História Doces Mentiras - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias K.A.R.D
Personagens B.M, J.Seph, Jiwoo, Somin
Tags Bmin, Bwoo, Jmin, Jsoo, Kard, Mentiras, Traição
Visualizações 14
Palavras 1.205
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei mas consegui, eu tive aquele famoso bloqueio criativo e também estava viajando então demorou mas espero que gostem do capítulo.

Capítulo 3 - Os Planos


22/04/17 8:20

- Bem vinda. - Matthew falou assim que ele e Jiwoo chegaram na porta de entrada de seu apartamento.

O apartamento era composto por dois quartos, um era realmente um quarto e o outro acabou virando um escritório, um banheiro, sala e a cozinha.

Era um apartamento muito bom e grande que agora Matthew tinha que fazer hora extra para pagar sozinho.

- Ele é muito bonito. - disse Jiwoo admirada pela organização e escolha de decoração. - A decoração é linda.

- Foi a Somin que decorou tudo, única coisa que eu escolhi foram as cores das paredes e a televisão. - respondeu Matthew meio triste por lembrar de Somin. - Jiwoo mesmo depois de tudo o que aconteceu eu ainda amo a Somin.

Matthew simplesmente cuspiu tudo que estava entalado em sua garganta.

- Eu sei que ela me enganou por muito tempo e provavelmente ela nem se arrepende mas eu passei tanto tempo com essa mulher. - ele deu um suspiro e se sentou no sofá pra só depois continuar.

- Mas ela é a pessoa que mais me conhece nesse mundo, mas infelizmente eu acho não conheço ela.

Jiwoo sentou ao lado de Matthew e repousou sua cabeça em seu ombro e deu batidas em coxa consolação.

- Você não é a primeira e nem a única pessoa a se sentir assim.

Nesse momento ele olhou para ela, e seus olhos estavam marejados.

- Eu mesma estou me sentindo assim agora, mas eu não estou chorando, eu estou tentando ser forte.

- Obrigado por ser forte por nós dois, e me desculpe por isso.

- Você não precisa se desculpar. - disse Jiwoo com um sorriso sincero no rosto. - Mas então o que eu devo fazer com o Taehyung.

- Eu tive uma ideia.

- Fala.

E assim os dois ficaram conversando sobre o plano de Matthew e pelo ponto de vista de Jiwoo, tudo aquilo era incrível.

22/04/17 9:00

- Somin eu ainda acho que você está louca.

- Por que?

- Eles não parecem assassinos. - dizia a Gyuri olhando as fotos de Matthew e Jiwoo. - Eles parecem ser boas pessoas.

- A Hara também mas olha no que deu.

- Quando eu acho que estou superando você fala sobre ela de novo.

- Me desculpa mas as aparências enganam.

As duas estavam numa lanchonete perto do antigo apartamento de Somin.

Hara era uma amiga das duas, as três eram melhores amigas. Mas a Hara na verdade odiava elas e falava mal das duas pelas costas.

Gyuri foi a que mais sofreu pelo fato de que elas eram mais próximas, tão próximas que eram praticamente irmãs.

- Aquele não é o Matthew?

Somin olhou na hora para o lugar aonde Gyuri apontou o dedo, e lá estava ele, acompanhado de Jiwoo.

- A Jiwoo também está com ele. - Gyuri falou, coisa que irritou Somin

- O que eles estão fazendo aqui?

- Talvez eles estivessem no apartamento de vocês.

- Provavelmente.

As duas ficaram olhando os dois parados em frente a lanchonete.

- Essa lanchonete é umas das minhas favoritas nessa cidade. - Matthew contou para Jiwoo. - Eu e Somin sempre víamos aqui.

- Você precisa se mudar daqui, como você vai superar alguém que você toda hora lembra. - Jiwoo falou com tanta seriedade que chegou a assustar Matthew.

- Eu sei Jiwoo. - ele fez uma cara triste que fez com que Jiwoo se arrependesse do que ela falou. - Está na hora de você ir.

- Você vai ficar bem? - disse Jiwoo preocupada pelo fato dele ter mudado de humor muito rápido. - Eu não quero deixar você assim.

- Eu vou ficar bem não se preocupe. - Jiwoo olhou desconfiada para ele que riu de sua preocupação. - Para de se preocupar atoa.

Ele então puxou Jiwoo para um abraço apertado onde ela retribuiu na hora.

De longe Somin via tudo aquilo, e ela sentia seu sangue ferver.

- Eu vou lá Gyuri. - Somin falou se levantando furiosa.

- Você não vai a lugar nenhum. - Gyuri então segurou o braço dela é a fez sentar na cadeira a força. - Senta o rabo aqui e fica quieta.

Gyuri falou com tanta seriedade que até assustou Somin, que ficou surpresa por ver esse novo lado dela.

- Tá bom, mas assim que eles forem embora nós vamos também.

Somin estava cansada de ficar alí, ela só conseguia pensar em Matthew e em todos os dias que eles comeram naquela lanchonete.

- Combinado então.

E então elas continuaram a conversar sobre o que fazer contra Jiwoo e Matthew.

- Você tem que ir, adeus. - disse Matthew sem realmente querer dizer adeus, se ele pudesse ele ficaria o tempo todo com Jiwoo. - Depois eu te ligo para nós falarmos sobre tudo.

- Tá bom me liga quando chegar em casa.

Ela então deu um beijo na bochecha dele que corou com o ato.

Jiwoo entrou em seu carro e deu um último aceno para Matthew antes de finalmente partir. Matthew ficou olhando seu carro partir com o coração na mão.

- Eu acho que você não deveria fazer nada com eles. - dizia Gyuri que ainda não concordava com o plano de Somin. - Eles não fizeram nada de mal.

- Mas eu acho que sim.

- Foram você e aquele tal de Taehyung que traíram os dois. - Gyuri começou jogando na cara dela. - Eles não tem culpa de nada, a culpa é de vocês.

Somin ficou vermelha de tanta raiva que sentia pelo fato de que nem sua amiga estava do seu lado.

- E então o que a senhorita sugere.

- Que vocês peçam desculpas aos dois.

- Você tá de brincadeira né. - disse Somin incrédula pela idéia de Gyuri.

- É sério, vocês erraram e precisam reconhecer isso.

- Tá bom então Gyuri.

- Sério que foi tão fácil assim te convencer.

- Acho que pedindo desculpa à eles, talvez eles parem de se encontrar.

Com a resposta de Somin, Gyuri passou a mão pelo rosto até chegar em seis cabelos, ela pensava em como sua amiga podia ser tão egoísta a ponto de não reconhecer o próprio erro.

- Faça como quiser Somin mas se tudo der errado não venha correndo para mim.

Após dizer isso Gyuri se levantou e até esperou uns segundos a mais só para ver se Somin iria dizer algo mas isso nunca aconteceu, o que aconteceu foi o que Gyuri não queria.

- Não se preocupe que nada vai dar errado, eu tenho sempre um plano b. - Disse Somin dando um sorriso malicioso.

Com aquele ato Gyuri saiu da lanchonete enojada pelos comportamentos de Somin, onde foi parar aquela menina doce que participou de todas as suas melhores lembranças de sua infância.

 Isso era o que Gyuri pensava parada na frente daquela lanchonete, olhando para Somin, onde foi parar a sua melhor amiga, como aquela pessoa egoísta e manipuladora tomou o seu lugar, ela realmente não conseguia entender então ela só parou de olhar e foi para casa, e no caminho inteiro ela esperava do fundo de seu coração que Somin voltasse a ser quem era.


Notas Finais


Até uma próxima pessoal.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...