1. Spirit Fanfics >
  2. Dokuritsu no hajimari! >
  3. Backhistory: Uma Lâmina Carmesim.

História Dokuritsu no hajimari! - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Opa! E aqui estamos de volta depois de um tempo de folga! Haha... Eu não vou falar muito... Só tenham uma boa leitura com essa obra: Uma Lâmina Carmesim!

Capítulo 11 - Backhistory: Uma Lâmina Carmesim.


Fanfic / Fanfiction Dokuritsu no hajimari! - Capítulo 11 - Backhistory: Uma Lâmina Carmesim.

Dokuritsu no Hajimari! Uma Lâmina Carmesim. Ep 10.5

...

*Ryuzak está saindo do cômodo de Kalel, ele parece estar pensativo, mas continua indo em direção de seu quarto sem olhar para frente... Uma pequena garoa começa a cair... Pequenas e finas gotas de água no céu escuro...

Ryuzak: He... Menino curioso-

???: Que surpresa te encontrar aqui...

*Uma voz feminina bem próxima diz atrás dele. Ryuzak logo sorri de canto e se vira em direção da voz lentamente.

Ryuzak: Não vai querer me atacar de surpresa aqui não é senhorita Evans?

*A luz da lua entra pela janela, revelando ser Ether. A mesma solta uma pequena risada.

Ether: Por que eu faria isso com meu parceiro?

Ryuzak: Me perguntei isso das 3 primeiras vezes que você fez isso, hah!

*Ryuzak encosta seu indicador na testa dela com um sorriso. Ether cora um pouco e desvia o olhar, mas logo tira o dedo dele de sua testa e vira para trás, voltando com duas xícaras.

Ether: Quer um café?

Ryuzak: Se quiser que eu não acorde amanhã... Aceito. 

*Ele diz enquanto pega a xícara e da um gole. Ele tem certos problemas com cafeína.

Ryuzak: Mas então... Acordada até tão tarde por quê?

*Ela da um gole no outro café que está segurando enquanto se senta no sofá.

Ether: Pensei em dar uma olhada em como o garoto estava mas... Você fez isso primeiro.

*Ela solta uma risada ao falar.

Ryuzak: Hah... É, ele é um garoto... Digamos que, bem independente...

*Ryuzak diz sorrindo de lado e desviando o olhar para o chão.

Ether: Você tem pessoas bem interessantes com você não é? Lembro até hoje do dia que encontramos você com ela e... Vários corpos hah!

*Ether fala sorrindo e recordando de algumas memórias.

Ryuzak: Hah... É... Elise, tão problemática quanto Kalel, mesmo não querendo assumir isso... heh!

*Ryuzak fala dando outro gole no café. Ether o acompanha.

Ether: Eles são bem parecidos... Ambos passaram um tempo em Broke-Line não é?

Ryuzak: É... Segundo ela, eles podem ter se encontrado em certo ponto... Ela não para de pensar nisso. Mas... Acho que já sei o que você está querendo acordada essas horas...

*Ele diz sorrindo enquanto olha para seu café e logo após para Ether.

Ether: Por que você me conhece tão bem huh?

*Ether fala enquanto solta um sorriso e olha para cima.

Ryuzak: Sigh... Bem, a história de Elise hm? Ok... Ela me contou alguns detalhes complementares ao que vimos nas notícias... Acho que não há problema em falar pra você...

*Ryuzak fala enquanto se acomoda no sofá.

Ether: Uh... Verdade né? Ela era bem famosa com o título da assassina...!

*Ether fala colocando mais café para ela e para Ryuzak.

Ryuzak: É... Mas o que vou contar, é ainda antes... É antes da grande Ninja, Justiceira ou Assassina que conhecemos... Essa é a história por trás de Elise: A Assassina Carmesim.

...

Elise morava em uma área rural até que razoavelmente perto de uma Megatrópole, mas mesmo assim afastada da sociedade. Ela era uma garota normal, não sabia dos seus próprios poderes e muito menos dos Meta-Humanos... O que não é muito surpreendente, já que morava em um local desconectado do mundo e sua única fonte de informação eram os jornais que ela entregava na Megatrópole local. Esse "trabalho" era o que dava o sustento da família, então 3 vezes por semana ela os entregava na enorme cidade vizinha, mas não sabia ler, então nunca se informava muito sobre o mundo e nem sabia o porquê de ser tão isolada e seus pais não a permitirem se socializar demais. Quanto mais ela entregava os jornais, mais ela aprendia como fazer isso mais rápido... Uma "técnica" dela digamos. Ela corria pelas casas e prédios, escalando em tudo e jogando os jornais com perfeição... Isso serviu muito pra ela no futuro como você pode ver... Mas... Como ela se tornou o que é hoje?

...

???: P-Pai...? M-Mãe...?

*Uma grande tempestade está caindo... É por volta de meia-noite... O clima está frio. Uma garota de 13 anos com cabelos escuros está tremendo muito e em choque... Os corpos de sua mãe e pai estão mortos no chão... Há muito sangue no local... A criança não aguenta a cena forte em sua frente e vomita imediatamente... Suas pernas tremem e seus olhos lacrimejam, mesmo abertos antes dela cair de joelhos no chão e começar a chorar desesperadamente com a dor e choque. Ela fica deste jeito por vários minutos, até que um homem com roupas da corporação anti meta-humana aparece no lado de fora da casa... É um caçador. Ele avista a garota desesperada e aponta seu rifle para a mesma.

Caça: Ei! O que você está fazendo aqui?!

*Na mesma hora, outros três caçadores aparecem do lado do primeiro.

Caça 2: Hah... Devemos ter deixado um escapar de vista, mas essa daí não parece fornecer perigo nenhum! Hahaha!

*O caçador fala abaixando sua arma por uns segundos. Todos os outros começam a rir também.

Caça 3: É verdade, mas o que custa explodir os miolos dela huh?

*O caçador fala enquanto aponta a arma para a cabeça da garota que, ainda trêmula, começa a se levantar lentamente com um tipo de foice de aro em sua mão.

Caça : Pera... É impressão minha ou ela quer lutar? Hahahahah!

*Os caçadores gargalham ainda mais alto.

Caça 3: Vem cá garotinha! Eu posso pegar leve com você!

*O caçador que estava apontando para ela guarda o seu fuzil, e logo pega um grande facão completamente debochando da menina em sua frente.

Caça 4: Só vamo terminar isso logo... Matar me dá fome! Haha!

*O quarto caçador se apoia na parede sorrindo e olhando para o que está acontecendo. A garota começa a lentamente virar a cabeça para os caçadores... O caça que está segurando o facão parte para cima da garota.

Caça 3: QUE TAL SE JUNTAR AOS SEUS PAIS HEIN SUA ABERRAÇÃO?!

*Porém... Antes do caça a acertar com o facão, os olhos da menina ficam visíveis... Mostrando uma cor Carmesim... Um vermelho vinho intenso... Logo em seguida, um raio cai bem próximo dali e o vento da chuva apaga as velas, deixando tudo escuro... Um silêncio permanece primeiramente no local.

Caça 2: A merda! Perdemos o show!

Caça: Haha! Pelo menos da para ouvir o barulho do sangue jorrando... Tá divertido aí Mike?

*O caça fala enquanto tenta acender um cigarro e fala com o caça que atacou a garota... Porém nada é ouvido em resposta.

Caça 2: ...Mike?

Caça 4: Hm...?

*As lanternas em suas armas se acendem na mesma hora... Um corpo sem vida é visto no chão com a face totalmente desfigurada, como se uma arma tivesse perfurado e então rasgado completamente o rosto da pessoa... E não é a garota.

Caças: QUE MERDA?!

*Todos começam a mirar em locais diferentes, procurando a tal menina... Porém nada é encontrado... Outro raio cai e as luzes das lanternas pifam.

Caça 4: Tsc! Porcaria!

Caça 2: Alguém tem visão?!

Caça: ACHEI ELA!

*Um dos caças começa a disparar em direção de uma luz Carmesim, iluminando a casa com o disparo. Os outros começam logo em seguida... Porém quando as lanternas voltam a funcionar, percebem que eles estavam atirando em uma simples decoração da casa, perfurando uma lamparina cheia de álcool e outros líquidos inflamáveis.

Caça 2: Mandou bem hein...

Caça: Vê se não enche!

Caça 4: Ei! O que é aquilo al- KHH--

*O caça antes de revelar do que estava falando, é acertado com uma foice em sua garganta, esguichando sangue para todo lugar. A garota de olhos Carmesim é vista logo após pelas lanternas dos caças.

Caça: ELA TA ALI! FOGO!

*Os caças começam a disparar sem pensar duas vezes, porém, garota em uma velocidade sobre-humana desvia de todas as balas simplesmente correndo em ziguezague em direção aos guardas, deixando um vulto preto e purpura-carmesim por onde ela passa.

Caça: ESTOU QUASE SEM MUNIÇÃO!

Caça 2: VAMOS LÁ ELA É APENAS UMA GAROTINHA!

Caça: UMA GAROTINHA QUE ESTÁ ACABANDO COM A GENTE! HŪ-?! KH--

*De repente, o facão do primeiro caça simplesmente some de sua cintura e ele sente um poderoso golpe em sua barriga, que o faz vomitar sangue e baixar a guarda. Quando o guarda vai levantar a cabeça, a garota de olhos carmesim está em sua frente, com um olhar furioso e assassino.

Caça: QUE MERD- KAAAAH!

*A garota da um gancho com o facão, rasgando a face do guarda ao meio e fazendo seu cigarro voar para o álcool derramado do lampião, provocando um rápido incêndio. Logo depois, ela finaliza o caça encravando o facão em seu pescoço e o tirando logo em seguida. Logo depois, ela vira para o último caça e corta a última bala que ele atira contra ela no meio. O fogo já está se espalhando lentamente pela casa.

Caça 2: S-Seu monstro!

*O caça fala enquanto arremessa a arma na garota e pega seu facão. Logo após desviar da arma, ela olha para o último guarda com desgosto e ódio antes de avançar rapidamente no mesmo.

Caça 2: VOCÊ VAI PRO INFERNO SUA ABERRAÇÃO!

