1. Spirit Fanfics >
  2. Doctor's Diary >
  3. Fugir

História Doctor's Diary - Capítulo 124


Escrita por:


Notas do Autor


Capítulo novo amores,boa leitura!

Capítulo 124 - Fugir


Fanfic / Fanfiction Doctor's Diary - Capítulo 124 - Fugir

Elena On

O Damon me trouxe um chá antes de se deitar ao meu lado
-E a nenê?
-Dormiu,sua mãe ficou lá com ela,depois que preparou o chá pra você;conversa com ela amanhã,não deixa essa mulher se meter nisso também,sua mãe talvez seja boa demais e acredite em tudo que a Rose deve ter dito a ela,mas tenho certeza que não foi por mal
-Eu sei,amanhã eu falo com ela,tá bom? -Ele sorriu me beijando
-Apesar de tudo que aconteceu pelo menos foi bom sair pra dançar comigo?
Sorri -Claro que foi,estava me divertindo muito dançando com você e depois sozinha,até eu ver você e o Dean conversando
-Por isso foi até lá? -perguntou ele rindo
-Claro,pensei,vou lá antes que eles se matem,mas estava tudo bem até eu chegar
-Mais ou menos,ele me disse antes de eu ver que era ele,entende agora porque eu morria de ciúmes dela
-Ele disse isso?!
-Como não se você de destacava naquele multidão toda,dançando tão provocante
-Há é -disse subindo no colo dele  -Só me importo em provocar uma única pessoa -disse o beijando,ele me virou se colocando sobre mim
-E sempre consegue
-Sempre?! -sorri o beijando
-Não sabe como -sussurrou ele mordiscando a minha orelha e a beijando,desceu seus beijos pelo meu pescoço,o puxei de volta para mim
-Não sabe como eu te amo -Falei voltando a o beijar...

Acordei cedo e fui falar com a minha mãe
-Bom dia
-Bom dia filha,acordou cedo,tá tudo bem?
-Tá,obrigado pelo chá,o Damon me falou que foi você quem fez
-Foi,mas não precisa agradecer isso meu amor
-Desculpa por ontem mãe,eu fiquei chateada,mas te andando,apesar de não concordar
-Filha,eu te amo,não queria te magoar,só falei aquilo pra ele,porque no momento me pareceu e eu sempre com essa mania de me meter,eu que preciso pedir desculpas
-Claro que não,eu sei que não foi por mal e pronto vamos esquecer isso,tem café?
-Dormiu bem?
-Muito,acha que eu estou errada em ficar com ele,mesmo ele sendo casado?Nunca conversamos sobre isso
-Não,não acho,porque ele nem se considera mais assim,ele te ama,por isso foi embora?
-Também,mas porque eu também achei que ele podia voltar a ter uma família
-Ele já tem uma família
-Bom dia!O que as meninas tanto fofocam nessa cozinha?
-Bom dia bebê,papo de mulher -disse sorrindo,ele me deu um selinho -Te acordamos?
-Não,acordei sozinho e vi que você não estava mais lá;o que vamos fazer hoje?
-Não pensei em nada especial pra hoje
-Qualquer coisa com você é especial
-Bobo
-O casalzinho aí vai me ajudar a por a mesa ou não?
-Vamos -Antes de ir porém meu celular tocou,me afastei para atender -Dean!
-Oi,eu sei onde a Rose tá morando
-Como assim tão rápido?
-Fui até a sua casa,precisamos conversar,mas aí eu a vi
-Aqui?!
-É,ela ficou parada uns dez minutos só olhando e foi embora,eu a segui
-Que estranho
-O que é estranho amor? -Perguntou o Damon se aproximando
-Toma cuidado com ela Lena
-Pode deixar
-Mas tarde eu passo aí,posso?
-Claro
-Então até mais
-Tchau -desliguei,ele estava parado me olhando,esperando a resposta,mas eu tinha que começar do começo então  -Era o Dean
-O que ele queria?
-Ele vinha aqui,falar com a gente,só que ele viu a Rose parada na frente da nossa casa,ele disse que ela deve ter ficado uns dez minutos só olhando e depois foi embora
-Realmente estranho,será que ela perdeu a coragem de bater
-Pode ser,ele a seguiu,agora ele já sabe onde ela está
-Ele é bom,mas ainda não entendo o que ele queria aqui
-Também não sei,mas ele disse que vem mais tarde
-Há ele vem,que interessante,tá,vamos tomar café?
-Vamos
Passamos a manhã brincando com a Chloe,tinha sido uma manhã ótima,mas já no começo da tarde a Rose apareceu
-De novo? -disse o Damon abrindo com ela,eu permaneci com a Chloe no sofá
-Eu só vim avisar que se você realmente quer guerra é isso que você vai ter,eu vou brigar pela guarda da minha filha
-Nunca vai conseguir
-Será?!Talvez tenha um jeito,podemos ficar juntos de novo,eu te amo
Eu não acreditei no que estava ouvido,ela ainda o ama,e apesar de suspeitar disso,ouvir ela falar fez meu estômago embrulhar e uma dor invadir a minha alma,quase cortando a minha respiração,mas continue prestando atenção na conversa
-Você só pode estar louca,vai embora!
-Então é isso,você prefere guerra do que amor,espero que não se arrependa
Ouvi a porta bater e voltei a minha concentração na nenê que agora já dormia no meu colo,sequei uma lágrima que teimou a escorrer,tentei me manter bem,logo ele apareceu
-Ouviu? -porque ele estava perguntando se ele sabia que sim
-Ouvi
-Acha que tem alguma possibilidade dela conseguir?
-Não sei,talvez,mas tem uma chance dela nem tentar -disse o fazendo me olhar sério
-Ouviu isso também
-Seria um meio de fazer a Chloe não precisar passar por tudo isso
-Não acredito que tá falando isso,quer mesmo isso?
-Não!Mas...
-Então sem mais,vamos dar um jeito e ela nunca ganharia essa causa
-Ela disse que te ama
-Acreditou mesmo nisso? -Disse ele sentando ao meu lado
-Não sei,não é nada difícil
-Ela deve me odiar,pra ter abandonado a própria filha isso sim
-Ela dormiu
-Quer que eu leve ela lá pra cima?
-Sim -Ele pegou ela e subiu,eu ainda estava tentando digerir tudo quando o Dean chegou -Entra!
-Oi,nem nos falamos direito ontem,como você está?
-Tô bem
-Está realmente grávida?
-Não foi o que ele disse,porque ele mentiria
-Entendo agora porque tá com ele
-Não,estaria com ele mesmo se não estivesse,porque eu o amo
-Você sempre quis ser mãe,parabéns
Me mantive séria,vi o Damon descendo -Vamos sentar
Logo ele se juntou a nós
-Olá
-Oi
-Então,alguma novidade?
Ele ficou me olhando como se quisesse falar alguma coisa só pra mim
-Pode falar -disse
-Eu fiquei parado na frente de onde ela está morando
-E chegou a ver alguma coisa
-Ela veio pra cá
-Isso sabemos -disse ele
-Mas antes,ela recebeu uma visita...do seu pai
-Tem certeza? -Ele me mostrou uma foto no celular,apesar da imagem ser distante,eu reconheceria fácil o meu pai
-E eles pareciam -Ele hesitou
-Bem íntimos? -Perguntou o Damon
-Isso,como sabe?
-Não sabia,mas desconfiava que ela tinha alguém
-Acha que aquele dia que ligou pra ela,era com o meu pai que ela estava?
-Sim
-Então já desconfiavam?
-É,faz sentindo,mas se ele está a ajudando,como podemos fazer alguma coisa?
-Você pode falar com ele,ele te ama
-Não,não posso
-Pode nos deixar sozinhos,por favor,eu agradeço de verdade a sua ajuda -disse o Damon
-Claro,tchau Lena
-Tchau
Ele o levou até a porta e voltou
-Você tá bem amor?
-Eu imaginei,mas não tinha certeza,saber que ele realmente tá por trás disso tudo,é horrível

