1. Spirit Fanfics >
  2. Dois Bruxos e Um Vampiro >
  3. Você foi seguido por lobos

História Dois Bruxos e Um Vampiro - Capítulo 26


Escrita por: Angeljtk

Notas do Autor


Desculpem os erros e boa leitura..

Capítulo 26 - Você foi seguido por lobos


Carlisle foi quem trocou a fralda e alimentou James de manhã bem cedo, ele não quis acordar Harry que dormia tranquilo com Draco em seus braços, eles estavam sorrindo e pareciam tão conectados um com o outro que o vampiro se perguntou se queria mesmo transforma eles em vampiros e nunca mais ver algo como aquela cena. Mas regras eram regras e ele teria tempo, pegou seu celular e tirou uma foto dos dois e sorriu satisfeito.

Assim que o sol ficou mais alto e sua claridade começou a invadir o quarto, Draco acordou e se mexeu um pouco fazendo com que Harry murmurasse algo inteligível e Draco apenas sorriu quando se deu conta de que Carlisle os olhava e então perguntou:

- não é cansativo?

- não, de modo algum, eu poderia fazer isso para sempre – Carlisle disse sorrindo.

- bom dia meus amores – Harry disse beijando o pescoço de Draco e esfregando sua ereção matinal na bunda de Draco que apenas gemeu manhoso e Carlisle perguntou:

- esta tudo bem?

- podemos nos casar essa semana? – Harry perguntou se afastando de Draco e pensando em coisas broxantes.

- quer se casar rápido só para me foder? – Draco perguntou fingindo indignação.

- na verdade, isso e para que não tenha que voltar para a casa do xerife. – Harry disse honesto.

- dois meses passam rápido amor, vai ver. – Draco disse e então eles notaram que havia uma certa gritaria vindo do andar de baixo.

Carlisle desceu e Harry e Draco apenas tomaram banho juntos e fizeram suas higienes e Harry se controlou e não passou a mão em Draco como gostaria. Logo eles já estavam vestidos e quando chegaram na sala eles ouviram:

- e quando ia ter a decência de me contar? – Cedrico gritava.

- eu ia te contar ontem se tivesse vindo dormir em casa, e afinal onde dormiu? – Edward disse.

- e que diferença faz onde eu durmo pra você? – Cedrico ainda gritava.

- podia estar ferido em algum lugar, sei lá – Edward disse.

- nossa, parece até que você se importa. Não acha que poderia ter me dito isso antes de eu deixar tudo e vir para cá achando que teria uma vida com você? – Cedrico disse notando a presença do trisal na sala pela primeira vez.

- eu achava que....

- vai se foder, estou cansado da sua invasão a minha mente, estou cansado do que você achava e pouco me importa o que vai pensar agora – Cedrico disse para Edward – desculpe Hazz, mas vou para a cidade e depois vou voltar para Londres.

- Ced, fica aqui, não precisa ir embora. – Harry disse.

- pra que? Pra ele ficar lendo minha mente, não muito obrigado. – Cedrico disse e Harry fuzilou Edward e Draco disse:

- poderia ficar comigo se quiser – Draco disse – tenho certeza que minha tia e Charlie não vão se importar.

- eu aceito Draco, obrigado. Vou só arrumar minhas coisas.

Todos ali estavam esperando uma 3ª guerra mundial, mas acharam que no final tudo tinha sido até que bem civilizado, o que na verdade deixou uma pulga atrás da orelha de Edward, ele mais do que ninguém, esperava receber algum tipo de feitiço que lhe causasse dor, mas foram só gritos e algo que Cedrico parecia fazer questão de esconder em sua mente.

- tem certeza que Cedrico não vai te causar problemas? – Carlisle perguntou.

- talvez algum falatório, mas problemas tenho certeza que não – Draco disse.

- e tem mesmo que ir, poderia ficar e passar o dia com agente – Harry disse puxando Draco pela cintura.

- eu tenho um trabalho para entregar amanhã, ainda estou na escola se lembra? – Draco disse passando os braços pelo pescoço de Harry e selando seus lábios.