*Ele tenta dar um corte vertical na menina... Mas antes do facão a acertar, ela se ajoelha ainda avançando, fazendo o facão passar por cima dela. Ela aproveita e acerta os dois joelhos do caça com o facão, o imobilizando. Logo após, ela sobe em cima dele levantando o facão para o alto.

Garota: Te levarei comigo...!

Caça 2: VAI SE FODER SEU DEMÔNIO IMUNDO! VOCÊ VAI MORRER IGUAL OS SEUS PAIS! VOCÊ NUNCA VAI VIVER A PORRA DE UMA VIDA NORMAL ABERRAÇÃO!

*Ele grita com ódio, medo e desespero, tudo misturado em sua voz. Os olhos da garota parecem brilhar ainda mais.

Garota: HYYYYYAAAAA!!

*A garota desce o facão com uma força estrondosa na face do guarda... Atravessando seu crânio e o matando... Mas ela não para por aí... Ela faz isso diversas vezes, com um ódio incontrolável, com a vontade insaciável de matar... Até que ela fica completamente exausta... Seus olhos voltam ao normal e ela cai do lado do corpo do caça. Ela começa a chorar muito... Seu corpo está completamente dolorido pelo uso sem treino de uma habilidade poderosa que ela acaba de descobrir... A Fúria. Um bilhete na mesma hora cai do bolso do guarda... Estava escrito:

•••••••••••••

Casa próxima a Megatropole de Narksman. Pelo visto é uma família Rural sem grande ameaça, mesmo assim, é nosso dever exterminar qualquer Meta-Humano ou relacionados. Não falhem.

Nomes: (Borrado de sangue) Nisshur; (Borrado de sangue) Nisshur e Elise Nisshur.

Ao finalizar missão, contactar o (Rasgado e com sangue).

~Corporação A.M.H.C.

•••••••••••••

Elise: E-Eu... Eu não deixarei assim...

*A garota fala enquanto lentamente para de chorar... Um brilho cor-de-vinho aparece em seus olhos enquanto ela olha para o símbolo da AMHC no peito do caçador... Assim começa a história, de Elise Nisshur: A Assassina Carmesim.

...

Elise se encontrava sozinha... Sem propósito... Sem lugar onde ficar... Em uma situação como a dessas muitas pessoas possuem apenas duas escolhas: Tirar sua própria vida, ou tentar viver como mendigo ou prostituta em uma das cidades fantasmas... Mas Elise viu as coisas de um jeito... Diferente. Dizem que um grande trauma muda o mental até de uma criança... Fazem elas amadurecerem antes da hora... E isso aconteceu com Elise, mesmo ainda tendo decisões infantis... Ela queria justiça. Ela queria que as pessoas que fizeram aquilo com ela pagassem... E pagassem alto. Ela começou a procurar sobre aquele símbolo que ela viu no peito do caça... Ela começou a ver seus envolvidos e... Assassina-los brutalmente. Ela era rápida, forte, tinha uma incrível capacidade cognitiva em combate, tudo isso graças ao seu poder e "treinamento" na Megatrópole. Quando seu poder: "Fúria" é ativado, sendo alimentado pela fúria, ódio ou raiva de todas as pessoas próximas dela e dela mesma, seus olhos ficam brilhantes e suas capacidades físicas e cognitivas ficam gigantescas... Porém, após a fúria cessar, seu corpo fica dolorido e cansado pelos movimentos e forças sobrenaturais que ela fez. A última coisa que as vítimas viam antes da morte eram dois olhos Carmesim furiosos. Ela começou a andar pelas cidades fantasmas com trajes ninjas de coloração negra com detalhes Carmesim e vários tipos de lâminas, cujo todas elas ela sabia lutar perfeitamente, que ela roubou de um mercado negro local. Ela começou a fazer justiça com as próprias mãos, matando não só soldados normais da AMHC, mas destruindo QG's inteiros. Seus atos rapidamente foram notados. Pessoas contra o governo chamavam a garota de justiceira... Outras a chamavam de Ninja Assassina... Mas ela ficou mais conhecida como... A Assassina Carmesim. Ela era alvo principal da AMHC por motivos óbvios... Mas a maioria dos homens de lá temiam muito ela... E com motivo... "Uma terrorista Meta-Humana que mata perícias locais e cidadãos de bem" era o que falavam... Mas como eu a conheci? Bem... Isso começa em Broke-Line...

Ao contrário do que muitos pensam, Elise não quis por conta própria ou por causa do comércio viver em Broke-Line... Na época, o mercado negro estava ainda mais poderoso do que hoje... Digo... Do que alguns dias atrás porque matamos o chefe haha! Mas principalmente por causa de um certo alguém... Alguém que estava do lado do mercado negro e que era símbolo do poder deles... Le Tueur des Yeux, o assassino dos olhos em francês. Em teoria, um Meta-Humano que trabalhava a favor do mercado negro assassinando pessoas que ele... Não gostava... Segundo lendas, se seus olhos brilharem ou se apagarem para você... Você já era. Isso claro, chamou muita atenção da AMHC, mandando esquadrões inteiros e vários generais para analisar Broke-Line pelo Meta-Humano... Porém isso também chamou atenção de outra Meta-Humana... Elise viu aquilo como uma oportunidade para punir ainda mais a AMHC, matando todos os esquadrões enviados.

Ela ficou lá por 2 anos, matando soldados e esquadrões... Logo surgiu suspeitas da Assassina Carmesim também estar por lá por conta das cenas dos assassinatos. Enquanto o Tuer deixava rastros luminosos e explosivos pelos cortes dos membros de suas vítimas ou desaparecia pedaços inteiros de seus corpos, a Assassina Carmesim deixava restos de membros com cortes normais... Mas brutais. Sabendo disso, a AMHC enviou um de seus generais para analisar o local... Elise ao saber disso, já sabia o que iria fazer: Deixar o general em pedaços.

...

*As ruas de Broke-Line ainda estão acesas... A maldita cidade nunca foi diferente... O cheiro do inferno ainda está lá. Mas os becos, como sempre, tem a escuridão prevalecida. Um jovem que não aparenta ter mais de 14 está cercado por caças em um dos becos... É um pré-adolescente com indícios de Meta-Humanismo. Ele está com um capuz e pedaço de pano na boca com um símbolo estranho... Uma capa que sai de seus ombros está escondendo algum item em sua cintura. Há três caças no total.

Caça: Hah... Pivete! Não sabia que tinha crianças aqui! Muito menos Meta-Humanas!

*O caçador diz apontando o fuzil para ele.

Caça 2: Bom, pra mim isso foi um lucro! Tava doido pra atirar em alguma coisa!

*Outro caçador diz enquanto recarrega sua arma e aponta para o mesmo.

Caça 3: Vamos acabar logo com isso!

*Outro caçador fala enquanto coloca o dedo próximo do gatilho.

Caça: Ok... Três, dois, um... FOGO!

*No final da frase, um brilho estranho sai dos olhos do garoto... Porém todos os três caçadores começam a atirar sem nem pensar... De repente, um vulto escuro com traços Carmesim aparece na frente das balas com uma gigantesca velocidade... Ele parece refletir todas as balas com duas lâminas. Quando os fogos cessam, o jovem olha para a figura que parece feminina e seus olhos param de brilhar, onde voltam a ter uma coloração cor-de-mel. Ele pega em seja lá o que tem debaixo de sua capa.

Jovem: ...quem é você...?

Figura feminina: Não precisa agradecer... Dá o fora!

*A figura na frente do jovem diz, olhando para ele com seus olhos cor-de-vinho.

Jovem: Hm...

*O jovem fala e se vira... A figura feminina consegue ver um tipo de brilho debaixo de sua capa... Um brilho de uma lâmina. Porém, ela resolve ignorar... Quando ela pisca, o garoto já não está mais lá.

Caça: Pera aí...

*O caçador fala recarregando seu pente... Os olhos da ninja começam a lentamente virar para eles... Uma coloração vermelha como vinho é percebido.

Caça: DROGA DROGA! ATIRA TUDO!

*O caçador fala atirando com muito medo sem pensar na figura feminina.

Caça 2: PORRA É AQUELA ASSASSINA!

*O outro guarda grita enquanto atira para todos os lados na direção dela, que se revela ser a Assassina Carmesim, ou Elise. Todos atiram até os pentes esgotarem... Muita poeira é levantada... Mas ao tempo... Não se vê mais nada lá.

Caça: Hm...?

Caça 3: Onde ela tá...?

*Os caças começam a olhar para ambos os lados procurando a Assassina... Porém nenhum sinal dela. Mais 4 caças chegam no local... Até que...

Voz feminina: Procurando alguma coisa...?

*Uma voz ecoa atrás dos caças, que viram na mesma hora. Um silhueta feminina aparece no escuro, com seus olhos brilhando púrpura-carmesim e uma Katana brilhando em sua mão.

Caça 2: É ELA! ABRIR FOGO!

*Todos os guardas começam a atirar, porém, a figura feminina sai das sombras, revelando ser novamente Elise. Ela começa a avançar lateralmente nos guardas, refletindo todos os tiros com uma Wakizashi.

Caça: MERDA MERDA! PREPARAR COMBATE FÍSICO!

*As armaduras dos caças parecem ficar ainda mais resistentes e facões de alta frequência são empunhados pelos mesmos. Elise vai de confronto a um com uma velocidade esmagadora, e por muito pouco, o caça consegue defender com seu facão em posição vertical.

Elise: Faquinha legal...!

*Elise continua pressionando a defesa do caça, até que um outro chega por trás. A Assassina consegue perceber isso... Seus olhos brilham ainda mais. Com uma força que surge do nada, Elise consegue empurrar o facão do caça lateralmente, abrindo sua defesa. Ela, na mesma hora, pula e, com uma kunai que projeta de sua bota, ela consegue fincar seu pé no queixo do caça e com uma velocidade incrível, o jogar para trás com um mortal, fazendo o caça que estava atrás dela fincar o facão no corpo de seu aliado. Elise cai agachada, mas logo se levanta e com um giro, corta a cabeça do caça que estava atrás da mesma. Ela olha para os restantes e sorri de canto, convencida.

