1. Spirit Fanfics >
  2. Doki Doki Literature Club Sweet Memories >
  3. Uma luz no fim do túnel

História Doki Doki Literature Club Sweet Memories - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Hj ta Bom hein kkkk comentem

Capítulo 4 - Uma luz no fim do túnel


Após Sair Do Banheiro vou para o meu quarto,chegando na porta escuto uns barulhos estranhos.


Olhando pela fresta da porta vejo….Natsuki com a mão nas pernas?


-Ai Nat ta tudo bem?- Falo Bat3ndo na porta 


-N-Nero T-ta t-tudo b-bem s-sim-Fala Natsuki ofegante 


-Vos entrar- Falo Entrando 


Vejo Natsuki so com uma blusa preta e uma calcinha rosa 


-Ai Nat por que você tava  com a mão entre as pernas?-Pergunto olhando para ela 


-E-E q-que m-minha perna tava coçando e sim so foi isso-fala Natsuki Vermelha 


-Ah tá bom qualquer problema me fala-Respondo deitando na cama 


-Ta Bom Boa noite Nero-Fala Natsuki deitando 


-Um tempo depois-


Velho que saco,não consigo dormir quem foi o ser infeliz que escreveu aquela carta?


Me Levanto com cuidado para não acorda Natsuki,pego meu celular e vejo 01:34 cara acho que vou dar uma volta.


Vou Até meu armário pego uma regata preta junto de um moletom cinza e uma bermuda azul.


Desço as escadas com cuidado e abro a porta.


A madrugada nem é tão ruim assim,claro tirando as ruas desertas.


Vejo a casa ao lado da minha ah uma luz acessa que logo se apaga.


Quem estaria acordado ah essa hora?


Poucos minutos depois vejo uma mulher sair de lá me aproximo e vejo Sayore?


Ela usava uma saia curta roxa,e um sutiã preto junto de uma lingerie vermelha e um salto alto também vermelho 

 

Mas por que Caralhos ela ta assim? 


Noto ela sair andando,então decidi seguir ela 


-Quebra De Tempo-


Depois de uns bons minutos andando,chegamos numa área bem ativa da cidade.


O local era cheio de bares,motéis e bordéis 


Não é possível que Sayore e uma prostituta,Eu so conheço ela a 3 dias sei que ela fofa e doce.


Após Sair de meus pensamentos,vejo Sayore parada num poste em uma esquina.


Decido sentar num banco próximo para ver o que vai acontecer.


Sayore parece meio nervoso e triste,cara por que ela faz isso?


Não demora muito até que alguém aparece,era um homem alto bandido,devia ter uns 40 anos.


Ao escutar a conversa,o homem pergunta quanto está o programa.


Sayore chega perto e diz depende do que vc quer Baby….


O homem diz perfeito vamos É pega Sayore pelo braço 


Sayore estáva muito triste pude ver uma lágrima escorrendo em seu rosto.


Eles entram num motel próximo,devido intervir mas paro na mesma hora. 


Lembro que não tenho dinheiro para entrar e vejo um segurança.


Sem opção tenho que voltar para casa,dou meia volta e saio andando .


-Em Casa- 


Chegamos em casa,vejo que são 03:58 caramba eu andei tanto assim? 


Vou até cozinha e me sento 


-Agora o que eu faço?-Falo 


-Fazer o que Baka- 


Me viro e vejo Natsuki 


-Resolver um problema sério-respondo 


-Eu posso ajudar?-Pergunta Natsuki  


-Talvez senta ai que eu te explico-Respondo Sério 


-Ta pode falar-Diz Natsuki Sentada 


-Bem eu não estava conseguindo dormir,ai sai para dar uma volta quando sai vi  Sayore ela estava com um roupa estranho,uma saia curta roxa e sutiã preto junto de uma lingerie vermelha e um salto alto também vermelho- 


-Ta isso e estranho até para a Sayore-Fala Natsuki 


-Depois de seguro ela fomos para numa área da cidade,cheia de bares motéis e até bordéis-Falo 


