investigar


Fanfic / Fanfiction Doces híbridas - Imagine Rosé, Lisa, Jisoo e Jennie - Capítulo 8 - Investigar

        Ponto de Vista - Kai

- Como pode deixar aquela filha da puta roubar minhas híbridas?! - Kwan reclama pela milésima vez, velho idiota.

- Iremos recuperar todas elas... - suspiro.

- Acho bom mesmo...ou então, você vai perder todo seu dinhin... - interrompo o mesmo ao virar bruscamente para ele e mergulhar a faca em seu peito. - M-Maldito...você v-vai me pagar! - seu sangue começa a escorrer pela sua boca, empurro o mesmo o fazendo cair no chão com a faca ainda em seu peito.

- Não, não vou não, você que vai. - sorrio.

- Kai! Ele está ficando mais forte a cada dia! Não estamos sabendo mais controlar ele! - Chen entra em minha sala, estava completamente suado.

- Não exagera, isso e bom! Agora, jogue esse lixo para ele comer, ele vai ficar calmo. - olho para Kwan que ainda estava dando seus últimos suspiros. - Seja rápido, não quero que minha sala cheire a carniça. - Chen assente e logo chega perto de Kwan e pega em seus braços e saí o arrastando para fora de minha sala.

Me sento em minha cadeira, então quer dizer que Jeon Jungkook resolveu ficar contra mim? Não fará falta.

Apenas quero minhas híbridas, elas valem muito, muito dinheiro.

E o " item " já esta evoluído.

    Ponto de Vista - Jimin

Termino de me arrumar colocando minha pistola em minha cintura, eu iria lá.

Iria aprofundar no caso do mercado.

Saio de meu quarto e ando pelo pequeno corredor de minha casa, vou até a cozinha e vejo Kookie comendo cereais no balcão.

- Bom dia Jiminie! Nossa, já ta arrumado? - Jeon me olha de cima para baixo.

- Sim, vou resolver um caso que o delegado pediu, apenas investigações. - sorrio forçado para o garoto, pego as chaves do meu carro que estavam encima do balcão.

- Mais não vai nem comer nada?

- Não Kook, eu passo em uma lanchonete e compro alguma coisa, corro até a porta e abro.

Fecho a porta e corro até meu carro que estava parado em frente a minha casa, não iria de viatura obviamente, isso só iria causar confusão, todos polícias já desistiram do caso do mercado, mais depois de ontem, eu não vou desistir.

Aperto o botão vermelho das chaves do carro o ligando, entro no mesmo fechando a porta.

Dou partida.

       Ponto de Vista - S/n

- Isso e uma porca gorda! - Irene exclama mostrando a foto de um porco da fazenda de seu pai para a meninas.

- G-G-Gorda?! - Rosé arregala os olhos e coloca as mãos na boca assustada.

- Parece a Rosie! - Jennie diz e logo caí na gargalhada junto a Jisoo e Lisa.

- Irene não mostre essas coisas para elas! - repreendo a castanha.

- Ai sua velha chata! - Irene revira os olhos.

- S/a... - ouso a voz baixinha de Lalisa, olho para o lado vendo a de franja.

- Sim?

- Posso ver o tom? - pergunta manhosamente, formando um beicinho em seus lábios.

Droga! Como resistir a isso?! Quando Lisa pedia para ver o tom, que na verdade e o jogo que tem no meu celular " My Talking Tom" ela passava horas nesse jogo, uma criança mesmo.

- Lisa ontem Você ficou o dia todo nesse jogo, eu recebo ligações da delegacia! - tento falar de um jeito que não magoe a híbrida.

- S-S/a! Porfavor! Ele vai ficar com fome! Sono, e triste! - enquanto Lisa falava seus olhos iam se enchendo de água, deus!

- Ok ok! Mais se alguém ligar me de ok? E não acabe com toda bateria. - tiro o celular do bolso de minha blusa moletom e a entrego, nem senha mais o celular tinha.

Lalisa agarra o celular e logo me olha com os olhos brilhantes.