- quando casarmos ainda vai para a escola? – Harry perguntou confuso.

- diferente de você, eu não terminei Hogwarts e preciso terminar pelo menos essa escola. – Draco disse. – ou pelo menos Adam precisa.

- então eu te vejo depois da aula. – Harry disse.

- sim, na minha casa, não ouse aparecer no colégio ou vou ignorar você. – Draco disse.

- mas é tentador mostrar para todos que você tem dono – Harry disse e Carlisle apenas revirou os olhos e disse:

- nem pense nisso, não queremos falatório e problemas com Charlie. Vamos esperar o casamento primeiro.

- esta bem – Harry disse beijando Draco até o ar faltar e depois o saltando para que ele fosse parar nos braços do vampiro e recebendo o mesmo tratamento.

Jake estava andando pela floresta pensando onde poderia encontrar Cedrico e como Sam estava certo, eles tinham se conhecido a menos de 24 horas e ele não via a hora de ver o metidinho novamente e ele foi caminhando sem se dar conta que estava perto da casa dos Cullen, quando ele notou, ele viu a coisa mais entranha, havia um jovem loiro, segurando Scorpio nos braços e se despedindo de um cara que ele não conhecia com beijo que parecia cheio de luxuria, logo em seguida ele viu Cedrico saindo da casa com duas malas e colocando no porta malas do carro que ele sabia que era de Adam, mas onde estava Adam? O sujeito loiro entrou no carro junto com o filho de Adam e Cedrico e simplesmente foram embora? Será que os vampiros tinham transformado Adam e tinham colocado aquele outro cara no lugar? Perdido nesses pensamentos ele nem notou que o resto da matinha tinham se interessado pelas teorias malucas de Jake e já estavam seguindo o carro, coisa que ele fez logo em seguida se transformando em lobo também.

Quando chegaram na casa do xerife, Draco e Cedrico não tinham ideia de que tinham sido seguidos, eles simplesmente pegaram Scorpio, as malas e entraram como se a casa fosse deles, o que deixou os lobos ainda mais de orelha em pé:

- acha que ele é um amigo do Adam que foi buscar o Scorpio na casa dos Cullen? – Seth perguntou

- é claro que não, quem em sã consciência deixaria um bebê com vampiros? – Sam perguntou.

- mas eles podem não saber o que os Cullen são, ou podem ter apenas levado o menino para ver o doutor – Jake disse.

- isso ainda não explica a ausência de Adam e o seu namorado sair de lá com duas malas. – Sam disse.

- nem eram malas tão grandes, podem ser apenas coisas de Scorpio. – Jake disse.

- isso esta muito estranho. Devíamos bater e ver se Adam esta em casa. – Sam disse.

- olha pra gente, vamos simplesmente aparecer como lobos na porta do xerife? – Jake perguntou incrédulo.

- é claro que não idiota – Sam disse voltando a ser humano e se vestindo com uma muda de roupa que prendia na sua barriga antes de virar lobo.

- espera, você se despe antes de virar lobo e prende a roupa na barriga? – Jake perguntou tão incrédulo quanto Seth.

- e você é o líder da matilha – Sam disse fazendo sinal negativo com a cabeça pois sabia que tanto Jake quanto Seth tinham rasgado suas roupas.

Sam atravessou a estrada e bateu na porta e foi atendido por Bella que estranhou sua presença e por isso já foi logo perguntando:

- esta tudo bem? aconteceu alguma coisa?

- esta tudo bem, só queria falar com Adam um minuto, na verdade queria fazer um convite para ele – Sam disse na maior cara de pau.

- ah, entra – Bella disse mais aliviada.

Ela chamou por Adam e Draco entendeu naquele momento que precisava fazer o feitiço e pela primeira vez em muito tempo não ficou cansado em fazê-lo, as poções de Severo realmente estavam fazendo efeito. Ele logo desceu e se deparou com Sam que parecia meio perdido e perguntou:

- oi, tudo bem?

- ahh, oi Adam, sim estou bem e você? – Sam perguntou encarando Adam de uma forma estranha.

