1. Spirit Fanfics >
  2. Dominados >
  3. Capítulo 02

História Dominados - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Gente esse capítulo está sendo tudo.para mim.
Está bem intenso e como eu disse eu mudei algumas coisas para deixar o Sasuke mais imbecil do que antes, assim a queda vai ser mais bonita. Kkkkkkkk

Capítulo 2 - Capítulo 02


O som do chicote estalando fez a pele de Naruto arrepiar, desde a nuca até a planta dos pés. Manteve os olhos bem abertos, observando o moreno rodeando sua vítima, como um leão faminto e prestes a atacar. 


Estava sem camisa, em passos lentos e o olhar certeiro, Sasuke sabia muito bem o que fazia, onde bater para não machucar, os pontos certos onde a carne era macia e farta. Olhou a garota de joelhos, com a cabeça baixa e os longos fios pretos cobrindo seu rosto.


A cada chicotada, seu gemido ecoava cômodo. Usava uma saia que estava levantada até a cintura, expondo as nádegas que outrora eram brancas. 


"Pobre garota" pensou o Uzumaki, ele mesmo sabia como Sasuke podia ser cruel, além de que, as marcas e vergões em sua bunda não eram nada, se comparadas ao resto do corpo da jovem.  


Mas ela resistia firme, era uma submissa treinada e nunca, nem uma vez, não no meio de um castigo. Suplicar? Não, nem havia menção disso em seu rosto. Afinal, seu ex-mestre a ensinou muito bem a ser a vadia perfeita. 


— Entre Naruto! — Autoritário, Sasuke soltou o açoite no chão, mantendo o olhar fixo na submissa. 


O loiro empurrou completamente a porta, entrando no quarto e indo até o Uchiha, com as pernas bambas e se perguntando como ainda estava de pé. Sua mente estava nublada e ele não conseguia pensar em nada coerente. 


O moreno se virou para ele, o recebendo com um toque carinhoso na bochecha, deslizando a mão esquerda até a nuca, puxando o loiro para um beijo. Naruto manteve os olhos abertos, não esboçando reação alguma quando os lábios quentes do namorado tocaram os seus.


No entanto, Sasuke o forçou a reagir, segurando com firmeza sua nuca com ambas as mãos. Abriu a boca pedindo passagem para sua língua entrar e ir de encontro a de seu amado. Naruto tentou serrar a mandíbula, mas desistiu, se deixando levar pela situação ele fechou os olhos e se entregou aos beijos do namorado, mas não o tocou em nenhum momento. 


A submissa no chão, mantinha os olhos baixos, mas sabia perfeitamente o que estava acontecendo naquele momento. Ouviu o estalar dos lábios ao se separarem e sentiu o olhar do recém chegado sobre si. Seu coração estava tão acelerado quanto ela imaginava que o dele poderia estar. 


Ela fez um leve movimento com os braços, buscando algum conforto. Suas mãos estavam amarradas para trás e mal conseguia mover os dedos. Sentia os braços formigando e ouviu o ranger das cordas quando se moveu.


A jovem engoliu em seco quando viu os sapatos pretos a sua frente. Assustada, ela fechou os olhos buscando equilíbrio, mas estava pronta, ele poderia vir sobre si quantas vezes fosse, ela sempre estaria pronta para tudo. 


— Gostaria que conhecesse Hinata… — Sasuke se inclinou, segurando o queixo da mulher e levantou sua cabeça — Meu tio, Madara, a treinou muito bem — Sorriu — É uma submissa experiente. Não é linda? — Perguntou, olhando para o loiro.  


— Sim! — A voz do Uzumaki falhou — Muito linda. 


Seu olhar caiu sobre ela, sentindo o ar lhe faltar. O rosto era pálido e frágil, como porcelana, a boca vermelha denunciava que ela estava mordendo os lábios, talvez até com certa força já que havia um pouco de sangue entre eles. 


Focou nos olhos acinzentados, com um pequeno tom de violeta, que cintilavam exalando inocência. O corpo cheio de curvas então era uma perdição. Hinata era linda, e muito sexy, ao ponto de deixar qualquer homem fora de si. 


— Tire suas roupas e senta — Sasuke chamou a atenção do loiro, apontando para a cadeira ao lado da cama. — Anda!


— Sasuke eu não vim preparado para uma sessão, e se soubesse disso também não teria vindo — Explicou um pouco nervoso. 


— Senta logo porra — Sasuke vociferou, vendo o loiro tremer e andar até a cadeira em silêncio — Não se preocupe em estar preparado, eu precisei aditanar umas coisas graças ao seu atraso, agora pare de me responder e obedeça tudo que eu disser. 


