1. Spirit Fanfics >
  2. Dois Corações >
  3. Chá de bebê

História Dois Corações - Capítulo 51


Escrita por:


Notas do Autor


ÚLTIMOS CAPÍTULOS
Boa leitura!

Capítulo 51 - Chá de bebê


Catarina acordou na sua cama e quando olhou para o lado, viu que Samuel também dormia. Ela sorriu ao ver que ele havia levado ela para seu quarto depois de ter caído no sono no sofá enquanto conversavam. A jovem se levantou, foi se arrumar na suíte e quando voltou encontrou Samuel já acordado.

- Bom dia. -disse a ele.

- Bom dia, dormiu bem? -sorriu.

- Sim, obrigada por ter me trazido aqui pra minha cama.

- Tudo bem, espero que não tenha se importado de eu ter dormido aqui. Você me impediu de ir embora e eu não tive forças para lutar contra. -respondeu, sentando-se na cama.

- Eu sei o que eu fiz. A sua presença me faz bem, muito bem. -respondeu, sentando-se na frente do estudante de direito.

- Você está melhor depois de ontem? Você ficou bem mexida com a presença do Diego aqui na sua casa. 

Catarina suspirou e respondeu:

- Eu fiquei sim mas, eu não quero mais ficar assim. Samuca, eu tomei uma decisão. 

- Qual?

- Eu quero esquecer o Diego. Eu preciso seguir em frente. 

- Espero que você consiga. E...se quiser ajuda, eu tenho o prazer em te ajudar. -respondeu, arrancando um sorriso de Catarina.

- Vamos devagar? Não quero acelerar as coisas. Eu vou ser mãe de um filho meu e do Diego, imagino que isso seja complicado de um outro homem aceitar.

- Cat, eu não ligo se o pai não sou eu, eu só sei de uma coisa. 

- O que? 

- Que eu vou amar ser padrasto desse bebê porque eu amo a mãe dele.

Catarina sorriu novamente e Samuel se aproximou da jovem para beija-la. Os dois se beijaram de forma cálida e carinhosa.


Diego acordou no apartamento de Camila, nu e com ela nua deitada em seu peito. Ele se levantou e foi se arrumar no banheiro da jovem. Quando voltou, ela ainda dormia e ele foi acordar ela de forma carinhosa.

- Bom dia. -disse ela quando viu Diego logo pela manhã. - Nunca pensei que te veria primeiro que o mundo de manhã. -confessou.

Diego sorriu e respondeu:

- Você é linda quando acorda. Acho que temos que conversar, né? 

Camila levantou e colocou dois dedos nos lábios de Diego. 

- Shiu, não precisamos falar nada não. Deixa rolar, Diego. Vamos dar uma chance pra nós e ver no que dá. -pediu e sorriu no final.

- Certo, vou deixar rolar. -deu-se por vencido. Naquele momento, Diego e Catarina estavam tomando caminhos opostos, nos braços de outras pessoas tentando retomar a vida, eles iam calejados e ainda sentindo o cheiro um do outro impregnado nos corpos dos dois. Diego vendo que Catarina estava com Samuel havia entendido que sua função na vida de Catarina agora era apenas ser pai do bebê que ela esperava. Catarina havia conseguido por um ponto final naquela história que havia feito ela tão feliz mas também havia feito ela sofrer tanto. 


ALGUNS MESES DEPOIS

Dizem que o tempo é o melhor conselheiro, o melhor remédio para feridas abertas, a melhor saída. Nas semanas que se passaram, Diego e Camila se conheceram melhor e sem rótulos, os dois viviam andando juntos no carro dele ou na moto dela. Catarina via essas cenas no campus e sentia ainda a dor daquele amor que estava cicatrizando. Mas se por um lado Catarina sofria ao ver, Diego também sofria ao presenciar Catarina com Samuel, andando de carro com ele, postando fotos no iate dele e montando o quarto do bebê no apartamento do pai dela. 

Os preparativos para o casamento de Flávia e Thiago iam de vento em poupa e logo depois do chá de bebê de Catarina e Diego, viria o tão esperado matrimônio. Marina e Pedro estavam tentando morar juntos para "ver no que dava". Até então, sem rótulos como Diego e Camila. 

Havia chegado o grande dia do chá de bebê e estava tudo pronto, só faltava a chegada da mamãe, já que o papai já estava lá com a nova namorada. E Catarina aparece, com os cabelos trançados e com flores decorando. Uma maquiagem leve e roupas que a deixavam com ar de anjo. Quando Diego a viu, logo paralisou, travou naquela beleza entrando no salão. Catarina já estava com 9 meses de gravidez. A jovem chegou com o pai e Samuel. Ela cumprimentou a todos e depois se aproximou de Diego e Camila.

- Diego. -disse a jovem quando o viu.

- Cat. Nossa, você tá linda. -deixou escapar e Catarina sorriu timidamente. 

- Obrigada. -respondeu.

