1. Spirit Fanfics >
  2. Doctor who: Uma história meio fora da série >
  3. Você se lembra? (Manuela)

História Doctor who: Uma história meio fora da série - Capítulo 58


Escrita por:


Capítulo 58 - Você se lembra? (Manuela)


-Eu também sinto. Doutor, posso te pedir um favorzinho bem pequenininho?!

-Pode...

-Você poderia me levar para Los Angels em mil novecentos e cinquenta e cinco?

-Sim Manuela.-Aperta botões e vira alavancas. Como no passado, ficou um silêncio sobre nós.-Aah! Minha cabeça.-Vou até ele e o guio para o sofá.-Eu me arrependi muito de ter te falado aquilo e terminado com você.

-Doutor.Você se...?

-O suficiente, pra saber que te amo.

-Ai meu Deus...-A TARDIS pousa.-Eu tenho que ir, obrigada por me trazer.

-Manu, fiquei aqui. Comigo na TARDIS. Volta comigo, eu preciso de você.-Pega nas minhas mãos e ajoelha na minha frente.

-Doutor...-Falo com os olhos cheios de lágrimas.

-Eu sei que te magoei.-Fomos se aproximando.-Me perdoa?

-Manuela Song, vá para fora da TARDIS. Outra pessoa precisa de você.-Aquele alienígena aparece de novo.

-Eu estou em...-Sinto uma pontada na barriga.

-O que foi?-Me olhou preocupado.

-Nada.Doutor, me desculpe mais estou em outra...

-É sério que está em outra?-Pergunta entre lágrimas.

-Sim.-Seco elas.-Doutor, você vai encontrar uma pessoa que te ame. Vão viver felizes, construir uma família linda! E vou torcer por isso.

-Por que não torce por nós dois?! É com você que quero ser feliz e construir uma família!-Coloca as mãos no rosto.-Não vou aguentar isso.-Aponta a chave de fenda sônica para o controle da TARDIS. E a mesma começa a desmaterializar.

-Doutor!-Eu não fui junto, estava no jardim da casa de Stefan.Isso do Doutor me deixou mais triste ainda, tomara que ele não faça nenhuma besteira. Corro para dentro da casa, e encontro Stefan desacordado.

-Stefan!-O balanço.-Acorda, vai!-O balanço de novo e a luz azul aparece na minha mão.-Não acaba...-Olho pra minha mão e coloco em seu rosto.

Não adiantou. O que havia acontecido?

Foi levado para o hospital, nada resolvia, os médicos não sabiam o que ele tinha.

-Madame Vastra.-Eu disse com ódio, sentada ao seu lado na cama do quarto do hospital.-Stefan, acorda. Por favor! Eu voltei por você...-Me levanto da poltrona e pego na sua mão.-Sério que vai me deixar? Vamos, lute! Eu não sei o que houve. Mais sei que você vai acordar!-Dou um selinho demorado e sinto meus olhos queimarem.

-Manu, que luz azul é essa?

-VOCÊ ACORDOU!-Grito muito alto.-Ah, essa luz azul é...-Quatro batidas na minha cabeça, o suficiente para me deixar louca.

-Seus olhos estão azuis.-Stefan senta na cama e eu o abraço.

-Manu, o que foi?-Começo o apertar.-Você não está bem.

-FAREI DA SUA VIDA, UM INFERNO!-Mestre grita na minha cabeça.

Ele estava tão bom, será que se tornou mal de novo?

Olho para o rosto de Stefan, estava embasado, o vejo chamando médicos.

Os tambores não paravam, eles machucam muito.

Mestre deve ter sofrido bastante com isso.

Me levaram a força para outro quarto, teve uma enfermeira que foi gentil, ela me fez ficar calma só com palavras.

-Eu quero ir embora!-Falo pra enfermeira.

-Quando você melhorar.-Ela injeta algo no meu braço.-Hora de dormir...

Escuto a risada do Mestre.

DESGRAÇADO!

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...