- melhor agora – Adam disse.

- não esteve bem? – Sam perguntou curioso.

- só um pouco cansado ontem, achei que fosse gripe mas era falta de dormir mesmo. – Draco disse simples.

- e Scorpio, ele esta bem? – Draco não entendeu a pergunta e ficou intrigado e então seu celular tocou e era Carlisle.

- só um minuto – ele disse antes de ir para a cozinha atender.

- claro – Sam disse.

 

Ligação On

- oi amor – Draco disse sorrindo.

- oi meu anjo – Carlisle disse sorrindo também por ter sido chamado de amor.

- já esta com saudade? Eu sei que Hazz vai responder que sim – Draco disse sorrindo ainda mais.

- sim, estamos com saudades, mas liguei apenas para dizer que foi seguido por lobos e que eu te explico de noite, por isso fique em casa e se puder, não fale com ninguém até conversarmos. – Carlisle disse deixando Draco desconfiado.

- esta bem, mas vamos nos ver a noite? – Draco perguntou mais animado.

- Hazz disse que não vai mais dormir sem você.

- e não vou mesmo – Harry disse ao fundo fazendo Draco sorrir pois Potter continuava o mesmo idiota de sempre

- eu vejo vocês de noite então – Draco disse.

- nós te amamos anjo – Carlisle disse.

- também amo vocês – Draco disse.

Ligação Off

 

Draco voltou para a sala e Sam estava sentado na mesma posição que ele tinha deixado e então Draco disse:

- do que falávamos mesmo? Ahh sim, Scorpio esta bem, apesar de ainda estar se acostumando com nossa nova visita. – Draco disse notando o interesse em Sam aumentando e pensou que Carlisle estava exagerando, mas mesmo assim, seu amigo estava estranho, será que ele era um lobisomem assim como Lupin?

- visita? Que bom, assim teremos mais gente. Eu vim convidar você para uma fogueira na tribo na sexta a noite, vai ter comida e o chefe vai contar as lendas e vai ter dança, vai ser bem divertido. Jake queria vir, mas ele teve um pequeno probleminha com seu guarda roupas e por isso eu vim no lugar.

- nós vamos adorar – Draco disse.

- ótimo, te vejo na sexta. – Sam disse se controlando para não perguntar por Cedrico porque Jake estava praticamente gritando na cabeça dele para perguntar.

- sim, nos vemos na sexta – Draco disse e Sam saiu e Bella entrou na sala e disse:

- esses meninos estão ficando cada dia mais estranhos.

- acho que de alguma forma eles me viram saindo da casa dos Cullen. – Draco disse.

- por que pensa isso?

- essa foi uma visita muito estranha e Carlisle ligou dizendo que lobos tinham me seguido. – Draco disse.

- lobos? Tipo Lupin? – Bella perguntou curiosa.

- ele disse que me conta de noite – Draco disse voltando para a cozinha para pegar um suco de maracujá para Cedrico.

Cedrico passou o dia chorando e se xingando de idiota e quando não estava se lamentando estava se lembrando de Jake e depois que ele já estava calmo o suficiente, Darco falou do convite e ele se animou, não seria tão ruim fazer algo diferente. Bella e Charlie tinham dito para ele que ele poderia ficar o tempo que quisesse e ele resolveu que ficaria por mais um tempo, mas não iria voltar para a escola, iria procurar algo para fazer, precisava de dinheiro trouxa e Charlie sugeriu que ele ajudasse Bella com a venda dos artesanatos da tribo e ele achou que seria legal e concordou.

Os quileutes não gostavam muito de sair de sua reversa, iam na cidade o mínimo possível, mesmo os jovens não tinham tanto interesse, mas faziam peças de tapeçaria e cerâmica como poucos, então, desde que Bella se casou com o xerife e foi apresentada a tribo, ela começou a trabalhar como ponte entre os quileutes e seus muitos clientes fãs de artesanato, tanto on-line como em Port Angeles, e esse trabalho a mantinha ocupada e ela podia cuidar de Scorpio tranquila enquanto Draco estava na escola, mas as vendas on-line estavam bombando e apenas Jake a ajudava, e ter a ajuda de Cedrico tinha vindo ao encontro de seus desejos, mas estava preocupada, eram poucas as pessoas de fora que eles aceitavam em seu território e dentro do perímetro da pequena cidade particular deles. Mas ela não era Bellatrix Lestrange Swan a toa, quando ela queria alguma coisa, ela conseguia.

