História Dois assassinos incomuns ( Yandere Simulador x Creepypasta ) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Jeff The Killer, Yandere Simulator
Personagens Amai Odayaka, Asu Rito, Ayano Aishi, Budo Masuta, Chojo Tekina, Daku Atsu, Flame Demon, Hanako Yamada, Haruto Yuto, Info-chan, Inkyu Basu, Jeff, Juku Ren, Kizana Sunobu, Koharu Hinata, Kokona Haruka, Kokuma Jutsu, Megami Saikou, Mei Mio, Midori Gurin, Mina Rai, Musume Ronshaku, Oka Ruto, Osana Najimi, Osoro Shidesu, Personagens Originais, Pippi Osu, Rival-chan, Robot-chan, Ryuto Ippongo, Saki Miyu, Shin Higaku, Sho Kunin, Sora Sosuke, Sota Yuki, Supana Churu, Taeko Yamada, Taro Yamada, Yui Rio, Yuna Hina
Tags Creepypasta, Drama, Yandere Simulator
Visualizações 129
Palavras 659
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem ^^

Capítulo 4 - O Serial Killer


Fanfic / Fanfiction Dois assassinos incomuns ( Yandere Simulador x Creepypasta ) - Capítulo 4 - O Serial Killer

- Apareça ! Quem quer que seja! - pego a faca que estava em minha bolsa - estou lhe avisando...

Estranho que pareça, não há ninguém aqui ! Além de mim... Poderia ser qualquer um, ladrão ? Gato ? Ou seria a polícia ? Isso seria impossível ! Eu sou delicada em assuntos que ocorra sangue, além disso, seria impossível ser a polícia se eu ao menos estivesse ter escutado uma sirene. 

Segurando a faca em minhas mãos, escuto uma risada, não era normal... Era.. Diabólica, como alguém poderia ter uma risada como esta ? ae... Eusinha... A questão é, como alguém entrou em minha casa ? Eu não sou o tipo de pessoa que deixa tudo aberto... Nem mesmo os corpos... 

Sinto como se alguém estivesse me observando, esse sentimento é estranho, é como se eu tivesse com.. Medo ? Medo de alguém souber do que eu estou fazendo ? Medo do Senpai descobrir ? Medo de perde-lo. Ao virar para o espelho, vejo o reflexo da pessoa através dele. Más que ser é este ? Que tipo de pessoa tem essa aparência ? Após a criatura perceber que eu estava a olhando, ela tenta me agarrar por atrás, tentando segurar em meus braços, desvio, ainda com a faca nas minhas mãos.

- Belo desvio - um sorriso aparece em seu rosto, não era um sorriso qualquer.

Tento lhe atacar, mas... Ela se desviou ? Como ? Em um segundo ela se teletransportou por trás, acabei caindo no chão sem como me segurar, eu tentei me proteger mas a criatura colocou seu pé sob o meu peito, tento sair, não adianta... Somente falhas, ele ou ela, era forte demais.


- Admiro suas habilidades, porém, não tanto - ele, obviamente é um rapaz, pela voz, não tinha percebido isso antes. 

- Quem é você ?! - digo tentando tirar seu pé em cima de mim. 

- Como assim que sou eu ? - ele sorri ironicamente - eu sou um grande serial killer, e nunca ouviu falar sobre mim ? 

- Por que eu deveria ? Tenho coisas muito mais importantes para fazer do que saber quem você ! Se você é um grande serial killer ! Ande, me mate ! - Ele começa a rir - qual é a graça ?

- Você... Você acha mesmo que estou aqui para isso ? - ele tira o pé em cima do meu peito, fico sentada olhando pra ele.

- O que você quer ? - fico olhando para minha faca que estava caída, perto do computador. Ele olha, vá até o computador e paga a faca, estúpida, fui muito estúpida de ter olhado para ela.

- Você não vai conseguir me atacar se continuar sendo desse jeito - ele me da a faca - Eu lhe conheço Ayano, você é muito bem falada por eles..

- "Eles" ?, Eles quem ? - Ele vai até a janela e fica a olhando, eu me levanto as pressas e vou até a direção dele - ELES QUEM ?!

- Você tem problema para gritar deste jeito ? - Com a luz batendo sob a janela, pude perceber melhor como ele era, era... Eu não tenho palavras para dizer isso, seus olhos pareciam fundos como um buraco sem fim, sua pele era extremamente branca, como a neve, seus cabelos totalmente pretos e sua boca... Era um rasgo até as suas bochechas... 

- Não, eu não tenho nenhum problema... - ele olhou para mim e disse:

- Assustada com a minha aparência ? Hehe, isso é o que dá mais medo nas vítimas - ele sorri - Eu vim aqui para lhe ajudar com o que você anda tramando.

- O que você sabe ? - olho para ele incrédula 

- Sei que você anda matando garotas inocentes, por que isso Ayano ? Tudo para conquistar o seu Senpai ? - ele olha para os meus olhos.

- Como você sabe ? - Digo com os braços cruzados

- Eu já disse, eles sabem sobre você...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...