1. Spirit Fanfics >
  2. DONO do MORRO >
  3. Capítulo 80

História DONO do MORRO - Capítulo 89


Escrita por:


Capítulo 89 - Capítulo 80


Hariel 

Qual foi, mulher arrebentou a outra rs, eu ri pra caralho, sou de deixar ter briga no meu morro não, mais a vadia tava precisando.

Paulo: Emilly ele tá chorando aqui - apareceu com Vitor chorando 

Emilly: deve ser fome - pegou ele e foi saindo eu seguir ela , ela subiu a escada e entrou no nosso quarto, sento na cama e começo a dar de mama pra ele - acho que é a música alta também 

_ já mando os mano baixa - bebo minha cerveja - nois vai ter o papo agora ? 

Emilly: você quer fala oq Hariel? 

_ como assim oq Emilly? Sobre nois pó ,tu já não teve tempo suficiente não 

Emilly: sei lá hariel, nada vai mudar cara , as piranha vão cola mais ainda 

_tu nunca deu bola pra ela amor , nem eu, tô com saudades pó , até das tuas maluquice me infernizando diretão 

Ela riu , não vou sair desse quarto até essa mulher volta pra mim, levantei e tranquei a porta, ela me olhou estranho.

Emilly: que foi? Pra que isso? 

_ nois vai conversar, e nois vai se resolver, se não nois não sai daqui - deitei na cama e coloquei a mão atrás da cabeça

Emilly: para com isso cara o Vitor aqui - ela vira pra mim 

_ num tem problema, ele é bebezinho - falei na malícia, seis tão ligando

Emilly: cala boca hariel - riu

_ tu vai volta pra mim ? 

Emilly: vou nada tu tá infantil demais já 

_ tão beleza nois fica aqui 

Emilly: Hariel eu tô com fome sabia, eu quero come 

_ eu também quero come - Malícioso mermo 

Emilly: da a chave aí cara 

Coloquei a chove no meu saco e ri pra ela que revirou os olhos

_ paga gata 

Emilly: infantil demais - ela coloca o Vitor na cama do meu lado e veio até mim

Ela puxa meu shorts junto com a cueca e coloca a mão dentro , só senti a mão dela encostando no meu pau ,já fiquei duro , ele conseguiu achar a chave , quando ela aí sair de perto de mim, eu puxei ela e ela caiu no meu colo.

_ tu é minha mulher tem jeito não - beijo ela com intensidade , coloco a mão na bunda dela e puxo mais pra mim

Emilly: o Vitor tá aqui hariel! Vou transar não 

_ pode pá , hoje a noite não vamo transar... Vamo fazer amor - ela ri e me dá um selinho

Emilly: tá agora deixa eu comer 

_ vai mulher 

...

00:00 geral já tinha vazado, só ficou a Emilly e meus pivete mesmo, o Gui tava no sofá dormindo já , brinco pra caralho , daí deitou no sofá e dormiu, já o Vitão tá acordado que é uma beleza, já mamo sei lá quantas vezes e cago que só por Deus, mais tá aí.

_ tu não vai dormir cara, quero come tua mãe - coloco ele em pé na minha perna e segurei ele por baixo do braço

Emilly: cala boca - grita da cozinha, tava comendo saporra 

Coloquei o Vitor no meu peito e fiquei batendo nas costa dele, tava assistindo um desenho que passava na teve, eu tava chapado tá ligado, aí nem sei oq tá acontecendo.

...

1:30 da manhã e finalmente o cuzão lá dormiu, depois que a Emilly entro no quarto já foi puxando ela pra cama.

_ saudade da porra morena - beijo o pescoço dela que se arrepia 

Emilly: também hariel - morde os lábios 

_ hoje eu quero tudo amor, tu vai sentir um prazer que nunca sentiu, nois vai vira a noite no amorzinho - sussurrei pra ela e mordi sua orelha de leve , ela solta uma risadinha fina

Deixo um chupão leve no pescoço dele e me afasto tirando minha camisa, ajudo ela a tira o vestido que ela tava usando.

Dou um beijo nela e depois chupo sua boca, vou descendo minha mãe pela lateral do corpo dela e chego na calcinha de biquíni, puxo o lacinho da calcinha e depois o outro tiro e jogo pra longe.

Vou descendo meu beijo por todo corpo dela até chegar na bucetinha gostosa dela.

Coloco minha língua e ele geme baixinho, começo a chupar ela enquanto Passo o dedo no clitóris dela, chupo com mais força ela que geme mais alto.

Fico Ali por alguns suguidos, até que sinto ela gozando na minha boca, gostinho doce, tão deliciosa.

Subo de novo e beijo ela mais um vez , tiro meu shorts e a cueca , ela abre as pernas , roço meu pau na buceta dela que suspira.

Meu pau tava duro pra porra , chega a doer até.

Tiro o biquíni dela e chupo seus peitos , enfio meu pai na entrada dela e começo a me movimentar devagar , aínda chupando os peitos dele.

Me afasto e fico olhando no olho dela, vou mais rápido com os movimentos, o barulho da cama batendo na parede e nossos corpos chocando, era oq se ouvia , eu gemia baixinho e ela tava elevando já.

Soquei mais rápido e mais forte ,tava gostoso demais, meu pau na bucetinha apertada da minha mulher , melhor sensação.

Eu tava Loco por ela , sei lá tava com um tesão da porra velho , nossa melhor transa tá sendo agora fi.

Foi mais rápido, ela gemia e se contorcia pedindo pra mim não para, eu tava querendo fica assim pra sempre, sensação boa da porra.

Escutei um estralo da cama mais nem liguei , continue metendo gostoso, ela colocou as pernas em volta da minha cintura, senti que o meu pau foi fundão.

Meti Rapidão e soltei um gemido Altão, tava pra Controlar não tava bom demais.

Tava quase gozando, quando um barulho se fez presente no quarto, só senti a cama desse com tudo, slc , quebramo a cama.

Ri junto com ela e coloquei meu rosto no seu pescoço, continua nos movimentos até gozar.

_ caralho - deitei do lado dela ofegante pra Caralho - que bagulho foi esse Irmão

Emilly: hariel a gente quebro a cama - ela riu e eu também 

_ te amo minha vida - abracei ela e dei um beijão

Emilly: também te amo 

Aí só foi alegria, brincamo a noite toda, nosso amorzinho era de outro mundo e que se foda se a cama tava no chão.

*** 

Maratona 4/5



Notas Finais


Kkkk isso aí pó

Gente eu não gosto de cobra sabe, queria só saber oq vocês estavam achando da fic por issoedi dois capítulos de meta de comentários, mais continuei a comentar oq acham e se quiserem um favorito, brigada a todos os elogios 💓💕

Seis são foda ♥️💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...