Damon On

A abracei
-Não precisa falar com ele,a gente dá um jeito,é bom que fique longe dele,parece que ele perdeu todo o bom senso,tá certo que ele não goste de mim,mas se prestar a isso e nem pensar em você
-Ele quer as coisas do jeito dele e pouco importa o que eu sinto,sempre foi assim,mas eu sempre o justificava,apesar de fazer as coisas do meu jeito,mas agora ele passou de todos os limites e eu não sei se enfrenta-lo,mudaria alguma coisa
-Provavelmente não,acho que podemos pensar depois no que fazer,tá bom?
-Tá -disse ela voltando ao seu lugar
-Eu não aguento mais isso
-O que?!
-Os nosso ex,porque ele tem que aparecer sempre?
-Pelo menos o Dean não fingiu que tinha morrido
-Há,não só tentou te...Esquece,tem razão,mas bem que a gente podia amarrar eles em algum lugar e tocar um bomba neles -disse a fazendo rir
-Só você mesmo
-É sério e se a gente fugir?podemos ir para uma praia deserta,bem longe,levamos a minha filha e a sua mãe e nunca mais voltamos
-Eu adoraria,mas não podemos simplesmente fugir,precisamos ser responsáveis
-Não quero ser responsável,quero ser feliz com vocês
-Já somos,alguns problemas,mas eu gosto da vida que temos -disse ela acariciando o meu cabelo
-Te amo -disse a beijando...

Dois dias depois...
A rose não apareceu mais,o Dean disse que ela permanecia sempre em casa e o Jonh ia lá algumas vezes,nada diferente,pedimos para ele deixar esse assunto pra lá por enquanto,continuamos tocando a nossa vida normalmente...
Entrei no quarto a Elena estava no laptop
-Comprei os restantes dos móveis para terminar de montar a clínica -disse ela sorrindo
-O que?!Sério?Deixa eu ver
-Você vai me ajudar a montar tudo?
-Claro e vai mandar entregar aqui né?
-Sim,vai demorar uns dias,mas eu pensei que em quanto isso podemos focar em outras coisas,como os banners e...
Virei a cadeira dela pra mim -Podemos aproveitar de outras formas -Falo a beijando -
-Gosto disso,mas tô falando sério -disse ela se agarrando ao meu pescoço
-Eu também -Voltamos a nos beijar,mas fomos interrompidos pela Rita
-Desculpa,eu não queria atrapalhar
-O que foi agora?!
-Aconteceu alguma coisa mãe?
-A Bonnie e a Caroline estão aí
-As duas de uma vez só,é sério?
-Damon! -disse ela,me fazendo rir  -Bobo,eu já vou lá falar com elas
Vou com ela pra sala,ficamos lá conversando até meu celular tocar,saio da sala para atender o Enzo,já faz uns dois dias direto que ele tá ligando e eu não atendo,resolvo atender
-Fala,antes que eu desligue
-Eu preciso falar com você
-Não temos mais nada para conversar Enzo
-Precisamos  sim,nem que seja pela última vez,eu tô indo embora amanhã
-Vai pra onde?
-Se pudermos nos ver,eu vou te mandar o endereço de onde eu estou
-Eu não sei,você destruiu a minha vida e não só uma mas duas vez -disse desligando antes que minha raiva explodisse,logo ele me mandou uma mensagem com o endereço


Notas Finais


E agora?acham que o Damon deve dar uma oportunidade para o Enzo?
Em breve tem mais 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...