Caça: Maldita assassina! Você morre hoje!

Elise: Acho que vocês não estão tentando o suficiente...

*Elise fala enquanto tira dois Sai's táticos com um tipo de corrente amarrado neles. Dois guardas pulam nela de uma vez, com seus facões prontos para acertá-la. Porém, em um lance perfeito, Elise atira seus Sai's em um dos guardas, que perfuram seu peito. Logo após, a Assassina segura firme as correntes e gira seu corpo, fazendo o caça bater no outro ainda no ar. No instante seguinte, Elise se puxa para a colisão com o corpo do caçador, desafiando a física, e saca uma Katana de suas costas, dando diversos golpes no caçador e o cortando em pedaços. Logo depois, ela olha para o segundo caça que ainda está no ar e lança sua Katana e um de seus Sai's no mesmo. A Katana crava na barriga do guarda e o Sai em seu peito. Elise usa a corrente do Sai para ir em direção ao Caça e, chegando nele, ela empurra a Katana de sua barriga para seu peito, o abrindo e matando. Logo após ela cai no chão em pé e com sua Katana em mãos.

Caça: Ela é um demônio!

Caça 2: ACABEM COM ELA!

Elise: He...!

*Dois caças vão em direção a ela pelos lados com seus facões em ataques não sincronizados. Elise faz um saque rápido em seu Wakizashi e começa a defender os ataques com ele e sua Katana precisamente. Um terceiro caça avança em Elise pela frente tentando perfurar sua barriga, mas em um reflexo rápido, a Assassina consegue parar os facões dos dois caçadores em sua lateral com suas lâmina e cria impulso para jogar sua perna para cima com a lâmina de sua bota, conseguindo pegar o facão do caçador que estava a atacando pela frente e logo em seguida, ainda com seus pés, ela consegue penetrar o facão na barriga do caçador em sua esquerda, o fazendo abrir a guarda com a dor insana. Logo após, Elise volta ao chão. O caça em sua direita tenta dar outro ataque horizontal na Assassina, porém ela consegue inclinar a coluna para trás perfeitamente, desviando do facão e em seguida, pegando o facão da barriga do caça à esquerda e cortando ambos no meio.

Caça: D-DEMÔNIO!

*O último caça que sobrou em sua frente tenta dar um soco em Elise desesperadamente. A Assassina desvia facilmente, logo após, ela ativa algum dispositivo em sua cintura que automaticamente se estica, fazendo um tipo de bastão tático grande. O bastão, quando se abre, acerta o queixo do caça, o fazendo ir para o ar.

Elise: Lá vamos nós!

*Elise aperta outro botão no bastão, que o faz ficar mole como um chicote e uma lâmina de ferro em sua ponta, como um Polearm. Logo em seguida, ela chicoteia o guarda várias vezes ainda no ar, o cortando em pedaços. Todos os guardas morreram. Elise encolhe novamente o bastão e coloca em um tipo de cinto.

Elise: Uf... Ok, voltando aos negócios...

*Elise começa a subir em várias casas abandonadas da Broke-Line, indo de beco em beco. A lua cheia está bem do lado dela naquela noite fria... Ela para em cima de um tipo de poste após avistar um comboio da AMHC... Conversas podem ser ouvidas. Pelo visto o general está naquele meio.

Caça: ...Eh, com certeza! Ei, chefe, quem você acha que ganharia? O Tuer ou a tal assassina?

*Um dos caças pergunta olhando para o possível general.

General: Hm...

*Ele está afiando uma grande espada de cabeça baixa.

General: É uma escolha difícil, porém acho que o Tuer.

Caça 2: O Tuer hū? Ele não aparece mesmo né? Eu quero ir embora desse local fétido...

*O caça fala enquanto tampa o nariz.

Caça 3: Mesmo que esses dois estejam por aí nenhum deles é páreo pro grande general Tsak!

*Um outro caçador diz enquanto limpa sua arma. O chefe pelo qual eles chamam solta uma leve risada enquanto olha para sua grande espada com o símbolo da união cravado na lâmina.

Elise: Ah é, é? Que tal provarmos isso?

*A Assassina Carmesim fala enquanto pula em cima de um dos guardas com sua Katana em mãos, a encravando no pescoço dele.

Tsak: Hm?!

*O general Tsak olha meio surpreso e assustado. Elise se levanta calmamente enquanto aponta a lâmina para todos os guardas do local.

Tsak: É ela...! Vão com tudo!

*Tsak da a ordem para seus homens irem para cima de Elise... Porém, os homens começam a morrer um por um... Elise parece se teletransportar na frente de cada um antes de finalizá-los com sua incrível mobilidade... Ela mata todos, até só sobrar ela e o general.

Elise: Vamo lá... Só eu e você!

Tsak: Haha... A infame assassina dos olhos cor de vinho hm?

*O chefe se levanta, segurando sua pesadíssima espada atrás das costas.

Elise: Uh... Estou famosa é?

*Ela fala soltando uma pequena risada e afiando suas lâminas uma na outra, rodeando o general.

Tsak: Me mostre do que é capaz!

*O general avança com sua espada na direção da Assassina. Elise fica imediatamente com seus olhos cor de vinho. Ela começa a defender os golpes do general com sua Katana.

Elise: É isso que o general tem pra me oferecer?

*Ela fala querendo provocar o general.

Tsak: Ah mas tem muito mais do que isso sua aberração!

*Ele começa a atacar mais rapidamente com golpes precisos e fortes. Ela consegue desviar de vários golpes com acrobacias impressionantes, mas um dos ataques pega em sua cintura, fazendo um pequeno corte. Ela cai agachada com sua espada apontada para o general.

Elise: Tsc! Agora você me irritou!

*Os olhos de Elise ficam ainda mais brilhantes. Ela pega um tipo de aparelho em sua cintura e o aperta. O mesmo estica, fazendo novamente o Polearm.

Elise: Vem com tudo idiota!

Tsak: Pode apostar que eu vou sua vadia!

*Ele avança nela rapidamente, preparando potentes golpes em todas as direções. Elise começa a rodar o bastão com precisão, refletindo todos os golpes de Tsak, e com um jogo de cintura, ela consegue defender um golpe vertical e contra atacar, acertando o peito do general com a lâmina do bastão.

Tsak: GAH!

*O mesmo recua com o impacto e corte, mas logo se recupera.

Tsak: Chama isso de golpe?!

Elise: Ui... Um mais resistente! Adorei!

*Ele segura sua espada com duas mãos e assume outra postura de combate. Sua armadura parece ficar ainda mais resistente... Placas de aço puro e nobre cobrem todo seu corpo, como uma armadura medieval.

Tsak: Vou te mostrar como se luta!

*Elise começa a dançar com o bastão até ficar em uma posição de combate com ele. Ela em seguida faz um sinal com as mãos de "cai dentro". O general vai com tudo em Elise, ameaçando um golpe lateral, mas com a ponta de seu bastão e se posicionando para o lado, ela consegue parar o golpe e com uma jogada de corpo, acertar a outra ponta do mesmo na cabeça de Tsak.

Tsak: GH! Maldita!

Elise: Ainda não acabei!

*Elise coloca a ponta de seu bastão com a lâmina no chão e começa a avançar para cima de Tsak ainda atordoado com uma gigantesca velocidade. Chegando próximo dele, ela joga a ponta do bastão para cima, fazendo a lâmina rasgar seu peito e queixo e o jogar para cima.

Tsak: DSG!

Elise: (A armadura protegeu isso também?! Ok... Tenho que acabar com a armadura primeiro então...!)

*Com Tsak ainda no ar, Elise atira seus dois Sai's nele, logo em seguida, se puxando para seu encontro com as correntes. Ao chegar próximo, Elise dá um mortal, acertando um chute no queixo do general e logo depois saca sua Katana atrás de suas costas ainda no ar, começando a dar diversos cortes na armadura do homem, potentes e precisos... Porém nada parece funcionar. Seus pensamentos e ideias começam a acelerar muito, fazendo ela praticamente estar em câmera lenta no ar, conseguindo pensar no que fazer.

Elise: (Talvez... Isso! Um ponto! Devo focar em um só ponto!)

*Elise começa a golpear incansavelmente e em uma velocidade absurda o peito do general, que abre uma pequena rachadura. Elise parece localizar e sorrir.

Elise: Hora dos fogos!

*Elise tira um tipo de explosivo adesivo de sua cintura e arremessa no peito do guarda, logo depois, ela chuta o mesmo local com uma gigantesca força, o fazendo ser ativado e fazendo Tsak ser arremessado para longe, batendo em uma parede e, logo depois, explodindo. Elise guarda sua Katana e da várias acrobacias ainda no ar antes de cair com os braços abertos de pé no chão.

Elise: He... Isso foi divertido!

*Elise fala enquanto "limpa os ombros".

Elise: Vamos vasculhar o corpo agor- QUE MERDA?!

*De repente, Tsak sai correndo furiosamente da fumaça da explosão. Sua armadura está totalmente quebrada e metade de sua face está rasgada mas... Ele não é um humano normal... É o Cyborg! Ele está maior do que o normal e está segurando sua espada com duas mãos indo em direção a Elise, que percebe na hora, fazendo seus olhos ficarem Carmesim novamente.

Tsak: MORRA ABERRAÇÃO!

*Tsak pula em direção a Elise e tenta acertar um golpe vertical nela com sua espada, mas a Assassina com grandes reflexos consegue pegar suas duas lâminas e as deixar em formato de X, defendendo o ataque. Elise afunda um pouco no chão com o golpe e Tsak continua pressionando a espada contra ela com uma força sobre-humana. Elise tenta chutar seus testículos, mas ele não sente dor nenhuma por sua parte robótica.

Tsak: HAHAHA! BOA TENTATIVA!

*Tsak começa a colocar ainda mais força em sua espada, fazendo a guarda de Elise quase quebrar.

Elise: (Que merda ele é?! Cyborg?! Isso realmente existe?! Droga... Tenho que pensar em algo... Talvez eu possa enfurecer ele e ficar ainda mais forte mas... Se eu o cortar e ele só não sentir dor e contra-atacar eu vou estar morta!... Pera aí...)!