-Ela parou próxima ah um pôster numa esquina,minutos depois um cara alto e parafuso aparece e leva ela para uma motel-


-Me resumo Acho que Sayore e uma prostituta-Falo Sério 


-Mas como isso e possível? Você fez algo?-Pergunta Natsuki preocupada 


-Acho que sim,não pude tava sem dinheiro para entrar no motel e tinha um segurança lá e não dava para eu provocar uma briga no meio da noite-Respondo 


-É você tem razão,mas o que faremos?-Pergunta Natsuki 


-Por Agora vamos comer,ja e quase 5 dá manhã e depois vamos falar com as outras do clube-Falo mostrando meu relógio sinalizando que são 4:27 da manhã


-Te Razão mas se a sua irmã perguntar?-Pergunta Natsuki 


-Falamos a verdade duas cabeças pensam melhor que uma-Respondo 


-Tem razão...então o que vamos comer?Eu só sei fazer Cupcake-Responde Natsuki 


-Deixa isso comigo-Fala pegando uma frigideira 


-Deus tenha piedade da minha alma-Fala Natsuki com uma cara de medo.


-Tempo depois- 


Pego os pratos e ponho as omeletes com bacon na mesa,pego o carro de café e coloco junto.


-Pode Comer-Falo Sorrindo 


Natsuki morde uma pedaço.


-Isso ta maravilhoso-fala Natuski  


-Alguém aqui tem que aprender a se virar né-Respondo 


-Mas como onde vc aprendeu a cozinhar tão bem?-Pergunta Natsuki  


-Depois de vários ovos queimados você pega o jeito-Respondo 


-O Casal já tá de amorico logo cedo-Fala Elyssa encostada na porta 


-Nos não somos um Casal Elyssa-Respondo 


-É n-não s-somos um c-casal-fala Natsuki Vermelha  


-Sei Sei -Fala Elyssa indo para a geladeira 


-Tem omelete e bacon no fogão-Falo 


-Eba Omelte -Fala Elyssa dando pulinhos 


- Você e uma Criança Elyssa-falo


- Olha que fala o senhor inocência-Repsonde Elyssa 


-Ah koe da pra alguém me explicar isso?-Pergunto 


-Não não podemos-Ambas falam ao mesmo tempo 


-Afff ta bom-Respondo 


Depois de tomarmos café,nos acarinhados e fomos para a escola 


-Na Escola-


Quando chegamos lá noto todos olhando para nós,os meninos com um olhar de respeito ja as meninas com um olhar um tanto malicioso.


Cada um foi para a sua sala,chego na minha e depois de abrir a porta todos olham para mim.


Decido ignorar e me sento.


-Quebra De Tempo-


Ja passou 30 minutos e nada do professor chegar,e acho que o primeiro tempo vai ser livre mesmo 


-Que Tédio- Falo sozinho  


-É olá Você e o Nero certo?-Diz uma voz atrás de mim 


Me viro e vejo uma garota da minha altura,cabelos negros que chegam até as costas olhos azuis acinzentados e pele morena 


-Sou sim Quem é você?-Pergunto 


-Me chamo Yunna Katsuki- 


-Então o que quer comigo?-Pergunto 


-É a-aceite i-isso-diz Yunna me entregando uma carta rosa e voltando para o seu lugar 


-Mas o que é isso?-Falo 


Velho uns garotas um pouco coradas olhando para mim 


-Ta Hoje é definitivamente o dia mais estranho da minha vida-Falo 


Abro a Carta 


                                -Carta- 


Acho que você é a única pessoa capaz de manter as borboletas no meu estômago batendo as asas por tanto tempo. 


Pobre é o amor que pode ser descrito. 


Palavras não bastam pra expressar tudo o que sinto por ti, meu amor. 


Eu te amo hoje, agora, e sempre amarei.


Ps:Me encontre no telhada no intervalo 


                          -Fim da Carta-


-Mas quem mando isso?-Falo 


-Ta isso e bem estranho mas como assim te amo?-Falo sozinho


Após um tempo bate o sinal do intervalo 


-Vamos la né-Falo saindo da sala 






Notas Finais


Cometem glr


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...