- Obrigado S/a! - Lalisa me da vários beijos em minhas bochechas.

- Lalisa! - Jisoo grita assustando a ruiva que para oque estava fazendo. - Já c-conversamos sobre isso! - Jisoo espirra, ainda estava resfriada.

Rio baixo, olho para o chão que estava coberto de cobertores, Jennie, Rosé e Irene viam um filme de terror que passava na TV, Irene inventou de morar aqui por alguns meses, para ajudar com as meninas, bem, folgada nem um pouco né?

Saio de meus pensamentos ao escutar a campainha tocar, me levanto do sofá indo em direção a porta.

Abro a mesma me deparando com, Jungkook?

- Jeon? - arqueio uma sobrancelha, o garoto estava coberto por um grande casaco preto, realmente estava muito frio, e o céu estava totalmente nublado.

- Oi S/n! Posso entrar? Ta muito frio... - ele coça a nuca, apenas dou espaço para o garoto entrar e assim ele faz.

Fecho a porta.

- Oque houve Jung? E o Jimin? - olho para Jungkook o vendo tirar a toca e seu casaco.

- Ele foi trabalhar, acordou cedo hoje, posso por aqui encima? - pergunta apontando para uma pequena mesa que tinha ali perto.

- Pode sim, trabalhar? Ele foi com quem mais?

- Ele não me disse que iria com alguém, apenas disse que o delegado pediu a ele que fosse em algum lugar investigar. - Jungkook coloca seu casaco e sua touca encima da mesinha.

- Investigar sozinho? Estranho... - olho para o chão.

- Também achei, mais fazer oque, e pra não ficar sozinho em casa eu resolvi vir aqui! - olho para Jeon que sorria eufórico.

- Acha que vai brincar de esconde esconde com as meninas outra vez? Jungkook você e um adulto! - nego com a cabeça, caminho até a sala sendo seguida pelo moreno.

- Mais todos nós temos nosso espirito dr criança né? - ouso sua risada e logo ao chegarmos na sala as meninas olham para nós, Jungkook exatamente.

- Kookie! - Jennie corre até Jungkook e k abraça.

- Oi Jen! Jisoo, Lisa, Rosinha e Irene! - Jungkook cumprimenta todos.

Ciúmes de Jungkook? Não tenho, até por que ele mesmo disse que estava apaixonado por Jimin.

- Irene... - cutuco o ombro a garota que rapidamente me olha.

- Chora. - ela se levanta.

- Soube de algum caso que o delegado deu a Jimin? - Irene rapidamente nega com a cabeça.

- Jimin está de folga! Ouvi muito bem o delgada falando isso pra ele.

Droga! Jimin não foi trabalhar coisa nenhuma!

- Jungkook disse que ele foi investigar algum lugar! E outra, Jimin esta estranho desde o dia em que fomos resgatar Rosé! - mordo os lábios pelo nevorsimo.

- Muito estranho... acha que ele foi até a floresta? - Irene cruza os braços.

- Por que ele faria isso?

- Vamos atrás dele S/n, algo de errado não está certo!

- Irene...

        Ponto de Vista - Jimin

Já estava dentro do mercado, e tudo estava revirado, comidas vendidas, vidros quebrados, tudo espalhado pelo chão.

Entro no pequeno deposito que tinha ali dentro, onde provavelmente só os funcionários podiam entrar.

Olho fixamente para as paredes onde tinham arranhados que pareciam de ser de algum animal, grande.

Urso Polar? Não, isso e muito maior que um urso, e polar? Deus! Povo idiota...

Estou começando a ficar com medo, oque fez isso? Oque arranhou e e destruiu tudo isso?

Olho para o chão vendo sangue, mais já estava seco.

Ia me abaixar para ver o que tinha no chão mais acabo caindo ao ouvir um forte rugido, puta merda.

Pego minha pistola e aponto para o fundo do corredor do depósito.

Aquele não foi o último, vários rugidos e sons de coisas caindo no chão foram ouvidas.

Procuro o rádio pelo meu uniforme mais nada.

Droga...


Notas Finais


e aí?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...