*Elise percebe algo estranho... A espada não está indo totalmente verticalmente... Ela está se inclinando um pouco para esquerda... Mostrando que um braço está fazendo mais força que o outro... Ou seja, ele não é completamente Cyborg. Elise parece sorrir.

Elise: Hah... É só isso que você tem?! Parece uma putinha!

Tsak: HŪ?!

Elise: Corpinho legal... Quem te deu? A mamãezinha?

Tsak: TSC... CALA A BOCA!

*Tsak parece estar ficando irritado, Elise começa sorrir ainda mais.

Elise: O que foi em? Não tá decepcionado consigo mesmo? Não consegue nem derrotar umas garotinha! Você é o que em? Sua mãe tem orgulho de você? Tem certeza? Não consegue nem proteger seu esquadrão!

Tsak: GH! CALA BOCA E MORRA SUA PUTA!

*Na mesma hora, Tsak faz ainda mais força... Seu braço esquerdo começa a sair energia pura, fazendo Elise ir ainda mais para trás... Porém... Elise ri. Ela começa a firmar novamente a guarda e pressionar a espada de Tsak.

Tsak: Q-QUE MERDA?!

Elise: Hehe...

*Elise começa a se movimentar, empurrando Tsak. Sua cabeça ainda está abaixada.

Tsak: Q-QUE FORÇA É ESSA?! QUE MERDAS É VOCÊ?!

Elise: He... Sou seu maior pesadelo...!

O CHEIRO DA FÚRIA!

*Elise levanta seu rosto para Tsak, mostrando seus dois olhos brilhando Carmesim intensamente e com um sorriso assassino. Ela consegue com suas duas lâminas, levantar a espada de Tsak abrindo sua guarda, mas não fazendo nada. Tsak em uma tentativa desesperada tenta cravar sua espada em Elise, dando um golpe reto com sua espada empunhada pelo seu braço direito... Porém, Elise dá um mortal para trás e cai em cima de sua lâmina agachada. Ela logo se levanta e com um pulo, corta o braço direito de Tsak como se fosse manteiga, saindo muito sangue. Ela logo depois coloca seu pé na cabeça do general e joga seu bastão ainda encolhido no ar. Ela pega apoio na cabeça de Tsak e pula de encontro ao seu bastão.

Tsak: GAAAAH! QUE MERD-

*Tsak só agora sentiu a dor de seu braço cortado por conta de velocidade de Elise. Ele se vira procurando por ela, mas antes que ele possa fazer algo, Elise pega seu bastão ainda no ar e o abre apontando para Tsak. O bastão abre com sua lâmina perfurando o peito do general, saindo um líquido azul escuro e muita energia de seu corpo cibernético. Elise não para por aí, ela pousa no chão e começa a avançar para cima do Cyborg, o empurrando e penetrando ainda mais com a ponta de seu Polearm, até ele parar na parede... Totalmente imobilizado pelo que parece.

Tsak: K-KH--!

*Tsak mal consegue falar ou respirar. O Polearm atravessou seus órgãos respiratórios. Elise começa a se aproximar dele lentamente e calmamente. O general tenta se mover contra a Assassina, mas não consegue.

Elise: Quero respostas...

Tsak: E-Eu... Eu não vou te falar nada sua vadia!

*Tsak fala com medo e fúria ao mesmo tempo. Elise pega o bastão e começa a roda-lo no peito do mesmo, que contorce com a gigantesca dor.

Tsak: U-UGH!

Elise: Sem pressa... Temos o dia todo...

Tsak: V-Você... N-Não vai arrancar nada... De mim!

Elise: He... Vamos ver! HM--?!

*Repentinamente, uma pessoa em uma moto passa pelo beco em uma extrema velocidade.

Motoqueiro: ELE TÁ ATRÁS DE MIM! ALGUÉM ME AJUDA!

 *O homem pilotando a moto parece estar em pânico. Elise é forçada a dar um pulo para trás e encolher o bastão.

Elise: ...que merd-

*Com seus olhos Carmesim, ela olha para o lado, vendo o mesmo garoto que ela "salvou" antes correndo em uma gigantesca velocidade com seus olhos brancos brilhantes e energizados. Seus passos liberam energia no chão. Ele logo vai para o lado e começa a andar pelas parede, contornando Tsak que estava no chão e olhando rapidamente para Elise, antes de voltar seus olhos para a trajetória do motoqueiro... A Assassina consegue perceber o que estava debaixo de sua capa naquela hora... Uma Katana, fina e reluzente, forjada de aço nobre e mágico, com o mesmo símbolo que estava na máscara dele... O símbolo do mercado negro. Mas logo Elise volta seus olhos para Tsak mas... Ele já não estava mais ali.

Elise: AHM?!

*Quando Elise olha para o lado, ela vê Tsak em cima de uma casa, fugindo. Ela logo começa a persegui-lo... Mas o Cyborg é bem rápido por conta de seu corpo cibernético. Eles começam a pular de casa em casa, tubulações e postes por horas.

Elise: NÃO PODE FUGIR PARA SEMPRE TSAK!

Tsak: HÁ! VAMOS VER SE NÃO!

*Eles continuam nisso, até que Elise pula sobre uma casa e vê o motoqueiro que passou desesperado agora correndo pelas casas desesperadamente.

Elise: Mas que... KH---!

*De repente, Elise sente um impacto em sua lateral, fazendo-a cair no chão. Quando ela abre os olhos, alguém está em cima dela com seus braços envolta da mesma, a prendendo no chão, ele parece ter se chocado com ela ainda no ar. Os dois logo se percebem mas, antes que pudessem se reconhecer, Elise o chutar na barriga, o fazendo recuar. Ela se levanta rapidamente e, com seus olhos vinhos, tenta acertar um golpe lateral na figura com sua Katana sem nem identifica-la, pensando ser um agressor da AMHC... Porém, a figura saca uma Katana também e defende o ataque com um golpe horizontal. As duas Katanas entram em conflito e finalmente ela encara a figura, mostrando olhos claros e energizados. É o garoto do mercado negro de novo. Os dois ainda compartilham atrito em suas espadas até que olham para o lado. Tropas da AMHC estão os cercando com armas e facoēs. Tsak está observando de longe.

Tsak: Acabem com eles!

*Os dois se encaram novamente. O garoto acena com a cabeça para Elise, que entende e acena de volta. Os dois param de conflitar lâminas e viram um de costas para o outro, com suas lâminas em posição de batalha. São mais de 10 homens os cercando.

Elise: Vê se me acompanha...!

Garoto: ...

*De repente, quando os caças começam a disparar, ambos ficam com os olhos brilhantes e, como raios, defendem todos os tiros. Eles começam a lutar juntos, eliminando vários guardas de uma só vez com ataques muito rápidos, um vigiando as costas do outro. Os últimos 5 caçadores vão para cima dos dois, que ficam novamente de costas para o outro novamente. 2 estão indo pela frente de Elise e 3 pela do garoto. Eles se olham e acenam com a cabeça.

Caças: HYYAAAA!

*Quando os dois caças vão atacar Elise, ela abaixa, o garoto, na mesma hora, canaliza olhos tão escuros como buraco negros e, com sua Katana, ele corta os dois caçadores na diagonal, desaparecendo com seus corpos, só deixando suas cabeças, braços e pernas. Logo depois ele se ajoelha e Elise o usa de "pezinho" ou impulso para das um gigantesco pulo, indo para trás dos 3 guardas que estavam indo em direção ao garoto. O mesmo joga a espada em direção de Elise, que abre seu bastão, empurrando a ponta da espada com uma força e velocidade impressionantes para as costas do caça central, o atravessando.

Caça: KAH!

*Ainda no ar, Elise joga seus dois Sai's nas costas dos dois caças das laterias e, com as correntes, faz um "estilingue humano", jogando a si mesma no guarda central, o chutando bem para o garoto dos olhos agora negros, que o para o segurando pelo pescoço. Elise logo em seguida pega a espada do garoto e, com um giro de cintura, corta os dois guardas das laterais no meio, os matando. O garoto, com uma força surpreendente, explode o pescoço do último caça... Finalizando a luta. Elise aproveita que o garoto está sem sua espada e "aponta" a mesma pra ele... Mas...

Elise: Que merdas você é--?!

*O garoto só não está mais lá... Quando Elise olha para o lado, o garoto do mercado negro já está a metros de distância, atrás de uma linha de trem, com o corpo do motoqueiro morto sem cabeça do seu lado... Não dá pra ver os olhos do garoto... Mas ao perceber que Elise estava o encarando, ele abaixa sua máscara... Mostrando um sorriso sádico com uma cicatriz em sua boca. Elise continua o encarando, até que um trem passa, e ele some...

Elise: Aqueles olhos... A habilidade... Aquela força não era humana...! Pera... Aquele trem... TSAK?!

*Elise volta seus olhos para o trem. Tsak está em cima dele sorrindo para ela acenando. A Assassina não perde tempo e começa a perseguir o trem por Broke-Line até chegar no mercado.

Elise: TSAAAK!

Tsak: ADEUS SUA PUTA!

*Elise consegue chegar bem perto do trem, mas suas pernas começam a doer por causa do uso exagerado de seu poder... Ela pensa rápido e pega um localizador adesivo que estava sendo vendido no mercado e, com um perfeito arremesso, acerta nas costas de Tsak, sem o mesmo perceber.

Elise: Ok... Isso deve dar certo...

*Elise diz ofegante e dolorida... Ela não tem mais condições de lutar.

???: Pera aí, pera aí! Achou que ia sair sem pagar por isso?!

*Alguns capangas do mercado negro começam a se aproximar de Elise, falando sobre o localizador e a espada que eles pensam ser dela. São muitos capangas. Elise começa a recuar.

Elise: Ah... Qual é rapazes... Não precisamos disso né?

Capanga: Hehe... Pode pegar de outro jeito também... Já está com um bom corpo pra idade...

*Um capanga fala enquanto aparece das sombras.

Capanga 2: Hoho... Ela até que é bem gostosa não é?

*Outro capanga aparece do lado, são mais de 5 no total. Ele diz enquanto da pequenas cotoveladas no braço de seu companheiro.