Camila pigarreou e disse:

- Oi, tudo bem? Realmente você tá linda. O bebê é pra quando? -perguntou.

- Ah, logo. A médica disse que faltam apenas poucas semanas. -respondeu radiante, acariciando a barriga.

- Que venha com bastante saúde. Já sabe o nome? -perguntou.

Catarina olhou diretamente para Diego e os dois sorriram.

- Nós vamos revelar hoje. -respondeu Diego.

- Ah, claro. -respondeu, a contra-gosto. 

- Amor, eu trouxe seu suco. -disse Samuel se aproximando dos três e entregando o copo para a namorada.

- Obrigada. -agradeceu.

- Diego, Camila, como vão? -perguntou o jovem.

- Bem. -respondeu Diego.

- Muito bem. Tá quase na hora, hein Samuca. -brincou Camila.

- Nem me fale. Catarina já está doida pro bebê nascer pois ela já não tem mais posição para dormir. -revelou, rindo no final. 

- Samuca. -disse cutucando o namorado e rindo em seguida. - Bom, eu acho que vou andar pelo salão e cumprimentar os convidados. -completou a grávida. Ela sorriu e foi encontrar as pessoas, inclusive as amigas.

- Amor, eu vou pegar um outro suco, tá bem? -avisou Camila.

- Vai lá.

Diego e Samuel haviam ficado sozinhos e Diego perguntou:

- Você tá ficando na casa da Catarina direto? 

- Sim, agora com o fim da gravidez, a Cat tem precisado mais de mim. -respondeu Samuel.

- Compreendo. -respondeu, sentindo uma pontada de tristeza. - Bom, eu fico feliz por ver que ela está bem com você. -completou. 

- Obrigado, eu também fico feliz por você e pela Camila. E claro, pelo bebê que está a caminho, né? -respondeu.

Samuel se afastou de Diego e o deixou sozinho, admirando Catarina que conversava com as amigas e acariciava a barriga sem perceber. Ela estava tão linda que ele poderia jurar ser outra pessoa, outra Catarina. Ou seus olhos estavam o enganando e fazendo com que ele pensasse isso por estar longe dela por tanto tempo. Ele se aproximou de Catarina no momento que as amigas dela saíram.

- Ansiosa pelo nascimento do nosso filho? -perguntou Diego.

- Claro que eu estou, Di. 

- Você ainda me chama assim? -sorriu no final.

- Você ainda me chama de Cat. -rebateu e sorriu no final.

- Touché. -os dois riram. Diego colocou uma de suas mãos na barriga de Catarina e os dois sentiram que o bebê chutou. - Cat, isso foi...-disse sem terminar a frase.

- Foi um chutinho. - respondeu Catarina emocionada. 

- Mas que menino mais jogador de futebol esse meu filho, hein? -brincou.

- Engraçado que ele só fica assim quando você tá perto. -confessou.

- Isso é bom ou ruim? -perguntou.

- Isso é ótimo. Eu coloco seus áudios para ele ouvir e ele reage. Ele chuta, se mexe. Parece que ele fica muito feliz em te ouvir. -respondeu.

Diego sente seus olhos marejarem e ajoelha para colocar o ouvido na barriga de Catarina.

- Filho, eu tô aqui, meu menino. -conversou com a barriga. O bebê mais uma vez chuta. 

- Diego. -disse Catarina rindo.

- Eles formavam um casal tão bonito. -comenta Lúcia com Paulo e Carlos vendo os ex casal "brincando" com a barriga de Catarina.

- Eu ainda penso que os dois vão voltar. -revela Carlos.

- A minha filha está irredutível, Carlos. Eu acho que esse belo casal ficará apenas nas nossas lembranças. -respondeu Paulo. 

- Vamos, tá na hora de revelar o nome do bebê. -disse Flávia para a amiga grávida. Diego pegou na mão de Catarina e os dois foram para atrás da mesa de bolo e doces para fazer o comunicado.

- Então, eu e o Diego queremos agradecer a presença de todos, especialmente dos nossos pais que foram fundamentais na minha gestação. - disse Catarina.

- E queremos agradecer também aos nossos amigos por comparecerem aqui e também...os nossos companheiros. -disse Diego.

- Bom, todos nós já sabemos que o bebê vai ser um menino lindo mas não revelamos a escolha do nome a ninguém. -disse Catarina. 

- E motivados por um acontecimento lá do começo da nossa gravidez, achamos que esse nome seria o melhor dentre tantas opções cogitadas. -disse Diego.

- Sem mais delongas, vamos puxar esse pano que esconde o nome do bebê e saberemos o nome do príncipe que está vindo. -disse Catarina.

Os dois se posicionaram para puxarem o pano que escondia a placa com o nome e se olhando, eles puxaram o pano. Revelado o nome do bebê, os convidados já poderiam esperar pelo amado Miguel que viria em algumas semanas.


Notas Finais


Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...