Quando a noite chegou, todos já estavam dormindo menos Draco, ele estava ansioso por saber o que Carlisle queria contar e dormir nos braços de Harry novamente e eles simplesmente entraram pela janela e deixando Draco surpreso mas Harry foi logo dizendo:

- ele odeia aparatar. Oi amor – Harry apenas foi colocado no chão e tirou a distancia entre ele e Draco e beijou até o ar faltar.

- esse negócio parece que vai me quebrar em pedaços, é horrível. Oi anjo. – Carlisle disse tendo sua vez nos braços de Draco.

- e como vieram? – Draco perguntou confuso.

- correndo – Carlisle disse simples.

- um dia ele te leva para correr com ele e você vai entender – Harry disse pegando Draco no colo e o deitando na cama e ficando abraçado com ele que apenas sorria e Carlisle disse:

- recebeu alguma visita entranha?

- na verdade sim e não – Draco disse enquanto se aninhava com a cabeça no peito do vampiro ainda sendo abraçado por traz por Harry.

- o que quer dizer? – Carlisle perguntou alisando os cabelos do loiro.

- Sam esteve aqui, ele veio me convidar para ir na tribo na sexta a noite, o estranho não é o convite, o estranho foi ele ter vindo, de todos ele é o que menos gosta de sair da reserva e de estranhos – Draco disse.

- o quanto conhece sobre a tribo? – Carlisle perguntou.

- lendas, coisas normais, são amigos de Charlie, ele, o chefe Black e Sue Clearwater vão pescar uma vez por mês, e na verdade queria eles no nosso casamento, por que?

- porque eles não lobos, inimigos naturais de vampiros, que eles chamam de frios, pense nas lendas que te contaram – Carlisle disse e Draco começou a pensar e algumas coisas pareciam fazer sentido e então Harry perguntou:

- são como Lupin?

- não, são lobos enormes, para ilustrar, eles são muito maiores que a pick-up. – Carlisle disse – mas tenho um acordo com o chefe Black para vivermos em paz, mas vou ter que adiantar minha visita a ele para falar sobre nosso casamento.

- tem um acordo? Quando fez isso? – Harry perguntou

- logo que chegamos, mas é um acordo antigo, que fiz com o avô dele a primeira que estive aqui apenas com Esme e Edward. Apenas renovamos o acordo.

- ele sabe sobre mim e James? – Harry perguntou.

- sobre você, sim, sobre James não. – Carlisle disse pensando que realmente teria que falar o mais rápido possível com o chefe.

- o chefe me conhece, acho que eu é que deveria dizer a ele que vou me casar com vocês, que essa decisão é minha – Draco disse – não quero que a familia tenha problemas por minha causa.

- vamos juntos então – Harry disse.

- não, eu vou sozinho. – Carlisle disse como se fosse uma decisão final.

- sou seu marido Carlisle Cullen, se quiser mesmo continuar casado, vai me levar. – Harry disse como se aquilo também fosse uma decisão final.

- e eu sou o noivo, e tenho direitos, então se quiser mesmo ser meu marido, eu vou junto. – Draco disse também como se fosse a decisão final.

- voluntariosos, Severo me avisou sobre isso, mas eu me apaixonei mesmo assim. Vamos nós três amanhã a noite então – Carlisle disse vencido.

Harry e Draco poderiam ficar indignados, mas apenas sorriram e logo já estavam falando de outra coisa e dormindo, mas Carlisle apenas ficou pensativo, se eles já estavam se transformando em lobos tão cedo, talvez ele tivesse problema para se casar com Draco. Mas não sofreria por antecedência, ele faria como sempre fez, e tudo ia dar certo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...