Capanga 3: Hehe... Vai ser legal...

*Os capangas começam a se aproximar lentamente dela... Até que, de repente, uma silhueta como um raio toma a katana das mãos de Elise e fica na frente da mesma, em posição de defesa da Assassina. Ela parece confusa e dolorida.

Capanga 1: Que porra? Quem é você?!

*Um dos capangas fala apontando sua arma, porém outro coloca a mão na arma dele a abaixando na mesma hora.

Capanga 3: V-Você está louco?! É o Tuer!

Capanga 2: Le Tuer de Yeux?!

Capanga 1: E-Eu pensei que fosse uma lenda!

*O intitulado Tuer gira a Katana, que fica energizada na mesma hora. Elise olha para a silhueta muito cansada... A silhueta vira metade de seu rosto para Elise, mostrando uma cicatriz na boca... Ele está sem o capuz e a máscara... Seu cabelo está sobre seu olho. O mesmo faz um sinal com a cabeça pra ela sair do local... Ela olha para ele por alguns segundo e logo vai embora. O garoto pelo qual chama de Tuer, depois de um tempo, gira a Katana e a coloca na bainha e sobe o capuz.

Capanga: Mas que merda Tuer! Vai ficar defendendo essa putinhas agora?!

*Um dos capangas fala com bastante raiva na voz. Tuer olha para ele por alguns segundos, mas logo baixa a cabeça e sai andando entre eles calmamente.

Tuer: Desnecessário...

Capanga: Tch... tanto faz

*Alguns capangas saem e outros voltam aos negócios. O garoto volta seus olhos para trás por alguns segundos... Alguma coisa foi marcada nesse momento... Mas não vamos falar disso por agora.

...

Ryuzak: A história dela em Broke-Line e sua origem foi isso...

*Ryuzak fala enquanto bebe sua terceira xícara de café. Ether fica o encarando sem dizer nada por alguns segundos um pouco chocada.

Ether: Uou... É uma história e tanto...

*Ela fala olhando para xícara em sua mão meio apreensiva, até que ela volta seu olhar para Ryuzak novamente meio curiosa.

Ether: Espera... E como vocês se encontraram?

Ryuzak: Hah... Ether, Ether... Tão impaciente...

*Ryuzak fala sorrindo e dando um cafuné em Ether, que cora um pouco mas logo volta ao normal.

Ether: Ah eu só tô curiosa!

Ryuzak: Hah... Vamos lá então...

...

Um ano se passou de Elise seguindo o general para todo canto que ele fosse... Planejando e planejando... Matando alguns comboios e outro generais... A cena do garoto do mercado negro, ou Tuer, não saia de sua cabeça... A dúvida de o que ele tinha de especial... O porquê dele ser tão forte e porque ela se identificava tanto com ele por algum motivo... Mas isso não importava agora, o foco era o Tsak. Ela o perseguiu até parar em um local... Familiar: A Megatrópole de Narksman, onde ela "trabalhava" antes de sua família ser brutalmente assassinada.

...

*É uma noite fria na Megatrópole de Narksman... Elise está pulando pelos prédios pela cidade iluminada com uma precisão impressionante, afinal ela já fazia isso a um tempo atrás. Parece que a maioria dos habitantes já se recolheram...

Elise: Tsc... Nunca pensei que teria de voltar aqui...

*Um pouco mais a distância de Elise, do outro lado da cidade, Tsak parece estar dando relatórios para alguns homens...

???: Aí quanto tempo a gente vai ficar aqui?!

*Um homem com cabelos espetados e bagunçados diz enquanto voa de um lado para o outro. Ele possui dois grandes chifres e parece estar bem estressado.

???: Prefere as cidades fantasmas é?

*Um homem alto de olhos negros e terno fala sorrindo de canto para ele... Por algum motivo ele tem características bem mais humanas do que seu parceiro.

Homem demoníaco: Tsc! Eu prefiro alguma ação não ficar vendo essas merdas de relatórios!

*Ele diz enquanto lê um papel em sua mão bem irritado.

Homem de olhos negros: Hah... Pelo menos temos algum relatório do quinto... E um bom! Parabéns Akira!

*Ele fala lendo o mesmo papel enquanto volta seus olhos para um homem mais baixo, com escamas, asas e chifres, parecendo um dragão humanoide.

Homem demoníaco: Mandou bem em baixinho!

*O homem que estava voando desce e coloca uma mão sobre o ombro do pequeno homem com escamas.

Homem de olhos negros: Então, mais alguma coisa pra gente dragãozinho?

*Ele fala com um sorriso amigável, olhando para o tal Akira e fechando os punhos amassando o papel... Quando ele abre, o papel simplesmente desaparece.

Akira: Não... é só isso.

*Ele diz em um tom de seriedade e responsabilidade, enquanto faz uma espécie de continência.

Homem demoníaco: Hehe... Vejo que não foi um erro te dar esse poder~

*O meio demônio diz com um grande sorriso medonho em seu rosto... O homem de olhos como buracos negros vê isso e sorri, encostando a mão no ombro do parceiro.

Homem de olhos negros: Um relato sobre Le Tuer de Yeux e a Assassina Carmesim ao mesmo tempo... Haha, como eu queria estar lá! Me impressionou... Parabéns! Pode voltar ao seu posto quando quiser depois de descansar... Fale meu nome em qualquer local daqui e eles saberão como te tratar...

*Ele em seguida olha para seu parceiro com um sorriso de canto.

Homem de olhos negros: Vamos sair daqui.

Homem demoníaco: AAAAH FINALMENTE!

*O meio demônio diz enquanto se espreguiça mudando totalmente sua postura.

Akira: Até mais Shingen, Shikuma.

*Akira diz enquanto faz reverência para ambos. O homem de olhos negros sorri e acena com a cabeça. Logo depois, de um de seus olhos que pareciam o núcleo de um buraco negro, surge um estranho símbolo na tonalidade vermelho sangue... Logo após isso, o céu em cima deles fica totalmente escuro e bizarro, como se um portal das trevas tivesse aberto. Elise consegue ver isso de longe e se apavora, mas logo vai checar o que é... De repente, os dois homens demoníacos são sugados para dentro desse portal, que logo após se fecha, bem quando Elise chega no local. Ela fica em cima de uma casa alta.

Elise: Q-Que...? Mas eu jurava que...!

*Elise fica confusa e pensa que o que ela viu foi só sua mente pregando peças na mesma... Ela logo vira seus olhos para o local abaixo, vendo Akira e Tsak frente a frente.

Akira: Bom trabalho em continuar vivo por todo esse tempo General Tsak.

*Akira diz seriamente como sempre.

Tsak: N-Não foi nada senhor...

*O general está completamente machucado com diversas cicatrizes em seu corpo humano e seu corpo cibernético está em sua grande parte danificado, devido a todas as fugas e confrontos com Elise, o mesmo ajoelha na frente de Akira.

Elise: Hm... O superior do general hein? Isso vai ser divertido...!

*Elise fala enquanto desembainha a espada lentamente.

Akira: E um ótimo trabalho por trazê-la até aqui.

*Akira rapidamente olha na direção de onde está Elise.

Elise: Q-QUE?!

*Elise fica totalmente surpresa por Akira já ter a visto.

Akira: Pode se retirar, eu cuido disso.

Tsak: S-SIM SENHOR!

*Ele diz com um sorriso confiante enquanto anda lentamente na direção dela. Tsak foge rapidamente do local.

*Elise olha para Tsak fugindo... Mas já não pode fazer muita coisa... Ela pula do prédio indo em direção a Akira.

Elise: Tsc... Maldito... Mas tudo bem... Você também deve valer a pena!

Akira: "Deve valer a pena" huh?

*Ele fala com uma pequena risada enquanto passa o dedo sobre uma adaga vermelha e cinza e logo após a faz desaparecer com um pouco de fogo.

Akira: Não acha que está me subestimando?

Elise: Pra mim... Vocês porcos são todos os mesmos!

*Elise diz fazendo seus olhos ficarem com a cor de vinho.

Akira: Fiquei muito curioso ao saber de uma assassina que usa várias lâminas...

*Ele diz enquanto tira uma pequena espada de suas costas.

Akira: Pode vir!

*Em uma velocidade incrível, Elise avança para cima de Akira e tenta um corte vertical invertido. Akira sem qualquer dificuldade se defende do golpe com sua espada. Ele olha para Elise curioso como se estivesse a analisando.

Elise: H-HM?! TOMA ESSA!

*Elise fica totalmente surpresa, mas logo se afasta dele e atira várias Kunai para cima do mesmo. Akira se esquiva de algumas e reflete as outras com sua espada.

Akira: Vamos lá assassina, é só isso que sabe fazer?

*Ainda no ar, Elise atira um de seus Sai's táticos nele... Porém, com um passo pro lado, ele pega o cabo do Sai e, com uma gigantesca força, por meio da corrente, ele consegue jogar Elise na parede violentamente, a destruindo e quebrando algumas de suas costelas.

Elise: K--GAH!

Akira: Precisa de aulas primeiro?

*Akira fala apontando sua mão para a parede onde Elise estava... Uma gigantesca bola de fogo começa a ser canalizada em sua mão, logo após, ele arremessa na parede onde Elise está, explodindo todo local em chamas. Ele sorri e se vira.

Akira: Isso foi mais fácil do que pensei...

Elise: NÃO ACABEI!

Akira: Ah claro...

*Akira inclina um pouco a cabeça pro lado e levanta sua mão rapidamente, pegando uma Kunai ainda no ar que foi arremessada. Ele logo se vira, Elise está com seus olhos ainda mais brilhantes. metade de sua máscara foi consumida pelo fogo. Mesmo que esteja muito assustada com o que acabou de acontecer, ela não tem tempo de pensar nisso agora.

Akira: Me pergunto qual seu poder...

Elise: Poder...?

*Elise parece ficar confusa com a indagação de Akira... Ele sorri, descobrindo que por ela não ter informação de Meta-Humanos, ela só pode ser...

Akira: Uh... Uma pessoa do campo certo?

Elise: TSC! CALA BOCA!