Naruto tirou a camisa, jogando nos pés de Sasuke, questionando-se internamente do porquê ainda o obedecia? Por que não foi embora simplesmente? Mas agora estava ali, preso em seu jogo, da onde sairia machucado novamente, não fisicamente claro, mas seu emocional sim, afinal o passatempo preferido de Sasuke Uchiha era foder com seu psicológico 


O moreno sentiu uma satisfação enorme ao ver o loiro lhe obedecer como antes, mesmo que de cara fechada ele estava tirando as roupas e atirando‐as aos seus pés. Sorriu ao ver que seu plano estava dando certo e agora era hora da execução final. 


Retirou do bolso dois pares de algemas, vendo Naruto bufar, evitando contato visual ao ser algemado na cadeira. Era isso, ele estava relutante e Sasuke sabia que no final daquela noite ele seria seu novamente. 


— Bom garoto! — Um sorriso sacana nasceu nos lábios do moreno, que lhe deu um tapinha no rosto e se afastou — Hinata? — chamou a garota que voltou a abaixar a cabeça — Como foi uma boa vadia, eu vou lhe dar um prêmio. 


Hinata levantou a cabeça lentamente, até que seus olhos encontrassem as íris negras de seu mestre. Ele puxou a corrente de sua coleira, guiando seu corpo até Naruto. Andando sobre os joelhos calejados, ela enfim chegou até o loiro nu, algemado na cadeira. Sasuke se colocou atrás dela, segurando com firmeza os cabelos pretos e ordenou. 


— Agora chupe ele, como uma boa vadia faz. 


Naruto arregalou os olhos, fitando o sorriso malicioso que se formou nos lábios do Uchiha, e aquilo o deixou duro. Sasuke manteve a garota firme, a segurando pelos cabelos e com um movimento brusco, ele a empurrou para mais perto do pau do namorado. 


Hinata não hesitou em nenhum momento, lambeu as bolas e subiu pela extensão até chegar à cabeça rosada, onde abocanhou de uma vez, arrancando um gemido sofrendo de Naruto, que jogou a cabeça para trás, para o deleite da Hyuuga. 


Sasuke a soltou, observando a forma como ela chupava Naruto, com certa dificuldade já que não podia usar as mãos, se engasgando vez ou outra até os movimentos se tornarem frenéticos. Sentiu o próprio membro latejante nas calças pedindo por atenção. 


A verdade era que ver Naruto gemer rouco enquanto recebia um belo boquete de Hinata, o deixava doido para foder aquela mulher. Tirou as calças jogando longe, junto com a cueca e se ajoelhou novamente atrás da morena. 


— Mais que belo traseiro, a minha vadia tem — Sorriu alisando a pele vermelha — Será que é tão gostoso quanto aparenta? 


Hinata estremeceu, tanto ela quanto Sasuke puderam sentir. Arfou colocando mais força na sucção, fazendo Naruto gemer alto. O seu gosto era viciante e ela queria ouvir mais da voz rouca enquanto murmurava alguns palavrões, ao mesmo tempo que mexia as mãos buscando tocar nela e aquilo a fazia pulsar de desejo. 


Sasuke desceu os dedos compridos pela feminilidade de sua submissa, se deleitando com o quão molhada ela estava.  Levou os dedos até a boca, provando o doce mel de sua garota, sem tirar os olhos da imensidão azul de Naruto, que estava cheia de luxúria naquele momento, o deixando ainda mais excitado. 


Não aguentaria esperar mais tempo, segurou o próprio membro pela base e se posicionou na entrada da Hyuuga, a penetrando de uma só vez. Segurou com força a cintura delgada e se afastou, voltando para dentro mais uma vez, lento e profundo. 


Uma lágrima de prazer escorreu na face ruborizada da morena. Ela estava sem fôlego e precisou se afastar de Naruto por um tempo para respirar. Sasuke a fodia com toda força e ela sentia como se o ar em seus pulmões fossem como facas, a fazendo tossir algumas vezes. 


Logo que se recuperou, ela voltou a dar a devida atenção ao membro do loiro, que fechou os olhos arranhando os braços da cadeira, tentando conter aquele prazer


Naruto estava à beira do ápice, a boca ágil da morena não lhe dava tempo para raciocinar devidamente e, a maneira como engolia seu pau era intensa e tentadora. Quando deu por si já liberava seu pré-gozo na boca dela, gemendo loucamente. 


— Hina… Hinata eu… eu vou...


Sasuke entrou em puro êxtase ao ver a face de seu amado ao gozar, era uma das coisas que mais gostava no mundo. Aquilo era também seu gatilho para se entregar ao prazer. Agarrou com força o quadril de Hinata, estocando fundo e se derramou, jogando a cabeça para trás. 


A intensidade de ambos os jatos levou a morena ao delírio, de pernas bambas ela teve um de seus melhores orgasmos, quase não podendo se sustentar sobre os próprios joelhos enquanto engolia o gozo de Naruto, limpando cada vestígio, como a boa submissa que era. 


