História Dois Amantes - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 3
Palavras 926
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção Adolescente, LGBT, Orange, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - 1 Parte


Seria um sábado comum se eu não tivesse que cuidar de um dos meus amores. Sim 'um dos', eu namoro Nicolas e Marcos há quase um ano. Você deve estar me achando uma vadia, mas eu não posso me decidir entre um dos dois, eu os amo igualmente e chamo isso de amor duplo ou poliamor.

Sou praticante do poliamor a mais ou menos uns 3 anos.

No começo eles brigavam muito, me disputavam, combinamos de que se houvessem brigas eu não ficaria com nenhum deles e deu certo.

Hoje era o sábado do Marcos, ele me levaria aonde ele quisesse como foi no sábado passado com o Nicolas. Nós passamos a semana inteira juntos, nós três, o sábado é o dia que eu tenho com cada um deles, quem sugeriu isso foi o Marcos, eu e Nicolas entramos em acordo.

A questão é que justo no sábado do Marcos o Nicolas ficou doente, eu não conseguiria sair com o Marco e deixar o Nic sozinho com febre, então eu liguei pro Marcos cancelando o que íamos fazer hoje, mas ele não gostou muito da ideia.

Agora estou eu aqui na cozinha preparando uma sopa pro meu irlandês e esperando um inglês furioso chegar, que segundo o mesmo já estava a caminho.

Ouvi meu nome ser chamado por uma voz sofrida e quase fui voando pra sala, onde se encontra um Nicolas deitado no sofá e enrolado até o pescoço.

Eu: Oi amor! – sentei no chão ao lado de seu rosto e toquei sua testa – E essa febre que não baixa. – sussurrei indignada

Nicolas: Fica aqui comigo? – pediu fazendo biquinho

Eu: Só um pouquinho, sua sopa ta no fogo! – beijei sua testa

A porta abriu e fechou num estrondo, olhei em direção a mesma e vi Marcos vir até mim.

Marcos: VOCÊ ME TROCOU POR ELE? – gritou apontando pro Nicolas.

Eu: Não grita o Nic ta doente! – o repreendi levantando

Marcos: E você acredita, porque ele não ficou doente no dia em que ele saiu com você? – abaixou o tom de voz

Eu: Ninguém escolhe quando ficar doente, Marcos!
 

Marcos: Continuo achando que ele não está doente... – se aproximou do Nicolas que se encolheu no sofá – Aposto que está fingindo.

Eu: Vem Marcos, vamos na cozinha. – o puxei pelo braço – Senta ai e fica quietinho! – continuei a fazer a sopa

Marcos: Mary eu já tinha o programa perfeito pra nós dois. – falou todo manhoso – Eu ia te levar em um parque, íamos no restaurante que você gosta e depois íamos pra minha casa acabar a nossa noite perfeita!

Eu: Não dá Marco, não vou deixar o Nic sozinho! – o olhei
 

Marcos: Está doente... É o que ele diz! – disse emburrado

Eu: Ele ta com febre... – coloquei a sopa no prato pra esfriar – Quer?

Marcos: Não. – se virou de costas

Eu: Marcos dá pra parar? – fui até ele – A gente sai outro dia. – o selei

Marcos: Eu queria hoje!

Eu: Você ta parecendo uma criança birrenta! – apertei suas bochechas

Marcos: E você prefere o Nicolas! – suspirei e fiquei no meio de suas pernas segurando seu rosto

Eu: Amor eu não prefiro ninguém, eu amo tanto você como eu amo ele. – o selei – Você é meu bad boy e ele meu príncipe! – fiz bico e ele sorriu

Marcos: Você é linda! – me beijou

Ficamos tão envolvidos no beijo que só paramos por uma tosse forçada vinda da entrada da cozinha. Virei e vi meu loirinho ali parado.

Nicolas: É... Eu to com fome! – disse e Marcos bufou assim que sai de seus braços

Eu: Volta pra sala que eu já estou indo! – falei indo até o armário pegar uma bandeja

Marcos: Nicolas é um bom ator e você o trata como uma criança! – disse já de pé

Eu: Para Marcos, esqueceu o combinado? – ele me olhou insatisfeito

Coloquei o prato sobre a bandeja e caminhei até a sala onde Nicolas estava sentado olhando o chão.

Eu: Está sentindo alguma coisa Nic? – ele me olhou

Nicolas: Não queria atrapalhar o dia de vocês! – Marcos fingiu um bocejo

Eu: Tudo bem Nic, nós teremos mais dias! – eu disse colocando a bandeja no colo dele

Marcos: Se o Nicolas não ficar doente! – murmurou, mas eu ouvi e o olhei feio

Eu: Eu vou colocar o travesseiro na suas costas pra você ficar confortável! – disse ao Nicolas que logo me olhou assustado

Nicolas: Na-não precisa, eu estou bem assim! – colocou a mão sobre o travesseiro me impedindo de pega-lo

Eu: Nicolas é pra você não ficar com dor nas costas! Puxei o travesseiro e embaixo do mesmo tinha uma compressa de água quente

Marcos: Isso explica a febre! – debochou

Eu: Você mentiu pra mim Nicolas? – ele abaixou a cabeça – Eu esperava isso do Marcos, mas de você...

Marcos: Ei

Eu: Porque mentiu Nicolas?

Nicolas: Eu queria ficar com você, mas como hoje era o dia do Marcos você não ia querer! – me olhou triste

Eu: Caramba nós tínhamos um combinado e você o violou!

Nicolas: Não fica com raiva de mim, eu só queria ficar mais um pouco com você! – segurou minha mão

Marcos: E nem pensou em mim né Nicolas, ela é minha também!

Eu: Marcos, por favor!

Marcos: Vai defende ele agora?

Eu: Não estou o defendendo, mas vamos ficar nós três juntos hoje!

Nicolas: Serio? – sorriu

Eu: É, mas você ta devendo um dos seus sábados ao Marcos! – falei e ouvi o Marcos comemorar

Nicolas: Mas...

Marcos: Você não está em condição de argumentar nada Nicolas!

Selei os meus meninos e nos ajeitamos no sofá pra assistir um filme.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...