*Elise em uma velocidade ainda mais impressionante começa a dar dashes em ziguezague para cima de Akira, que fica meio surpreso... Seus olhos de dragão começam a seguir os raios cor púrpura-carmesim... Até que Elise resolve atacar, tentando um golpe horizontal.

Akira: AI ESTÁ!

*Akira consegue prever o movimento de Elise, e tenta defender o ataque com sua espada, ele tem sucesso, porém com a força sobre-humana de Elise pela Fúria sua espada voa longe.

Akira: TSC!

*Elise aproveita a guarda aberta de Akira e tenta acertar um ataque pelas suas costas, mas com uma velocidade esmagadoramente maior, Akira pega uma adaga de coloração vermelha e cinza, se virando e defendendo o ataque de Elise, dessa vez sem nenhum problema.

Elise: O-O QUE?!

Akira: Aprendeu sozinha... E nem é tão ruim... Mas ainda...

*Quando Akira termina de falar, ele rapidamente com sua outra mão perfura o canto da barriga de Elise com sua outra adaga.

Akira: ...falta muita coisa em sua técnica!

Elise: KAH!

*Elise recua com o impacto e pressiona a área do ferimento. Akira, mesmo tendo a chance de acabar com tudo, só analisa Elise.

Akira: Não é regeneração... Ou isso já teria fechado...

Elise: QUE MERDA VOCÊ TA FALANDO?!

*Elise fala avançando novamente para cima de Akira, dessa vez com um pulo, e pegando sua Wakizashi junta da Katana, fazendo um X no ar. Akira parece sorrir.

Akira: Pensa rápido!

*Akira em uma velocidade e força gigantesca, joga sua adaga em Elise, que se assusta por uns segundos, mas consegue desviar a adaga com uma de suas lâminas.

Elise: TSC!

Akira: É melhor não se distrair em lutas garota!

*Quando Elise olha para frente de novo, uma grande quantidade de fogo que saiu da boca de Akira está indo em direção a ela. A Assassina rapidamente abre seu bastão, o colocando no chão para dar impulso para trás. Akira não perde tempo e, da fumaça, ele sai já atacando Elise com suas adagas. A mesma consegue se defender girando o bastão, porém, os ataques do dragão ficam cada vez mais rápidos e fortes, fazendo a defesa de Elise ser forçada até que em certo ponto, o bastão simplesmente é cortado em ambas as pontas. O homem aproveita a oportunidade e encrava uma de suas adagas no ombro da Assassina que grita de dor, logo após, ele a chutar para longe, fazendo-a bater de costas na parede. A adaga começa a brilhar no ombro de Elise, que por instinto, a tira de seu ombro rapidamente e a joga no ar. A adaga explode em chamas alguns segundos depois, obstruindo a visão de Akira, que mesmo assim, pula nas chamas para tentar finalizar Elise... Porém ele encrava sua espada no chão... A Assassina foi rápida o suficiente e não está mais lá.

Akira: Onde que essa-!

Elise: HYA!

*Elise aparece atrás de Akira, penetrando sua espada em suas costas, atravessando e saindo no peito do mesmo... Porém, o dragão começa a levantar. Elise assustada recua... Ele olha para a Assassina com um olhar maníaco.

Akira: Hahaha....!

*Ele começa a rir enquanto pega a espada pela lâmina que está atravessada em seu peito... Ele brutalmente a retira, revelando o buraco que ela causou.

Akira: Boa garota...! Você trabalha bem com furtividade né? Sua filha da puta...

*Ele fala passando a mão pelo buraco, que sai muito sangue... Porém ele não parece estar preocupado.

Akira: Se minhas escamas não tivessem preparadas isso teria atravessado meu coração sabia...? HYAAAAA!

*De repente, muito fogo sai do buraco de seu peito e seus olhos ficam ainda mais psicóticos. Elise não consegue falar nada... Ela está muito assustada. Quando o fogo cessa, o peito de Akira está novo em folha.

Akira: HAHAHA! VAMOS ACABAR COM ISSO!

*Akira das cinzas tira suas adagas novamente, girando elas e indo em direção a Elise. A Assassina mesmo em choque, consegue defender alguns ataques... Mas Akira começa a pressionar ainda mais os ataques, provocando vários cortes no corpo de Elise.

Elise: Q-QUE MERDAS É VOCÊ?!

Akira: Há... "Sou seu pior pesadelo".

*Akira fala rindo e iniciando uma sequência de cortes em Elise, que a deixa em um estado crítico.

Elise: (D-DROGA! TENHO QUE FAZER ALGUMA COISA!)

*Elise começa a tentar golpes desgovernados para cima de Akira, que desvia facilmente ainda caçoando da Assassina.

Akira: Hora de acabar com isso!

*Numa tentativa falha de Elise em perfurar o peito de Akira novamente com a ponta da espada, o dragão segura o braço da Assassina e bate no mesmo, o quebrando. Logo após, ele da um chute incrível no queixo de Elise, a jogando para o ar.

Elise: KH--- KAAAAH!

*Akira, logo após, estende suas asas e voa em direção a Elise, ficando lado a lado com ela.

Akira: BONS SONHOS!

*Akira levanta os braços e depois os descem com forca e velocidade na barriga de Elise, fazendo um poderosos golpe que a arremessa para a parede de uma casa, a quebrando. Logo após, Akira canaliza uma gigantesca bola de fogo de sua boca e a arremessa em direção a Elise, fazendo uma gigantesca explosão de chamas, que atinge toda aquela região isolada da Megatrópole... Depois de um tempo, o fogo intenso para, deixando só fumaça e destruição... Akira calmamente pousa sorrindo. A fumaça vai abaixando e Elise pode ser vista quase desmaiada nós escombros, sangrando bastante, porém sua fúria deu resistência para seu corpo... Caso o contrário... Não sobraria nada dela... Ela está tentando se levantar mas não há forças para isso. Akira se aproxima dela lentamente.

Akira: Haha... Você até que é bem resistente... Mas não se compara ao poder de um demônio garota... Me decepciona que a cada ano os Meta-Humanos estão ficando mais fracos...

*Akira fala se aproximando ainda mais de Elise.

Akira: Tinha que ver os revolucionários de antigamente... O exército de Meta-Humanos mais fortes que já vi haha! Mesmo assim vencemos... E desde então vocês escórias estão ficando mais e mais fracos.

*Akira fala bem próximo dela... Elise em uma última tentativa, tenta sacar sua Katana rapidamente e acertar o ombro de Akira... Porém, o dragão pega sua espada com suas próprias mãos, que ficam rodeadas por escamas... E, com um aperto, ele simplesmente quebra a espada.

Akira: Hah... Esqueci que você não liga... Afinal você nem sabe o que é isso... Você nem sabe quem é você! Eu vou te falar o que você é... Você é a merda de uma vadia que vai morrer agora!

*Akira levanta sua espada rodeada por fogo, na intenção de finalizar Elise, que não consegue nem reagir... Do olhar sua morte com lágrimas nos olhos... Akira abaixa sua espada com ferocidade mas... De repente...

BLOOD EXPLOSION

*De repente, o sangue de Elise no chão começa a explodir... Mas não a favor de Akira... E sim da Assassina! O dragão instintivamente se afasta.

Akira: Que merd-?!

*Antes de Akira conseguir analisar, um vulto preto e vermelho vai em uma velocidade gigantesca para cima de Akira, que consegue se defender com sua espada, fazendo um grande barulho de colisão de metal. A figura está conflitando espadas com Akira... Sua espada é preta e vermelha sangue, estilo Katana com um fio perfeito... Parece até mágico.

???: Hm...

*A figura misteriosa logo recua e vai para frente de Elise em posição de batalha, a protegendo.

Akira: Então ela tinha reforço huh?

*Akira limpa o sangue de Elise em sua espada e corpo, entrando em posição de combate. A silhueta não diz nada... Um chifre pode ser reparado nela... O sangue no chão começa a se erguer e rodeá-lo. Akira rapidamente alça voo para sair de perto do sangue enquanto analisa o estranho ser que está em sua frente.

Akira: (Manipulação de sangue... Eu conheço isso...)

*Elise juntando força, olha para o ser... O mesmo faz um sinal para Elise continuar deitada. Sombras tampam seu rosto e cabelos, só dando para enxergar um chifre e brilhos vermelhos em seus olhos.

???: Se for para ficar me analisando... Isso não vai ter a menor graça.

*O ser fala enquanto roda sua lâmina, que fica rodeada por sangue a cada giro. Akira solta um pequeno sorriso enquanto pousa lentamente.

Akira: Você tem razão...!

*Ele joga sua espada para o lado e tira suas adagas de suas costas... Elas parecem ser feitas com ossos mas possuem um tom avermelhado, são belas e extremamente afiadas.

Akira: Vamos lá!

*Akira, em uma velocidade assustadora avança para cima da figura, com suas duas lâminas preparadas em um golpe de X.

???: Haha! Assim que eu gosto!

*A figura da um saque extremamente rápido, parando o ataque de Akira. O conflito de espada libera um grande atrito.

Akira: (Ele é rápido...)

*Akira reposiciona suas adagas em suas mãos e começa a atacar diversas vezes precisa e rapidamente. A figura ataca na mesma velocidade de Akira, rodando sua Katana de uma forma que parece até parte de seu corpo. Ele salta para trás e, no ar, arremessa suas duas adagas, quando encosta no chão, em um impulso super veloz, ele saca uma Katana e avança junto das adagas com um corte lateral.

???: He... Hora do show!

*Os olhos do ser ficam ainda mais vermelhos. Com uma velocidade extrema, ele corta as adagas no meio ainda girando e em seguida, tenta penetrar a barriga de Akira com o mesmo giro. O dragão consegue se defender do golpe com sua katana enquanto faz um sinal com sua outra mão.

Akira: Devia ter prestado mais atenção!

???: HŪ?!

*As adagas que foram quebradas no meio, se voltam para a figura ainda no ar e avançam nas costas dele com fogo em sua volta.

???: TSC!

*A figura rapidamente vira de costas e aponta sua mão para as adagas. O sangue do chão consegue fazer uma ser desviada, porém outra consegue perfurar o peito dele, do lado de seu ombro.