Após a sensação de adrenalina consumir os corpos dos três, Sasuke se acalmou, liberando a mulher de suas amarras, e ela seguiu para o banheiro, onde precisaria entrar debaixo da água quente para relaxar os músculos doloridos, ou só Deus sabe quais seriam as consequências. 


Depois soltou Naruto, que se vestiu apressadamente, enquanto Sasuke deixava uma cartela de analgésicos sobre a cama, perto da bolsa de Hinata. Depois caminhou até a poltrona, onde se sentou e esperou que o Uzumaki viesse até ele, e se não viesse estava preparado para todo e qualquer argumento do loiro. 


— Vamos dar um tempo — Ou quase todos — Não está mais dando certo…


— Não está dando certo? — Sasuke mantinha um sorriso cínico no rosto — Não vejo onde não tem dado certo Naruto, deve estar enganado. 


— Realmente — O loiro disse sério, caminhando até a porta — Eu me enganei por muito tempo, achava que poderíamos conversar numa boa. 


— Você quer terminar o nosso namoro? Que porra é essa? — Ele se levantou, chutando a mesinha de madeira próxima as poltronas — Diga de uma vez e não fique de enrolação caralho.


— Sim, quero terminar com você Sasuke — se encheu de coragem e encarou o Uchiha — Você é muito mesquinho e egoísta, só pensa em si próprio — Naruto gritou de volta com os olhos cheios de lágrimas — Pensei que me amasse, mas me enganei. 


— Quem sabe da porra dos meus sentimentos por você sou eu — Sasuke gritou furioso — Sempre lhe dei tudo que precisava, tudo… Você não pode dizer que eu não te amo — Sasuke se virou, passando as mãos pelo cabelo molhado de suor — Já que precisa de um tempo eu lhe darei, depois conversamos. 


Naruto saiu da casa sem dizer nada, sentia seu coração se partir a cada batida e não negaria que foi difícil dizer palavras duras para Sasuke. Mas precisava, aquilo já estava entalado em sua garganta a meses. 


Quando saiu da casa olhou para o céu, a noite escura e sem estrelas, o vento frio e forte dava indícios de que iria chover. Limpou as lágrimas ao ouvir os passos que vinham atrás dele.


— Se importa se eu fumar antes de ir? — Hinata parou ao seu lado, encarando o céu escuro enquanto levava o cigarro e isqueiro até os lábios vermelhos — Naruto não é? 


— Sim! — Ele a olhou um pouco confuso — Você pode fumar onde quiser. 


Hinata acendeu o cigarro, olhando para o homem e vendo as pequenas lágrimas se formando nos olhos azuis. 


— Me desculpe — Sorriu docemente — eu acabei ouvindo a discussão de vocês, não propositalmente, eu estava apenas me vestindo.


— Não se preocupe com isso, não tem importância mais. 


— Espero que não tenham terminado por minha causa, ele me contratou apenas para essa noite — Ela concluiu, como se devesse lhe passar aquela informação. 


— Quem me dera a razão dos meus problemas com Sasuke fosse você — Ele suspirou e sorriu para ela — terminamos por que ele é um cretino egoísta. 


Hinata deu uma tragada no cigarro, sorrindo ao ver o bico formado nos lábios do loiro. Soltou a fumaça e jogou o cigarro no chão, amassando com a bota de couro preta. 


— Se me permite dizer, ele te ama, do jeito dele, mas te ama. — Naruto a olhou confuso novamente — Os Uchihas são complicados quando o assunto é sentimentalismo. 


— Sofreu o mesmo com Madara? — quis saber — Digo, o egoísmo e a falta de sensibilidade? 


— Nos dávamos bem apesar de tudo — ela sorriu com carinho ao se lembrar — Mas precisei aprender a lidar com diversas situações complicadas.


— Posso perguntar por que não estão mais juntos? 


— Quando somos crianças temos sempre um brinquedo preferido, aquele brinquedo que se sumir ou estragar, ficamos sem comer ou dormir, chegando a ficar doentes. Esse brinquedo que não emprestamos para mais ninguém, mas chega um dia que acordamos e já não gostamos mais desse tipo de brinquedo, queremos algo melhor. — Ela explicou gesticulando — Da mesma forma são os relacionamentos.  


— Espero não ter sido apenas um brinquedo nas mãos de Sasuke — Ele abaixou a cabeça, demonstrando sua tristeza. 


— Ninguém conseguiria te tratar como um brinquedo Naruto — Hinata sorriu, iluminando o olhar de Naruto ao tocar seu rosto — você é intenso e gostoso demais para isso meu bem — Ela piscou sorridente e então se afastou acenando para o loiro. — Tchauzinho! Nos vemos por aí querido…


Naruto enfiou as mãos nos bolsos, contemplando as nuances de Hinata, que a minutos atrás o chupava com desejo e agora sorria como uma colegial. 


Notas Finais


Nos vemos no próximo 😉😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...