História .dont be a rapist - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Dont Be A Rapist, Droubble
Visualizações 5
Palavras 211
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Droubble, Famí­lia, Violência
Avisos: Estupro, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Faz tempo que eu não posto algo por falta de inspiração, porém algo me aconteceu e eu estou com vontade de demonstrar tudo que sinto ou já senti sobre certos assuntos! Essa é uma história fuckin' especial pra mim por se tratar de algo que aconteceu na minha família com uma prima minha. Ou seja, é algo de total coração mesmo.
Sem contar que violência sexual vem sendo um tema muito banalizado em algumas histórias, então achei que seria legal mostrar como uma vítima realmente se sente e sofre nesse mundo.

Enfim, espero que seja do agrado de quem ler :)

Capítulo 1 - Sophia.


Fanfic / Fanfiction .dont be a rapist - Capítulo 1 - Sophia.

— .don't be a rapist

Ele não tinha entendido que eu não queria. Mesmo eu tendo repetido várias vezes, mesmo eu tendo dito que estava doendo, mesmo eu chorando e gritando, ele não parou. Era asquerosa a forma que meu primo me tocou e, obviamente, eu fui tratada como mais nojenta ainda por ter o deixado me violentar sexualmente por três anos da minha vida.

Os meus parentes me julgaram como errada quando eu contei, quando denunciei e fiz justiça. Eles diziam que eu fiz porque quis, colocaram a culpa na minha falta de inocência, mas talvez não tenham entendido a parte de que eu só tinha doze anos quando tudo começou; eles não entenderam que eu era apenas uma criança indefesa e que não sabia nem todas as cores do mundo direito. Apontaram-me o dedo, gritaram contra mim! Disseram que eu havia arruinado a vida de um futuro Engenheiro Naval; contudo, esqueceram-se de que esse tal Engenheiro Naval havia destruído todo um futuro psicológico de uma pessoa comum.

Minha família muito me disse para eu não ser estuprada. Muito me jogaram a culpa de tudo, como se eu realmente pedisse para ser violentada.

A única coisa que eles esqueceram é que se eu quisesse tudo que aconteceu, não se chamaria estupro.


Notas Finais


espero que tenham gostado <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...