???: KH-G!

*Akira em um movimento rápido chuta a figura para longe enquanto manipula sua adaga que está no peito dele fazendo-a girar com fogo. A figura grita com muita dor.

???: KHAAA-GHHH!

Akira: Hah.. Você é bom, muito bom, mas ainda te falta experiência!

*Akira fala sorrindo para a figura, a vendo agonizar de dor... Mas de repente... Ela para e começa a rir, se levantando lentamente.

???: Haha... Não... Acho que não falta não!

*A figura tira a adaga do peito com brutalidade. O sangue que saiu de sua ferida começa a o rodear até chegar em sua cabeça, fazendo um tipo de segundo chifre. Seus olhos ficam totalmente vermelhos, um vermelho sangue vibrante. Akira percebe um estranho senso de perigo vindo daquilo, mas apenas olha para frente em posição... Um sorriso pode ser visto na figura... Um sorriso assassino com seu canino maior que o resto dos outros dentes. Todo sangue no chão começa a tremer e subir.

Akira: Ainda tem um truque na manga huh?

*Ele gira a sua espada e depois aponta para a figura.

Akira: Bem, pode vir!

A figura o encara seriamente, e com uma velocidade esmagadora avança em Akira já dando vários cortes laterais. O dragão se assusta com a velocidade e força dos golpes, mas consegue se defender de alguns... Porém outros causam cortes superficiais nele.

Akira: (Essa velocidade e técnica... Além desse poder... Droga... Esse garoto não pode ser dessa geração... Estranho... Eu lembro dele de algum lugar...!)

*Akira pensa enquanto tenta defender dos ataques da figura, que tem seus olhos tomados pelo sangue. Repentinamente, a figura da um corte horizontal em Akira... Porém com sua espada rodeada pelo sangue. Quando o dragão tenta defender, a misteriosa figura explode o sangue de sua espada, fazendo o braço de Akira ser jogado para trás, abrindo sua guarda. A figura aproveita o momento e da um poderoso chute no peito do meio-dragão, o fazendo voar para longe.

Akira: GAH!

*A figura, sem dar chance de descanso, vai como um raio em direção a Akira. Ao chegar perto do dragão, a figura de olhos vermelhos o chuta para cima e corta seu peito ainda no ar... Ao aterrizar, a figura guarda sua espada e aponta a mão para o pequeno homem que ainda está no ar e, repentinamente, o sangue de seu peito começa a se voltar contra ele, o cortando várias vezes no ar, como se fossem vários samurais... Porém, Akira parece ter sacado. A cada novo corte, o dragão queima suas feridas, as fazendo cicatrizar antes mesmo de sair sangue.

???: Hm... Pelo visto raciocina rápido né?

*A figura fala se afastando um pouco e andando para os lados lentamente, falando da cicatrização do dragão para não derramar sangue.

Akira: Haha... não me subestime garoto.

*Ele queima o sangue de sua espada enquanto a segura com as duas mãos. A figura pega no cabo de sua Katana, que está na bainha de sua cintura.

???: Não estou...

Akira: Vejo que também não posso te subestimar... Ryuzak.

*Logo quando ele termina de dizer todo o seu corpo se cobre com escamas vermelhas, seus chifres e olhos parecem brilhar em um vermelho radiante como o sol e todo o lugar parece ficar muito mais quente. Akira se lembrou onde já viu essa habilidade... É a técnica de Kendo e manipulação sanguínea de ninguém menos que Ryuzak.

Ryuzak: Olhe! Descobriu até meu nome... Ou será que lembrou? Hah, não importa! Vamos dançar!

*A figura sai das sombras, mostrando seu cabelo vermelho, seus chifres, face e olhos vermelhos... É realmente Ryuzak. Ele sorri enquanto muito sangue o circula, preparando sua posição de defesa, segurando firmemente a Katana em sua bainha.

Akira: A brincadeira acaba aqui!

*Akira diz enquanto avança em uma velocidade assustadora quebrando o chão atrás dele. Ao chegar em Ryuzak, ele desfere um poderoso golpe vertical flamejante com sua Katana. Com uma defesa horizontal, Ryuzak consegue parar a lâmina de Akira, porém o mesmo tem seus pés quase afundados no chão. O habilidoso espadachim manda o sangue como lanças em direção do ponto aberto do meio-dragão, porém Akira expele fogo por toda a sua pele evaporando as lanças de sangue enquanto pressiona a sua lâmina contra a de Ryuzak, fazendo uma colisão de sangue com fogo.

Akira: Hahaha! Já ouvi muito de você Ryuzak! De como você era impressionante na guerra! Vejo que isso é tudo verdade...!

*Akira diz sorrindo enquanto tem uma vantagem esmagadora de força sobre Ryuzak... O mesmo tenta com toda força manter sua defesa.

Akira: Mas é o que eu deveria esperar de um Meta-Humano da geração alfa né?

*Ryuzak, que estava totalmente concentrado e nervoso, parece sorrir de repente.

Ryuzak: Geração alfa? Haha! Nah...A

AkiraMas... Essa habilidade... Não é possível que sejada geração Beta!

*Muito sangue começa a circular Akira sem que ele perceba.

Ryuzak: Hah... Digamos que fui treinado com os melhores... Aposto que conheces Helen.

*Ryuzak fala sorrindo de lado. Akira parece ficar muito assustado.

Akira: H-Helen Lohan?!

Ryuzak: Eeee... Guarda baixa!

*Quando Akira se distrai por um milisegundos, uma estaca de sangue perfura a coxa dele, o fazendo ajoelhar com uma das pernas.

Akira: KAH!

*Ryuzak aproveita e, girando sua espada para cima, ele abre a guarda de Akira, ele continuando o giro de sua espada, tenta cortar a face do dragão.

Akira: KH-

*Akira rapidamente voa para trás, porém o golpe acerta de raspão sua face que, se não fosse por suas escamas o cobrindo, ele certamente teria perdido uma grande parte dela. Ryuzak faz vários giros com a espada antes de limpar o sangue dela, provocando Akira.

Akira: Maldito moleque...

*Akira parece ficar bastante irritado, mas ainda sorri de canto. Ryuzak parece se aproximar de Elise e cochichar.

Ryuzak: Ativa o poder.

Elise: Hū? O que? Por quê?

*Elise parece meio confusa e desconfiada.

Ryuzak: Tsc... Só... Faz o que você sempre faz antes das lutas.

Elise: Ok mas... Por quê?

Ryuzak: Vai precisar de suas costelas para correr.

*Quando Ryuzak termina a frase, ele vira em direção a Akira. Elise fica com seus olhos cor-de-vinho, mesmo sem lutar, fazendo a regeneração de seu corpo acelerar bastante.

Akira: Agora você vai sentir...

*Akira começa a lentamente tomar uma forma mais animalesca, como um dragão de verdade, a temperatura sobe ainda mais e seus chifres e dentes crescem.

Akira: A IRA DE UM DRAGÃO!

*Fogo irradia em sua volta queimando tudo ao seu redor, suas escamas brilham como nunca e ele olha fixamente para Ryuzak, que bate palmas enquanto sorri para Akira sem medo algum... Pelo que parece.

Ryuzak: Haha! Isso é um show!

*Akira abre um largo sorriso, enquanto abaixa e embainha sua katana... Com uma pose do antigo Kendo, em posição para avançar.

Akira: Vamos lá aprendiz de Helen Lohan!

Ryuzak: Ok... Me mostre do que você é capaz!

*Ryuzak fala enquanto coloca a mão sobre sua espada, que ainda está na bainha. Repentinamente, Akira some por um segundo, apenas um rastro de fogo que incinera completamente o chão pode ser visto, antes dele aparecer a centímetros de Ryuzak desembainhando sua espada que sai com muito fogo a rodeando. Os olhos de Ryuzak ficam mais vermelhos ainda além de totalmente focados. Uma explosão de sangue sai da bainha do dobrador sanguíneo na mesma hora, fazendo sua espada ser ejetada para sua mão, defendendo por pouco o ataque. Mesmo assim, a pressão faz Ryuzak recuar para longe, mas ainda em posição de combate.

Ryuzak: He! Nada mal... Mas precisa de umas aulinhas para desembainhar melhor!

*Ryuzak fala provocando Akira de costas para a parede, com a intenção de fazer o poder de Elise maior.

Akira: E você de umas aulinhas para se defender melhor!

*Akira continua seus ataques incrivelmente rápidos e poderosos sem dar chance de Ryuzak pensar. O dobrador de sangue consegue defender alguns... Porém outros os cortam violentamente. Até que o meio-dragão tenta um corte vertical por cima de Ryuzak, que fazendo o mesmo golpe porém invertido, consegue quebrar a sequência de ataques de Akira... Porém, ao invés de atacar, Ryuzak começa a correr pela parede atrás dele com uma enorme velocidade e com seus pés rodeados de sangue.

Akira: Haha onde pensa que vai?!

*Akira sem hesitar voa rapidamente em direção de Ryuzak, que começa a arremessar lanças de sangue em sua direção enquanto corre com sua espada embainhada.

Ryuzak: Te matar é claro!

*Akira desvia de algumas e consegue evaporar outras com a alta onda de calor que ele solta, porém duas conseguem perfurá-lo em seu ombro esquerdo e lado esquerdo de sua barriga... Mesmo assim, ele não para e avança com sua espada na frente de seu corpo.

Akira: NEM NOS SEUS SONHOS VOCÊ IRÁ ME MATAR!

Ryuzak: (Tsc... Eu sei disso...)

*Ryuzak começa a pular pelas paredes do beco de lado a lado, porém, Akira começa a destruir todas as paredes com poderosos cortes flamejantes, enquanto chega cada vez mais perto de Ryuzak.

Ryuzak: (Ok... É agora ou nunca!)

*Ryuzak se pressiona na última parede e, ao invés de fugir de Akira, vai em direção a ele com a espada guardada na bainha, uma mão para frente dela e a outra com dois dedos estendidos perto de seu peito. Asas de sangue são criadas nele ainda no ar.

Akira: É hora de acabar com isso!

*Akira avança e segura sua espada com as duas mãos, com muito fogo rodeando seus braços e a lâmina em si.

Ryuzak: (Ainda não...)

*Ryuzak parece estar totalmente concentrado e os dois já estão bem próximos. Ele desce rapidamente a sua espada, a lâmina flamejante está muito próxima de seu rosto, quase o cortando.

 

SHOW TIME'S OVER!

 

*Os olhos de Ryuzak ficam completamente vermelhos, até a esclera. Uma explosão gigantesca de sangue sai de sua bainha, a ejetando de uma só vez em uma velocidade tão grande que olhos normais não podem ver. Ryuzak com a sua mão próxima, pega a espada com precisão e completa o golpe, fazendo um golpe extraordinariamente poderoso e rápido. Uma grande explosão acontece e muita poeira é levantada, todo o local é incendiado e o beco completamente destruído, o pouco que se resta é banhado de sangue. Akira permanece de pé, uma grande ferida está aberta em seu peito, suas escamas tão duras quanto diamante de nada adiantaram, seus órgãos podem ser vistos e alguns saindo para fora. Seu braço está quase totalmente destruído, e todo o seu corpo bastante ensanguentado. Ryuzak está do outro lado, ajoelhado e muito ofegante... Porém, ainda parece em condição de lutar... Mesmo que metade de sua face e corpo esteja com terríveis queimaduras. Ele lentamente se levanta colocando a espada na bainha e olhando para Akira.

Akira: HAaAaah...!

*Uma voz completamente distorcida sai da boca de Akira, não é nada como ninguém jamais tenha escutado.

Ryuzak: H-Hm...?

*Ryuzak parece ficar meio assustado. Akira aponta a sua espada para Ryuzak, os seus olhos estão completamente vermelhos, só que um vermelho tão escuro que parece um abismo infinito.

Akira: VoCÊ nÃO vAI Me vEnCEr.

*Ele diz ainda com sua voz medonha... Ryuzak parece ficar calado e abaixa a cabeça... Mas ele logo sorri e e a sobe novamente.

Ryuzak: Eu sei que não posso vencer a guerra... Mas posso sim vencer a batalha... He... Olhe em volta...

*Akira lentamente olha em sua volta. A sangue em todo o local... Seria quase impossível vencer alguém com o poder de Ryuzak nessa circunstância... Mas para piorar... Elise está de pé, com seus olhos Carmesim brilhando muito e uma lâmina nova... Uma Katana de cor púrpura-carmesim e preto... O fio é perfeito e parece ser do estilo de Ryuzak. Ela está apontando a ponta da lâmina para Akira.

Akira: ...hehehe..Hehke...KEJEJEJEKEHRKEKRK

*Akira ri histericamente... De uma forma bizarra...

Akira: VoCê DEu SoRtE gAroTo

*Ele diz antes de alçar voo e sair dali rapidamente, alguns órgãos dele caem enquanto ele voa. Elise que estava perto de pegar Akira por trás, fica meio nervosa.

Elise: DROGA! QUE TAL VOCÊ NÃO REVELAR ATAQUES SURPRESAS PARA SEUS INIMIGOS?!

*Na mesma hora, Ryuzak cai de joelhos muito ofegante... Ele só estava fingindo... Ele não conseguiria lutar mais. Elise parece entender o que aconteceu.

Elise: Oh...

Ryuzak: Você... Não o mataria... Ele... Mataria nós dois...

*Ryuzak começa a ouvir vozes de caçadores vindo em direção a eles e logo se recupera. Ele se levanta e sobe rapidamente em um prédio.

Ryuzak: Venha.

Elise: Ahm, não? Eu mal te conheço!

Ryuzak: Eu acabei de salvar sua vida... E esse não é nosso lugar...

Elise: Nosso?

*Elise parece ficar confusa.

Ryuzak: Eu e você somos o mesmo... Somos Meta-Humanos. Nosso lugar não é nas Megatrópoles.

Elise: Meta... O que?

Ryuzak: Tsc... Você não sabe de nada né? AMHC? Por que mataram seus pais?

Elise: AMHC?

*Ryuzak acena negativamente enquanto coloca a mão na face.

Ryuzak: Olha só... Se você não vier comigo, não vai sobreviver nem mais um dia se quer... E eu te garanto que vou ter mais respostas que qualquer general que você consiga derrotar... Geralmente eles não sabem de nada... E os que sabem você não vai conseguir derrotar tão cedo. Sua técnica não é tão boa ainda... E você não sabe como usar seu poder...

*É uma decisão lógica e Elise sabe disso... Suas habilidades de combate são incríveis e... Pelo que ele disse, ele tem respostas para ela...

Elise: Ok... Você vai me contar tudo!

Ryuzak: Claro... Mas tem uma condição...

Elise: E qual seria?

*Elise fala subindo no prédio.

Ryuzak: Você irá continuar fazendo o que você faz... Destruir a AMHC... Porém com um propósito, uma causa... Irá destruir agora comigo também.

Elise: Um... Causa?

Ryuzak: É... A nossa liberdade!

*Ryuzak sorri e cerra os punhos...

Elise: ...?

*...Porém Elise não parece entender muita coisa... Ele logo para de sorrir e suspira.

Ryuzak: Ah... Tenho que te atualizar de muita coisa... Elise Nisshur!

...

Ryuzak: E o resto você já sabe...!

*Ryuzak diz tomando ainda mais café.

Ether: Haha sei muito bem...!

*Ela diz enquanto bebe mais café junto dele.

Ether: Isso explica o porquê de você ter aquelas cicatrizes e marcas de queimaduras...

Ryuzak: Hah! Precisa de muita mais que isso pra me derrubar!

*Ryuzak diz abrindo um sorriso convencido.

Ether: Ah aguenta sim! Hah!

*Ela solta uma pequena risada enquanto termina sua xícara.

Ryuzak: É... Hoje eu não durmo haha!

*Ryuzak fala colocando uma de suas mãos atrás da cabeça.

Ether: Hah! Desculpa por isso parceiro!

*Ela ri enquanto da um pequeno soquinho em seu braço.

Ether: Se bem que hoje você devia descansar... Amanhã eu não pretendo pegar leve com vocês...!

*Ela diz enquanto faz uma cara assustadora.

Ryuzak: Como se você um dia já pegou leve comigo hehe!

*Ele fala piscando pra ela, ignorando totalmente sua "face assustadora".

Ether: A-Ah...!

*Ela fica um pouco vermelha enquanto seu olho com o símbolo negativo brilha um pouco.

Ether: E-Enfim acho que devíamos tentar dormir um pouco...

Ryuzak: Tem razão... Boa noite parceira!

*Ryuzak fala sorrindo para Ether e indo para seu dormitório.

Ether: B-Boa noite Ryu!

*Ela sorri vermelha, chamando ele por um apelido antigo. Ryuzak para um pouco com a mão próxima a maçaneta e sorri sinceramente antes de continuar e entrar no dormitório com sua mão no ombro.

 

...

 

*Em um lugar escuro e escondido... Nos becos da Megatropoles de Narshial...

Akira: U-Ugh...

*Akira está em um banheiro, sua Asa recém rasgada junto de seu braço estão lentamente se regenerando, porém ainda falta muito tempo para eles voltarem ao normal. Ele se olha no espelho e lentamente passa a mão na gigantesca cicatriz que vai de seu peito até sua barriga.

Akira: Aqueles... Filhos da puta!

*Ele soca o espelho o quebrando completamente.

Akira: Na próxima vez que eu encontrá-los... Os malditos aprendizes de Helen Lohan... Não vai sobrar nada além de pó!

*Ele lentamente lava o seu rosto e coloca uma roupa, antes de sair e vagar sem rumo na escura noite.

 

...

 

*Em um deserto... Duas pessoas cujo o manto esconde suas identidades estão cercadas por vários caçadores da AMHC.

Caça: Tirem os mantos e se revelem lentamente! Sem nenhum movimento brusco!

Homem: Tudo bem... Fica frio cara...!

*O homem lentamente tira o capuz... Revelando o cabelo de uma coloração vermelha, logo após, a segunda pessoa tira o capuz, revelando ser uma mulher.

Caça: Virem os rostos!

Homem: Ok... Sem pressa...!

Caça: EU DISSE VIREM!

*Os caças apontam as armas para os dois... Mas... Quando os dois viram os rostos... A algo diferente com seus olhos... Um brilho vermelho-sangue e purpura-carmesim está intenso nos dois.

Caça: SÃO ELES FOG--

*De repente, a garota, com uma velocidade nunca vista antes corta a cabeça do guarda com sua Katana, ela avança nos outros fazendo cortes profundos... O sangue dos cortes começa a matar todos os outros guardas como fantasmas... Fantasmas sanguinários.

Mulher: Tsc... Morrem tão fácil...

Homem: Hah... Não comemore ainda... Olha lá...!

*Quando a mulher vira para onde o homem está apontando, eles vêem várias dezenas de guardas vindo em direção a eles... Um dos caças começa a falar no megafone:

Caçador: Ryuzak Haskal e Elise Nisshur! Vocês estão enfrentando as forças da AMHC! Se rendam e aceitem seu destino!

*Os dois começam a rir e tiram o manto de seu corpo... Revelando ser Elise e Ryuzak.

Elise: Haha.... Vamos ver quem tem o melhor corte agora?

Ryuzak: Nem tudo é diversão Elise... Mas aposto que é o meu!

 

*Os dois sorriem um pro outro, até tirarem suas lâminas e indo correndo em direção as dezenas de unidades da AMHC, eles estão desviando de tiros e quase chegando até que-

 

...

 

Seth: VAMO ACORDAAAAAAR!

 

*Elise, que estava dormindo em seu quarto, ouve Seth batendo panelas e gritando às 5AM. Ela estava sonhando com o passado e acorda meio... Estressada...

 

SEEEEEEEEEEEEEETH!

 

 

O segundo arco de Dokuritsu No Hajimari, começou!


Notas Finais


Hehe! E aqui estamos não é? Segundo arco de Dokuritsu no Hajimari está começando! Essa foi a história de Elise... Já já iremos ver outras Backhistory de outros personagens... Fiquem preparados! Abraços de KathZetri! Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...